História Mercy - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Ely_Dallas

Postado
Categorias Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack and Jack, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Dove Cameron, Hayes Grier, Romance, Tragedia
Exibições 132
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amores, eu tô torcendo pra vocês poderem ver o gif (algumas pessoas não conseguem, pq deve ser algum bug loko sla), pq ele acabou comigo e deixou o cap mais "WOW" eu acho...
Bom, boa leitura e eu espero que gostem!
Eu acho que não temos nenhum aviso...

Capítulo 3 - I'am back! (Hayes)


Fanfic / Fanfiction Mercy - Capítulo 3 - I'am back! (Hayes)

Dubai- 26/05/2020

Eu estava parecendo aquelas garotinhas de filme adolescente que ficam pulando na cama e sorrindo que nem bobas.

Minha família e eu iríamos voltar para Califórnia, assim que minha mãe me contou eu só faltei gritar de tanta felicidade, eu iria rever minha pequena e aquilo me deixava com o coração muito acelerado.

Minha mãe disse que iríamos depois de amanhã bem cedinho e que já deveríamos começar a arrumar as coisas para a mudança.

Subi para o meu quarto e me joguei na cama sorrindo, peguei uma foto minha com Luany e a prensei contra meu peito.

Sky apareceu na porta e veio até mim, me sentei na cama e a esperei falar algo.

- Por que está tão feliz? - Perguntou confusa.

- Ainda lembra de Luany?

- Então é por causa dela?! - Ela subiu na cama e sorriu e logo pulou em cima de mim. - Pelo ao menos agora, não vou ver mais a cara dessa sua "namorada". - Ela fez aspas. - E Luany é muito mais legal e divertida do que ela.

Sky tinha muito ciúmes de minhas namoradas e fãs, mas com Luany era tudo diferente.

Apenas sorri e revirei os olhos, ela saiu de cima da minha cama e andou para fora do quarto.

"Preciso terminar com Anne"

Pensei e peguei o celular, claro que eu não iria terminar com ela por mensagens. Mesmo ela sendo uma idiota as vezes, ela merecia um término digno.

"Será que podemos nos ver hoje? Precisamos conversar..." - Hayes.

Joguei o celular na cama, e comecei a arrumar as coisas. Algumas horas depois tudo estava pronto para ser encaixado.

E meu celular apitou avisando que uma nova mensagem havia chegado.

O peguei e era uma mensagem de Anne.

Love you - 16:58

"Claro! Também preciso conversar com você. Posso ir aí agora?"

"Seria bom! :-$ " - Hayes.

Resolvi ir tomar um banho que durou uns 30 minutos, e Sky bateu na porta.

- A vagaba da sua namorada tá aqui!

Ela falou aquilo alto o bastante para todos que estavam na casa escutarem.

- Hey! Você só tem 11 anos! Olha essa boca!

Não a repreendi por ela ter chamado Anne de vagabunda, mas acho que ela deveria lavar aquela boca.

Enrolei a toalha na cintura, e saí do banheiro. Fui para o meu quarto e Anne estava sentada na cama, emburrada.

- Sua irmã deveria ser mais educada. - Ela bufou e eu fechei a porta.

- Não tenho culpa se ela é sincera. - Sussurrei para mim mesmo.

- O que queria me contar? - Mudei de assunto enquanto ela observava o meu quarto em "mudança".

- Recebi um convite para desfilar no Brasil em um festival que irá ter ne um estado de la! - Ela bateu palmas e pulou na cama. - Vai trocar de quarto ou algo do tipo?

- Fico feliz por você, e sobre o meu quarto... Eu vou me mudar para a Califórnia. - Terminei de me vesti.

- O que?! - Sua voz falhou.

-Isso mesmo! - Fui até ela. - Precisamos terminar... - Tentei pegar em sua mão mas ela recuou. - Desculpe.

Ela apenas balançou a cabeça negativamente e se levantou andando em direção a porta do quarto.

- Sei que vai ficar com Luana.

- Luany. - Corrigi.

- Tanto faz! Você poderia ser mais delicado as vezes sábia? Terminar um namoro parece algo tão simples para você! - Ela gritou.

- Você queria o que? Nosso "namoro" é apenas um mero contrato! E por mim não faz mal perder alguns dólares o quebrando.

Uma lágrima solitária desceu pelo rosto dela.

- Você é... - Ela não terminou a frase e saiu correndo de casa.

Sky apareceu, e bateu palmas.

- Mesmo essa briga sendo curta foi uma das melhores.

Sorri, Sky conseguia quebrar o clima tenso apenas com uma frase.

Ela deu de ombros e saiu do quarto.

2 dias depois: 28/05/2020

- Todos prontos?! -Gritou meu pai dando partida no carro.

Gritei um "sim" e sorri. Mas a preocupação e um frio na barriga logo tomaram conta de mim.

Eu não podia voltar para Califórnia assim do nada e dizer para Luany que estava de volta.

Isso seria muito insano e idiota da minha parte.

Fiquei imaginando Luany agora, quando fui embora eramos apenas dois adolescentes apaixonados.

Agora ela deve ser uma linda mulher e mais experiente.

E eu um homem muito gostoso, claro! E mais experiente? Talvez.

Passaram-se algumas horas e logo estávamos em frente a minha antiga casa.

Desci do carro, e a encarei por um tempo.

- Lar doce lar. - Disse minha irmã.

- É. - Forcei um sorriso, e coloquei as mãos na barriga.

Minha mãe fez questão de entrar dentro da casa primeiro, e quando foi a minha vez percebi que ela estava muito conservada. Alguém havia cuidado dela.

- Quem cuidou da casa, enquanto estávamos fora? - Perguntei para meu pai.

- Paguei um cara, todos esses anos.

Dei de ombros e subi para o meu antigo quarto, a casa estava apenas com alguns móveis que havíamos deixado.

Os nossos móveis iriam chegar hoje a noite. Foi o que meu pai disse.

Comecei a pensar em Luany... Eu queria vê-la, senti-la, beija-la...

Então procurei minha mãe pela casa vazia. E a peguei com um sorriso bobo mo rosto, aquilo me fez sorrir também. Quando ela notou minha presença, pulou de susto. E eu ri com o seu susto.

- Aí garoto, quer me matar é? -Ela colocou a mão no peito e tentou regular sua respiração.

- Desculpe, sabe se Luany ainda mora na mesma casa?

Ela sorriu para mim.

- Sim, ela ainda mora na mesma casa!

Me virei e comecei a andar para a porta, não dei tempo de minha mãe falar mais nada, e comecei a andar em direção a casa de Luany. Era duas ruas acima da minha, tudo estava do mesmo jeito que vi à quatro anos atrás, e uma brisa gélida me fez arrepiar. Era raro está com um clima assim, na Califórnia.

Eu estava tão distraído com meus pensamentos que nem tinha visto que eu já tinha passado da casa de Luany. Voltei até sua casa e parei em frente a porta.

Meu coração acelerou, minha respiração estava pesada e comecei a suar frio.

Tomei coragem e bati três vezes na porta.

- Eu atendo!

Era a voz de Luany. Há... Como eu estava com saudades da sua voz!

Ouvi seus passos se aproximarem e observei a porta sendo aberta.

Ela estava linda!

Sorri ao vê-la.

Ela apenas ficou ali paralisada, com os seus olhos fixos aos meus.

- Benjamin?! - Ela gaguejou um pouco, fiquei ainda mais preocupado e trêmulo, ela só me chamava assim quando estava triste comigo e com raiva de mim.

- Luany... - Sorri ainda mais para ela.

- Quem é filha?!

Ela não respondeu apenas direcionou sua mão até o meu rosto e me deu um forte tapa no rosto, segundos depois senti a ardência que o seu tapa causou.


Notas Finais


EAI O QUE ACHARAM? Eu quando fui ler pra ver como ficou, chorei um pouco... Pq sou dessas que chora por qualquer coisa, e lendo fanfic eu choro mais...
Masok, eu to bem eu acho, até o próximo cap ou comentários sla, bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...