História Mercy (Jikook) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Sexo, Yaoi
Exibições 119
Palavras 835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee! Postei o mais rápido que pude por que me senti na obrigação, já que o cap passado foi bem curto e deixou a desejar hihi.

Boa leitura <3

*Depois vejam as notas finais*

Capítulo 10 - Capítulo Dez


[Jungkook P.O.V]

— Vou preparar algo para almoçarmos, já volto. — Jimin sai do quarto e eu e Tae ficamos sozinhos.

— Por que você está assim? — Tae pergunta se aproximando.

— Foi a chuva de ontem. — Dou de ombros.

— Ah. — Ele senta próximo a mim na beirada da cama. — Vocês se dão bem?

— Hã?

— Você e Jimin.

— A-ah... S-sim, eu acho.

— Hum. — Será que ele estava com ciúmes?

— Tae.

— Sim?

— Você vai ser sempre meu melhor amigo não importa o que aconteça, certo?

— Claro. Por que?

— Preciso contar uma coisa. — Ele fica atento. — Promete que nada vai mudar entre nós?

— Sim, prometo! Agora conte!

— Estou com medo.

— Qual é, Kookie! Sou seu melhor amigo e sempre te apoiei em tudo. Estarei sempre ao seu lado.

— Eu... — Suspiro ainda sem conseguir contar.

— Aish! — Ele levanta da cama impaciente.

— Sou gay. — Completo. Ele vira e não consegue conter o riso.

— Droga, eu sabia que não deveria contar! — Ele continua rindo.

— Olha, se você não quiser mais ser meu a...

— Já sabia. — Ele não me deixa completar.

— O que?! — Levanto e fico sentado na cama.

— Bom, não que eu soubesse... Mas já desconfiava.

— Como?

— Você nunca ficou com nenhuma garota, e eu garanto que não foi por falta de opção. — Ele ri. — Ah, e eu também sou. — Fico de queixo caído.

— Eu sei, nem passou pela sua cabeça né? — Ele se gaba com a sua 'masculinidade'

— Eu que sou lesado mesmo. — Brinco.

— Ei! — Ele me dá um soquinho. —  Eu sou másculo!

— Ok, ok... Você venceu. — Rimos.

— Então... Era só isso que tinha para me contar? — Assinto. Queria contar sobre o que eu tive com Jimin um pouco antes de ele ligar e estragar tudo, mas não sabia se ele iria gostar que alguém já soubesse.

— Viu só? Não precisava ficar com medo, você pode me contar tudo. — Ele vem até mim, se inclina e me abraça. Eu retribuo e depois ele me dá um beijo na testa.

— Aqui est... Desculpem. — Era Jimin com o almoço. — Interrompi algo?

— N-não — Paro de abraçar Tae e me levanto sem jeito. — N-nossa... O-o cheiro está ótimo. — Tento mudar de assunto.

— Espero que não seja só o cheiro. — Ele nos entrega os pratos como se nada tivesse acontecido. Não dava para saber o que ele estava sentindo, pois estava sem expressão.

— Uau, está muito bom. — Tae elogia a sopa picante de peixe.

— Deve ser por que eu cozinhei com carinho. — Ele fala baixo de um jeito que só eu pude escutar. Abaixo a cabeça como se fosse uma maneira de demonstrar arrependimento, mesmo não sendo culpado. — Se me dão licença, eu marquei de sair com um amigo. 

— M-mas e-eu... Preciso de alguém para me ajudar. 

— Tae ficará com você. — Ele fala friamente e sai do quarto.

[Jimin P.O.V]

~ Message On ~

Você: Posso passar aí? - enviada às 13:00

Hoseok: Pode sim. - recebida às 13:03

~ Message Off ~

— Então... — Hoseok fecha a porta do seu quarto. — Algum motivo especial para vir à casa do seu maravilhoso amigo assim do nada?

— Não... — Minto. — Precisa de um motivo?

— Eu te conheço e você está estranho. Pode começar à falar. — Ele fala e eu suspiro. 

— Sabe o Jungkook?

— Sei, o que tem ele?

— Eu... Estou gostando dele. 

— Wow, revelações...

— Não é esse o problema. Meio que já aconteceu algo entre nós dois... Na verdade estava acontecendo, mas o Taehyung resolveu ligar e dizer que estava indo até nossa casa. Até aí tudo bem, eu e Jungkook poderíamos apenas deixar aquilo para depois, mas de repente eu entro no quarto e vejo os dois abraçados e o Tae beijando a testa dele.

— Sério?? Que merda. — Ele parecia tão arrasado quanto eu.

— E olha que aconteceu comigo. Imagina você no meu lugar.

— Praticamente estamos na mesma situação. 

— Como assim..? — Questiono.

— É que... Eu gosto do Tae. — Ele confessa. Eu já sabia que ele também era gay, mas não que ele gostava do Tae. — Ele parecia sentir o mesmo, mas pelo visto eu estava enganado. Eu prefiro acreditar que pode ter sido um mal entendido. — Ele completa.

— Acho difícil.

— Apenas espere para ver o que Jungkook tem a dizer.

~ Quebra de tempo ~

Fiz questão de voltar para casa só de noite, porém não voltei tarde. Eu sentia que estava incomodando se ficasse tempo demais na casa dos outros. Quando eu abro a porta de casa me deparo com Taehyung. Muitos no meu lugar começariam a desprezá-lo pelo que ocorreu hoje, mas reconheço que ele não tem culpa, já que há alguns dias nem sabia que Jungkook e eu nos conhecíamos.

— Já vai, Tae Tae?

— Sim. Meus pais não gostam que eu volte tarde para casa. — Por um momento começo a imaginar as coisas que eles fizeram enquanto passaram esse tempo todo sozinhos. — Até mais. 

— Até. — Respondo e entro cuidadosamente em casa, para que Jungkook não perceba a minha presença. Vejo que a porta do quarto dele está fechada. Ótimo. 

— Você vai me ouvir, querendo ou não. — Lá estava ele. Sentado em minha cama, ainda rouco e cansado.


Notas Finais


Uma pergunta: quem vocês preferem que seja o ativo da relação? Oo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...