História Mesmo que queira não consigo parar de te amar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Exibições 42
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Cap.1




Marinett estava na varando do seu quarto a deslumbrar a beleza das estrelas até que alguém bate a porta e a azulada entra imediatamente para o seu quarto fechando a porta da varanda.

-Pode entrar! (Diz num tom nervoso)

A porta abre-se lentamente 

-Ola Mari

-(Suspiro) Brigitt assustaste-me!

-(Riso) Desculpa! Novamente na varanda?

A azulada menor assentiu com a  cabeça.

-Tu bem sabes que não podes ir para a varanda desde daquilo...

-Sim...sei perfeitamente mas eu adoro ver as estrelas no seu parecem tão livres...

A azula menor sentou-se na cama, a sua irmã sentou-se atrás dela fazendo uma trança nos seus cabelos azuis como o céu.

-Bri...porque que não podemos ser simplesmente livres como aquelas estrelas?

-Mari...as estrelas só tem obrigaçãode estar no céu...

-Gostava de ser uma estrela...a mãe também é uma?

-Sim...(sorriso)

-A mamã está a ver-nos?

A azulada maior assentiu com a cabeça

-Ela está a tomar conta de nós lá no céu!

Diz Brigitt

Marinett sorri

-Agora pequena princesa está na hora de ir dormir se não o pai vai nós castigar!

A azulada menor desfez a cama e deitou-se.

Brigitt cobriu a sua irmã e deu-lhe um beijo na testa.

-Bri!

-Sim?

-Podes ligar a luz...

-(Sorriso) Sim claro...

Antes de fechar a porta ligou a luz de presença da sua irmã mais nova em forma de estrela.

-Boa noite mamã...

Ela adormeceu

Na atualidade

Marinett tornara-se uma linda adolescente, com apenas 16 anos já sabia tudo oque uma princesa deveria saber, sua irmã Brigitt de 21 anos, actualmente casada com o Príncipe Felix vivia num castelo ali perto, mas para ir tinhamos ir de carruagem ou de Cavalo.

Tinha ficado sozinha no castelo com o seu pai, que estava sempre a trabalhar.

A Princesa passara horas no jardim real a desenhar roupa.

Mas num dia viu uma pequena uz vindo da estufa real onde tinha as flores que sua mãe plantara, curiosa aproximou-se e viu um pequeno ser vermelho, levou para o seu quarto e deitou numa antiga cama de bonecas que tinha.

Examinou aquele ser vivo, era vermelho parecia com uma joaninha embora elas não fossem assim tão grandes.

Passado alguns minutos o ser vivo acordou e a princesa assustou-se.

-A-Aonde estou? (Ccoçando os olhos)

-T-Tu podes falar?! (Visualmente assustada)

-Sim...eu sou uma Kwami!

-O que tu fazias na estufa da minha mãe?

-Eu estava a voar e de repente veio uma ventania e eu cai nessa estufa.

-(...)

-Eu sou a Tikki muito prazer! (Sorriso)

-Eu sou a Marinett (Sorriso)

-Tikki não tens família?

-Não...

-Queres ficar comigo?

-Se não te importares...

-Claro que não! Pelo menos já tenho alguém com quem Conversar...

-Eu também estou contente de ter alguém comigo!

***********************************

Adrien estava no jardim a dormir de baixo de um sobreiro.

Plagg cai em cima de Adrien fazendo o loiro acordar.

-Mas oque que?!

-Eu sou o Plagg

-Eu sou o Adrien, agora podes sair!

-Que mal criado!

-Deixa-me em paz!

-Uma pessoa aqui Disposta a dar-te super poderes...

-Oque poderes?!

O Loiro levanta-se

-O que queres dizer com isso?

-Posso te dar poderes, aliás estava a tua procura.

-A minha procura?

-Sim, eu sou um Kwami, e posso te dar poderes, o teu poder é da destruição, quando dizeres "Transformação" vais te transformar no Chat Noir o super herói da noite.

-Transformação!

Adrien transforma-se.

Adrien vai para a floresta, e vê uma luz vinda do fundo e corre até la.

Ao chegar ao fundo, encontra um lago com uma água cristalina.

Ao aproximar-se encontra uma rapariga que aparentava ter a mesma idade que ele.

Estava sentada na relva, a observar as estrelas.

O Loiro esconde-se na pedra gigante que estava um pouco atrás da rapariga desconhecida.

A rapariga começou a cantar uma canção bela que despertou Adrien, aquela música ele já ouvira num sonho e a voz era a mesma, será que aquela é a rapariga que tinha aquela voz delicada o seu verdadeiro amor?

O loiro sentiu algo no seu peito, algo quente e agradável, pós a sua mão no peito e sentiu o seu coração a palpitar.

A desconhecida apercebeu-se de uma madeixa loira e levantou-se rapidamente.

-Q-Quem está aí?!

Ela fala assustada

O loiro apercebesse da sua madeixa loira a voar mostrando a mesma.

-D-desculpa...tem calma não faço mal!

Fala o loiro saindo do seu esconderijo

-Como vou saber se tu és um dos espiões do reino vizinho?

-Espião? Achas que tenho cara de espião? 

-B-Bem não parece lá muito...

-Eu sou um super herói, Chat Noir encantado.

-Sou a Marinnett Cheng! (Sorriso)

-O que fazes aqui sozinha?

-Apenas olhando para as estrelas...

A Marinnett senta-se na relva novamente.

-Gostas de ver as estrelas?

O Loiro senta-se ao seu lado

-Adoro!

Os olhos verdes esmeralda fixam-se nos olhos azuis safira de Marinett.

Nesse momento houve uma faísca, e o loiro apercebeu-se que tinhao coração aos pulos.

-Está tudo bem? (Sorriso)

-S-Sim!  (Sorriso)

O loiro repara que tinha acabado de sorrir, ele estava incrédulo, ele tinha sorrido novamente tudo por causa de Marinnett.

-És sempre um super herói ou tens uma vida dupla?

-Desculpa senhorita mas não posso revelar a minha identidade.

Ela ri e ele também 

O anel de Adrien começa a apitar.

-O teu anel...

-Vou me destransformar daqui a 5 minutos, adorei a nossa conversinha.

Ela ri

-Adeus estranho mascarado

-Adeus Mari!

Ele beijou a sua mão e desapareceu

Marinnett pós as mãos  o seu peito onde se situava o coração e sentiu aos pulos.

-Sera que me apaixonei pelo estranho mascarado?

Olha para o céu 

-Mãe sera que isto é obra tua? Ou será o destino? 

Ela sorri






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...