História Mess - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Sabrina_Modricc

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 14
Palavras 1.859
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi pessoassss mais um capítulo espero que gostem.

Cap de hj: Um erro

Obs : Foto da capa era pra ser o Caio mas não aparece mesmo cortando a foto ela não fica (não sei se é algum bug então vai ser essa mesmo).


Obs 2 : esse capítulo não tava tão bom mas aí passei pra minha co autora (já mencionada em outro capítulo) e ela fez ele ficar ótimo então é claro que eu não poderia deixar ela sem os créditos.

os créditos desse Cap a Sabrina_Moddric (não sei se realmente se escreve assim então se não for não me bata u.u😂😂 e so pra lembrar ela tem uma fic sozinha que é ótima “stone cold” sugiro)


Boa Leitura!

Capítulo 5 - An error?


Fanfic / Fanfiction Mess - Capítulo 5 - An error?

Babs on

Acordo com um serzinho sentando em cima de mim pra ser mais Especifica sentando em minha barriga

- Bom diaaaa - ele diz com um sorriso travesso

- Bom dia meu amor - digo dando um beijo nele

Ele começou me fazer caretas levantou e correu no quarto dizendo que eu não iria conseguir pegá-lo, ele vê que eu não levanto e faz bico se aproxima de mim e então eu o pego e encho-o de cócegas o que faz o mesmo rir a gente ficou brincado por um tempo até que Caio apareceu na porta.

- Olha parece que todos acordaram - ele diz sorrindo

- Bom dia - digo sendo mais simpática

- Eu tenho que ir pra a escola hoje?- Leo diz manhoso

- Tem sim e é melhor começar a se arrumar - ele diz entrando no quarto e levantando Leo e o levando em direção ao banheiro do corredor

- Tá eu vou, mas quero tomar banho sozinho!

- Ih aí você tem que ver com a sargenta Mãe - ele diz rindo

Leo foi tomar banho e eu fiquei sentada na cama conversando com Caio

-Então, você namora, trabalha, ou estuda? - ele diz em um fôlego só.

- Não para todas as alternativas... Digo dando um sorriso sincero para Caio.- Aí meu Deus a escola... Que horas são?

- 6:40 - ele diz calmo

- Preciso ir embora agora! Digo correndo para me despedir do meu irmão.

- Eu te levo vamos

Apenas acinto com a cabeça e continuo correndo pela casa apressadamente a procura de Leo.

-Olha eu tenho que ir agora ok?

-Não, eu não quero que vá. Ele se agarra em meu pescoço.

-Se voçê me soltar, eu prometo que volto para podermos passear.

-Tábom. Leo sorrir satisfeito para mim. Em seguida deixo um beijo em suas bochechas gordas e vou para o carro junto com Caio.

Caio me levou até em casa no seu carro, e na despedida sem querer rolou um quase beijo, so que havia sido no canto da minha boca. Ele corou e eu simplesmente ignorei aquilo pois não significou nada para mim, sai de seu carro agradecida pela carona logo entrei em casa e me deparei com meus matérias em cima da mesa da cozinha.

“ Como ontem você não estava aqui, fui com umas amigas minhas ao shopping comprar algumas coisas e acabei comprando seu material, espero que goste, eu e o Luke chegaremos apenas hoje à noite então até lá beijos

~Jenni”

Era tudo tão lindo não tinha do que reclamar, peguei tudo que iria usar e coloquei na bolsa, fui para o banho, e quando sai optei por uma blusa preta onde tinha escrito em branco um abaixo do outro “Coffee, tea, pancakes”, um casaco branco, uma calça azul e uma bota preta.

Peguei minhas coisas e quando saia do meu quarto Dylan por algum motivo me esperava na porta.

- Ah olha só quem resolveu aparecer...

- Oque? Está se referindo a ontem à noite?

- Quem é aquele que te trouxe? Ele pergunta ignorando à minha.

- Um garoto.. que apenas me ofereceu uma carona e eu aceitei nada de mais... - digo revirando os olhos

- Eu vi vocês se beijando - Ele diz com cenho franzido

- Ficou maluco? Não teve beijo se é com isso que você está preocupado... ou com ciúmes!

- E... Eu? Ci...u..ciúmes? Eu não - ele diz sem muita convicção

- Não é o que parece...

- Eu só estava... Eu estava bom ...estava preocupado- ele diz repetindo e gaguejando

- Porque eu tenho que acreditar se nem você está acreditando no que fala? - digo calma

- Cala a boca BABI - ele diz um pouco irritado e em tom de deboche

- NUNCA MAIS ME CHAME DE BABI! OUVIU NUNCA! - digo alterando meu tom de voz o fazendo se assustar meus olhos começaram a lacrimejar e ele riu com desdém .

- O que foi BABI vai chorar? - ele diz cuspindo as palavras mas por dentro se perguntava porque fazia isso comigo o olhar dele demostrava arrependimento

- Eu te odeio Dylan - digo com voz alta, deixando algumas lágrimas caírem livres por meus olhos, e saiu correndo deixando Dylan no mesmo lugar, parado.

Cheguei na escola ainda correndo e fui para o banheiro onde encontrei Louise.

- Oi Barbara... está tudo bem?porque está chorando? - ela diz o preocupada vindo em minha direção.

- Nada não - Minto

- Ninguém chora por nada, quer me contar ?

- Eu não quero falar sobre isso agora... Mas prometo te contar depois ok? - Digo calma.

Ela apenas acenti e eu vou em direção a pia para lavar meu rosto, a mesma ficou comigo até a hora que tocasse o sinal.

- Acho melhor irmos - Ela diz e eu apenas concordo.

- Qual é sua aula agora? - pergunto quebrando o silêncio

- Duas aulas de educação física e a sua?

- Duas de anatomia

Ela foi me ajudar a encontrar meu armário, e quando finalmente achamos, peguei meus livros e guardei os que eu não iria usar, Lou caminhou indo para sua sala e eu para a minha.

Minhas duas primeiras aulas seriam de anatomia Dylan não tinha ficado nas mesmas aulas que eu pelo menos não dá sexta quartas e terças e eu agradeci mentalmente não estava com cabeça pra falar com ele.

Eu entro na sala e o professor me cumprimenta me apresentando a todos os alunos.

- Alunos essa é a Bárbara Emanuele Watson... deseja falar algo Srt. Watson? - apenas balanço negativamente a cabeça - então tudo bem senta naquela última banca do lado esquerdo da sala por enquanto você fica sem dupla se alguém estiver sem dupla coloco com voçê.

Apenas acenti e fui pra minha banca a aula ia começar quando algum aluno chega atrasado e a voz me era muito familiar.

- Pode entrar Caio sente-se do lado da garota novata, Bárbara Emanuele - o professor diz apontando para mim Caio apenas concorda e vem na minha direção com um enorme sorriso.

- Oi, não sabia que estudava aqui - ele diz se sentando ao meu lado

- Comecei hoje... Também não sabia que você estudava aqui

Caio e eu ficamos por alguns minutinhos jogando conversa fora, mas por conta do professor tivemos que parar e apenas falar sobre algum assunto que fosse referente a sua aula.

Depois das duas aulas de anatomia tínhamos uma aula de filosofia e duas de geografia, na parte da tarde duas de matemática e uma de geografia, e não Caio não estava comigo em todas as aulas mas as que ele não estava a Lou estava e já éramos muito amigas mesmo em pouco tempo.

Tocou para o almoço peguei meus livros e os guardei no armário só fiquei apenas com meu celular e o fone.

- Vamos Manu, estou faminta - Lou me chama apressada.

-Somos dois. - Caio diz entrando na conversa

- Somos três! - Digo indo em direção a cantina.

Pegamos a comida e sentamos em uma mesa vazia, estávamos conversando e o assunto ficou tão aleatório que eles começaram a falar sobre as piores cantadas, na verdade estavam fazendo uma disputa de quem tem a pior.

- Seu nome é Tamara né? - Caio diz dando inicio a brincadeira.

- Não porque? - Digo já rindo da cara dele

- Porque você TAMARAvilhosa - ele diz morrendo de rir

- Nossa Caio essa foi terrível - admito

- Eu tenho uma pior - Lou diz olhando pra ele - Desculpa mas eu já fiquei com você antes? Não? Então vamos dar um jeito nisso

Ela diz rindo muito, olhei ao redor e algumas pessoas da cantina nos olhavam como se quisessem dizer que somos retardados e talvez fôssemos mas isso não era importante.

- Ih nem vem, tenho mais uma - ele diz dessa vez olhando pra Lou - Você tem brigadeiro?

- Não - ela diz quase rindo

- Então me dá um beijinho- ele diz morrendo de rir

- Meu Deus aqui é uma pior que a outra - digo seria

- É agora vem a melhor de todas e dessa você não ganha Lou - ele diz com convicção

- Manda - ela diz o desafiando e ainda não acreditando que essa seria tão ruim.

- Tá lá vai! Gata se você fosse um refrigerante, seria soda, porque no meu coração SODA você - ele diz me fazendo rir muito

- Ah Caio vai se foder! Não tem como ganhar dessa eu desisto - ela diz se rendendo e fazendo Caio fazer uma pose de vitorioso

- Pronto graças a Deus acabou vamos terminar de comer.

Agradeço.

Continuamos comendo e conversando, até que vi o Dylan nos observando na mesa do lado, ele parecia sério ou emburrado quando veio em direção a nossa mesa e resolveu se sentar, Lou abriu um enorme sorriso e quando ele olhou pra ela os dois ficaram corados.

- Am Barbara qual são suas aulas da tarde - ele pergunta mesmo sabendo a resposta

- Ue agora sabe meu nome? Digo debochando.- E sobre as minhas aulas isso não é da sua conta! - o clima ficou tenso

- Isso é sim da minha conta você é minha irmã!-Ele diz ainda tentando manter a calma

- Você não agiu como meu irmão hoje mais cedo!

- Eu sei e admito que sou um idiota.

- Tá tanto faz - digo revirando os olhos - mas isso não apaga o que você me falou hoje mais cedo

- Vai ficar jogando isso na minha cara agora?

- Pode ser- digo não ligando para as sua pergunta.

Dylan respira fundo tentando ainda manter o controle.

- Vem comigo?... Por favor...? - ele diz

- Pra onde você vai me levar?

- So me segue tá?

- Não... não quero.

-Barbára se voçê não vier comigo eu faço oque quero fazer aqui mesmo. -Ele diz com sua voz alterada.

-Droga oque voçê quer garoto?

Pergunto agora de pé de frente a frente com ele. —Apenas isso.

ele diz, me puxando pela cintura e me beijando, coloca sua mão em minha nuca me puxando para mais perto de seu corpo, era um beijo calmo mas ao mesmo tempo apressado, romântico mas ao mesmo tempo grosseiro, era um sentimento diferente no caso era muitos de arrependimento, medo, paixão,insegurança entre vários outros. Paramos apenas por falta de ar.

—Voçê pirou Dylan? Porra nós somos irmãos seu idiota.

Digo passando a mão por cima da minha boca para limpa-lá. -Não, não somos.

-Agora nós não somos?

-Babs, Okay! Desculpa eu não deveria ter feito isso.

-Não, não deveria mesmo! Se a sua mãe e seu pai descobrirem ...

-Eles não vai descobrir. Ele parecia decepcionado. -Isso nunca aconteceu.

Me bateu uma certa culpa por ter falado com Dylan daquele jeito na frente de todos. Mas oque eu posso fazer? Ele pediu por isso.

O sinal tocou, e fomos para casa chegando lá fui para o banho, peguei um dos meus vários pijamas, vesti e fui deitar


Notas Finais


Desculpa qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...