História Meu - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Markson, Namjin, Taeseokkook, Yoonmin
Visualizações 33
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei com uma boah quantia de caps para essa semana!


Boa leitura!

Capítulo 8 - >7<


Você vai ficar ao meu lado?
Vai me prometer?
Se eu soltar sua mão, você vai voar para longe
Vai desaparecer, tenho medo russo
Butterfly

•••

Eu estava um caco, não consigo me concentrar em nada. Pedi uns dias de folga no trabalho para poder colocar tudo em ordem, mas a única coisa que vinha em minha mente era ele, Jackson.

    Tudo é Jackson, nossos momentos que eu tanto lutei para esquecer voltam para a minha mente em um piscar de olhos. Impossível não lembrar do que vivemos, dos seus toques delicados e cuidadosos. Mas ele me machucou tanto, me senti mal por sete anos, pôs minha ferida nunca se curou e eu apenas abafei tudo com gritos nos travesseiros e lágrima silenciadas no banheiro.

  Eu nunca mais sorri, depois de Jackson não existe nenhum homem capaz de fazer eu me sentir tão especial.

- Mark!- pulei da cadeira um pouco assustado.- Eu tô falando com você a horas!

- Desculpe Bambam.- pedi calmo.- Eu estava viajando.

- Viajando é pouco priminho.- ele ri.

   Bambam ou Kunpimook Bhuwakul é meu primo tailandês, foi com ele que fui morar depois da minha fuga, eu contei tudo a ele. Sobre Jackson principalmente, ele odiou o loiro logo de cara.

- Tava pensando nele de novo?- ele perguntou e eu abaixei o olhar.- Vejo que sim.

- Eu vi ele no hospital a uns dois dias.- mais olhos começaram a arder.- E... Ele não mudou nada! Continua sorridente e fofo comigo, mas eu sei que não posso perdoar oque ele fez.

- Por mais que eu odeie aquele filho da puta eu tenho que admitir que ele está certo.- olhei para ele incrédulo.- Vamos lá Mark! Se eu fosse um cara envolvido com drogas, armas e prostituição e ainda por cima me apaixonasse, lógico que eu preferiria a segurança dele em vez de traze-lo para o mundo do crime. Ele te ama e foi capaz de machucar você e SE machucar para te ver vivo e bem.

- Mesmo assim...

- Ah para de cu doce Mark Tuan!- ele me deu um peteleco na minha testa.- Tem sorte dele não ta por ai fodendo com qualquer uma! Ele te esperou, se fosse comigo eu já me jogava nos braços dele e a essa hora estaríamos em um sexo louco no meu apartamento.

- Você é você, eu sou eu!- rabati ainda massageando a testa.- Se você tivesse ouvido as palavras que ele disse da uma forma tão fria... Eu não aguentei Bambam, eu amo ele, mas ele teria que correr atrás!

- Não tem problema eu corro atrás de ti.- me assustei quando Jackson murmurou no meu ouvido.

- Como...- olhei para Bambam que sorria largo.- Viado.

- Bissexual pra você.- ele rebateu.

- Podemos conversar?- o loiro me fitou com um olhar pidão.

- Não temos nada oque conversar.- desviei o olhar um pouco receoso, eu não vou resistir por muito tempo.- Por favor me deixe em paz Jackson.

- Eu vou indo.- observei Bambam pegar suas coisas sorridente.

- Mas oque...

- Tchau Markie e boa sorte Jackson!- ele ascenou para nós e sumiu em meio a multidão.

- Agora você pode conversar comigo?- Jackson pediu firme.

- O que você quer?- pergunto sem fita-lo.

- Seu amor de volta.- respondeu sincero.- Quero aquele tempo de volta, o tempo em que meu único crime eram aquelas pichações e te amar escondido, eu podia ter enfrentado seu pai ou até mesmo ter colocado uma arma na cabeça dele e tudo estaria bem, mas eu fugi das responsabilidades que tinha com você. Eu fui fraco em ter pensado que machucar você era o modo mais fácil de te ver longe. Eu te amei e amo demais para te ver longe de mim.

- Você sabe que eu iria de compreender né?- engoli as lágrimas que insistiam em cair.- Que eu te esperaria, nem que estivéssemos a milhas de distância, eu te amaria mais que tudo Jackie.

- Ah Markie.- senti aquele pequeno choque quando sua mão cobriu a minha.- Eu te machuquei muito né? Nos machucamos tanto.

- Não fala nada.- pedi quase sem voz.- Apenas... Apenas me beije.

    Foi como um raio que senti seus lábios junto aos meus, sua língua me invadiu, mas eu sentia o carinho em meio aquele beijo afoito entre nós dois. Meus dedos trêmulos foram para sua nuca nos aproximando mais, era como a sete anos atrás, nosso primeiro beijo, descobrindo sentimentos novos e sensações novas, completamente imersos.

- Eu te amo.- ele disse em meio ao beijos.- Te amo demais! Céus você não tem noção o quanto te amo.

    O puxei para mim colando nossos corpos, inspirei seu perfume amadeirado que não mudou nada esses anos.

- Tem uma condição nisso tudo.- me afastei para olhar nos seus olhos.

- Eu faço qualquer coisa para te ter de volta meu amor.- suas mãos acariciam meu rosto com cuidado.

- Um recomeço.- digo sentindo a insegurança me tomar.

   E se ele não quiser? E se achar isso um absurdo? E se...

- Eu aceito.- o encarei assustado.- Vamos recomeçar meu amor, dessa vez do modo certo.

- Então.- me separei do seu abraço e estendi a mão.- Prazer sou Mark Tuan.

- Jackson, Jackson Wang.

•\•\•

  Suspirei alto, bebiriquei o café que estava quase frio. Meu, era a palavra que dominava minha mente.

     - Jin!- olhei para Jimin assustado.- Pelo amor presta atenção em mim.

- Awnt meu bebê quer atenção é.- aperto suas bochechas gordinhas.- Pode falar meu amor.

  - Yoongi me ligou.- seu rosto ficou vermelho.- Ele quer um encontro comigo.

- Nossa...- estou procurando palavras adequadas para essa situação, mas a única coisa que veio na minha mente foi: - Jungkook sabe disso?

-Aish hyung.- o moreno praguejou baixo.- Tanto coisa para falar e você fala logo do kookie? E não, eu não falei com ele.

- Desculpa e por quê?- ele abaixou o olhar.- Fala logo Jimin!

- Eu tenho medo.- disse na verdade ele sussurrou.- Você sabe como ele é, se ele souber vai matar o Yoongi e eu não quero isso. Justo agora que achei alguém tão sincero e intenso como ele.

- Sincero e intenso? Uhum sei como é...- Namjoon veio em minha mente em um piscar de olhos.

   Poxa, eu pensei que conseguiria esquece-lo por uns minuros, mas é impossível fazer isso quando olho no espelho e lembro das marcas que ele fez ontem.

•••

Eu sou dele, não quero admitir que gostei, mas falar isso na frente dele enquanto estou no seu colo não parece certo.

   - Eu devo te marcar mais para colocar na sua cabeça que é meu.- diz tirando minha camisa.

   Eu estava sem reação, ele caminhou até a sala e se sentou no sofá ( Meu sofá guarda muitos segredos) principalmente de Jimin e Jungkook.

   Estremeci sentindo sua língua passear pelo meu pescoço e descer para o meu mamilo direito. Gemi agarrando seus fios loiros, ele chupou e mordeu por longos minutos até partir para o outro e fazer a mesma coisa.

- Gosto assim.- ele fala calmo.- Quando você geme manhoso para mim.

    Trocamos de posição, ele encima e eu embaixo, seus chupões viraram mordidas, Namjoon mordeu minha cintura de um jeito que pensei que ele iria arrancar minha pele. Meus olhos se encheram de água, depois ele desceu dando selinhos até minha coxa e mordeu ali, bem forte.

- Namjoon ah.- o chamei bcaixo.

- Não me chame assim.- me arrepiei com sua voz no meu pescoço.- Eu fico mais duro ainda.

•••

 Desisto!- Jimin bate a mão na mesa, as pessoas ao redor o olham assustados.- Desculpe, hyung hoje não da para conversar com você.

- Desculpa.

   É.... Eu estou ferrado.



DESCULPE ERROS🌺❤



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...