História Meu amado de cabelo rosa - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Yukino Aguria
Tags Gale, Gruvia, Mirza, Naer, Nalu, Nami
Visualizações 146
Palavras 2.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sentiram falta pois eu também desocupem o atraso mais resolvi dar um tempo pra mim mais como eu já estava com esse capítulo pronto resolvi mandá-lo então boa leitura pessoal

Capítulo 16 - Ameaças e Lucy aprendendo a usar armas


Fanfic / Fanfiction Meu amado de cabelo rosa - Capítulo 16 - Ameaças e Lucy aprendendo a usar armas

Pov. Lucy ON

Após Natsu e eu transarmos no banheiro nós tomamos banho e depois saímos já vestidos. Eu usava um pijama que era composto por um shortinho que mostra metade da minha bunda da cor vermelha com estampa de bolinhas e uma blusinha branca com um gatinho rosa desenhado na frente.

Natsu estava usando somente um bermuda leve da cor azul e estava sem camisa assim deixando seu peitoral definido e suas tatuagens a mostra.

-- Nossa que cansaço-- Falei me jogando na cama onde Mira e Erza dormiam com a mesma roupa que eu só que a de Erza era da cor roxa e a de Mira era branca.

Natsu-- Eu também estou cansado-- Ele disse deitando em cima de mim com a cabeça entre meus seios mais sem precionar minha barriga

-- Te amo muito-- Falei sorrindo enquanto fazia cafuné em seus cabelos rosados

Natsu-- Eu também te amo-- Ele disse dando um beijo na minha barriga

-- Natsu o que você acha que vai ser-- Perguntei sorrindo

Natsu-- Ser o que amor-- ele perguntou confuso

-- Se nosso filho vai ser menino ou menina-- Falei fazendo ele entender

Natsu-- Quero que seja uma menina com meus cabelos e seus olhos-- ele disse sorrindo

-- Nossa que rapido ba responde em-- Falei sorrindo e vi ele fechando os olhos-- Já está com sono-- Perguntei sorrindo enquanto passava a mão em seu rosto

Natsu-- Sim vou dormir-- ele disse já caindo no sono

-- Boa noite meu amor-- sussurra sorrindo e depois de um beijo em sua testa

Ele não respondeu por já estar dormindo. Dei um beijo na testa de Erza e Mira que estavam abraçadas depois me ajeitei na cama e dormi.

No dia seguinte acordei com a luz do sol batendo no meu rosto. Comecei a abrir os olhos e vi que só eu estava na cama com minha blusa levantada assim deixando meus seios expostos. Me sentei na cama e ouvi a porta do banheiro ser aberto e vi Natsu sair só de toalha na cintura. Ele não viu que eu já estava acordada e foi direto para o guarda-roupa

-- Nem vai me dar um beijo de bom dia-- perguntei sorrindo

Natsu-- Desculpa amor é que eu pensei que você ainda estava dormindo e não queria te acordar-- Ele disse vindo até mim

Logo que ele chegou perto puxei seu braço fazendo ele ficar por cima de mim e eu ataquei seus lábios em um beijo cheio de desejo e luxúria sem contar a grande quantidade de amor. Senti ele apalpar meus seios e apertar os bicos dos mesmos me fazendo arfar em prazer. Mais não deixei barato e tirei sua toalha revelando seu membro duro que eu senti com os pés.

Mais tivemos que nos separar pois a porta do quarto foi aberta por Erza que quando nos viu ficou corada

Erza-- Vocês nem me chamam né que maldade-- ele disse vindo até a gente e beijando Natsu e depois me beijou

-- A que preguiça de ir pra escola-- Falei me deitando de novo

Natsu-- Nada disso senhorita Lucy heartifilia você tem que ir pra escola-- ele disse puxando meu pulso mais em machucar

Erza-- Isso mesmo vai tomar banho-- Ela disse dando um tapa na minha bunda

 -- Ai Erza-- Falei abraçando Natsu enquanto fazia biquinho

Erza-- Au para nem doeu tanto assim-- ela disse sorrindo

-- Amor você não vai me defender-- Falei emburrada

Natsu-- Erza não bata na bunda dela-- ele disse sorrindo

Erza-- Ai loira dramática-- ela disse saindo do quarto depois de dar um beijo em mim e no Natsu

-- Pode me dar um beijinho-- Falei ficando de quatro na cama e empinando minha bunda pra ele

Natsu-- Ai Lucy você quer me matar de tesão não é-- ele disse se ajoelhando atrás de mim ficando cara a cara com minha bunda

-- Só quero um beijinho-- Falei rebolando

Natsu-- Tá-- ele disse sorrindo

Logo ele começou a dar beijos na minha bunda de forma sexy me deixando excitada. Eu estava tentando me segurar pra não ir mais além dos beijos mais estava difícil muito difícil

-- Ahhh Natsu chega se não eu vou-- Não consegui terminar de falar pois senti uma grande vontade de vomitar

Logo corri pro banheiro, abri a tampa do vaso, me ajoelhei na frente do mesmo e botei tudo pra fora sem nem ter comido nada. Fiquei um tempo ajoelhada lá até sinto Natsu me abraçar

Natsu-- Você está bem-- ele perguntou carinhosamente e sorrindo 

-- Sim eu só vomitei não precisa se preocupar com isso-- Falei me levantando com a ajuda dele

Natsu-- Toma um banho e se veste vou te levar no médico pra ver se isso é normal-- ele disse sério

-- Não Não Não precisa eu estou bem amor é sério-- Falei sorrindo enquanto tirava minha roupa

Natsu-- Sério mesmo ta tudo bem você consegue ir pra escola-- ele perguntou preocupado

-- Sim amor eu consigo ir-- Falei já nua e abraçando ele só não o beijei pois minha boca estava suja

Natsu-- Ta eu vou te esperar lá em baixo-- ele disse sorrindo e saindo do banheiro

Logo fui pra de baixo do chuveiro e o, liguei assim iniciando meu banho de água quentinha. Depois do banho escovei meus dentes e depois sai do banheiro com uma toalha enrolada no corpo. Vesti meu uniforme e depois sai do quarto com minha mochila nas costas.

Desci as escadas vendo Erza, Mira e Natsu sentados no sofá assistindo televisão. Fui até lá e fiquei atrás do sofá e abraçando o pescoço de Mira

Mira-- Bom dia mozão-- ela disse me dando um selinho demorado

-- Bom dia-- Falei sorrindo-- Bom eu vou tomar café da manhã pra gente ir-- Falei dando um selinho nos três e depois fui pra cozinha

Mais meu celular começou a vibrar já que eu tirei o som. Peguei ele no meu bolso vendo na tela número desconhecido. Resolvi atender mais me arrependi

Jude-- Olá cachorra-- ele disse Sério

-- Cachorra é a sua mãe seu desgraçado o que você quer-- perguntei brava

Jude-- Você ainda não voltou pra casa não é-- ele disse e eu só escutava-- Estou em uma viagem de negócios e só volto daqui a três meses e se você não estiver esperando no meu escritório quando eu chegar vou mandar um grupo de mercenários atrás de você e se preciso matar a todos que você mais gosta-- Depois disso ele desligou

-- Desgraçado-- Falei caindo de joelhos no chão enquanto chorava-- Eu vou matar você-- Falei pra mim mesma enquanto chorava de raiva muita raiva

Natsu-- Lucy que aconteceu por que está chorando-- perguntou meu rosado me abraçando

-- Meu pai-- Falei e senti Natsu apertar um pouco mais o abraço

Natsu-- O que ele disse-- ele perguntou Serio e raiva vindo da voz

-- Ele disse a mesma coisa de antes pra eu voltar pra casa e me casar e ainda por cima me chamou de cachorra-- Falei afundando meu rosto em seu peito enquanto chorava muito

Natsu-- Aquele filho da puta-- Ele disse com fúria e eu nem me importava que Natsu xingasse meu pai ele merece

-- Natsu ele também disse que vai mandar um grupo de mercenários atrás de mim e se for preciso matar quem eu mais amo-- Falei olhando pra ele que olhou pra mim

Natsu-- Não se preocupe com isso não vou deixar que levem você nunca-- ele disse me beijando

Antes dele me beijar pude ver Erza e Mira na porta do quarto mais que saíram ao ver a nossa situação. Correpondi seu beijo enquanto sou pega no colo estilo noiva.

-- Natsu podemos ficar em casa hoje-- Perguntei depois do beijo-- Não quero ir pra escola hoje-- falei deitando minha cabeça no peito dele

Natsu-- Tudo bem a gente fica só vou falar com a Erza e a Mira-- ele disse subindo as escadas, indo pro nosso quarto e me botando deitada na cama

-- Ta mais não demora-- Falei sorrindo fraco

Vi ele concordar com a cabeça e sair do quarto. Fiquei lá deitada na cama olhando pro teto enquanto pensava em toda a desgraça que minha vida se tornou quando minha mãe morreu só Natsu e as meninas pra me impedir de cometer suicídio pra ver se esse sofrimento acaba.

Logo ouso barulho da porta sendo aberta e vi Natsu entrar com uma bandeja cheia de coisas e vir até a cama. Me sentei e ele colocou a bandeja no meu colo

Natsu-- Ei Lucy não precisa se preocupar nós vamos conseguir acabar com seu pai e ter uma vida muito feliz ao lado da nossa filha-- ele disse pegando na minha mão ao perceber que eu estava muito tensa

-- Acredito em você sempre acreditei-- falei sorrindo e dando um selinho nele-- Natsu você não disse que chamaria alguém pra treinar a gente-- perguntei e ele pareceu lembrar

Natsu-- Verdade eu tinha me esquecido disso vou ligar pra ele agora-- ele disse sorrindo e pegando o celular dele

Pov. Lucy OFF

Pov. Autor ON

Natsu após pegar seu celular começa a digitar um número e depois coloca o aparelho no ouvido e ouvindo o barulho de chamada

????-- Alô quem fala-- perguntou a pessoa da outra linha

Natsu-- Eai mago negro-- Falou sorrindo

????-- Natsu é você como você tá cara-- perguntou surpreso

Natsu-- eu estou bem e você-- perguntou sorrindo

????-- eu estou bem mais você precisa de alguma coisa-- perguntou Serio mais com gentileza

Natsu-- Sim eu preciso de equipamentos você tem um depósito aqui em Magnólia não tem-- perguntou Sério também

????-- Sim mais pra que você vai matar alguém-- perguntou um pouco surpreso

Natsu-- Sim mais também vou treinar algumas pessoas-- falou sério

????-- Certo você pode usar o meu equipamento eu até comprei algumas armas novas você vai gostar-- Falou sorrindo

Natsu-- Valeu Zeref mais você bem que podia vir e me ajudar no treinamento-- Falou sorrindo e deitando sua cabeça no colo de Lucy que começou a fazer cafuné em seus cabelos

Zeref-- Tudo bem você nunca manjo na hora de treinar alguem hahahaha-- Falou rindo

Natsu-- Seu miserável mais obrigado por me ajudar te devo uma-- Falou sorrindo

Zeref-- Você é como um irmão pra mim então não tem problema em te ajudar-- falou sorrindo-- Bom tenho que desligar pra arrumar minhas coisas pra ir para Magnólia a gente se encontra no depósito-- falou Serio

Natsu-- Certo no depósito sábado as nove horas-- falou desligando o celular

Lucy-- Conseguiu-- perguntou sorrindo

Natsu-- Sim e como a gente não vai pra escola o que acha de ir lá no depósito pra eu te ensinar algumas coisas-- perguntou sorrindo e se levantando da cama

Lucy-- Tudo bem vamos-- Falou também se levantando da cama

Logo os dois trocaram de roupa ficando com roupas mais casuais. Depois foram pro estacionamento onde pegaram o carro de Natsu e saíram do prédio rumo as docas. Chegaram lá e Natsu parou o carro em frente ao um enorme depósito abandonado.

Natsu-- Vamos-- falou saindo do carro junto da loira

Os dois foram caminhando até a entrada do depósito onde entraram e por dentro era tudo diferente da faixada do local. Lá dentro tinha vários carros modificados com blindagem, minigun no capô e rodas bem grandes e também blindadas. Em uma sala tinha todos os tipos de armas de fogo e armas brancas além de ter munição pra fazer a terceira e quarta querra mundial e ainda sobrava bastante pra metade da quinta.

Metralhadoras, Pistolas , Rifles Sniper, Shotgun, Rifles de assalto,Magnum, lança misseis normais e seguidores, arcos, flechas explosiva, flechas de choque, flechas incendiárias e flechas normais. Também tinha Granadas, C4, Katanas, facões de vários formatos, cores e tamanhos. Facas de combate machados e soco inglês. Essas eram algumas das armas que tinha lá

Tinha também outros equipamentos como de mergulho, de espião, de ninja, de soldados da swat (acho que também certo) e roupas térmicas (pra quem não sabe são roupas que mantém você quente em lugares muito frios).

Em outra sala tinha vários computadores, notebooks, celulares modificados que podem hackear sistemas de segurança e vários arquivos além de mais armas e munições.

Outra parte era a oficina onde deixavam os carros bem loucos parecendo carros do exército. Lá também podia fazer armas brancas modificadas e flechas também modificadas

Lucy-- Nossa isso tudo é do tal Zeref-- perguntou impressionada (quem não né)

Natsu-- Sim e acredite ou não ele tem licença pra ter tudo isso aqui e mais um pouco-- Falou pegando uma Sniper (imagem da Sniper nas notas finais)

Lucy-- O que vai fazer com isso e como ele tem licença-- perguntou vendo Natsu recarregar a Sniper

Natsu-- Vou te ensinar a usar isso e como ele tem licença eu não sei só sei que ele tem e esta em dia-- falou sorrindo

Lucy-- Nossa-- Falou sorrindo e Natsu entragou a Sniper pra ela-- Como eu uso-- perguntou e sem querer apertou o gatilho e a bala passou perto da cabeça de Natsu

Natsu-- Lucy-- Falou em choque

Lucy-- Ai meu deus eu te acertei me desculpa foi sem querer e não queria-- Não terminou de falar pois Natsu colocou um dedo na boca dela

Natsu-- Não se preocupe você não me acertou mais não deveria estar com o dedo no gatilho-- Falou sério

Lucy-- Então me ensina-- Falou brava

Natsu-- Tudo bem vamos começar-- Falou ficando atrás dela

Assim Natsu começou a ajeitar a Sniper nas mãos de Lucy que estava pegando o jeito aos poucos mais estava indo bem 

Notas Finais


Espero que tenham gostado e se alguém adivinhou que o Zeref era quem iria treinar o pessoal vocês acertaram. Bom até semana que vem gente e obrigado por lerem

Rifle da Lucy
https://goo.gl/images/ChEcA7


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...