História Meu Amado Meio Irmão - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 167
Palavras 834
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura...
Leia escutando : "Someone Like You - Cover V"

Capítulo 2 - EXPLOSÃO!


Fanfic / Fanfiction Meu Amado Meio Irmão - Capítulo 2 - EXPLOSÃO!

TAE ON ❤

Ter (S/N) em meus braços é o que desejo, fazê-la ser minha é o que eu quero. Mas ela insiste em lembrar do passado, e dizer sempre que somos "irmãos"...como a amo por sempre me fazer sorrir e ascender a felicidade em mim nos momentos trists, mesmo ela sendo fria e rude comigo.

Saí do quarto dela apenas de cueca, e fui por meu quarto que era logo ao lado, estava triste e frustrado. Uma lágruma lutava pra sair, mas eu a limpei antes mesmo dela deslizar. Entrei no quarto e joguei as roupas em qualquer canto daquele quarto. Entrei no banheiro e fui tomar um banho, depois coloquei a toalha na cintura, e me encarei no espelho, podia ver as marcas vermelhas e roxas que (S/N) deixara em mim, sorri ao percebe que ela também me desejava, mas o sorriso se desfez ao lembrar que ela me odeia. 

Depois vesti um moletom cinza e uma calça também moletom, e me joguei na cama, suspirei de tristeza, agora sim, deixei as lágrimas escaparem, fitava o teto enquanto lembrava do toque feroz e tentador de (S/N)...e me arrepiei ao lembrar do seu gemido. Adentrei nas cobertas e Fechei os olhos, e escutei o chuveiro do banheiro de (S/N) ser ligado, junto a um choro não muito escandaloso mas que me deu um aperto do coração, me segurei pra não entrar naquele banheiro e puxa-la para um abraço.

TAE OFF ... (S/N) ON ❤

Eu chorava sem me importar se alguém escutaria, deixava a água se misturar com as lágrimas, e deixava o ódio aumentar, mas ao mesmo tempo um sentimento era alimentado, o amor prevalecia, mas meu ódio também. Peguei o sabonete e passei por todo meu corpo, tentando tirar o cheiro masculino do Taehyung, as marcas nos meus braços estava avermelhadas, mas logo sumiriam.

Molhei meus cabelos novamente, dessa vez pra tirar o calor da excitação... e o suor do prazer. Lembrei do toque macio e selvagem dele...do beijo...de tudo...e o choro aumentou, caí de joelho, e desliguei o chuveiro. Eu lembrei da promessa que eu fizera pra mim mesma: "Não irei chorar por ele...nunca!" , e ao lembrar engoli o choro, apenas soluçava, me levantei e saí do box, peguei a toalha e me enrolei na mesma, vesti um pijama, e sentei na cama, o choro queria vir, mas eu não deixei. 

Levantei peguei um porta retrato que tinha uma foto de mim e do Tae quando éramos crianças , eu com 5 e ele com 9 anos...joguei contra parede de raiva. O porta retrato de vidro se estilhaçou... fui até o mesmo e peguei a foto, sem querer me cortei com um pedaço de vidro, mas nem me importei, passei o dedo sobre a foto, doía o coração em lembrar que eu não poderia ser dele, ou ser sua mulher.

No chão gotas de sangue se espalhavam, e se misturavam com as lágrimas...mais uma vez eu estava sofrendo por causa dele...aquele imbecil que eu amo tanto...mas que queria que não existisse. Olhei pela janela e o sol estava se pondo, já estava próximo do meio dia.

Ao olhar pro jardim, lembrei de nossas brincadeiras e travessuras quando eramos inocentes e nem sabíamos que eramos meio irmãos, nem imaginavamos que no futuro iriamos sentir um amor tão forte só que de homem pra mulher, e não de irmão pra irmã.

Olhei pro meu dedo e o mesmo sangrava, me levantei e fui pro banheiro, lavei a mão, gemi de dor, mas baixo, não queria que Tae aparecesse de novo. 

Depois coloquei um curativo. Voltei ao quarto, e me deitei na cama, agora meu cabelo estava seco. A fome bateu, e eu me levantei, abri a porta, e caminhei pelo corredor, cheguei a cozinha e peguei uma pizza que estava congelada, coloquei no microondas, estava sem ânimo pra cozinhar. 

Enquanto esperava a pizza ficar pronta, me segurava pra não chorar novamente, me machuca tanto viver sobre o mesmo teto que ele. A campainha tocou, e eu fui atender.

(S/N) - Oi...quem é você?

??? - Sou um amigo do Taehyung...me chamo Jungkook, e você deve ser a irmã dele né?

(S/N) - Meia irmã! - Disse eu seca e rude. 

Jungkook - Ah...entendi...ele está?

(S/N) - Sim...TAEHYUNG! TAEHYUNG! DESCE! TEM UM AMIGO SEU AQUI! - Berrei alto pro maldito escutar.

Ele desceu minutos depois...seu rosto estava vermelho, sua carinha tristre e abatida. Pelo que aconteceu será?

Jungkook - O que houve? Está assim por quê? - Jungkook preocupado disse. - Tae não disse nada, sentou-se no sofá junto a Jungkook. - Ei...sou seu amigo...diga.

Tae - Nada...apenas estou desanimado. - A voz dele era rouca e abatida. 

(S/N) - Irei deixar vocês a vontade... - Eu disse indo em direção ao meu quarto, mas no terceiro degrau lembrei da pizza... Corri mas acabei tropeçando...e caí.

Jungkook - Eita! - Ele me ajudou a me levantar. - Que cheiro é esse de queimado? - Arregalei os olhos, e o microondas explodiu. 

Jungkook me abraçou, certamente queria me proteger da explosão...já Tae não sei, mas deve ter se protegido.









Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...