História Meu Amado Meio Irmão - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Fanfic Taehyung +18
Visualizações 37
Palavras 1.681
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Leia escutando : "Stigma - V"
É apenas uma recomendação...eu mesma leio ouvindo música, e confesso que gosto.

Capítulo 4 - Confusão!


Fanfic / Fanfiction Meu Amado Meio Irmão - Capítulo 4 - Confusão!

NARRADORA ON 😆

Uma cena que seria difícil (S/N) esquecer, ela ficou avermelhada e constrangida, ao contrário do Tae, que sorriu ao ver a reação da irmã mais nova.

Ele se levantou e voltou a vestir a cueca, se aproximou de (S/N)...colocou suas mãos quentes por cima das delas, e tirou as mesmas do rosto dela.

(S/N) - Seu nojento! Deveria estar dormindo! - Ela disse irritada, desviava o olhar dele a cada segundo, contato visual era algo que ela não conseguia depois do ocorrido.

Tae - Mas estamos de férias...podemos dormir tarde. - O garoto se aproximou, o que fez (S/N) recuar para trás.

(S/N) - Nem pense Taehyung...se afaste! - Dava pra ver que ela tinha um certo medo do que Tae seria capaz.

Tae - Não irei fazer nada de mau... - O mesmo pegou sua bermuda (na verdade uma bermuda pijama de tecido fino) , e vestiu a mesma. (S/N) desligou a televisão, e deu os primeiros passos para sair da sala , porém Tae a segurou.

(S/N) - O que foi agora? - Ela disse em um tom de tédio.

Tae - Nada... - Ele abaixou a cabeça, e soltou ela.

(S/N) - Você é estranho! - Ela subiu as escadas e foi para seu quarto, e lá adormeceu. E Tae frustrado suspirou.

Tae - Como queria me declarar pra ela...e acabar com essa babaquice! - Ele subiu as escadas, e foi para seu quarto.

NO DIA SEGUINTE... 7:20 AM, Seul

Tae acordou meio zumbi, e foi fazer sua higiene matinal de sempre...se espreguiçou, e abriu a cortina, ele estava apenas com a parte de baixo do pijama, foi ao banheiro fez um xixizinho básico , lavou a mão e escovou os dentes...

Enquanto (S/N) ainda dormia, Tae entrou com cuidado no quarto, e andou de fininho até a borda da cama, cutucou a bochecha de (S/N).

(S/N) - Humm...só mais cinco minutos omma! - Resmungou ela.

Tae - Não sou a Omma sua louca! - Ele riu. - Acorde logo, temos que ir ao encontro do centro estudantil esqueceu? - Ele balançou os ombros da irmã sonolenta. 

(S/N) - Tae por favor...só mais um pouquinho! - Ela fez bico, mas continuava a dormir.

Tae - Nada disso... - Ele a pegou no colo.Ela se debateu.

(S/N) - Que porra é essa?! Me bota no chão! - Tae riu e a colocou de volta no seu hábitat.

Tae - Vai tomar um banho...em cinco minutos te espero lá na cozinha! - Ele saiu coçando a barriga arrepiada de frio.

(S/N) - Eu mereço viu...AFF! Até nas férias tenho que ir a escola! - Ela se direcionou ao banheiro para tomar um banho. Tae também tomava um banho, porém rápido, enquanto (S/N) lavava os cabelos, ele já se vestia.

CINCO MINUTOS DEPOIS...

Tae estava pronto, vestia uma roupa casual preta e usava um relógio que seu pai lhe dera. Sempre lembrava que tinha um pai, mesmo nunca tendo o conhecido, pois Kim Yangyon (pai dele) morava na Tailândia e era dono de uma joalheria.

(S/N) - Tô pronta! - Ela descia as escadas, levava vestes também casuais, de cores azul escuro e branco. 

Tae - Bora...estamos atrasados! - Ele pegou a mão dela e os dois seguiram até o carro, Tae abriu a porta do carro para (S/N) entrar.

(S/N) - Meu Deus! Taehyung tem educação! - Ela debochou.

Tae - Hum...engraçadinha! - Ele arrodeou o carro e entrou no mesmo, ele acelerou.

No caminho todo (S/N) mexia no celular.

Tae - O que tanto vê aí? - Ele disse ainda olhando a estrada.

(S/N) - Não te interessa! - Tae a olhou fazendo careta, mas ela nem ligou.

Tae - Grossa! - Ele voltou a atenção ao trânsito.

NA ESCOLA... (NA QUADRA PRA SER MAIS EXATA) ☺

Diversos alunos caminhavam de um lado para o outro, sempre uma semana antes do fim das férias ocorria esse evento, era uma reunião, em que o presidente do grêmio conversava com os alunos sobre as melhorias que deveriam ser feitas.

Tae e (S/N) entraram , o garoto insistia em segurar a mão dela, mas ela a soltou.

(S/N) - Não precisa segurar minha mão a todo momento...não irei fugir... - Ela disse isso e adentrou entre a multidão a procura de suas amigas. Tae avistou seus 6 amigos e foi até eles.

Jungkook - Que bom que veio! - Ele disse pondo a mão no ombro de Tae, eles dois eram muito amigos. - Mas...onde está sua irmã? - Ele disse analisando o local, procurando-a.

Tae - Ela foi procurar as puta, que ela chama de amigas. - Todos riram. - Mas é sério...ainda bem que a maninha não é influenciada! - Ele cumprimentou seus amigos...

No microfone a presidente falava...

Presidente - Pessoal...esse ano vai ser diferente! Apenas será uma festinha divertida...tem muita bebida, mas nem se animem, não tem alccól...mas tem muita comida, aproveitem!

Todos gritaram ao som de "Not Today", dançando e bebendo , enquanto (S/N) com suas migas conversava, ela ainda tinha sono, bocejava algumas vezes, mas sempre mantinha o papo em dia.

Tae a procurava...havia deixado seus amigos, estava preocupado com a irmã extremamente inresponsável.

Tae - (S/N)! VEM AQUI MENINA! - Ele gritava entre a multidão de loucos, (S/N) escutou e revirou os olhos.

(S/N) - O QUE É? - Tae conseguio chegar até ela.

Tae - Não se afasta de mim... - Ele segurou o braço dela.

(S/N) - Ta bom! - Ela se soltou dele, e continuou a conversar, mas ao perceber que seu irmão continuava a encrara-la... - Vai ficar aí? Não sou mais criança...cuida da sua vida e eu cuido da minha entendeu? - Tae se escorou na parede, mas olhava (S/N) a todo tempo, ele estava um pouco longe agora, mas não o suficiente para ele não vê-la.

Um garoto se aproximou dela...

(S/N) - Ah! Oi Jackson! Como vai? - Ela sorriu, abraçando ele... 

Jack - Oi...está sozinha? - Ele estava tímido.

(S/N) - Sim... - Ela olhou pros lados procurando Tae, mas como não o encontrou resolveu mentir , não queria que Jack desistisse, pois Tae é ciumento.

Jack - Quer dançar? - A música era lenta e romântica, todos os casais dançavam...

(S/N) - Claro! Migas já já volto! 

Amiga 1 - Hummm...

Amiga 2 - Te esperamos... - As duas amigas cochichavam ao ver (S/N) dançando, enquanto Tae se roía por dentro, tentava não olhar aquela cena, mas não conseguia.

Jack segurou a cintura de (S/N) e ela seus ombros, ela apoio sua cabeça no ombro do alto garoto, e fechou os olhos, era bom estar com quem se gosta pra ela, ter paz um minuto longe de Tae.

Mas Tae já vermelho de ciúmes...caminhou entre os casais até eles, encarou os dois abraçaidos e viu uma garota qualquer passar, puxou a coitada pelo pulso (coitada nada, sortuda isso sim), e começou a dançar com ela.

Moça Sortuda - Ah! Oi Tae! Que brutalidade! - A menina segurou os ombros dele, enquanto ele sua magra cintura. - Tae olhava Jack e (S/N), queria provocar ciúmes.

(S/N) abriu os olhos e viu a tal cena...

Jack - A música vai acabar... - (S/N) separou os dois, e disse...

- Tudo bem...vamos comer então...

Tae escutou o que fora dito e empurrou a menina sortuda, agora ele iria tirar satisfações.

Tae - Ei (S/N)! Por que não dançou comigo? - Segurou o pulso dela, não com muita força.

(S/N) - Porque estava dançando com Jackson é cego por acaso? E vi você dançando com a tal de...sei lá o nome dela... - Tae arqueou uma sobrancelha.

Tae - Está com ciúmes? 

(S/N) - Não...agora me solta...que Jack está me chamando e eu nem tomei café e tô com fome! - Tae a soltou. Mas logo andou em direção a Jackson...ao chegar perto dele...

Jackson - Oi Taehyung...pera sua irmã disse que tava sozinh... - Antes dele terminar de falar, recebeu um soco em cheio na cara, a briga começou...

(S/N) percebeu a aglomeração de pessoas em roda e correu, empurrou quem podia, até poder ver os dois no chão brigando... 

Tae - DESGRAÇADO! - Deu um chute na barriga do adversário...que urrou de dor.

Jackson - Você é louco! - Ele disse tossindo.

(S/N) - Para com isso! - Tae não deu ouvido continuou batendo...

(S/N) - PAREM! VOCÊS SÃO UNS ACÉFALOS OU O QUE? - Berrou ela fazendo todos olharem pra ela, incluindo Tae. - Por que estão brigando? - Tae a olhou como se dissesse "Você sabe o porquê!" - Vamos pra casa Tae...e desculpe Jackson, deixei meu número no seu bolso.

Tae - Como é que é? - Ele tentou dar outro soco, mas Jimin o segurou.

Jimin - Chega de briga por hoje...vá pra casa Tae...

(S/N) - Isso...agora vamos... - Ela pegou a mão de Tae, que ainda supirava de raiva, e saíram da escola.

NO CARRO...

Tae - Otário, vagabundo... - Ele dizia, enquanto ligava o carro.

(S/N) - Tá falando de você? Porque eu concordo! - Ela olhava pela janela Jackson dando tchau pra ela, ela acenou também.

Tae deu partida...

Tae - Você deu seu número isso mesmo? - Ele socou o volante.

(S/N) - Tá louco? Quer provocar um acidente? Se controla Taehyung...eu dei mesmo e daí? Ele é meu amigo  e você deveria controlar esse seu ciúmes. 

Tae - Tudo bem... - Ele suspirou e tentou se acalmar.

(S/N) - Tô com fome! - Ela finalmente olhou pra Tae. - Taehyung...

Tae - Hum?

(S/N) - Para o carro que seu nariz ta sangrando!

Tae - Quando chegar em casa eu limpo.

(S/N) - Não! Para logo! - Ele parou perto de um posto de gasolina. - Já volto! Fique aí! - Ela saiu do carro, minutos depois voltou, com algodão e alccón em gel.

Tae - Ah não! Vai doer...pelo amor né... - Ele tentou tirar o algodão da mão dela, mas ela afastou.

(S/N) - Nada disso...para de birra! - Ela molhou o algodão e começou a limpar os ferimentos , estava próxima do rosto dele, Tae aproveitou e começou a encarar e admirar a beleza dela. - Pare com isso! - Socou o peitoral dele de leve. - Pronto! Só não se mete em briga de novo...imbecil!

Ele riu.

Tae - Tudo bem...mas se for necessário...irei quebrar até o último osso do desgraçado que ousar dar em cima de você! - Ele falava de modo frio e violento.

(S/N) - As vezes você me assusta! 

Tae ligou o carro e seguiu em frente para casa.










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...