História Meu amado treinador - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Negligente

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Ação, Amor, Barbara Palvin, Drama, Gravidez, Justin Bieber, Luta, Romance
Visualizações 276
Palavras 823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii, postei hoje n consegui postar ontem como prometi, foi pequeno o capitulo ... Tenho 4 provas amanhã e tô morrendo de dor ... desculpem pelos inúmeros erros não tive tempo de corrigir mais prometo ajeitar isso depois.

Capítulo 4 - Não posso


Fanfic / Fanfiction Meu amado treinador - Capítulo 4 - Não posso

Alexia Cercato on


. . . ele tirou a toalha do rosto e me encarou, eu gelei na hora, um sorrisinho apareceu no seu rosto e ele começou a andar em minha direção, eu não consegui me mover, ele vinha em minha direção e me prensou numa das paredes do closet, senti seu ali tô  quente em meu pescoço me fazendo arfar .


Sentia minhas pernas bambas, e meu coração batendo rápido,  eu só conseguia pensar em uma coisa, o quanto eu queria ele, mais também o queria longe, eu não o conhecia, não podia ceder, senti seus beijos pelo meu pescoço e quando percebi eu já estava com os braços em torno de seu pescoço.


Senti seus beijos descendo por meu pescoço e suas mãos quentes sobre meu corpo, uma de suas mãos apertou minha bunda enquanto a outra entrava por dentro da minha blusa, ele parou os beijos e olhou em meus olhos me fazendo encarar aquela imensidão cor de mel que eram aqueles tão belos olhos que me encantavam,  meus olhos desceram para seus lábios rosados com leve tons de vermelho que me deixavam louca para te los nos meus, mais logo senti seus lábios nos meus, ele tinha um sabor de menta fresca e era tão viciante que eu até poderia ser considerado uma viciada, nosso Beijo era rápido e carregado de luxúria,  nossas línguas travavam uma batalha tão intensa que deixava minhas pernas bambas.


Senti suas mãos agarrando minhas coxas e as levantando me fazendo subir em sua cintura  me prendendo a ele, mesmo eu estando com roupa sentia seu membro duro em mim me fazendo arrepiar, senti ser prensada na parede de novo e aí percebi.


Oque eu estou fazendo ? Não posso me entregar assim.



Separei o Beijo e desci dos seu colo relutante, como eu queria aqueles lábios de novo nos meus mais é  melhor não.


Ele me olhou e eu me virei saindo do quarto mais antes eu parei e disse .


-Vou esperar do lado de fora .


Sair do closet e olhei em volta do quarto e olhei para uma das paredes do ambiente que era espelhado, eu me vi pelo espelho e vi o meu estado.... Respiração ofegante, cabelos bagunçados, eu já não estava mais de glos, minhas roupas todas bagunçadas , mais algo estava ainda mais bagunçado... Minha mente.... olhei mais fixamente para o espelho e logo vi, um chupao em meu pescoço, miserável,  mesmo o cingindo sorrir, há hahah.


Olhei para o lado e o vi parado em pé na porta, seu cheiro invadiu meus pulmões,  nossa, esse cheiro inebriante de seu perfume a madeirado,  ele se encontrava com uma bermuda preta e uma blusa bege, ele estava lindo.

....


Me surpreendi Onde ele estacionou o carro, do lado de um parque !


Eu nunca havia vindo num parque de diversões.


Alexia Cercato of

Justin Bieber on



Desde que saímos do carro ela não parou de sorrir, eu via um sorriso de felicidade  e aquele lindo olhar de puro encanto, uma vastidão azul que éramos olhos dela.


Sorrisos involuntários surgiam em meu rosto por ver toda aquela felicidade que ela estava sentindo, a gente íamos nos brinquedos, ela corria de barraca em barraca olhando tudo, ela no início ficou reticente por eu ter dito que iria pagar tudo, mais logo ela se soltou e começou a agir de uma forma que me encantou, como uma criança,  isso você não acha em todo lugar, uma jóia rara a qual eu tive o prazer de achar e irei cuidar, vou cuidar do jeito que ela merece.



Ela parou em mais uma barraca mais dessa vez uma de comida, ela parou e olhava para os algodões doces, eu peguei o dinheiro na carteira e entreguei ao dono da barraca que me deu um algodão doce ela estava tão entretida  como os outros que nem me viu comprando um para ela, segurei em sua mão e ela olhou sorrindo para mim e lhe estendi o algodão doce para ela, ela me olhou e sorriu ainda mais se isso é possível . Ela começou a comer e arrancou um pedaço e me ofereceu na boca sorrindo e não pude resisti.


Ela olhou ao redor e segurou minha mão e saiu correndo e me puxando  por entre  as pessoas,  seus cabelos balançavam por causa do vento, do nada ela parou e olhou para cima, olhei para onde ela olhava e vi a roda gigante ela olhou para mim e perguntou.


-Podemos ir ?- concordei e a puxei pela mao
.

...


Já estávamos no topó da roda gigante ela olhou para mim sorrindo e disse....


-Obrigada!-Falou e me deu um beijo na bochecha,  segurei em sua nuca e a puxei para um Beijo,  ela se separou e me olhou corada, como ela era fascinante. -Acho que já está na hora de voltar para casa -falou ela é eu suspirei, ela não podia voltar para aquele lugar....


Notas Finais


Desculpas de novo ...
Iai oq estão achando ...? ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...