História Meu Amigo é um Anjo - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Jin
Exibições 37
Palavras 1.898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eaí queridos leitores :)
Esse capítulo já estava pronto ontem, mas não consegui postar .-. horário de verão acaba com a gente...

Então, o que dizer sobre a chamada misteriosa entre Taehyung e Paola? Tem coisa aí, não acham?!
Bora continuar lendo para ver o que está prestes a acontecer...

Boa Leitura <3

Capítulo 4 - Karaokê (parte I)


- O-obrigado. - Gaguejei. Eu fico sem jeito quando me elogiam, ainda mais quando é alguém que eu não tenho muito contato, o que é muito comum. 

Taehyung apenas sorriu. A raiva e estresse dele havia desaparecido naquele instante, e eu já esquecera aquele corrido em meio a perdição que era aquele sorriso retangular. Eu não sabia o que estava sentindo; apesar de estar com medo e estranhando aquela situação toda, eu estava maravilhada com o garoto em minha frente. Meu coração batia rapidamente, e meu corpo tremia levemente quando ele sorria olhando em meus olhos. Tae tinha algo em si, o que outros garotos não tinham, era uma espécie de sedução natural. 

Eu simplesmente fiquei paralisada olhando para ele. Nunca tinha reparado nos seus traços e feições tão de perto. Seus olhos eram um dos mais bonitos já vistos por mim, a pele completamente impecável, o nariz e seus lábios pareciam ser desenhados por anjos. 

- (s/n), Taehyung... Vão demorar muito aí? Temos que entrar logo para conseguir uma boa mesa. - Diz Jin se aproximando de nós dois que estávamos nos olhando em silêncio. 

- Já shippo! - Comenta Lola, que estava vindo agarrada em um dos braços de Jin. - Não vamos atrapalhar eles, amor. A gente entra e guarda lugar. - Fala para seu namorado. 

- Você está shippando o que? - Digo saindo do transe em que eu estava perdida. 

- O que você acha?! Não se faça de tonta. - Ri Paola, e em seguida Jin a complementa com suas gargalhadas. - Vocês formam um casal lindo! - Diz ela se afastando de Jin. - Não está mais aqui quem falou isso! - Gritou e saiu correndo como uma criança para dentro do Karaokê. 

Eu realmente não me fiz de tonta, apenas não entendi o que ela queria dizer com aquilo, estava presa em outra dimensão. Só espero que ela não fique incentivando e criando coisas que não existem comigo e o Tae. Ele é apenas um garoto de minha classe, que a pouco tempo atrás, só me cumprimentava quando via. 

Seguimos Jin que estava atrás de Lola. Eu tentava ignorar e desviar o olhar de Taehyung, não queria ficar prestando atenção nele, para evitar que Jin continuasse a nos observar daquela forma e que Lola ficasse me empurrando para cima dele. 

Entramos no local, e eu já conseguia sentir o espírito de animação presente ali. As mesas estavam quase todas lotadas de pessoas sorridentes e felizes. E lá num cantinho ao lado de uma parede azul e diagonalmente na frente do palco, havia somente uma mesa redonda livre. Paola foi a primeira a sentar em uma das quatro banquetas da mesa, ela ficou encostada na parede. Jin e Taehyung sentaram-se frontalmente um para o outro, e eu sentei por último e acabei por ficar entre eles com Lola em minha frente. 

Eu estava contente por estar ali novamente, conseguia perceber que Jin também estava feliz com a minha presença. O que me intrigou um pouco, foi somente o fato de Lola estar um pouco séria encarando eu e Tae de forma disfarçada. 

Jin procurava com os olhos algum garçom disponível que pudesse nos atender enquanto Paola segurava uma de suas mão em cima da mesa. Jin levava a sério os costumes de sua descendência coreana, e não estava acostumado a demonstrar gestos de afeto por ela em público. Ele até tenta puxar as mãos unidas para baixo da mesa, mas ela impede; querendo deixar claro a todos do ambiente que ele é seu namorado. 

- Acho que vou ir lá no bar fazer um pedido para nós. - Falou Jin. 

- Pede uma rodada de algum shot para começarmos bem a noite. - Brincou Taehyung. Na verdade, ele até queria beber, só não havia deixado isso claro. 

- Engraçadinho, sem álcool. Da última vez, você acabou se apaixonando por um poste. - Diz Jin tirando sarro da cara de Tae. 

Essa história do Taehyung ter se apaixonado por um poste, é completamente verídica. Lembro de um vídeo que mostrava ele totalmente bêbado abraçado a um poste. Ele ficava dizendo palavras como ''você é minha'' e ''eu te amo'' de uma forma toda desengonçada, enquanto se pendurava e beijava aquele poste. Disseram-me que ele havia bebido muita vodka e whisky. 

- Deixa que eu vou lá e peço! - Se prontificou Lola. - Vou pedir fritas, e alguns drinks com pouco álcool. 

Paola soltou a mão de Jin, dando-lhe um beijo suave em seu rosto. Saiu de onde estava sentada pela direita, passando pelas costas de Tae. Ela apoia uma de suas mãos em seu ombro, dando tapinhas leves, como se quisesse alertar algo. Isso foi rápido e em seguida, ela já havia entrado na fila do bar para fazer os pedidos de nossa mesa. 

Jin começou a puxar assunto com Taehyung, eles conversavam sobre algo que eu não estava ligando muito. Ora Taehyung prestava atenção no que Jin falava, e ora movia seu corpo puxando o banco para mais próximo de mim. Em pouco tempo, a distância que havia entre nossos assentos era mínima, menos de um palmo. Estava tentando ignorá-lo, mas se continuasse daquele jeito, ele iria grudar seu corpo no meu. 

Entrei na conversa dos dois para disfarçar a agitação que eu estava começando a sentir. Eu me movia um pouco para o lado, tentando fugir de Tae que estava se aproximando de mim aos poucos. Jin notou o que estava acontecendo. 

- Taehyung, algum problema? - Perguntou Jin, tentando me salvar. 

- Ahn? Problema com o que? - Disse ele sem entender a referência. Depois de alguns segundos, ele entende de qual ''problema'' Jin mencionava. Ele se estabiliza em sua banqueta, porém continua a menos de um palmo distante de mim. 

Eu conseguia sentir o ar da respiração de Tae ao meu lado, e o seu perfume bem próximo a mim. Jin parecia estar incomodado ao me ver um pouco agoniada com aquela proximidade a ele. Penso a mim mesma: ''(s/n), você não é mais uma garotinha de 7 anos, já é quase maior de idade... Está na hora de saber se virar sozinha, sem precisar da ajuda de Jin''.

Decido então inventar uma desculpa para me retirar dali por alguns minutos, que era ir ao banheiro. Taehyung se oferece para ficar cuidando de minha bolsa, mas eu nego, queria levar ela até lá, pois vá que eu tenha alguma ideia mirabolante e precise de algo em minha bolsa... Saio de lá tentando guardar para mim tudo o que estava sentindo. 

O banheiro feminino daquele lugar continha um espelho extremamente grande. Me paro em frente a ele, e apenas fico observando minha imagem, até então, só havia eu lá dentro. ''Caralho, porque eu não consigo lidar naturalmente com essas situações?!, falo sozinha, num tom baixo de voz. Fico mais um tempo apenas me encarando, e tentando pensar em alguma solução. 

Após uns 2 minutos, pressinto algo, uma sensação de que há alguém por perto me observando ou se aproximando. Gotas de suor começar a surgir em minha face descontroladamente; pego um pedaço de papel higiênico a fim de retê-las. Quando retiro o papel de meu rosto, ouço passos, alguém estava entrando no banheiro. 

- (s/n)?! - Diz ela.

- Lola... Saiu da fila? - Digo olhando confusa para ela, e tentando controlar o meu suor. 

- Pedi para Jin ir no meu lugar, não se preocupe. - Comenta Paola parando em meu lado, observando sua imagem refletida naquele espelho enorme. Eu após isso não respondi nada, nem puxei assunto, estava sem condições de dialogar. Podia parecer atitude infantil da minha parte, mas era somente meu nervosismo se manifestando e tomando conta de meu corpo. 

Noto que Paola estava um pouco incomodada com seus lábios, pareciam um pouco ressacados. Procuro em minha pequena bolsa um gloss, e entrego a ela, que aceita. Ela estava somente com seus olhos delineados acompanhados de uma sombra marrom esfumada, os lábios nus, sem qualquer tipo de batom. 

- E aí, já beijou quantas vezes o Tae? - Pergunta ela, inclinando-se seu tronco frontalmente no espelho para passar o gloss. 

- Não está acontecendo nada comigo e o Taehyung. - Digo com a voz um pouco alterada. Essa frase saiu de minha boca soando de uma forma levemente agressiva. 

- Calma, não quero te incomodar. - Fala Lola surpresa com meu exalto. Peço-lhe desculpas em seguida, e explico que estava enlouquecendo, e que não estava sabendo lidar com o Tae. Não sabia qual iria ser o posicionamento dela sobre o assunto, mas se soubesse iria ficar quieta e guardar tudo para mim. 

Paola pela primeira vez estava conversando comigo como se fossemos amigas. Ela dizia para eu tentar relaxar, não ficar nervosa, deixar as coisas acontecerem naturalmente.

- Eu não gosto do Taehyung, entende isso... Só estou assim pelo fato de não saber o que fazer. - Argumento tentando colocar na cabeça dela que eu não amo ele. 

- (s/n), tu pode tentar negar, mas o teu corpo não mente. Seus olhos brilham, e você se perde no tempo quando olha para ele. Admite logo. - Fala ela tentando arrancar de minha boca palavras que comprovem meu suposto amor por Tae. 

- Eu só fui reparar nele hoje, quando ele me seguiu para me convidar, usando a desculpa que ''todo mundo'' iria vir acompanhado... E aliás, cadê esses seus amigos todos que iriam vir acompanhados? - Tento receber alguma justificativa, afinal aquilo tudo me estava começando a cheirar armação. Paola desvia do assunto dos amigos, devolve meu gloss e foca no assunto Taehyung e (s/n). 

Ela volta a tentar me empurrar para cima dele, agora se justificando. Lola diz que Taehyung sente algo por mim. Eu não havia pensado nisso, achava que Tae queria se divertir com mais uma garota, no caso eu, ou apenas me zoar. Mas as palavras da melhor amiga de Taehyung, me fizeram pensar nas outras possibilidades.

- O que você quer que eu faça então? - Questiono. 

- Se ele quiser te beijar, não negue, apenas aja naturalmente e aproveite o momento. Eu te garanto, você vai gostar da experiência. - Paola fala esperançosa. Ela coloca uma de suas mãos em meu ombro e diz: - Ele é bonito, não é? E você também. Tá perdendo tempo porque?! - Ela sorri, pisca um de seus olhos para mim, e se retira do banheiro. 

Paola, a mais nova conselheira amorosa... De fato, a namorada de meu melhor amigo conseguiu me convencer de que eu deveria tentar dar uma chance as novas oportunidades. Eu agora, já não mais estava agoniada e preocupada, consegui restabelecer minhas emoções. Arrumei meu cabelo com os dedos, e fui em direção a mesa. Taehyung estava sentado sozinho, jogando algum jogo em seu celular. Me dirijo a minha banqueta, sentando na mesma distância de anteriormente, arrancando uma expressão no rosto de Taehyung, que estranhou a situação, porém sorriu em seguida. 

- Demorou, senti sua falta. - Disse ele largando o celular na mesa. 

- Tinha perdido a tarraxa de um brinco lá dentro, e demorei para encontrar. - Inventei uma desculpa qualquer. 

Depois disso, decidi criar coragem e começar a fazer o que Paola havia sugerido: agir naturalmente e dar chance as oportunidades. Mas acabei exagerando... Aproximei meu rosto do pescoço de Taehyung, senti seu aroma, e voltei para minha posição dizendo: - Teu perfume é maravilhoso. 

 

 


Notas Finais


Finalzinho bom esse né? Só para deixar vocês curiosos :v

Mas eaí povo, vocês tão estranhando o fato de Tae começar a dar em cima de (s/n) assim tão de repente? E o que Jin deve estar pensando sobre essa situação toda? Afinal, ele sempre foi o melhor amigo de (s/n), e vai tentar protege-la de tudo e de todos.... Comentem o que estão achando u.u

Beijos, vejo vocês na parte II <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...