História Meu amor em vão... - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Iris, Jade, Kentin, Kim, Li, Lynn, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Viktor Chavalier, Violette
Tags A Violette É Protagonista
Exibições 23
Palavras 879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi oi
Gente,primeiramente queria dar um aviso!
Essa fic será mais ou menos uma mini fic. É tipo aquelas mini séries pornográficas da Globo só que de um jeito super mais leve,ahuehauhe
Bom,tenham uma boa leitura!

Capítulo 6 - "Um amor para se chamar de seu!"


Bom,relativamente,eu cometi um erro em ter feito acordo com a Debrah. A escola inteira praticamente a odeia com todas as letras,principalmente a Lynn. Mas a Lynn...

Ela só serve para ferrar com a vida dos outros!

Nossa! Minha vontade de matá-la vai de 0 a 1.000. Primeiro ela é intrometida; Segundo,ela é uma garota muito falsa; Terceiro,ela tenta tirar o Alexy de MIM!

Foda-se se ele é gay ou não! Ele deve me amar e acabou! Não à nada de complicado nisso!

Então,meu pai,Viktor,conseguiu tirar minha suspensão daquela velha. Mais eu não queria voltar para lá nem tão cedo! Sério!

Me arruma como sempre,meus tênis gastos e rasgados,minha meia preta gigante,eu vestido que consequentemente eu rasguei a parte em que tapava o decote,mais eu nem liguei,afinal,eu não ligo pra nada!

Saio de casa sem comer,com a mochila na mão e com o meu cigarro. Meu querido e lindo cigarro! Como sou distraída quando ando pela cidade,nem percebi que fui puxada pelo braço até um beco. Na hora eu gelei,sem ação. Então,quando vi,era Debrah:

- Oi Vi! - Debrah fez um aceno.

- Oi! - falei,sem animação. Eu não queria me atrasar, mais Debrah poderia ter informações importantes - O que descobriu?

- Ah,nada de mais - Debrah estava com uma bolsa e de lá,tirou um papel - Só descobri como podemos pegar o Alexy só para você!

- Sério? - tentei olhar para o papel,mais Debrah o desviou.

- Hmm... - Debrah me olhou pensativa - O que fará para acabar com a Lynn?

- Ainda não pensei no assunto! - cruzei os braços - Mais e o nosso acordo? Você me ajudaria com o meu lance primeiro lembra?

- Sim, sim. Claro que não esqueci! - Debrah balançou a cabeça e disse - Preste bastante atenção no plano,eu não contarei duas vezes!

O plano era perfeito. Simplesmente perfeito! Nada podia dar errado,nada mesmo!

Fui para escola e sentei na minha amada árvore no clube de jardinagem! Peguei meu portfólio e comecei a desenhar maneiras de como ficarei com o Alexy ou como matar a Lynn.

Como também sou distraída desenhando,nem vi que tinha alguém me olhando. Só percebi quando uma sombra tapou todo o sol que me restava. Quando levantei a cabeça,vi que era a insuportável da Lynn

- Violette! Precisamos conversar! - Ela me olhava séria.

- Não,valeu! Eu tenho que ir! - Peguei minhas coisas rapidamente e me levantei de lá,indo até a saída.

- Você não vai a lugar algum sem conversar comigo!-Ela se colocou na minha frente,segurando o meu ombro.

- Ah é? - a empurrei,fazendo a mesma sair do caminho - Pois eu já vou sair!

Quando iria sair,senti a Lynn pegar meu braço e me puxar de volta

- Se não conversa por bem, vai conversar por mal! - ela apertou meu braço mais forte.

- Ok,você venceu! - me soltei bruscamente dela- O que quer conversar?

- Por que você está tão estranha? Você não é mais a Violette que eu conheço! Bom... conhecia! - ela segurou minhas mãos - Se você estiver com algum problema,pode contar comigo!

- Viu? Esse é o problema! - falei passando a mão no cabelo.

- Qual é o problema? - Lynn me perguntou,fazendo uma cara confusa.

- Você! Você é o problema,Lynn! - apontei pra ela - Sempre irritante! Sua curiosidade e irrita!

- Violette,você sabe mais do que ninguém que eu sou curiosa e-

- Tá bem,Lynn! Tá bem... - levantei minha mão direita,revirei os olhos e bufei - Mais alguma coisa?

- Hmmm... por que me bateu? - Lynn me fitava séria. Eu sabia onde essa pilantra queria chegar!

- O do porquê,você já sabe! - A olhei séria - E também,não acha que está muito atirada?

- Como? - ela me questionou com uma cara indignada misturada com raiva.

- Não se faça de boba! Você quer todos! - empurrei seu ombro direito - E como se não bastasse, fica mexendo no que é meu!

- No que é seu? - Lynn tocou no seu ombro - Violette,eu não estou entendendo!

- Melhor nem entender também,de tão burra que é! - cruzei os braços.

- Está falando sobre minha relação com o Alexy,não é mesmo? - ela tirou a mão do ombro e foi até mim - Violette,já conversamos sobre isso...

- Sério? Pois parece que nem entende! - suspirei alto - Posso ir agora?

- Pode! - ela suspirou.

- Obrigado! - falei irônica e sai de lá.

Fui pras aulas e fiquei prestando atenção nela. Quando o intervalo começou,fui direto pro pátio,indo em encontro ao clube de jardinagem. Bom...iria,se não fosse um ser de jaqueta preta não segurasse meu braço.

- Olha se não é a pequena inconsequente! - Castiel disse dando um sorriso malicioso - Pra onde vai?

- Lhe interessa? - Puxei meu braço com força - Bom...Estou indo para o clube de jardinagem! Bom iria...

- Você é bipolar ou o que? - Castiel cruzou os braços.

- Olha quem fala! - dei uma risada - Então,o que precisa?

- Queria lhe fazer uma pergunta franca! - Castiel estava enrolando demais.

- Prossiga! - fiz um movimento coma mão.

- Por que estava conversando com a Debrah hoje de manhã? - Castiel cruzou os braços.

Fudeu!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...