História Meu amor Gótico - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Mutilação, Naruto, Sasusaku
Exibições 434
Palavras 1.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha eu dnovo ^-^
Primeiramente agradeço pelos favoritos sério eles me motivam muito.
Segundo agradeço pelos comentários eles me dão mais vontade de continuar com a história.
Terceiro peço perdão pelos capítulos pequenos, eu juro pra vcs que eu tento fazê-los grande mas o meu tempo é curto, e acabo não conseguindo.
Bom é isso ❤️

Capítulo 3 - Primeiro contato


Fanfic / Fanfiction Meu amor Gótico - Capítulo 3 - Primeiro contato

Foi em uma noite de domingo para ser mais exata onde tudo realmente começou a ficar difícil, já tinha se passado dois dias em que eu havia saído do hospital, os medicamentos que eu tomava só me impedia de perder o controle sobre o meu corpo novamente, mas a dor ainda continuava no meu peito, mamãe ainda não tinha superado tudo realmente mas ela estava se saindo melhor que eu, sua vida estava seguindo, ela já tinha retornado ao trabalho e a sua vida social, mas eu não a julgava por isso, nunca, pois sabia que mesmo se fazendo de forte ela ainda chorava escondido, e eu também chorava, minha consciência estava pesando uma tonelada, e todas as vezes que eu ficava sozinha, o que era sempre, a voz martelava na minha cabeça dizendo que era minha culpa, por mais que os remédios me deixassem calma eu ainda podia ouvir os sussurros dizendo que era minha culpa, e isso estava me matando aos poucos, era uma dor insuportável que eu sentia, queimava e as lágrimas não resolviam isso mamãe havia saído para um jantar de negócios, e eu estava no quarto quando os sussurros começaram, eu levantei e tomei o meu remédio, minha respiração estava ofegante, as vozes cada vez ficavam mais altas, o medicamento não estava fazendo efeito então me levantei e tomei mais um comprimido, eu ainda estava no banheiro quando eu comecei a ouvir os gritos do acidente, comecei a chorar de novo, pus as mãos  na minha cabeça pra tentar abafar o som, mas as vozes aumentavam, me sentei no chão, enquanto os sussurros diziam que era minha culpa, eu pedia pra parar, mas elas não paravam, por impulso eu cravei minhas unhas nas minhas pernas desnudas e foi nesse momento que eu senti um pouco de alívio, então eu acabei arranhado as minhas coxas, doía muito, mas essa dor aliviava a dor do meu peito, as vozes foram diminuindo, e aos poucos eu fui retomando a consciência, foi aí que eu pude ver o estrago que eu tinha feito em mim, as minhas coxas estavam vermelhas e  minando sangue,  estava doendo, mas por mais insano que parece eu me sentia leve, a dor do meu peito estava mais suportável, eu estava melhor.

Então foi quando eu escutei a porta do meu quarto se abrir, era a mamãe, ela bateu três vezes na porta do banheiro.

-Sakura?-

-Sim? -

-Está tudo bem aí dentro, a empregada disse que escutou gritos seus vindo daqui. - sua voz demonstrava preocupação, mas eu não podia deixar ela ver.

-Sim mamãe. Eu estou bem. - Tentei soar convincente, mas eu acho que falhei.

-Sakura abra essa porta! -  Mamãe começou a se a alterar mas eu não abria a porta por nada.

-Mãe eu estou sem roupa! Será que um pouco de privacidade pesa? -

-Ata, me desculpe meu amor, é que eu pensei que estivesse acontecendo alguma coisa. Não demore aí dentro tá bom, boa noite eu te amo.-

-Eu também te amo mamãe.-

Escutei ela saindo e a porta do meu quarto se fechando, tomei um banho e limpei os machucados e fui me deitar,  eu sei que o que eu estava fazendo era errado, mas doía e se isso aliviava! Eu não podia fazer mais nada,e com esses pensamentos eu adormeci.

Acordei as seis da manhã antes do despertador tocar, o tempo estava bom frio como eu gostava, mamãe ainda não tinha acordado, então eu resolvi tomar um banho e me aprontar para o colégio, o uniforme era composto por uma saia de pregas preta e uma blusa social branca com o emblema da escola, a saia ia até acima dos meus joelhos, mas como minhas coxas estavam machucadas eu resolvi vestir uma meia calça preta, deixei os meus cabelos róseos soltos e só resolvi passar um lápis de olho preto, eu sinceramente não sabia se estava pronta para retomar a minha vida social, eu não conseguiria, não queria machucar mais ninguém pois eu já tinha acabado com a vida da mamãe, então eu não queria me aproximar de mais ninguém. E eu não iria.

Desci para tomar o café da manhã e encontrei mamãe sentada a mesa.

-Bom dia meu amor. -  Mamãe me comprimentou sorridente, ela estava linda.

-Bom dia. - Eu respondi simples.

Sentei a mesa e tomei o meu café enquanto mamãe conversava com uma empregada, ela estava muito feliz, parece que tinha fechado negócio com outra rede de empresas,depois do café eu me despedi da mamãe e fui pra escola, o motorista permaneceu calado  em todo o caminho, e eu agradeçi mentalmente por isso,a escola não ficava muito longe de casa,rapidamente chegamos, estava lotada de alunos todas da alta sociedade, quando eu desci do carro virei o centro das atenções e eu não gostava disso, rapidamente adentrei os portões, ouvindo murmúrios sobre mim, a novata, eu não queria chamar atenção mas meus cabelos rosas não colaboravam nem um pouquinho, me direcionei para a diretoria.

-Olá, seja bem vinda você deve ser a Haruno Sakura. -  a diretora era uma mulher loira com peito enormes porém não deixava de ser bonita.

-Sim-

- Fiquei sabendo da tragédia que aconteceu com seu pai, eu sinto muito! -  eu simplesmente acenei com a cabeça não me sentia muito bem quando tocavam nesse assunto - Bom percebi que você não é de falar muito, aqui estão as regras da escola e o seu horário. Venha vou te levar pra sala.-

A minha sala ficava no segundo andar da escola, era a número 7, chegamos em frente à sala e ela bateu na porta, depois de pedir para o professor me apresentar eu entrei na sala , todos me encaravam,o professor era um homem jovial de cabelos platinados ele olhou pra mim é sorriu.

-Meu nome é Hatake Kakashi, por favor apresente-se para a turma-

Eu olhei para todos e disse:

-Meu nome é Haruno Sakura, tenho 16 anos de idade. -

-Seu cabelo é natural? -  eu ouvi um perguntar,não observei quem foi.

-Sim-

-Ótimo senhorita, pode se sentar ao lado do Uchiha.- ele apontou para um garoto vestido de preto que me observava com o olhar sombrio, ele era lindo, a pele alva como a neve e o cabelo preto com os olhos onix, sua jaqueta preta dava contraste com a pele branca e o deixava mais lindo, ao me sentar ao seu lado pude sentir o seu perfume entrar em minhas narinas e me embriagar com o cheiro amadeirado, eu manteria distância não estava pronta pra criar laços.

                   Sasuke pov

Perfeita! Foi a única coisa que me veio a mente quando eu a vi, seus cabelos rosados eram magníficos, os olhos me fascinaram, o corpo pequeno e frágil me deixou encantado, ela parecia um anjo, algo totalmente diferente do que eu estava acostumado a ver, apesar de ficar com muitas garotas nunca senti o que eu senti quando ela sentou do meu lado, meus pelos arrepiaram quando ela se sentou do meu lado, seu cheiro doce tomou conta do ar, aí eu tive certeza que ela seria um problema, sempre  tentei não criar laços depois do que aconteceu com Itachi, mas algo nela me fascinava, fazia com que meu coração gótico batesse mais forte e isso era um perigo, eu não podia e eu não iria me aproximar dela.


Notas Finais


Finalmente o nosso Sasuke apareceu... Bom espero que tenham gostado ❤️
Comentem meus anjos porque se não eu não terei como saber se estão gostando ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...