História Meu Amor Platônico - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1
Personagens Cl, Minji
Tags Chaemin, Chaerin, Chaezy, Minji, Minzy
Exibições 48
Palavras 870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, FemmeSlash, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hellows
Como prometido uma long CHAEZY feita em cima da minha outra fic Admiração (link nas notas finais)
Nesse capitulo e no proximo irei mostrando aos poucos como a personalidade de Chaerin se criou o que era na outra fic.
O lance do XX anos antes, é o seguinte, a fic vai ser escrita no metodo de Quem É Voce, Alasca? do John Green. <3
AVISANDO que Chae no começo ainda nao sabia sobre sua orientaçao sexual.
Achava q era hetero e pa, essa fic vai retratar assuntos serios. De verdade, nao é uma ficzinha toda amor cem por cento cliche.
Espero que gostem e boa leitura <3
Aviso pra minha leitorazinha do sz @tia_dos_lemon prepare o coraçao asjsak <3

Capítulo 1 - Começo de tudo


Fanfic / Fanfiction Meu Amor Platônico - Capítulo 1 - Começo de tudo

Cinco anos antes;

 

Escola nova, pessoas novas. O ano passando e ainda não me enturmei muito bem, sempre com as mesmas poucas pessoas. É um saco, as coisas poderiam ser mais divertidas. Me imaginei tendo meu primeiro beijo e vivendo algum romance, mas todos esses caras são muito babacas. Nenhum interessante, nenhum que chame minha atenção. Nada de festas, nada demais. Então, eu somente observo.

E por consequência, ali estava eu...

 

Novamente, encarando a morena do outro lado da sala. Respirei fundo e desviei o olhar, quantas vezes eu a havia encarado hoje? Isso me tira do sério, eu deveria me focar nos estudos. Por que ela chama minha atenção tanto assim? O que ela tem? Algo nela me faz querer me aproximar, eu não entendo, quero tanto ser amiga dela, por que nao consigo? É como se houvesse um muro entre nós…

Tão iguais e tão diferentes…

Por que?

Gong Minji é a garota mais linda que já vi e parece tão incrível, então por que não consigo nem me aproximar? Apenas quero ser amiga dela.

Não que eu seja uma solitária… Talvez eu seja, certo, sou. Não tenho coragem de tentar falar com ninguém, se perguntou como faço amigos? Simples, não faço, eu falo com quem vem falar comigo. Sempre fora assim, talvez eu seja muito tímida… Ou só não tenha saco, o que é o mais provável.

Enquanto desenhava algo qualquer no meu caderno, senti como se a morena estivesse me olhando, mas foi só uma sensação qualquer mesmo.

Isso é um pouco estranho, me sinto uma stalker a observando assim. Me pergunto se alguém já notou minha fascinação com essa garota, porque sinceramente, eu nem disfarço. Aquele lance de você sempre querer fazer amizade com algumas pessoas mas, não consegue. Já tive isso com outras pessoas, só que com Minji é mais forte. É do tipo, puta que pariu essa menina é do caralho. Eu poderia beijá-la de tanto que a adoro, mentira…

 

Eu nunca entendi porque ela vive sozinha. Ou está com o irmão, ou está sozinha. Por que ela não conversa com ninguém? Está sempre lendo ou escrevendo, as vezes ela desenha. Ela parece mais solitária que eu… Tem dias que tento conversar, mas não sou boa em puxar assunto e sinto que ela me afasta. Não sei muito sobre ela, aliás, nada sei. Só me resta deixar pra lá.

 

-

 

O ano se acabou e eu fui horrível! Primeira recuperação da vida a gente nunca esquece, mas admito que foi divertido. Conheci pessoas novas, boas amizades, eu diria.

 

Espero que o próximo ano seja melhor.

Eu gostaria de me aproximar de Minji no próximo ano...

 

Quatro anos antes;

 

Minha vida é uma merda! Meu ano está sendo um lixo e olha que ainda estamos em maio.

O que aconteceu é o seguinte, conheci um cara que gosta de mim e através dele conheci outro cara, que disse gostar de mim. Certo, o primeiro era incrivelmente um ótimo amigo e eu não consegui o ver como algo mais. Ou seja, escolhi o outro, meu primeiro namoradinho do ensino fundamental. Péssima escolha.

Parabéns, Chaerin. Eu sentia falta da amizade do outro e acho que… Eu não sei, eu simplesmente comecei a ficar louca.

Louca? Me sinto tão vazia, como se houvesse um buraco em meu peito, sinto como se estivesse sendo perseguida e às vezes tenho alucinações. Louca.

Tenho medo, sinto muito medo, eu não posso dizer isso a ninguém. Seria constrangedor. Medo. E isso começou em abril, e em um dia qualquer eu estava conversando com um cara qualquer na rua e perdi a hora. Acontece que ele me fez esquecer o vazio então, não vi o tempo passar. Cheguei em casa tarde e meus pais brigaram comigo, meu pai que nunca havia ligado para mim, gritando comigo e brigando. E doeu tanto, eu senti raiva, chorei e dormi. Vazia.

Alguém que nunca se importou em perguntar se eu estava bem me xingando porque conversei com alguém que me tirou a dor por algumas horas?! Revoltante, revoltante porque minha família nunca percebeu que eu não estava e nem estou bem.

No outro dia, eu estava ainda mais vazia, com dor e medo. As vozes me dizendo que minha família me odeia. Eu não aguentei e acabei fazendo merda…

Meu primeiro corte. Isso. Eu me auto mutilei. E cara… Dias depois o meu ex namoradinho e metade da escola descobriram e começaram a me zoar, praticar bullying comigo. Eu juro que tentei ignorar mas… Doía. Dói.

Eles continuam me chamando de nomes feios, de coisas insuportáveis, na escola e nas redes sociais.

Os apaguei.

 

Julho tudo parou.

Ok.

Vamos seguir.

Mas eu estava mais quebrada ainda, então, já havia virado uma casca vazia. Eu virei um ninguém. Comecei a copiar a personalidade de uma amiga extrovertida, está tudo bem.

As pessoas agora já me tratam melhor.

Minji me observou algumas vezes, mas nunca dizia mais do que o necessário. Fizemos alguns trabalhos e provas juntas, ela nunca tinha uma dupla então, eu me oferecia e tentava me aproximar.

Ainda é tão distante...

 

Fim do ano, consegui não pegar recuperação. As alucinações e vozes diminuíram mas… O vazio, não.

Minha família não notou nada ainda.

 

***


Notas Finais


O que acharam? Comentem o/
Obg por ler <3
O proximo cap será os anos 3 e 2 antes
N tenho data para postar, entao n me abandonem <3

----------
https://spiritfanfics.com/historia/admiracao-6086559


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...