História Meu amor por ela - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A.N.Jell
Personagens Jeremy
Tags Lésbica
Exibições 2
Palavras 740
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Primeiro dia


*Primeiro dia de aula, escola nova, cidade nova, casa nova. Meu Deus, ainda não me acostumei com nada, muito menos com a idéia de ir para uma nova escola.* termino de escrever no meu diário
-filha, já está pronta?- pergunta minha mãe.
-ainda não.
-então vai logo, o café esta na mesa.
-tudo bem, mãe.
  Fecho meu diário, coloco uma camiseta da Bring Me The Horizon, uma calça jeans preta, pego meu boné e minha mochila. -está faltando algo? -pergunto a mim mesma. -bom, acho que peguei tu.. Ahh, meu celular -coloco o mesmo no bolso e fecho a porta. Depois de quase cair da escada, chego na cozinha e encontro meus pais e minha irmã sentados à mesa.
-oi filha, tudo bem? -pergunta meu pai.
-tudo sim.
-quer que eu te leve pra escola?.
-ah, quero sim. Vamos? Não estou com fome, tive uma crise de ansiedade agora pouco.
-então tá, vou pegar as chaves do carro. Vai saindo! -grita meu pai, pois já estava no corredor. Eu acho que ele estava mais empolgado do que eu, deve ser porque ele adora passar tempo comigo. Dou tchau pra minha mãe e pra minha irmã e vou até o carro esperar meu pai.
  Ele me deixa na frente da escola e vai embora. Todos estavam olhando pra mim e, eu não sabia o que fazer, até que uma garota linda chega em mim e pergunta:
-hey, você é a aluna nova, não é?
  Como ela era bonita, senti uma pontada de inveja. Ela era loira, tinha os olhos azuis e um sorriso encantador. -você me ouviu? -ela pergunta mais uma vez.
-ah, oi, desculpa. Sim, eu sou a aluna nova.
-1° ano B?.
-exatamente.
-eu também, quer que eu te leve até a sala?
-quero sim, vamos? -pergunto, sem parar de olhar fixamente pro sorriso dela.
A escola era bem grande, passei por vários corredores até chegar a minha sala. Sentei em uma carteira no fundo da sala, e a garota do sorriso lindo sentou na carteira ao lado da minha.
-ah, esqueci de perguntar, meu nome é Letícia, e o seu? -perguntou ela.
-meu nome é Sara -respondi.
-ata, lindo o seu nome, pode me chamar de Lê -diz ela.
  Letícia! Esse era o nome dela, que menina maravilhosa, mas por que eu estava pensando nela? Afinal, eu sou hetero. Não demorou muito e o professor entrou na sala. Era aula de português. Já no final da aula, ele dá um trabalho em dupla, pra próxima semana.
-escolham o par de vocês -diz ele.
-Sara? Quer fazer comigo?
-quero sim, Lê! -Respondo.
-podemos fazer na sua casa?
-por mim, tudo bem.
-então tá, me passa o endereço. Posso ir às 15:00?
-pode sim.
  As horas passam, e toca o sinal para ir embora, como morava perto da escola fui caminhando até minha casa. Cheguei, almocei e fui deitar. Só conseguia pensar na Leticia e naquele sorriso maravilhoso que ela tinha...
-meu Deus! Que horas são? -quase caio da cama, havia pegado no sono, tinha até me esquecido que Leticia viria aqui fazer o trabalho. Pego meu celular para ver às horas
*14:47*
-porra! Acho que dormi demais, preciso trocar de roupa e esperar a Lê
  Não demora muito, alguém bate na porta do meu quarto
-aaah, quem será? -resmungo. -já vou!.
  Levanto da cama pra abrir a porta e recebo um abraço inesperado.
-Saraaa! Oiii -grita letícia. Ê caralho, olha ela de novo com aquele sorriso...
-oi Lê, precisa gritar? -digo, rindo. -ér.. Pode ficar a vontade
-quarto bonito, olhaaa... Você tem uma guitarra, que demais!
-sim Lê, eu sou guitarrista em uma banda
-toca pra mim? Qualquer dia? -Letícia pergunta.
-claro! Mas agora vamos ao que interessa, o trabalho.
-você namora? -pergunta Lê, com um olhar curioso.
  Por que ela foi perguntar isso? Agora lembrei daquele idiota do Francisco, que ódio, não acredito que ele teve coragem de me trair! Ainda com minha ex melhor amiga. Mas tudo bem, a vida continua.
-não... Ele me traiu -respondo, com uma expressão triste.
-que babaca, você é tão linda. -ela diz, se aproximando da minha boca.
  E ela se aproxima mais um pouco, e eu fico sem reação e começo a me perguntar o que fazer? Porra! Sou hetero, será mesmo? Nunca beijei uma garota, mas confesso que essa Letícia mexeu comigo.
-eu já disse que seu sorriso é lindo? -pergunto. Nossa! Eu sou muito impulsiva, tenho que me controlar.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...