História Meu Anjo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 6
Palavras 1.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA LEITURA MOZINS :3

Capítulo 5 - Contar o que?


Fanfic / Fanfiction Meu Anjo - Capítulo 5 - Contar o que?

Acordo com a claridade em meu rosto iluminando todo o quarto , adoro acordar assim estaria feliz com um momento simples desse se não passa-se em minha mente algumas coisas que eu fiz ontem a noite , foram poucas coisas na qual me recordei mas foram coisas o suficiente pra mim me odiar e me xingar mentalmente.

Como eu sou estúpida , como posso ter feito isso com meus pais essa promessa que fiz eu pretendia seguir cumprindo ela até o fim da minha vida , não sou masoquista não gosto de sofrer mais me permito sofrer por eles , prometi não me divertir com coisas que costumava fazer e o mais importante nunca amar outra pessoa além de meus amigos , se for amar apenas amo meus amigos algo além disso eu me recuso.

Levantei pra ir tomar um banho e estava com uma enorme ressaca , uma dor de cabeça insuportável que queria logo me livrar dela , tomei um banho bem demorado só sair quando me dei conta que meus dedos pálidos já estava enrrugados , sai coloquei uma roupa casual (calça preta rasgada ,e uma blusa branca lisa de alçinha). Pretendia passar meu domingo deitada e tentando me livrar desses pensamentos. 

Até esqueceria algumas coisas, se não fosse por uma grande interrogação em minha cabeça o Taehyung dizendo " se não fosse por isso ele não estaria aqui" , como assim o que ele quis dizer ? Estou confusa quero procura-lo e perguntar o que ele estava falando mas eu não podia , Não podia encara-lo novamente pelo simples fato de eu LEE BONG SUN ter estragado tudo , além do mais tem o problema do beijo me senti atraída por ele naquele momento mas só por conta do álcool , eu não sinto nada pelo taehyung mas eu fui uma vaca por ter me deixado levar por uma porcaria de bebida. 

Enquanto pensava na burrada que fiz meu celular toca.

Ligação on

- Alo? - falo seca.

- Oi amiga , podemos nos encontrar na cafeteria ? Queria ti contar as novidades que aconteceu na festa ontem - disse animada.

- Não dá , não to muito afim.

- Ok ,nos encontramos lá beijos - desligou.

Ligação off

Aish essa jennie precisa parar de fazer isso , ela sempre faz isso me recuso a ir e mesmo assim ela fala "ok nos vemos lá" me fazendo ir obrigatóriamente na onde recusei. Coloco um tênis e vou de encontro com minha amiga.

Não demorei e logo cheguei no starbucks entrando no estabelecimento e avistando jennie sentada perto da janela , vou na direção onde ela está e me sento na cadeira a frente.

- Amiga , porque ta com essa cara de morta ? - fez uma careta ao ver minha situação.

- Nada , vai fala o que aconteceu ontem que Você queria me contar ? - prossigo o assunto pra acabar logo.

- Então...- e o falatório prosseguiu por uns 10 minutos eu sem nem aprestar atenção muito no que minha amiga dizia , não fiz por mal meus pensamentos tava com tanta coisa pra processar que seria algo bem mais dificíl processar problemas de outras pessoas.

- Hum - digo desinteressada.

- Vai se foder , fala logo o que aconteceu? - percebeu que eu não dei a minima.

- Jennie , se Você falasse pra uma pessoa sobre a morte de seus pais e depois a pessoa vai lá e fala " se isto não tivesse acontecido eu não estaria aqui" , o que você pensaria ? - pergunto confusa.

- Basicamente iria pensar que a morte dos meus pais são culpa dessa "tal" pessoa - respondeu com uma cara de óbvio.

- Não, a morte dos meus pais é culpa minha.

- Não você sabe que não é.

- É, é sim - fico em silêncio - e então , outra coisa se uma pessoa agisse como se ti conhecesse o que você faria ? Detalhe você não a conhece.

- Acharia que estava me perseguindo.

Aish a jennie só ta me fazendo ter vários pensamentos errados sobre o taehyung.

- Tá obrigada eu acho - digo meia confusa.

Então tomamos nosso café e tivemos algumas conversas aleatórias , até chegar a hora dela ter que ir embora encontrar o crush

Então segui meu caminho pela cidade pra ir pra casa , vejo alguém conhecido no outro lado da rua vendo uma roupa na vitrine , parecia muito com O QUE ? droga era o taehyung não posso ve-lo agora estou com pouco de vergonha e raiva do que eu fiz , e a jennie piorou minha visão sobre ele taehyung não parece uma pessoa ruim que perseguiria ou mataria alguém, espero pelo santo G-dragon que ela esteja errada , mas por enquanto queria distancia dele e desvio meu caminho e finjo que nem o vi. 

Continuo a andar quando reparo que meu cadarço desamarrou então abaixou para amarrar , quando me levanto ele mesmo está em minha frente me olhando confuso.

- Você fez de novo - falou triste.

- Fiz o...o que? - gaguejei de nervosa.

- Tentou me evitar - fez bico , acharia aquilo fofo se não tivesse nervosa.

- Ah taehyung não é isso , tenho que ir - tentei ir embora mas fui interrompida pelo taehyung segurando meu braço.

- Por favor , vamos conversa você vai mesmo me evitar ?

- Taehyung eu tenho... - me olhou triste , não consigo ser fria com uma pessoa tão fofa - tá ok vamos na cafeteria conversa.

Pego ele pelo braço e seguimos para cafeteria do outro lado da rua , entramos no local subimos para o segundo ardar que era frequentado poucas vezes , usavam mais quando estava cheio mas subimos para ter um pouco mais de privacidade, sentamos e logo o atendente chegou , pedimos caramel macchiato e ele se retirou.

- Tá o que você quer conversa? 

- Como assim o que eu quero conversar ? - disse indignado - você ia mesmo não falar sobre isso ?

- Sinceramente? Não, eu não iria falar sobre isso.

- Mas porque ? Você não era assim.

- Você mal me conhece , porque age como se me conhecesse , hum? 

- Nada... Mas - o interrompi.

- Chega taehyung cansei , cansei de você agir e dizer coisas como se já soubesse como eu sou aa eu era , desinbucha logo o que você tanto sabe de mim ? - falo um pouco irritada.

- Sei que você perdeu os pais e se priva de tudo que pode te fazer voltar a ser feliz - disse cauteloso.

- Eu deixo isso tão na cara ? - falo um pouco receiosa , não é possivel que demonstro me isolar de todos tão na cara.

- Sim , quase isso - abaixou a cabeça e depois voltou a me encarar - acha que seus pais gostaria de ver você fazendo isso?

- Taehyung não gosto de comentar nada a respeito dos meus pais - digo séria e olhando para qualquer lugar menos seu rosto. 

- Lee , eles não gostaria de ti ver assim , eles querem ti ver sorrir como você sorria antigamente - pôs sua mão direita em cima da minha mão.

- Chega você tá me assustando , dizendo coisas como se me conhecesse - tiro minha mão debaixo da sua - tchau.

Me levantei e escuto ele susurrando - Como gostaria de ti contar.

- Como assim contar o que ? - já levantada olho para ela que estava olhando pra suas mãos sobre a mesa.

- Quer saber mesmo ? - me olha triste.

- Quero.

- Tudo bem então , se Você já me achava estranho antes você achará isso mais estranho ainda.





Notas Finais


Eai oq tão achando ? ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...