História Meu anjo rebelde - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Tags Castiel Romance Colégio
Exibições 91
Palavras 886
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom queridos ta aí!
Preciso MUITO saber se vocês estão gostando da fic! Obrigado S2
Boa leitura❤
Cap. sem revisão

Capítulo 18 - Feliz ou triste?


Fanfic / Fanfiction Meu anjo rebelde - Capítulo 18 - Feliz ou triste?

Beijando outra, e essa outra era a Ambre...

Meu mundo parou...Sai dali correndo sem rumo...

"Como ele pode"? Eu perguntava para meu subconsciente...e ele me respondia...

"Meu deus Kartheney! Você foi idiota em acreditar que o maior galinha da escola, mudaria por você! Burra! É isso que você é! Burra por ter acreditado que ele te amava! Burra por ter dado toda sua confiança para ele! Mas esperta por não ter entregado seu corpo para ele!"

"Mas do que adianta não ter entregado o corpo, se eu entreguei meu coração"

"E você viu o que ele fez né? Ele o despedaçou! Não se importou com você!"

"Dói saber disso..."

"Eu sei...mas você precisa superar...Melhor! Você precisa de um tempo para você..."

"Como assim?"

"Ligue para sua mãe e conte o que aconteceu, peça que ela compre uma passagem para Páris!"

"Você ta dizendo que..."

"Que você precisa esfriar a cabeça, nada melhor do que rever a família não acha?"

"Tem razão...mas quanto tempo ficarei lá?"

"Esse mês inteiro, pode passar seu aniversário com eles e se quiser o mês que vem também! E não se preocupe com os estudos, você é uma ótima aluna, a diretora vai entender se você precisar rever sua família"

"Obrigada...estou parecendo uma louca conversando com meu subconsciente" rio sozinha com esse pensamento

Quando percebo a onde fui, já estava na frente de um parque que tem na cidade. Entro e sento debaixo de uma árvore que havia ali. Pego meu celular e ligo para minha mãe

Ligação ON-

Mãe- Alô?

Kart- Mãe!

Mãe- Oi filha! Ta tudo bem?

Kart- Na verdade está tudo péssimo mãe...

Mãe- Eu conheço essa sua voz kat, estava chorando? O que aconteceu?

(Contei tudo para ela)

Mãe- Que garoto ridículo! Como pode fazer isso com a minha filhinha?

Kart- Mãe, preciso que a senhora fassa algo para mim...

Mãe- Tudo o que você quiser querida!

Kart- Compra uma passagem para Páris, por favor?

Mãe- Para Páris? O que vai fazer lá? E sua escola?

Kart- É que eu preciso de um tempo para descansar, e nada melhor do que rever a minha família... E a escola, minhas notas são muito boas, vou falar com a diretora sobre isso...tenho certeza de que ela vai entender!

Mãe- Tudo bem então meu amor, vou comprar sua passagem agora mesmo! Qualquer coisa me liga ok?

Kart- Tudo bem... obrigado mãe!

Mãe- De nada filha! Te amo ta? Fique bem!

Kart- Também te amo mãe! Pode deixar que eu vou ficar bem sim!

Mãe- Ok então, tchau filha!

Kart- Tchau mãe!

Ligação OFF

Desliguei o telefone e continuei lá pensando e chorando. Quando vi as horas, já eram 18:00 e já está escurecendo, fui para casa rapidamente

Chego em casa e vejo que as luzes estão acesas, havia deixado elas apagadas, estranho...

Abri a porta e ela não estava trancada como eu deixei, droga! Alguém entrou aqui

Olho na sala e tenho uma grande surpresa

–D-Daniel?

–Kit Kat!(meu irmão me chama pelo apelido que ele me deu quando éramos crianças)(corri até ele e o abracei)

–Eu estava morrendo de saudade!!(comecei a chorar)

–Ei não chore! Eu to aqui de novo!(ele me abraça mais forte)

–Quando você chegou?

–Agora pouco, pedi para a mamãe não te falar nada porque queria fazer uma surpresa!

–A melhor surpresa do mundo!

–Que bom que gostou!

–Eu não gostei... Eu amei!

–E como vai indo por aqui?(quando ele pergunta isso, meu sorriso se desfaz)

–Que foi? Aconteceu algo?

–Nada para se preocupar!(sorri divertida)

–Conheço esse sorriso...

–Vamos, vamos, vamos, por favor!!(pedi manhosa)

–Ah não kit, eu to cansado...

–Mentiroso! Por favor, faz tempo que a gente não vai lá juntos(fasso uma carinha de cachorro abandonado)

–Ok, ok... Mas vamos logo!

–Eba!!!(pulei no seu colo)

–Opa! Vem, vamos com meu carro!

E assim fomos para o Starbucks, sempre íamos lá(não em Londres) antes dele ir para o Brasil

Chegamos e nos sentamos numa mesa vazia do lado de fora, fizemos nossos pedidos e começamos a conversar

–Como foi o intercâmbio?(*para não ficarem confusos, vou explicar! O Daniel foi para um intercâmbio no Brasil à um ano, a kart não fala dele porque sente muita falta de seu irmão, e sempre chora por isso, pois os dois eram(e ainda são) muito apegados um ao outro! Espero que tenham entendido*

–Foi bem legal! A cultura deles é bem diferente da nossa!

–Imagino!

–E aí já esqueceu o idiota do Dakota?

–Sim, mas eu acho que tenho dedo podre pra escolhas de namorados!(falei triste)

–Como assim?(ele pergunta preocupado)

–Peguei ele me traindo hoje...(comecei a chorar)

–Ei não chora! Quem te traiu?(ele pergunta muito bravo, digamos que o Dani é aquele tipo de irmão ciúmento só que dez mil vezes mais, quando o Dake me traiu ele quase o matou)

–Um garoto que tava comigo acho que faz uns dois meses...

–Quem é o panaca? Qual o nome? Onde mora? Qual a idade? Onde estuda? E...(o interrompo)

–Ei! Calma... Posso te fazer uma pergunta?(paro de chorar)

–Pera...(ele respira fundo tentando se acalmar)

–Pronto! Pode fazer!

–Quer ir comigo pra Páris?

–Como assim ir pra Páris?

–É que eu preciso de um tempo, e também quero passar meu aniversário com a nossa família!

–Tudo bem, eu vou!

–Sério?

–Claro! Tudo por você kit kat!

–Você é o melhor irmão do mundo Dan!(o abraço forte)

–Ai calma vai me matar!

–Desculpa(o solto e rimos)

E assim eu consegui parar de pensar naquela cena...

Não sei se fico feliz por ter o Dani de volta ou triste por ter sido traída! Isso está mexendo muito comigo...


Notas Finais


Oie amorecos, espero que estejam gostando da fic! ;3
Eu devo continuar ou parar??
Obrigada até!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...