História Meu Appa Jungkook (Incesto) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Rap Monster
Visualizações 183
Palavras 1.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Peço desculpas por te amar loucamente.


Fanfic / Fanfiction Meu Appa Jungkook (Incesto) - Capítulo 2 - Peço desculpas por te amar loucamente.

Eu estava aos beijos com o meu appa,isso não estava certo,era totalmente errado. Mas um errado bom, bom demais. Mas então resolvi parar o beijo por ali,por quê as coisas estavam "esquentando" demais.  Aquilo não estava nem um pouco certo.
         Soltei-me do mesmo que me olhou confuso e totalmente vermelho. -Desculpa appa,mas isto não está certo,nós dois sabemos perfeitamente disso!              
       -Eu sei filha,eu também peço desculpas,mas que loucura S/N,oque acabos de fazer? Ele disse colocando as mãos na cabeça puxando os seus fios de cabelo fortemente.  - Eu também não sei appa,as coisas hoje estão realmente estranhas entre nós,vamos apenas esquecer de tudo,de tudo mesmo ok? Afinal somos pai e filha.

Eu sei que Jungkook era meu appa,e que ele me carregou no colo,me cuidou como sua pequena princesa,sempre me mimou,sempre me deu tudo oque eu quis,e eu sempre vi ele como o super pai,o melhor pai do mundo. Mas comecei a notar coisas nele que jámais havia notado. Aquilo me matava aos poucos por dentro,estava com coração doendo demais,estava prestes a explodir,jámais tive pensamentos impuros com meu pai,mas começou a ficar díficil. Ele era realmente muito lindo,sedutor,maravilhoso,tudo oque uma mulher deseja,ou melhor,oque eu estava começando a desejar. PARE S/N! meu pensamento gritava e me matava aos poucos. 

Acordei de meus pensamentos e olhei para ele,ele apenas me encarava com algumas lágrimas no rosto,via suas expressões,eram tristes e me partiam o coração,eu não acredito que realmente estava fazendo appa sofrer,a culpa é minha,certeza.
           -Desculpa appa,do fundo do meu coração,o senhor não sabe o quanto estou arrependida por estar causando problemas para o senhor. Fui uma filha muito ruim. Eu entendo isso,e desculpe por esse beijo,vamos apenas esquecer que isso aconteceu,por favor? Você é a melhor pessoa que existe em minha vida,te amo mais que tudo,não quero que nada atrapalhe o nosso relacionamento de pai e filha,é tão especial,me prometa isso. Fui até ele e limpei suas lágrimas que ja se encontravam caindo de seu rosto,olhei no fundo de seus olhos dizendo novamente:  -Me prometa que nada irá mudar certo?  
-Eu também te amo mais que tudo minha filha,nada vai atrapalhar nosso relacionamento de "pai e filha". Você é minha pequena e sempre será. Vamos esquecer tudo,tudo oque aconteceu neste local.
            -Tudo o que appa?

-S/N...

-Viu appa,eu já esqueci. Disse isso e o mesmo sorriu,era um alívio ver o sorriso em seu rosto novamente,aquele sorriso...Transmitia alegria a qualquer um,quando eu via ele sorrir,eu automaticamente gostaria de rir junto,era estranho,sabe quando você vê uma pessoa sorrir e sente uma imensa vontade de sorrir junto,é totalmente prazerozo,algo gostoso de se viver.       
       
-Vamos appa,vamos entrar e se secar. Se não vamos pegar um resfriado,e eu não quero isso.
            -Ok,senhorita S/N,você é quem manda.

Ambos fingiam que haviam esquecido,más nenhum dos dois esqueceu de absolutamente nada, do beijo,dos abraços que estavam se tornando o melhor para os dois,estava se tornando mais necessitado que o normal. Eles estavam construindo um laço,um amor,que ninguém jámais poderia quebrar. A cada minuto,a cada momento dos dois juntos,estava se tornando único,quando estavam juntos,sentiam que não existia mais ninguém no mundo a não ser os dois. Era algo realmente doido,pois eram "pai e filha".
            Eu e appa entramos para dentro de casa. -Toma sua toalha appa,senta aqui que eu te ajudo. Comecei a secar os cabelos dele,com carinho e delicadeza. Mas quando olhei para o mesmo,ele me encarava,parecia estar bastante pensativo e confuso. Depois sou eu que sou muito "pensativa". Ele puxou as minhas mãos de seus cabelos delicadamente ,apertou minhas mãos fortemente soltando-as,levantando-se e dizendo:

 -Não precisa fazer isso meu amor,eu mesmo posso fazer. O mesmo me olhou sorrindo e começando a secar os cabelos.
            Jungkook na verdade estava querendo evitar a pequena,pois estava começando a querer abrassá-la mais que tudo,beijá-la sem limite algum,mas sabia que era proibido,e estava tentando colocar a cabeça no lugar. A maneira que a menina falava com ele,como ela tratava ele,como seus momentos estavam se tornando únicos.Os abraços,o carinhos. Ele não queria que se tornasse algo á mais. Apartir daí passaria a evitá-la,mesmo assim não vai conseguir se controlar.
              -Appa,eu gostaria de conhecer algum lugar daqui amanhã, o que você acha?
            -Ok,minha pequena,vou pensar em algum lugar especial pra levar você conhecer. Mas ainda temos coisas para arrumar,sabe eu não arrumei exatamente tudo.
         -Bom,S/N,você me conhece,eu resolvi eu mesmo pintar meu quarto,não quis que ninguém mechesse lá,eu mesquinho e gosto das coisas do meu jeito.

   -Ok,appa,então eu te ajudo a pintar o quarto,o que você acha da idéia?

   -Cool.
             Pegaram as tintas,tudo oque era necessário para pintar o quarto,trocaram as roupas,colocando roupas mais velhas e que não haveria problema algum sujar,e uma pequena escadinha.
              Entraram no quarto,e assim começaram a pintar tudo.

Appa,eu posso subir na escada para pintar lá em cima?
            Não S/N,é muito perigoso! 
           Ah,por favor appa,não é perigoso. O senhor vai segurar.
          -Sinto muito filha,mas isso eu não vou deixar você fazer. Não e não!
           A mesma fez um bico mas então resolveu desistir,seu pai se preocupava muito com ela,jámais deixaria ela fazer coisas perigosas,se acontecesse algo com ela,ele jámais se perdoaria.

Terminaram tudo em exatamente uma hora,estavam cansados e exaustos.
           A menina se levantou e foi até seu quarto,pegando um lençol de BTS,ele não gostava nem um pouco,mas respeitava a filha que gostava muito.
             S/N voltou de imediato entrando no quarto e dizendo com o lenço na mão:

-Appa,só falta uma coisinha para esse quarto ficar maravilhoso.
            -Oque?
             -Um lençol de BTS na sua cama,vai ficar muito bonito não acha? Então ela disse isso começando a tirar o lençol que estava em sua cama,colocando o de BTS por cima. Quando ela terminou de arrumar,Jungkook olhou balançando a cabeça em reprovação para ela dizendo:
              -Não S/N,eu não vou usar isso na minha cama não.     -Vai sim appa!     -Não vou!
               S/N pegou o lençol que estava antes na cama de Jungkook,ele começou a tentar pegá-lo,mas ela dava o nó e não deixava ele pegar de jeito algum,ela começou a dar pequenas corridinhas pelo quarto e Jungkook atrás,parecia duas crianças brincalhonas e bobonas. S/n ria com o jeito que seu pai estava agindo,quando derrepente ele finge que vai correr atrás dela,e acaba voltando,mas acontece que S/n tropeça ao mesmo tempo, e assim os dois caem em cima da cama.S/N por baixo e Jungkook por cima.
               Os dois abrem os olhos e se assustam,o coração de ambos começa a acelerar,e um pequeno suor escorre na testa dos dois,era uma situação perigosa estarem perto demais.

-Desculpa S/N. Jungkook diz levantando-se de cima da menina que se encontrava com a respiração descontrolada e olhos arregalados.
                -Vou tomar banho minha pequena. Ele diz e se retira do lugar.
                 Poxa em S/N,você e essas suas brincadeiras bestas. Ela mesma pensou. 
                 Ficou ali,pensando na vida,olhando o trabalho bem feito que havia ajudado seu pai fazer,e sua barriga começou a implorar por comida. Resolveu comprar algumas pizzas. Mas não sabia o número,então desceu as escadas e aguardou seu pai descer para assim ela pedir para ele pedir as pizzas.

              S/n foi tomar água,estava achando que Jungkook estava demorando,a menina não aguentava perder o pai nem se quer um segundo. Ela se sentia incompleta sem a presença dele.

Quando um sorriso abre em seu rosto ao ver o pai descendo com uma toalha na mão,sem camisa,cabelos pingando água,e o cheiro de Jungkook prencheu o espaço. Ela se sentiu confortável com isso.

Ele terminou de descer as escadas,ela foi até ele e o abraçou como se fizesse tempo que não o via,como se estivesse morrendo de saudades,e estava.

-Appa,eu gostaria de pedir algumas pizzas,mas não sei o número e nem falo bem em coreano,o senhor podia pedir pra mim não é? Disse ainda abrassada com ele.
            -Sim meu anjo,eu peço,afinal o que eu não faço pela minha pequena não é? Jungkook acabou o abrasso e beijou a testa dela.
             S/N riu com isso,e só fechou o olho para sentir o carinho do pai. Mas logo abriu os olhos novamente,vendo o mesmo ir buscar o celular para ligar para fazer os pedidos.
                  S/N resolveu tomar um banho. Entrou em seu quarto,pegou uma blusa rosa larga,e um short jeans,um roupão e entro em seu banheiro. Ligou o chuveiro bem gelado,aonde ficou parada alguns minutos,só sentindo a água escorrer por seu corpo. Pensamentos mortais começaram a  vir em sua cabeça,começou a lembrar do corpo de seu appa,do beijo que havia dado nele,e ela começou a ficar excitada. Ela precisava dele alí pra acalmar aquela excitação que gritava dentro dela. 
             -PARE COM ISSO S/N,PARE COM ISSO,POR FAVOR. Ela dizia para ela mesma em voz em bom tom. 

Desligou o chuveiro,se secou e então resolveu esquecer dos pensamentos,se vestiu,e desceu as escadas. Seu appa estava sentado no sofá assistindo televisão,ela ficou observando ele por um tempo. Quando levou um susto quando o mesmo disse:

-Vai ficar ai parada até quando? Vem,senta aqui. Ele bateu as mãos no sofá ao lado dele.

-Ah,ah,s-sim ap-pa. 

Ela se sentou,e então ele abraçou ela fazendo encostá-la a cabeça em seu peito,e assim ficaram por um bom tempo. 
            Os sentimos dela estavam mudando rapidamente e o dele também, é como se tivesse acontecido um "Big Bang" "grande explosão" no coração dos dois e mudou tudo.  Estavam tentando se esquecer ,deletarem, da cabeça um do outro e parar com aquele pensamento que encomodava os dois,mas não se consegue tirar alguém da cabeça,se a pessoa já entrou no  seu coração não é?

A mesma olhou para o pai dizendo:
             -Appa,peço desculpas.
              -Pelo que?
              -Por começar a te amar loucamente.

 


           

           

                
              
               
           

 


Notas Finais


É isso,eu estava bem inspirada hoje meus amores,amo vocês. Espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...