História Meu Chefe ⛓ Imagine Yoongi/Suga ⛓ - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Suga
Tags Bts, Hentai, Imagine, Romance, Yoongi (suga)
Visualizações 231
Palavras 985
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Capítulo X - Inconsciência


Tentei ao máximo concentrar-me em organizar a agenda daquele homem possessivo e arrogante que denominava-se meu chefe.

Joguei uma mecha do meu cabelo para trás.

Continuei a digitar incessantemente em no tablet. Até que eu finalmente consegui por uma ordem naquele caos que era a vida profissional de Yoongi.

- o que seria dos homens sem as mulheres...- murmuro, bebericando um pouco do café que havia acabado de ser servido para mim.

- talvez menos do que somos - um homem para ao meu lado, reconheci ele como sendo um dos executivos que havia visto na festa que Yoongi me levara - o de sempre -fez um gesto para uma das atendentes ali no balcão- então, o que uma mulher legal como você faz num lugar lindo como este?- diz dando um sorriso sedutor.

Dei uma risada, abaixando o rosto.

Acho que não faz mal nenhum flertar um pouco com ele.

Levantei o rosto, jogando um dos meus cachos para trás.

- acho que estou conferindo como a vida de um homem pode um completo caos, sem uma mulher- digo com um sorriso nos lábios.

Ele ajeitou-se, apoiando um dos braços no balcão e me encarando com um olhar intenso.

- você tem uma certa razão...a minha vida por exemplo, agora é um perfeito caos.

- sua esposa não está dando conta?- digo, olhando para seu dedo anelar onde havia a marcada da aliança.

Ele acompanhou o meu olhar.

- não, por isso me separei dela recentemente.

- hm... E agora está dando em cima do primeiro par de seios bonitos para ter uma noite de prazer- viro meu rosto para frente, apoiando meu rosto na mão.

- o primeiro sim, mas uma noite só não- diz, surpreendendo-me um pouco- eu não quero me envolver tão intimamente tão cedo, o que eu quero é alguém que me escute.

- e por que me escolheu?

- você é a secretária do meu amigo, então, deduzi que se você pode dar um jeito na vida dele, com certeza poderia dar um jeito na minha.

- desculpe, eu não sou nenhuma psicol...

- eu sei, mas, não custa tentar... Miss Jackson.

- "Miss Jackson"?

Ele riu.

- nos vemos, Miss Jackson- a balconista colocou um copo ali, e ele saiu, bebendo do conteúdo que havia ali.

Fiquei um tanto que boquiaberta.

- senhorita, aqui- a balconista colocou um copo com o que parecia ser café com creme.

- eu não pedi isso.

- mas, o senhor Lee mandou entregar para você- diz fazendo um gesto com a cabeça.

Olhei para trás, e vi ele próximo ao sua Ferrari dando uma piscadela pra mim juntamente com um sorriso.

- qual o nome dele?- olhei para a balconista.

- Lee Jong Suk, o homem mais rico da Coréia. É o melhor amigo do senhor Min Yoongi, o segundo homem mais rico.

- Lee Jong Suk...- repeti umedecendo os lábios de forma um tanto erótica- vou me lembrar deste nome- bebi do café, e dei um sorriso.

⛓⛓⛓

Entrei na sala de reuniões, logo atrás de Yoongi. Por algum motivo desconhecido por mim, ele queria que eu fizesse parte daquilo.

Sentei-me em uma parte um pouco distande, mas ao lado de Yoongi. Enquanto eles estavam empenhados em discutir o futuro da empresa, eu só pensava em fugir daquele lugar.

Quer saber qual é a coisa mais chata desse mundo?

É ficar ouvindo um monte de homens discutindo sobre coisas idiotas.

Alguém entrou na sala e chamou minha atenção. Não podia ser...

- bom-dia senhores...- ele olhou para mim e deu um sorriso de canto- e senhorita- todos os olhares recairam sobre mim na mesma hora. Virei um pouco o rosto, evitando os olhares- desculpem o atraso, eu tive um contra tempo muito sedutor.

- até imagino como deve ser esse contra tempo- um dos executivos diz, enquanto os outros riem.

- acredite, esse contra tempo, é muitissimo mais sexy do que o senhor pensa- diz olhando-me furtivamente.

Não pude deixar de notar que Yoongi manteve-se sério todo o tempo, acho que ele havia notado de quem Jong Suk falava.

- desculpem senhores, mas, o meu chefe não tem muito tempo para perder- digo levantando-me e cortando as risadas, todos me olharam surpresos- imagino que, vocês possam falar de "contra tempos" após a reunião.

Eles se calaram e voltaram a atenção ao que deveriam.

A reunião demorou mais que o necessário e eu praticamente tive que correr com aqueles saltos.

- me pergunto como a última secretária conseguia aguentar...- resmungo, cruzando as pernas- muito bem... Agora, você precisa ir para uma reunião com o senhor Jung.

Yoongi suspirou. Ele parecia cansado e irritado.

- algum problema?- olhei para ele, mas Yoongi ignorou-me completamente, ele parecia perdido em seus pensamentos enquanto dirijia.

Olhei para frente. O sinal estava vermelho.

Olhei para ele, e sua atenção focada. O velocímetro aumentava cada vez mais.

- Yoongi...- chamei. Ele não ouviu- Yoongi! Pare!

Vi os carros passando na avenida horizontal, e o modo como Yoongi estava começava a me assustar.

- Yoongi, pelo amor de Deus, para esse carro!- gritei com medo.

Ele continuou sem me ouvir.

- Yoongi!- nada nenhuma resposta- SUGA!

Ele pisou no freio.

O carro parou de um modo brusco.

Yoongi apoiou a testa no volante.

- Yoongi, o que houve contigo?- ele soltou um suspiro. Toquei em seu ombro, e ele segurou em minha mão com muita delicadeza, como se aquilo fosse de porcelana.

- o que você estava dizendo?- olhou-me com uma expressão que não consegui identificar.

- que eu cancelei sua reunião com o senhor Jung. Vamos para casa, você precisa descansar.

- não é necessário...

- Min Yoongi, não me force a te amarrar e te jogar no porta-malas. Você vai pra sua casa agora, e vai descansar- meu tom sai um tanto que autoritário.

- tudo bem- bufou. Acelerando.

Quando chegamos no hotel em que ele morava, Yoongi estava claramente muito mal, e tive certeza disso quando chegamos no elevador.

Ele desmaiou.

- Yoongi!- abaixei-me ao seu lado. Ele não se movia, mal respirava- ALGUÉM ME AJUDA! - gritei, e segundos depois dois funcionários do hotel apareceram.

- meu deus... Senhor Min...- um deles diz.

- chamem ajuda, uma ambulância...sei lá...qualquer um que possa ajudar!- gritei já desesperada.


Notas Finais


Sobre o meu novo projeto:

https://spiritfanfics.com/historia/meu-k-idol-9584515

Espero que tenham gostado!
Bjs!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...