História Um acordo! (Lutteo) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo
Tags Lutteo Ruggarol Sou Luna
Visualizações 313
Palavras 1.563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiiii gente linda, como vcs estão? Espero que muito bem
É vcs viram o beijo Lutteo de ontem? Meu Deus aquilo de beijo Disney não tinha nada, e Gastina que INFELIZMENTE vai acabar 😭
espero que gostem
Boa leitura

ATENÇAO IMPORTANTE,
LEIA AS NOTAS FINAIS.
NÃO
ESQUEÇA
DE
LER
AS
NOTAS
FINAIS.

LEIA
POR
FAVOR.

Capítulo 3 - Sr. Matteo...?


Fanfic / Fanfiction Um acordo! (Lutteo) - Capítulo 3 - Sr. Matteo...?

Olho para o relógio e são exatamente 02:37, me sento na cama, até que ouço a porta se abrir, me viro para a mesma e vejo Matteo passando por ela, me assusto e ele começa a vim em minha direção

Luna: o que vc está fazendo aqui? - ele não me responde e se ajoelha em cima da cama ficando de frente para mim - me responde!

Matteo: vim te ver

Luna: hã? - fiquei confusa - ok, mas como vc descobriu onde eu moro?

Matteo: voce fala demais! - falou e me beijou era um beijo quente e caloroso cheio de desejo e luxúria, quando vi já estávamos deitados na cama ele por cima de mim, nos separamos pela falta de ar e eu fui logo tirando a camisa dele, voltamos a nos beijar eu já conseguia sentir suas mãos na barra da minha blusa do meu pijama, nos separamos novamente apenas para retirar minha blusa, eu estava apenas de short, senti suas mãos grandes e um pouco ásperas no meu seio esquerdo, me separei do beijo

Luna: vc está vestido demais - falei maliciosamente e desci minhas mãos até a barra da sua calça, e a retirei, o deixando apenas de boxer branca, ele se deitou sobre mim, fazendo com que nossas intimidades se chocasem - ahhh - gemi, ele começou a trabalhar nos meus seios, ora ele mordia, pra ele chupava, depois que terminou com os meus seios suas carícias deceram para a minha intimidade, ele puxou o meu short junto com a minha calcinha de uma só vez, me deixando completamente nua, ele afastou minhas pernas e colocou sua cabeça entre elas, ele penetrou seus dedos em mim enquanto sua boca trabalhava no meu clitóris - ahhh, i-isso assim... Ahhh.. - logo ele tirou seus dedos de mim e me penetrou com a língua, senti que estávamos prestes a gozar, mas infelizmente eu...

Acordei, isso mesmo eu acordei, não acredito que acabei de ter um sonho erótico com o meu chefe, o que tá acontecendo comigo nunca foi assim

Luna: merda! - praguegei ao ver meu short molhado por causa da excitação, me levantei da cama, peguei minha toalha e foi ao banheiro, lá me despi, liguei o chuveiro entrando debaixo do mesmo, ainda sentia meu corpo ferver por causa do sonho, mesmo com a água no gelado isso não passava, então resolvi fazer algo que nunca tinha feito antes, desci minha mão até a meu sexo, e penetrei dois dedos, eu estava imaginando o Matteo ali comigo fazendo isso por mim, intensifiquei minhas estocadas... - ahhhh - gozei nos meus dedos, consegui aliviar um pouco do desejo mais não o suficiente, precisava do Matteo dentro de mim, me dando prazer, despistei meus pensamentos e terminei de tomar banho, depois de banhada comecei a pensar meus cabelos e optei por deixa-los soltos, de cabelos pentiados me vesti, optei por uma largerie vermelha macacão vermelho e um salto alto preto, depois de vestida, sai do meu apartamento é foi até meu carro, entrei no mesmo e deu a partida, fui o caminho inteiro pensando no que aconteceu ontem com o Matteo, de como vai ser daqui para frente e também pensei no sonho, mas porque eu tive esse sonho? Talvez seja apenas desejo carnal, certo? Totalmente errado, eu ja senti desejos carnais por outras pessoas, mas nunca aponto de ter um sonho erótico. Cheguei na empresa, estacionei meu carro na vaga de sempre, e subi para o décimo terceiro andar, chegando lá encontrei o andar totalmente vazio, também eu queria o que ele só chegava as nove e ainda era oito e meia da manhã - ótimo meia hora para arrumar tudo - bufei e sentei na cadeira, liguei o computador e comecei a trabalhar... Depois de um tempo o elevador se abriu dando visão a um homem extremamente sexy, ele passou pela porta do elevador e olhou para mim, começou a andar em direção a sua sala

Luna: bom dia Matteo - olhou para mim e voltou a andar em direção a sua sala, entrando na mesma e fechando a porta, isso é sério ele vai me ignorar depois do que aconteceu ontem, pera, pera, pera porque eu tô preucupada com isso, foi só uma transa apenas isso, mas é que... Parou Luna, chega. Despistei meus pensamentos e voltei a trabalhar, minutos depois ouvi meu celular tocar, e atendi...

Xxx: oi migaaaa - era a Nina, ela é a amiga mais louca e divertida que eu tenho, ela é a minha melhor amiga

Luna: oi Nina

Nina: ihhh que foi? Me conta!

Luna: ah é que aconteceu umas coisas aqui no trabalho, nada demais

Nina: não sei se acredito, mas como o motivo deu ter te ligado é outro não vou prolongar este assunto

Luna: tá tá mais fala, o que vc quer?

Nina: vou voltar para Buenos Aires - Nina é de Buenos Aires, mas estava morando na Itália, faz um tempo

Luna: Sério amiga?

Nina: SIM! E eu também quero te chamar para um almoço

Luna: que horas?

Nina: que tal daqui a meia hora?

Luna: meia hora Nina?

Nina: sim, algum problema?

Luna: não, aonde vamos?

Nina: sei lá, que tal aquele restaurante que eu adoro, sabe aquele que tem na esquina da sua casa

Luna: ah sei! Nós encontramos lá

Nina: tá beijos amiga - desliguei o celular e fui até a porta da sala do Matteo, bate na mesma e ele mandou eu entrar, abri a porta e entrei na sala

Luna: Matteo

Matteo: sim Luna - falou sem me olhar, aquilo já estava me encomodando

Luna: posso ir almoçar mais cedo?

Matteo: para quê vc quer ir almoçar mais cedo - falou sem me olhar, eu ia dizer a verdade, mas resolvi mudar algumas coisas para ver como ele reagiria

Luna: vou almoçar com um amigo que não vejo a algum tempo - finalmente ele olhou para mim

Matteo: Amigo? -  pareceu incomodado, Aí Luna não viaja ele apenas quer saber o motivo

Luna: sim um amigo - tinha algo no seu olhar que eu não conseguia desifrar

Matteo: tudo bem, faça o que vc quiser - ele falou um pouco grosso

Luna: obrigada - me limitei a falar apenas isso, sai da sala dele, e peguei minha bolsa, eu não estava conseguindo entender o motivo de tanta frieza, talvez ele não tivesse gostado, ou talvez... Não sei, a porta do elevador se abriram e eu entrei, desci até o estacionamento, peguei meu carro e sai de lá... 

Resto bar 


Nina: migaaaa - correu para me abraçar

Luna: oi sua louca

Nina: eu não sou louca, só não tenho todos os parafusos 

Luna: tá mas porquê vc não me disse que iria vim para Buenos Aires

Nina: eu queria fazer uma surpresa, sabe como eu sou

Luna: sei muito bem

Nina: tá, mas agora me conta, o que aconteceu

Luna: as vezes me surpreendi o quanto vc me conhece

Nina: é eu sei te conheço desde sempre e blá blá blá pula a parte fofa, por que eu sei que vc vai falar aí eu vou me derreter e a gente não vai convesar - era impressionante o tanto que ela me conhecia, também não era para menos já que nós éramos amigas desde pequenas

Luna: tá eu vou te contar - contei tudo o que aconteceu nesse meio tempo eu nunca foi de esconder nada da Nina, ela era tipo o meu diário 

Nina: ai minha menina cresceu

Luna: que? 

Nina: finalmente vc quebrou uma regra, deixou de ser aquela puritana

Luna: ah também não é... - ela me imterrope

Nina: ah por favor Luna vc demorou 3 messes para transar com o seu ex namorado e olha que nem mais virgem vc era - e sabe qual é o pior disso tudo, era que ela tinha razão eu não sei o que me deu naquele dia, nunca tinha feito nada parecido. Aquilo ia contra todos os meus princípios

Luna: tá, mas...

Nina: mas nada Luna, vc tranzou com o seu chefe que vc conhecia nem conhecia direito

Luna: tá eu sei disso é sinceramente não me arrependo

Nina: isso aí, mas se vc não se arrepende porque está desse jeito

Luna: ah é que agora ele me trata como se nada tivesse acontecido.

Nina: ah amiga talvez tenha sido apenas uma ficada, talvez ele seja igual a mim, não namora ninguém

Luna: eu sei disso, mas... 

Nina: mas oque? Não me diga que está gostando dele

Luna: não! Claro que não 

Nina: Luna Valente não minta para mim

Luna: aí Nina eu tô atrasada - sai praticamente correndo da-li. Voltei a empresa e entrei na mesma, como sempre entrei no elevador e fui até a minha mesa, peguei um relatório que tinha preparado mais cedo, e fui até a sala do Matteo, mas antes de bater falei para mim mesma - calma Luna, ele vai te ignorar vc vai ser ignorante e tudo vai dar certo - girei a maçaneta e entrei na sala sem ao menos bater - Sr. Matteo... - parei de falar assim que vi uma cena que de certa maneira me machucou, é o pior é que não deveria ter me machucando, eu entrei na sala e vi aquela ruivinha nua sobre a mesa dele, e ele? Ele estava entre as pernas dela a estocando, eles estavam tranzando, eu não conseguia acreditar no que via, ontem era eu agora era ela?, Mas o que mais me emcomodou foi eu ter me importado, despistei meus pensamentos e lembrei do que a Nina disse "talvez tenha sido apenas uma ficada"  me recompuz

Matteo: não sabe bater na porta não? - falou meio alterado...


Continua...


Notas Finais


Oi de novo, iai gostaram
Hum a Luna tá meio confusa, mas também quando ela não tá né?!
Ihhh ele tava com a Candelária, o que será que a Luna vai fazer?
Boa noite e tchau tchau

ATENÇAO IMPORTANTE E SOBRE A FIC

PS: talvez eu vá postar apenas um dia sim um dia não, pois tá muito puxado para mim, ter que atualizar as duas fics,as quando eu tiver tempo eu prometo postar nos dois
Bjos e tchau tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...