História Meu coração se apaixonou... novamente... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Tags Zorobin
Exibições 48
Palavras 714
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Momentos fofos, entre o casal?


 A tripulação encontra uma ilha. Eles se preparam para explorá-la.
-Robin, fique tomando conta do navio.-Luffy diz.
-Entendido, Capitão-san.-ela responde.
 O Bando do Chapéu de Palha, desce do Sunny.
*ROBIN NARRADORA: ON
 Vou até a biblioteca e pego um livro. Saio, logo em seguida, sento no chão do convés e começo à ler.
-Por que não foi com eles?-uma voz grave, masculina, pergunta para mim.
-Oh! Olá, Kenshi-san.-digo, surpresa.
 Ele senta do meu lado.
-Eu... eu... Preciso te dizer uma coisa.
-Pois, então, diga.-respondo, virando a página do livro.
 Zoro suspira.
-Não é nada. Desculpe.-ele diz, se levantando, e começando à andar.
-Espere! Eu quero saber.
 Me levanto também, mas minhas pernas ficam bambas e sem forças.
 Quase caio. Zoro me segura pelo braço, impedindo minha queda.
-Você está bem?-ele pergunta.
 Abraço o pescoço dele, na tentativa de não cair novamente. Me apoio nele, com muita força.
-Estou, sim. Não se preocupe.-digo.
-Mentirosa.-ele diz, me olhando dentro dos olhos.
-Só estou um pouco fraca.-respondo.
 Ele aproxima o seu rosto de mim e fica olhando para minha cara.
-Algum problema?-pergunto.
 O espadachim coloca a mão na minha testa.
-Eu sabia! Você está com febre alta.
-Eu estou bem... É sério! Logo, ela passa.
-Deixa, de ser tão teimosa. Você, está doente.
 De repente, ele me segura em seus braços.
-O que está fazendo?!-pergunto, assustada.
 Ele me carrega, até o quarto das mulheres, e me coloca, cuidadosamente, na cama.
 Eu olho para ele, confusa, sem entender nada. Zoro sai do quarto e fecha a porta, lentamente.
(...)
 Alguns minutos depois, ele volta para o quarto, com uma xícara em uma das mãos, e na outra, três livros.
-Toma.-ele diz, me entregando a xícara com café.
 Eu bebo, um pequeno gole, e digo:
-Obrigada.
 Ele coloca os livros perto de mim.
-Eu peguei para você. Não sei, se são os que você gosta de ler.
-Não tem problema. O que vale, é a intenção... Sabe, você está muito gentil, hoje.
-Você está doente; e eu, estou cuidando de ti. Agora, se você não quer minha ajuda, é só falar, que eu vou embora.
-Eu quero, sim, Kenshi-san.
 Eu espirro.
 Zoro, abre o guarda-roupa, pega um cobertor e me cobre com cuidado.
-Leia para mim.-digo, estendendo o livro para ele.
-Ah, Robin! Eu não...
-Por favorzinho!-digo, fazendo bico.
-Chega pra lá.-ele diz, fazendo um gesto com a mão, para eu me afastar.
 Ele senta do meu lado e começa à ler. A voz grave, de locutor de rádio, faz eu me sentir segura e protegida. Ela me acalma, de certa forma.
*Algumas horas depois...
 Eu pisco várias vezes, até abrir os olhos por completo. Vejo Zoro dormindo, na minha frente. Meus braços, estão o abraçando.
 Não sei bem, quando adormeci. Mas eu sei,  que o Kenshi-san, fica muito fofo, enquanto dorme.
 Minha febre, parece ter ido embora.
 Passo, uma das minhas mãos, no topo da cabeça do Zoro, deslizando os dedos pelos fios esverdeados.
-Muito obrigada.-digo, baixinho.
-Se está, realmente, agradecida, me deixe fazer algo.-ele diz, abrindo os olhos.
-Fazer o que?-pergunto.
 Ele se move um pouco, e fica por cima de mim.
-Isto.-ele diz, aproximando seu rosto do meu.
 Eu fecho os olhos. Alguns segundos depois, sinto seus lábios quentes e macios, encontrarem os meus.
 Coloco minhas mãos sobre as costas dele. Correspondo, à troca de carícias. Uma sequência de selinhos, calmos e excitantes,  começa.
 De repente, alguém abre a porta.
-Robin, você está aí? Quase, que eu não te acho... O QUÊ?!!!-Nami diz, meio surpresa e chocada.
 Zoro se afasta de mim, rapidamente.
-Desculpa. Eu fiz, sem pensar.-ele diz, se levantando da cama.
 Ele vai andando até a porta.
-A onde pensa que vai?-Nami diz, bloqueando a passagem.-Exijo, explicações! Não pense, que pode sair beijando, a melhor amiga dos outros, deste jeito.
-Nami!-reclamo.-Não grite com ele. Kenshi-san, cuidou de mim, quando eu estava doente.
-Este beberrão egoísta, cuidando de alguém?-a ruiva pergunta, apontando para Zoro.-Tem certeza disso, Robin?
-Sim.-respondo, sorrindo para ela.
-O que deu em você?-ela pergunta para ele.
-Eu, apenas cuidei de uma amiga, doente. O que tem demais, nisso?
-Você, NUNCA, se importa com ninguém.-Nami responde, com ênfase.-Por acaso, está gostando dela?
-Eu, não gosto dela... Eu, a amo.-Zoro responde, empurrando a navegadora e saindo do quarto, fechando a porta com força.
C.O.N.T.I.N.U.A.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...