História Meu Destino - JiHope - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Tags Bts, Drama, Reino, Revelaçoes, Romance
Visualizações 83
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


5/5

Capítulo 24 - O Baile pt.5


O ar volta a tomar conta de meus pulmões após vários sobes e desces de meu peito. Um sorriso bobo aparece em meus lábios quando me dou conta de que ainda me encontro na cama, nu, ao lado de Hoseok. Viro meu rosto na direção dele.

— Hoseok...a gente...a gente...- eu começo a dizer de maneira hesitante.

— Sim! A gente fez!- Hoseok completa a minha fala rindo baixinho.

Por algum motivo, também começo a rir em um tom baixo. Eu não fazia ideia de como sexo faz a pessoa se sentir bem. E imagino que tudo tenha sido ainda melhor porque foi com Hoseok.

O príncipe vira o corpo na minha direção e leva a mão ao meu peitoral despido iniciando um carinho com o movimento de seus dedos longos sobre minha pele. Sinto meu rosto começar a corar.

— E-Eu te machuquei?- pergunta Hoseok olhando-me com certa preocupação.

— Não! Doeu, mas eu estou bem!- eu respondo, sendo sincero.

Toco o perfeito rosto de Hoseok com a ponta de meus dedos gordinhos e pequenos. Meu toque desliza pelas maçãs da face do príncipe, que começam a ganhar um tom avermelhado, e vai descendo pela pele macia de seu pescoço.

Começamos a ouvir passos rápidos pelos corredores e algumas risadinhas femininas também que ficam altas quando passam perto da porta do meu dormitório.

— Acho que ainda tem gente para chegar no baile- comenta Hoseok.

— Meu Deus! Quanta gente tem nessa escola?- eu pergunto.

Hoseok sorri, mostrando os dentes brancos e bem alinhados, e envolve minhas bochechas fartas em ambas as mãos. Ele pressiona os lábios contra os meus de maneira delicada e eu correspondo no mesmo instante, tendo minhas maçãs do rosto se tornando vermelhas.

— Eu não faço a mínima ideia!- ele responde entre os meus lábios.

Eu rio.

 

{ LISA }

Quantos metros de comprimento esse salão tem? Os calos dos meus pés já estão latejando nos meus saltos verdes de Sininho de tanto perambular por aí nesse lugar imenso, procurando Jisoo.

Resolvo sair do salão para procurar nos corredores e vejo mais pessoas entrando. Aos cantos da grandiosidade do quarto andar do castelo, avisto os guardas olhando para todos os lados com extrema atenção. Imagino que mais guardas devem estar guardando a entrada, as janelas e os outros andares da escola.

A noite do baile de Halloween, além de ser uma festa e tanto, é extremamente perigosa. Com todos os príncipes e princesas, herdeiros dos tronos de seus pais, reunidos em apenas um local do castelo, a chance de um ataque rebelde é altíssima. E desde o incidente com a bomba, a segurança aumentou muito. Daqui a pouco, essa escola vai virar uma prisão ( mais do que ela já é, de certo modo).

Desço os degraus das escadas e chego no terceiro andar. No momento em que vou continuar descendo até o segundo andar, viro minha cabeça para a esquerda e vejo Jisoo no corredor deserto arrumando os longos cabelos negros em frente ao um espelho e alisando a fantasia rosa de bailarina. Começo a suar frio. Respiro bem fundo, lembrando-me das palavras de Jimin, e caminho na direção dela.

— Jisoo...- eu digo em um tom fraco.

Jisoo olha para mim e sua expressão facial alegre muda para uma mais triste.

— Oi, Lisa...- ela diz cruzando os braços em frente ao peito.

— Eu...preciso falar com você. É importante!

— Lisa, eu não sei se quero conversar agora - Jisoo diz revirando os olhos e desviando a visão de mim.

— Bem, é uma pena, pois você vai me ouvir de um jeito ou de outro, Kim Jisoo! Você teve a sua vez na sala da Sra. Young, agora é a minha - eu digo de forma direta e firme procurando manter a calma.

A princesa ergue a cabeça, suspirando pesadamente, mas ainda não me olhando nos olhos.

— Eu te amo, sua idiota - eu falo.

Jisoo leva, finalmente, os olhos castanho-escuro ao encontro dos meus. Sinto uma tremedeira de nervosismo tomar conta do meu corpo, porém eu não posso voltar atrás.

— O quê...?- ela quase sussurra.

— Pois é, Jisoo...eu sinto sim ciúmes de você com o Yoongi, mas não é em relação a amizade - eu começo a explicar- Depois de tantos anos sendo sua amiga, eu percebi...que...o que eu sinto com você vai muito além da amizade. Por que você acha que eu nunca quis me casar com Park Jimin ou com nenhum outro príncipe? Acha que eu também não sofri quando viajei e fiquei longe de você?

Sinto as lágrimas sendo formandas em meus olhos. Jisoo agora me olha de uma maneira diferente, como se sentisse culpa ou tristeza.

— Que droga, Jisoo, eu te amo!! Eu lutei tanto contra mim mesma para não dizer isso, porém desde que o Yoongi apareceu eu só me convenço de que isso é impossível - eu volto a dizer- Tudo bem se você me achar uma aberração ou algo do gênero, mas saiba que estou sendo sincera. Quero, no mínimo, ser honesta com essa pessoa bonita...fofa...talentosa e...extraordinária que você é!

Merda. As lágrimas já rolam pelas minhas bochechas. Não consigo mais contê-las. Os grandes olhos de Jisoo ficam brilhantes e se tornam penetrantes nos meus.

— Lisa...- ela começa a dizer.

— Me desculpe por ser tão estúpida quando você fala do Yoongi - eu prossigo - Ele é um bom príncipe e gosta muito de você. E eu sei que você ama ele. Me desculpe por não ter sido uma boa amiga. Me desculpe por te amar...

Limpo as lágrimas com as costas da mão e dou as costas para Jisoo começando a andar de modo lento e fraco de volta para as escadas. Paro de caminhar quando sinto dois braços me envolverem com força por trás e ouço soluços chorosos e baixos.

— D-Desculpe, L-Lisa!- soluça Jisoo.

Mordo meu lábio inferior, contendo as lágrimas, e me viro ficando de frente para a minha amiga. Retribuo o abraço envolvendo meus braços ao redor de Jisoo. As gotas salgadas do choro da princesa Kim caem no meu ombro e aos poucos vou permitindo que minhas lágrimas rolassem.

— Desculpe-e, eu-u fui tão imbecil - ela diz ainda soluçando.

— Eu é quem devo pedir perdão...- eu digo, fungando.

Jisoo olha para mim e sorri de maneira fraca. A maquiagem abaixo de seus olhos já está borrada pelo seu pranto. Cubro meus lábios com a mão, segurando o riso.

— O que foi?- ela pergunta sorrindo com curiosidade.

— Sua maquiagem!- eu respondo.

Jisoo dá alguns passos para trás voltando a ficar em frente ao espelho. Os olhos dela se arregalam ao ver o estado de sua maquiagem. Nós duas começamos a rir altamente, no meio do corredor vazio. 

Aigo, a quanto tempo eu não ria assim.

De repente, paramos de rir. Jisoo anda até mim, ficando bem próxima. Meu rosto cora intensamente quando sou surpreendida por um selinho que ela planta em meus lábios.

— Lisa, eu gostaria de um tempo para absorver toda essa história...- ela sussurra - Eu também tenho algumas coisas para falar e pensamentos para resolver. Porém, saiba que não esquecerei de seu sentimento.

— Tudo bem...- eu sussurro de volta, ainda corando.

Por mais que tenha sido tão rápido e tão inesperado, ter os lábios de Jisoo tocando os meus foi uma sensação que ficará na minha mente para sempre.

— Vamos voltar para a festa? A noite mal começou! - sugere Jisoo com um sorriso.

— Claro!- eu respondo, sorrindo de volta.

— Só tenho que retocar a maquiagem! Vamos passar no meu quarto primeiro!

Eu e Jisoo andamos em direção às escadas e descemos os degraus para o segundo andar, aos risos.

 

{ JIMIN }

Hoseok e eu adentramos no salão com as mãos dadas. Não conseguimos parar de sorrir um para o outro.

Tudo bem. Vou admitir. Meu andar está um pouco estranho, e você sabe o porquê.

Eu e o príncipe vestimos nossas fantasias novamente, contra a nossa vontade, depois que os barulhos no corredor ficaram mais altos e a insegurança nos tomou. Se eu pudesse, ficaria horas e horas com Hoseok na cama, sem roupa, acariciando-o embaixo dos lençóis.

— Park, por que a sua fantasia tem que ter tantos rasgos na camisa?!- ele sussurra para mim encarando um dos buracos da minha blusa que dá acesso a uma visão de meu abdômen.

— Controle-se, príncipe Jung! Eu é quem tenho que me conter com essa sua calça de couro apertando suas coxas gostosas- eu sussurro, provocando Hoseok e dando um leve aperto na coxa direita do príncipe.

O rosto dele cora e nos dirigimos para o meio do salão aos risos. Direcionamos nossos olhares às portas e avistamos Jisoo e Lisa entrando no local, ambas sorrindo, e caminhando na direção de Taehyung - que está com um dos braços envolvidos ao redor do pescoço de Jungkook - e Yoongi.

— Será que elas fizeram as pazes?- questiona Hoseok.

— Eu espero que sim...

Volto a sorrir quando olho para a face do príncipe. 

Jung Hoseok, como consegue ser tão perfeito?

Nem ao menos estou ouvindo a música, as conversas dos alunos, as risadas e muito menos prestando atenção em Sehun dançando animadamente com Rosé. Minha mente apenas foca em Hoseok que faz meu coração acelerar quando sorri para mim de volta.

— GENTE!!!- retorno à realidade quando ouço o grito de Jennie.

Jennie entra no salão.

— Pessoal!!! Corram!!!- ela começa a gritar.

Lisa, Jisoo, Yoongi, Jin, Namjoon, Taehyung e Jungkook vão até a princesa. Eu e Hoseok nos entreolhamos de forma preocupada antes de irmos na direção dela logo em seguida.

— Amiga, o que foi?!!- pergunta Lisa.

— Mantenha a calma, Jennie!- pede Jin trazendo um copo de água.

— Saiam daqui!! Saiam daqui!! Agora!!!- Jennie insiste em dizer.

— Fala alguma coisa, Jennie!!! O que está acontecendo?!!- eu pergunto.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...