História Meu destino - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Alma Gemea, Anjo, Demônio, Deuses, Lobo, Mitologia, Reencarnação, Vampiro
Visualizações 46
Palavras 3.873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Josei, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Não acredito nisso


Fanfic / Fanfiction Meu destino - Capítulo 10 - Não acredito nisso

~~~~~~\\~~~~~

Samyra-bom dia disse bocejando

Alice-bom dia

Mary-qual é o milagre de você comer o cafe da manhã com a gente

Samyra-porque eu estou morrendo de fome

Yui-senta

Samyra-(eu deveria levantar cedo as vezes essa hora não tem nenhum vampiro pra encher o saco)

Alice-oque você vai fazer se o dia vim te buscar

Samyra-não sei, acho que vou ter que ir com ele

Mary-é só lutar com ele

Samyra-eu nunca ganhei uma luta contra ele então não tem como

Alice-ai fudeu

Samyra-ve o lado bom vou ver meu irmãozinho denovo disse sorrindo

Mary-você ainda ama ele

Samyra-claro ele é meu irmão disse se levantando

Alice-onde você vai

Samyra-vou na aquele campo de flores lá me faz lembrar de casa disse e saiu

Alice-ela não admite mais tem saudades de casa e do dia principalmente dele

Samyra foi até o campo de flores se sentou e ficou fazendo coroas de flores acabou de fazer e pois na sua cabeça ela se levantou e começou a cantar uma musica 

Musica

Uma mensagem que nunca irá desaparecer, continuando pela eternidade

Tenho certeza que ela continuará vivendo eternamente em meu coração

O vínculo que nos prometemos

Por quanto tempo estivemos separados?

Mas meu coração permanece o mesmo de antes, ele certamente nunca irá oscilar

Eu acreditei que nos encontraríamos novamente

Mesmo se nos separar fosse nosso destino

Eu ainda estou aqui, ainda esperando por você

Quero deixar tudo isso e lhe mandar estas palavras

Uma mensagem que nunca irá desaparecer, continuando pela eternidade

Tenho certeza que ela continuará vivendo eternamente em meu coração

O vínculo que nos prometemos

Enquanto traço as linhas das memórias novamente hoje

A sua sombra que desenhei me enche de tristeza

Patético, não é? Eu não consigo pensar em mais nada

Eu só continuo esperando e esperando

Eu ainda estou aqui, aquele que sempre te protegeu

Irei aceitar isto e fazer esta promessa com você

Esta mensagem nunca irá parar de ecoar, irá continuar pela eternidade

Tenho certeza que ela continuará vivendo eternamente em meu coração

Este forte vínculo

Eu não tenho significado sem você, e isto é o porque

Quero deixar tudo isso e lhe mandar estas palavras

Uma mensagem que nunca irá desaparecer, continuando pela eternidade

Tenho certeza que ela continuará vivendo eternamente em meu coração

O vínculo que nos prometemos

*Mansão*

Reiji-cade a samyra

Yui-ela falou que ia num campo de flores

Reiji-campo de flores?

Alice-sim é um que o subaru a levou

Reiji-porque ela foi lá

Yui-ela disse que lá lembra de sua casa disse e reiji saiu pra fora e foi até esse campo de flores e viu ela com um coroa de flores em sua cabeça tava dançando e cantando sorrindo

Reiji-(que meu coração esta acelerado de novo, não pode ser eu estou me apaixonando por ela)samyra disse chegando perto

Samyra-oi reiji disse com um sorriso lindo no rosto e fez o coração do reiji acelerar ainda mais  ele não aguentou e puxou-a e beijou-a 

Samyra-(porque ele esta me beijando seu beijo esta diferente é gentil)reiji 

Reiji-(porque eu a beijeu meu corpo simplesmente se moveu sozinho, isso não esta acontecendo eu não posso me apaixonar por ela)vamos embora

Samyra-(que porra aconteceu aqui eu não entendi nada você me beija do nada e a unica coisa que você fala vamos embora)

Reiji-suas amigas me falou que você gosta desse lugar por lembra a sua casa

Samyra-sim o dia uma vez me levou num lugar como esse disse e sorriu

Reiji-(então ela vem por causa dele, estranho fiquei com raiva do nada porque será)vamos disse  e samyra voltaram pra casa e entraram

Laito-porque você estava com o reiji

Samyra-porque não é da sua conta

Alice-essa coroa ficou bonita em você

Mary-é claro que ficaria bonita nela é uma princesa

Samyra-não precisa ser princesa pra ficar bonita e tô pra você disse entregando uma coroa de flores pra alice

Alice-que lindo foi você que fez

Samyra-sim disse sorrindo

Mary-eu também quero uma coroa

Samyra-também fiz uma pra você e pra yui

Mary-obrigado

Samyra-de nada

Alice-você volto feliz de lá que aconteceu

Samyra-nada, é porque eu amo flores e parece que eu estou no campo de flores que o dia me levou disse sorrindo

Reiji-(ela fala descaradamente que sente a falta dele isso me irrita)

Alice-(deve ser difícil pra você sentir a falta dele)fico feliz disse abrançando-à

Samyra-vou pro meu quarto disse e solto dos braço da alice e foi pro seu quarto entrou tirou a coroa de sua cabeça e se jogou na cama

Samyra-que gostoso deitar na cama disse e fechou os olhos

Samyra dormiu

(....)

Samyra acordou e foi tomar banho ela tomou escovou os dentes se secou e saiu foi no guarda roupa pegou uma roupa íntima e seu uniforme e vestiu-se fez sua maquiagem penteou cabelos deixando solto pois uma meia curta branca e um tênis preto nos pes e saiu passou pela sala e foi pra fora entrou no carro e sentou-se e ficou vendo a paisagem pela janela

(....)

Samyra-(esse cheiro)esta longe disse ao sair do carro

Reiji-porque você esta parada anda logo

Samyra-(é um cheiro de demonio)desculpa disse e começou a andar

Reiji-(ela ficou estranha) 

Samyra-oi nanami

Nanami-oi

Kou-oi neko-chan disse abraçando-a

Samyra-oi kou disse e sorriu

Yuma-solta ela disse tirando kou

Kou-estraga prazeres

Samyra-oi yuma

Yuma-oi como você esta disse ponhanda a mão em seu rosto

Samyra-eu tô bem disse pegando a mão dele

Ruki-pare de ficar flertando e vamos disse pro yuma

Yuma-tchau samy

Samyra-(ele me odeia)tchau

Nanami-vamos também disse puxando ela pelo braço

Samyra-eu não vou pra classe não

Nanami-você não vai matar aula hoje disse e foi, entrou na sala se foi se sentar e sentou-se e deitou a cabeça na carteira

Ruki-eu quero falar com você

Samyra-fala

Ruki-não aqui em outro lugar

Samyra-(uma boa desculpa pra matar aula) nanami vou ali com ruki ta

Nanami-tá disse  se lenvantou e foi com ruki no terraço

Samyra-fala

Ruki-eu não falei pra você não falar mais com o yuma disse encostando ela na parede

Samyra-ele que voltou falar comigo,e também você não manda em mim

Ruki-você vai fazer o que mandei disse apertando seu braço

Samyra-hahaha você acha que pode manda em mim, eu não farei isso disse em seu ouvido

Ruki-isso é irritante disse e saiu de perto dela

Samyra-bom menino

Ruki-não me provoque garota esse é ultimo aviso fique longe dele disse e saiu

Samyra-era só que me faltava disse se deitou no chão pra ver as estrelas

(...)

Laito-então é aqui que você fica disse chegando perto

Samyra-oque você quer disse levantando

Laito-nada só vim te ver disse pegando uma mexa de seu cabelo e cheirando

Samyra-vou fingir que acredito, anda logo e fala que você quer disse e tirou seu cabelo da mão dele 

Laito-eu quero seu sangue disse em seu ouvido

Samyra-que

Laito-seu cheiro é bem gostoso que me faz ficar curioso sobre seu sangue deixa eu quebrar essa curiosidade disse segurando seu braço

Samyra-nem fudendo que vou deixar

Laito-que princesa má,deixa eu quero ser o primeiro a provar seu sangue

Samyra-(cara o primeiro foi o yuma)não

Laito-você não pode negar ele,você me pertence

Samyra-hahaha eu pertencer a você não me faça rir,eu não pertenço a ninguém querido disse e saiu andando

Laito-essa princesa disse indo em sua direção e agarrou ela e jogou-a no chão e subiu em cima dela

Samyra-sai de cima de mim laito

Laito-faz tempo que estou querendo fazer isso disse passando a mão na coxa dela

Samyra-é melhor você parar

Laito-não quero, você não tem ideia do quanto eu estava me segurando pra te ter disse erguendo sua saia

Samyra-(que inferno do jeito que ele esta, não consigo nem me mexer)vai fazer com a yui que é sua noiva não eu

Laito-eu ja fiz varia vezes com ela e é sem graça,quero você que parece ser bem gostosa

Samyra-eu não quero você, então me solta

Laito-quem você quer o reiji disse em seu ouvido

Samyra-também não disse vermelha e com seu coração acelerado

Laito-então porque seu coração esta acerelado ao ouvir o nome dele, você ate ficou vermelha, não tem como você megar ama ele, só que ele não sente nada por você e nunca vai sentir, esquece ele e fica comigo disse subindo a mão dentro de sua camisa

Samyra-fica com você 

Laito-sim disse e a pertou o seio dela

Samyra-tira mão dai disse e tentou se soltar 

Laito-não adianta lutar, pare e seja minha 

Samyra-(não acredito eu esto com medo dele )para por favor disse com lágrimas nos olhos

Laito-(fiz ela chorar quem diria que ela ficaria com medo)não vou parar agora que ficou bom

Samyra-(por favor alguém me salve)eu deixo você provar meu sangue mas para por favor

Laito-só ele não será suficiente disse e depois fez uma marca de chupada em seu pescoço

Samyra-(merda eu não quero isso, do que adianta ter força e não consigo usá-la)para

*Sala de aula*

Reiji-você é  a amiga da samyra perguntou pra nanami

Nanami-sim porque

Reiji-cade ela?

Nanami-eu acho que ela esta no terraço

Reiji-obrigado disse e saiu e foi no terraço e viu laito em cima da samyra e ele foi ate eles

Samyra-para, laito

Reiji-que você esta fazendo laito disse bravo

Laito-nada só me divertindo

Samyra-fala pra ele parar por favor disse chorando

Reiji-ja chega o que eu falei pra não fazer nada ate situação ser resolvida

Laito-que chato,seu heroi te salvo disse saindo de cima dela e foi embora e samyra ficou no chão ela esta chorando muito

Reiji-(ela não para de chorar)ele te machucou disse chegando perto dela

Samyra-eu fiquei com muito medo disse abraçando ele

Reiji-(ver ela assim me deixa com raiva)ja acabou disse abraçando-a

Samyra-obrigado se você não tive-se aparecido ele teria feito aquilo comigo,pela primeira vez fiquei com medo de homem disse soltando ele

Reiji-você tem que tomar mais cuidado disse enxugando as lagrimas do olhos dela

Samyra-obrigado

Reiji-(que é merda é essa no pescoço dela)o que é isso no seu pescoço disse apontando pro pescoço dela

Samyra-essa marca foi o laito que fez disse ponhando a mão em cima

Reiji-(como ele ousa marca oque me pertence)não gostei disse e depois mordeu em cima da marca

Samyra-(droga isso doi)para reiji esta doendo disse com a voz trêmula

Reiji-essa é sua punição por deixar ele marca oque ja é meu disse e limpo sua boca

Samyra-eu não sou sua disse com a mão onde ele mordeu

Reiji-sim você é disse em seu ouvido

Samyra-para de insistir

Reiji-não tem como megar

Samyra-porquê

Reiji-um dia você vai saber

Samyra-(eu não entendi)droga preciso ir na enfermaria

Reiji-eu vou com você disse foram na enfermaria

Samyra-você mordeu fundo agora não para de sangrar

Reiji-seu sangue é muito bom e não consegui segurar minha força

Samyra-que faço com essa marca de mordida não tem como tampar por ser no pescoço porque você não mordeu num lugar escondido

Reiji-eu quis morde ai,deixa assim

Samyra-não quero que ninguem veja ela

Reiji-ninguém ou yuma mukami disse segurando seu braço

Samyra-principalmente ele

Reiji-(de novo ele que odio)você voltou com ele

Samyra-ainda não, mas estou querendo

Reiji-(não vou deixar isso acontecer)você não vai disse e depois marcou o outro lado do pescoço dela

Samyra-que

Reiji-assim você não vai poder, ele não vai querer alquem que tem uma marca feita por outro homem

Samyra-porque você esta fazendo isso comigo se nem me ama disse com lágrimas nos olhos

Reiji-você pode chorar não vai mudar nada

Samyra-não vou deixar você fazer o que quiser comigo não sou seu brinquedo disse brava

Reiji-você é sim princesa disse no seu ouvido

Samyra-veremos disse e depois saiu correndo e foi pra floresta pra ir no lago

Samyra-(ja estou cheia disso )

Yuma-samy esta tudo bem com você eu te vi correndo e entrando na floresta disse e ela olhou pra ele é viu que esta chorando

Yuma-porque você esta chorando

Samyra-não é nada

Yuma-olha pra mim, quem te mordeu e fez essa chupada no seu pescoço disse ao erger o queixo dela

Samyra-não importa ja aconteceu

Yuma-mais importa pra mim eu quero saber quem é

Samyra-não

YUME-ME RESPONDE

SAMYRA-NÃO VAI MUDAR NADA SE VOCÊ SABER

YUMA-VAI SIM VOU ARRAMCAR O CORAÇÃO DELE

SAMYRA-VOCÊ NÃO VAI FAZER NADA ENTENDEU

YUMA-PORQUÊ VOCE NÃO QUER QUE EU FAÇO MAL PRA ELE, É O REIJI POR ISSO VOCÊ NÃO QUER

SAMYRA-DESCULPA YUMA, EU NÃO QUERIA, por favor eu não mereço seu amor,você não ve eu fui marcada por outro homem disse chorando

Yuma-você quer que eu pare de te amar,acha que e fácil fazer isso disse abraçando-a

Samyra-mas desculpa não quero ver você sofrendo por minha causa

Yuma-essa é sua resposta, não quer ficar comigo

Samyra-(desculpa você tem que ficar longe de mim pra não se machucar)sim só te vejo como amigo

Yuma-(não vou desistir só darei um tempo pra ela ver que só eu posso dar o amor que ela merece)tudo bem disse se levantando e saiu

Samyra-desculpa yuma tinha que fazer isso, eu magoei você e não merecia disse se levantando e foi pra escola e viu ruki

Samyra-esta feito ele não falará mas comigo

Ruki-boa menina disse em seu ouvido e depois saiu e ela foi pro terraço sentou no chão

(...)

*Refeitório*

Nanami-yuma você viu a samy

Yuma-(ela deve esta ainda na floresta)não

Nanami-obrigado

Kou-oxe você brigou com a neko-chan denovo

Yuma-não quero falar sobre isso

Kou-ok

*Terraço*

Samyra-será se eu tirar essa pulseira,eles vem me buscar

Reiji-não deixarei você fazer isso disse chegando perto

Samyra-você não pode me impedir

Reiji-você não vai se livrar de mim

SAMYRA-VOCÊ NÃO ENTENDE, PRECISO VER O DIA SÓ ELE PODE ME TIRAR DESSE INFERNO

REIJI-VOCÊ NÃO VAI VER ELE NUNCA MAS, NÃO DEIXAREI

SAMYRA-PORQUE, ME DEIXA IR, VOCE NÃO  MANDA EM MIM

REIJI-EU MANDO SIM

SAMYRA-PORQUE VOCÊ MANDA EM MIM? 

REIJI-PORQUE VOCÊ É MINHA NOIVA PRINCESA

Samyra-que, eu não entendi

Reiji-você é minha noiva

Samyra-como você sabe

Reiji-quando a alice e yuma falou de sua historia e me dei conta que você era minha noiva que fugiu

Samyra-isso é mentira

Reiji-porque você acha que teve que fugir e ocultar seu cheiro, ele não te contou porque sabia que você tinha ficado noiva

Samyra-porque meu pai faria isso

Reiji-quem são os inimigos do rei

Samyra-vampiros

Reiji-meu pai e o seu fez um acordo de paz mas em troca ele tinha que noivar sua preciosa e unica filha com um dos filhos do meu pai e eu fui escolhido no dia que você fugiu era o dia que você iria pra a mansão sakamaki

Samyra-se eu era sua noiva porque não falou no começo

Reiji-porque eu não sabia como você era,só soube quando falaram que você era filha do rei malakins que tinha fugido

Samyra-como ele pode ter feito isso comigo ele sabia que eu amava o dia e mesma assim me fez noiva de um vampiro não vou aceita isso

Reiji-você não pode fazer nada

Samyra-o dia me fez fugir pra não casar com você, mais acabei presa naquela mansão onde você mora

Reiji-e ainda acabou se apaixonando por mim que é seu noivo, isso deve ser destino

Samyra-isso é uma maldição

Reiji-tanto faz, agora você sabe me pertence minha noivinha disse no ouvido dela 

Samyra-não vou aceitar isso,não sou sua noiva e jamais serei

Reiji-não me importo, não tem como você fugir de mim, esta na palma da minha mão, você deveria ficar feliz esta noiva do homem que ama

Samyra-isso não me deixa feliz e não vai demorar ele virá me buscar eu sei

Reiji-para de sonhar ele não vai vim se não ele ja tinha vindo

Samyra-mas eu quero acreditar, antes de eu fugir ele me falou que viria me buscar, agora que meu cheiro foi solto no ar com certeza que ele vai me achar

Reiji-mesmo que ele venha não deixarei você ir

Samyra-você não manda em mim e jamais vai mandar

Reiji-eu posso mandar uma carta pro seu pai e o meu falando que você ja esta comigo e também pra marca o dia do nosso casamento assim não tem como ele fazer nada disse e ela ficou calada não sabia o que dizer

Samyra-(isso é um pesadelo)

Reiji-você nem sabe oque dizer é melhor aceitar o seu destino disse erguendo seu rosto

Samyra-não vou aceitar

Reiji-(que inferno você quer esta com ele tanto assim, você é minha, ninguem e nem ele vai tirar você de mim)eu farei você aceita disse e beijou-a

Samyra-(eu não te entendo,você me humilha e do nada me beija)para não serei levada pela situação de novo, eu posso ter sentimentos por você, mais não permito ser beijada por você que quer só brincar comigo e jamais vai mi ter disse e saiu correndo

Reiji-que noiva mais complicada que eu fui ter disse e saiu do terraço e samyra foi pra sala de aula entrou e foi se sentar

Ruki-que aconteceu com seu pescoço

Samyra-um morcego me mordeu

Ruki-(ela foi mordida por um dos sakamaki)então esse morcego não aguentou a curiosidade sobre o sabor do seu sangue

Samyra-se você estiver curioso também pergunta pro yuma sobre o sabor do meu sangue ele sabe que gosto tem disse e deitou a cabeça na carteira 

Ruki-(o yuma já provou porquê não falou nada)

Professor-oi turma

Samyra-porquê o professor de educação física esta na sala

Professor-é bom te ver também samyra

Samyra-tch, porque você esta aqui

Professor-pra falar que teremos um teste de coragem

Samyra-(eu não vou fazer essa merda)

Professor-e é pra todos os alunos fazer disse olhando pra samyra

Samyra-virou crepúsculo agora pra ler minha mente professor

Professor-não preciso ler mente pra saber oque você esta pensando

Nanami-faremos ele onde

Professor-na floresta, vamos usaremos as duas ultima aula

Samyra-que saco disse e se levantou e foi com sua classe ate a floresta e viu um tipo de portal a classe entrou e viu que é outro mundo

Samyra-(aqui tem cheiro de demônio) que lugar que é esse?

Professor-o mundo dos demônio

Samyra-(que eu nunca vim pra esse lado mais é meu mundo)porque você nos trouxe aqui tem permissão pra vim aqui

Professor-sim,  vamos começar nossa classe fara com o terceiro ano vocês fará dupla com eles primeira vai ter um sorteio pra saber com quem vocês vão

Nanami-cade eles

Professor-ja vão chegar vocês ja pode tirar um numero disse e a classe tirou os numero pra ver com quem eles iria

Nanami-oque você tirou

Samyra-1:A e você

Nanami-2:C

Samyra-(sinto tanto cheiro de demônios )cara que calor faz aqui,eu vou cozinhar aqui

Professor-você só reclama

Samyra-to nem ai disse e viu os aluno do terceiro ano chegaram e samyra viu que era a classe o reiji

Samyra-(porra porque tinha que ser justo a classe dele)merda disse a classe sorteou pra ver com quem eles irão

Samyra-não cai comigo, não cai comigo,não cai comigo disse com as mão juntas

Reiji-tarde de mais eu cai com você disse mostrando papel com o mesmo numero e letra igual o dela

Samyra-que azar do inferno

Professor-como todos já estão com seu pares, vamos começar samyra você vai primeiro com seu parceiro

Samyra-porque eu?

Professor-por ficar reclamando

Samyra-nossa professor do que adianta você ser gato, mas é chato pra caraio disse com as mão na cintura

Professor-eu não precisa saber disso e anda logo disse bravo

Samyra-to nem ai, vamos logo acabar com essa merda de teste disse puxando reiji disse e  começaram fazer o teste

(...)

Samyra-que teste do cão era aquele um humano normal não passa nele o professor quer me matar disse se sentando e reiji ficou olhando ela reclamar

Samyra-que foi tem algo em mim

Reiji-tem um inseto na sua cabeça

Samyra-que tipo de inseto

Reiji-parece ser um gafanhoto

Samyra-tira,tira tem medo desse bicho disse se levantou e abraçou-o

Reiji-(ela tem medo desse tipo de inseto) 

Samyra-ja tirou disse olhando pra cima com os olhos cheio de lágrimas

Reiji-(esse é a cara dela de medo) hahahahaha

Samyra-(ele esta rindo é a primeira vez que vejo esse seu lado)porque você esta rindo disse toda vermelha de vergonha 

Reiji-você luta com vampiro passa na aquele teste infernal mas tem medo de um inseto que só come folha

Samyra-eu não tenho medo ,tenho pavor e todo mundo tem medo de alguma coisa disse expressão de medo

Reiji-(essa expresão facial dela eu nunca tinha visto) ele esta voltando

Samyra-não,tira, tira disse e fazendo os dois cairem no chão e ela encima dele

Reiji-(ela acreditou) hahahaha

Samyra-para de rir de mim disse com o rosto escondido no peito dele

Reiji-que suas amigas acharam de você ter medo desse inseto

Samyra-ninguém sabe, você é o primeiro a ver esse meu lado

Reiji-(ela nunca tinha mostrado esse seu lado pra ninguém)

Samyra-você não vai contar pra ninguém sobre eu ter medo desse inseto disse olhando pra ele

Reiji-vou pensar no seu caso

Samyra-por favor não conta disse se sentando em cima dele

Reiji-(sera que ela não sacou que esta em cima de mim e agora sentou encima de uma parte sensível do meu corpo)o que você me dará em troca pra eu guarda esse segredo

Samyra-(que isso é sujeira mas pra ele não contar farei)isso disse e beijou-o

Reiji-(não acredito que ela esta me beijando)

Samyra-agora você guarda ele disse quase sem ar e toda vermelha

Reiji-(não faz essa cara assim não consigo me segurar)não sei se você me beijar pra laver eu guardo

Samyra-(o que é beijar pra valer sera que é)ok disse e começou beijar ele de forma diferente

Reiji-(ela esta me beijando de língua)

Samyra-(droga eu não consigo parar de beijar ele)eu preciso respirar disse se levatando

Reiji-que ja acabou disse levantando

Samyra-(agora que parei pra pensar ele só falou aquilo pra eu beijá-lo de novo que cabeça oca )sim,e você me enganou me fazendo te beijar de novo

Reiji-quem mandou você ser inocente demais disse em seu ouvido

Samyra-você não vai me enganar de novo

Reiji-e não foi você que disse que não ia permitir que eu te beijar

Samyra-eu disse que não permitiria você me beijar, mas foi eu que te beijei disse mostrando a língua

Reiji-(me enganei quando disse que ela era inocente)espertinha disse e eles foram interrompidos

Professor-você esta inteira disse chegando

Samyra-como assim inteira, você achou que eu não passaria

Professor-estou brincando

Samyra-sei

Professor-só vocês dois estão aqui

Samyra-você queria o que aquele teste do cão,acha que um humano normal passaria de boa disse brava

Professor-esta não precisa ficar brava disse bagunçando seu cabelo

Reiji-(não estou gostando disso)

Samyra-a gente já pode ir embora primeiro

Professor-porque você ja quer ir embora

Samyra-porque é um saco esperar os outros terminar,por favor deixa a gente ir embora eu prometo que vou em todas suas aula

Professor-esses adolescentes, ta vocês pode ir

Samyra-obrigado disse e abraçou

Reiji-ta vamos disse puxando ela disse e os dois passaram pelo o porta na floresta e foram pra escola

Samyra-o cheiro daqui é melhor

Reiji-você ficou amiguinha daquele professor ate falou que ele era gato

samyra-mas o desgraçado é gato mesmo,mas é chato pra cacete

Reiji-como você ousa falar de outro homem na presença do seu noivo

Samyra-você esta com ciúmes,por eu falar que o professor e gato

Reiji-não se acha,eu não estou com ciúmes disse e entrou na escola 

Samyra-quer sabe to nem ai se você tá ou não tá com ciúmes, vou pegar minhas coisa na sala disse e saiu

Reiji-(ela me tira do serio)

Samyra foi na sua sala pegou suas coisas e saiu da sala e foi pra fora e viu yuma e seu irmãos ela passou entre eles e foi pro carro e entrou

Samyra-(meu coração doeu quando vi o yuma,ele virou rosto pra não me ver acho que fiz ele me odiar talvez seja melhor assim)

Laito-oi princesa disse em seu ouvido

Samyra-(fiquei perdida nos pensamento é não senti o cheiro dele) laito disse assustada

Laito-não precisa se assustar não farei nada ainda

Samyra-não baixarei minha guarda de novo,você não vai conseguir dessa vez

Laito-você é uma princesa que precisa ser domada

Samyra-(não acredito nisso ja basta o reiji agora ele também, pra achar que pode manda em mim)ve se me erra

Ayato-oque vocês estão conversando

Samyra-nada só a peste do seu irmão que fica me enchendo o saco

Ayato-sofra

Samyra-mais ainda

Reiji-já chega de conversa disse entrando no carro e sentou perto da samyra ficou entediada abriu a mochila e pegou um livro

Ayato-você gosta de ler livro

Samyra-sim

Yui-que tipo de livro você gosta de ler

Samyra romance, poesia, aventura, sobrenatural 

Yui-que legal e esse dai

Samyra-esse é sobrenatural e de um escritor brasileiro eu tenho todos os seus livros

Laito-estou vendo que você é igual o reiji

Samyra-você gosta de ler reiji

Reiji-sim

Samyra-que legal disse e foi ler d ficou lendo ate chegar na casa o carro parou ela guardou o livro na mochila e desceu do carro e entrou na casa

Reiji-quero falar com vocês

Ayato-fala logo que eu quero dormir

Shu-sobre oque seria

Reiji-sobre algo que vocês não sabia

Samyra-(não pode ser ele vai contar)

Laito-oque seria

Reiji-ela é minha noiva disse apontando pra samyra

QUE disse todos

Laito-desde quando

Reiji-desde o dia em que ela fugiu, ela ja era minha noiva

kanato-ela é uma noiva de sacrifício

Reiji-não

Yui-então você fugiu pra não casar com ele

Samyra-eu não sabia que eu era noiva dele

Reiji-nenhum de vocês pode beber o sangue dela entendeu

Laito-isso não vale eu tambem quero experimentar o sangue dela

Reiji-isso não interessa,era só isso que eu queria dizer disse e saiu

Ayato-então você é noiva do reiji

Samyra-foi meu pai que escolheu isso não eu e jamais serei noiva dele

Alice-seu pai que fez você ser noiva dele

Samyra-sim, não acredito que fiquei noiva do clone do dia que raiva disse e foi pro quarto 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...