História Meu destino, quem sabe ? - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 5
Palavras 1.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 27 - Uma proposta


Fanfic / Fanfiction Meu destino, quem sabe ? - Capítulo 27 - Uma proposta

 (Eu) Meu pai disse que se eu quisesse arrumar emprego eu teria que sair de casa. O problema a eu que eu não tenho pra onde ir!

(Jeyson) Por que não vem morar comigo?

Continua....




Aquela proposta parecia bem tentadora  mas não me sentiria confortável morando na casa de um homem solteiro e por sinal que é viúvo,  mas eu sei que o Jeyson não faria nada contra a minha vontade e me respeitaria como ele sempre fez e eu acho que se ele está pedindo para morar comigo dever algo a mais nisso 

(Eu) Por que está me oferecendo essa proposta?

(Jeyson) Ah não sei, depois do que você me contou eu vi que você precisava da ajuda de alguém de confiança por isso eu perguntei isso 

(Eu) Jeyson sua oferta e muito boa e eu agradeço muito mas não sei se me sentiria confortável na casa de um homem solteiro e viúvo por sinal 

(Jeyson) Kate saiba que eu nunca em toda a minha vida faria algo com você se você não quisesse e eu te respeito bastante pois imagina se eu fosse um cara qualquer já tinha feito algo com você faz tempo

(Eu) Sério?

(Jeyson) Não é so se brincadeira!

(Eu) Ata!

(Jeyson) Então você é aceita ir morar comigo? E além do mais você poderia cuidar do Daniel de manhã e trabalhar a tarde já que você é uma pessoa que adora trabalhar 

(Eu) Acho que tem razão Jeyson e eu adoraria cuidar do seu filho pois ele é tão educado e gentil. Esta bem Jeyson eu aceito ir morar com você 

O sorriso que ele deu foi tão grande que ia poderia dar a volta no seu rosto,  depois que terminamos nosso sorvete e demos uma volta no parque eu voltei para casa arrumar minhas coisas.

Depois que eu dei a notícia de que eu ia morar com o Jeyson minha vo só me disse uma coisa " Va em paz e que use seu juízo para alguma coisa" eu acho que ela não gostou muito de saber que eu ia me mudar para a casa de um homem solteiro, deixei um bilhete na cama do meu pai dizendo adeus e aonde ele poderia me encontrar.

Kate off 

Isabelly on-line 

Quem seria aquele homem sentado na mesa da Kate? Nunca vi ele na família do Jeyson,  mas eu poderia tirar um proveito disso já que eu não fiquei com o Jeyson eu irei conquistar esse homem de qualquer jeito possível.

Brandon me deu a idéia de pintar o meu cabelo para eu ao que colocar a peruca toda vez e foi que fiz comprei a tinta e me transformei de morena para cabelos cor de mel. Eu fui até a casa dos meus pais só para ver a situação de desespero em que eles estavam passando 

(Carla) Natália que bom ver você aqui na nossa casa de novo!

(Eu) E muito bom estar aqui dessa vez eu vim saber se você é seu marido não querem sair para comermos juntos que tal?

(Carla) Eu não sei pois eu e é muito marido estávamos acabando de reformar o quarto da minha filha a Isabelly 

(Eu) Reformar?

(Carla) Sim, entre para ver como ficou 

A casa tinha um cheiro de tinta muito forte e na casa toda só se podia ver caixas e mais caixas, meu quarto ficava no final do corredor perto dos dois quartos de visitas e pelo que eu estava vendo ali o meu quarto se transformou em uma sala de costura para a minha mãe 

(Carla) Querido nos temos visita!

Ele veio até mim limpando a mão na perna direita pois estava suja e pó da madeira que ele estava cerrando 

(Pedro) Boa tarde senhorita como vai eu me chamo Pedro 

(Eu) Eu me chamo Natália e é um prazer conhecer você 

Aquela lembrança do meu pai dele chegando do trabalho estressado não se parecia nada com essa cena dele trabalhando sendo um bom marido aposto que minha mãe ofereceu algo em troca para ele fazer isso pra ela 

(Carla) Natália nos convidou para comer fora

(Pedro) A isso seria maravilhoso mas nos estamos terminando aquí e depois vamos para a casa do meu irmão por que não marcamos para outro dia?

(Eu) E que não estarei aqui amanhã pois vou para fora do país 

(Carla) Que pena querida más não poderemos ir hoje com você mas faça uma boa viagem 

(Eu) Obrigado!

Ela continua sendo a mesma idiota de sempre e igualzinho quando eu era criança pois eu sempre pedia para sair com eles mas nenhum dos dois me atendiam pois sempre estavam ocupados isso sempre me enchia de raiva. Já que eu não consegui sair com meus pais resolvi ir sozinha.

Isabelly off 

Kate on-line

Antes de ir para a casa do Jeyson nos passamos na casa da Dona Rosa pegar o Daniel, na porta dava pra sentir um cheiro delicioso de um almoço caseiro que eu sinceramente lembrei da comida da minha avó 

(Jeyson) Dona Rosa podemos entrar?

(Rosa) Claro Jeyson eu só estou terminado o almoço 

A casa dela e um lugar que ao entar você se sente mais calmo e como se estivéssemos na casa de alguém que nos amamos e o sofá dela e tão março e gostoso de sentar 

(Rosa) Então Jeyson por que veio aqui em casa tão cedo?

(Jeyson) Eu vim buscar meu filho 

(Rosa) Daniel esta la em cima eu vou arruma-lo 

(Jeyson) Aproveite e arrume todas as roupas dele por favor 

(Rosa) Como assim Jeyson?

(Jeyson) Meu filho vai morar comigo a partir de agora 

(Rosa) Mas não pode....

(Eu) Eu vou subir lá em cima pra arrumar as coisas dele,  onde é o quarto dele 

(Jeyson) Suba as escadas,  vire à direita e a terceira porta 

(Eu) Obrigado!

Eu sou uma pessoa que não gosta muito de discussões por isso resolvi subir la em cima para arrumar as coisas do Daniel enquanto Jeyson falava com sua sogra. O quarto dele e tão bonito que da vontade de ficar lá o dia inteiro olhando cada detalhe que tinha eu parei na frente da porta vendo ele pintar alguns desenhos que estavam numa mesa bem pequena, de uma cor azul 

(Daniel) Oi Kate

(Eu) Oi Daniel como você está?

(Daniel) Eu vou bem,  por que você está aqui?

(Eu) Eu e seu pai viemos buscar você para ir morar com a gente 

(Daniel) Isso é sério? 

(Eu) Sim senhor, o que acha disso?

(Daniel) Vai ser super legal!!!!





Notas Finais


Desculpem os erros!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...