História Meu diário imaginario - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cotidiano, Escolar, Vida
Exibições 5
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 23 - Aniversário da Yuri


25 de novembro de 2016

Hoje como se pode ver pelo título é aniversário da Yuri, na escola eu dei os parabéns pra ela.

Nós acabamos tendo duas aulas de educação física hoje, a quarta e a quinta aula, eu e meu grupo nos sentamos no cantinho (o mesmo cantinho que nos sentávamos quando o Felipe ainda morava aqui), ficamos um bom tempo conversando sobre kpop e animes.

Fui pra casa da minha avó  com meu pai, ele falou que me deixaria ir no show se minha prima fosse comigo, sei lá, não estou tão afim de ir nesse show nada, 1-porque apesar de ser de bts eu não gosto de mudica muito alta, 2- não gosto de luma resposta com muita gente porque eu tenho sérios problemas com pessoas, 3- eu vou ter mais coisas pra fazer ano que vem, mas eu estou pedindo tanto pra ir porque minhas amigas querem que eu vá com elas, quando eu vi a notícia do show eu reagi como uma pessoa normal, tipo "hum, legal", mas as meninas, elas ficaram totalmente loucas, elas são eufóricas demais, eu não sou assim.

Depois que eu cheguei em casa eu fui comer cereal e terminar de ver como treinar o seu dragão, até que eu recebi uma mensagem falando que elas iriam fazero uma festa surpresa pra Yuri, eu perguntei se elas queria aJudá na organização e eu fui lá, vesti o meu vestido da ADIDAS e minha sapatilha preta, roupa básica, primeiro fomos as compras e depois a luka foi pra casa dela com a Yuri  e eu a Yuki ficamos pra fazer o bolo (com a ajuda da mãe da Yuki é claro) o bolho ficou ótimo, lindo e muito gostoso, depois começamos a encher os balões enquanto víamos MVs na TV, deu 5 horas eu faleu que ia pra casa trocar de roupa e pedir pro meu pai deixar eu ir na festa, fui lá e vesti um vestido preto (claro que ia ser preto) com um amarilho na parte da frente, e as alças são duas uma que fica em cima do ombro e outra que fica caída, eu estava super fofa (infelizmente o calor daqui voltou com tudo), depois disso voltamos e terminamos de encher os balões, decidimostrando amarrar ele em um cordão e pendurar pela cozinha, mas foi um rolo (literalmente kkkkk) a linha não parava de embaraçar e nós tino amos que cortar e fazer de novo,mas no fim deum tudo certo, tudo só ficou pronto 8 e 30, quando a festa começou cantamos parabéns um monte de vezes, comi dois pedaços de bolo, depois a gente começou a dançar  (se humilhar), deu 10 horas meu pai foi me buscar, ok até ai tudo bem, mas a minha mãe que não me vê desde cedo, qual a pribeira coIsaac que ela fala (eu nem tinha visto ela, eu tinha acabado de passar pela porta) "isso são horas?" affffffff como assim isso sao horas? Isso são horas! horas é o seu cú, que consideracão, SÃO 10 HORAS SUA ARROMBADA, SERÁ QUE VOCÊ NÃO PERCEBEU ISSO? ISSO SÃO HORASEBASTIÃO?! VOCÊ DEIVIA FALAR ISSO SE EU TIVESTE IDO PRA NAITE E VOLTASSE 6 DA MANHÃ TUDA BEBADA, VAI SE FUDERRRRRRRRRR. Isso era o que eu queria ter dito, nossa eu tô morrendo de raiva, a pessoa vem me tratando assim e depois vem e pergunta "é aí filhinha como foi a festa?" a vai se fuder, eu odeio quando ela faz isso e depois ainda não quer que eu seja fria, o que eu respondi? 

_Legal

_é só isso que você tem pra falar? Legal? 

Pra você é, foi a primeira coisa que eu pensei, mas eu aturo isso a tanto tempo que eu já até aprendi a guardar esses sentimentos (por isso eu bato nos meus amigos, no bichinhos de pelúcia e em paredes), agora ela tá aqui do meu lado como se nada tivesse acontecido, ela é incrível (perceba a ironia), ela briga comigo e dois segundos depois já vem com aquele mimimi, é muito irritante, primeiro que eu não sei porque ela tava tao empligada com o horário, ela sabia muito bem onde eu tava, ela sabia com quem eu estava, sabia que era na casa da minha amiga, com os pais dela lá, ela sabia tudo, ela começa a agir como se eu tiveste morrido, ela tem que aceitar o fato de que ela eu a vou fazer 14 anos, que eu quero ir pra COREIA, ela tá achando o que? Que vai ficar me ligando toda hora e perguntando "você tá Onde?" Isso não é possível, eu odeio ter nascido menina, se eu fosse um menino (gente não confundam, a unicara parte de ser menino que não combina comigo é gostar de meninas, eu não sou lesbica) eu com certeza teria mais liberdade e as pessoas olhariam pra mim tipo "ele já é um moço, ele sabe se virar sozinho", mas comigo no meu atual estado, sendo uma mulher, as coisas são tipo "ela não sabe se cuidar sozinha, se vice deixar ela sozinha por um segundo, seja pra o que for ela com certeza vai morrer, ela não vai aguentar o mundo lá forra" EU SEI ME DEFENDER SIM PORRA, e sou mais forte do que pareço, acho que é um pouco por essa falta de liberdade que eu sou assim, isso piorou mil vezes depois daquilo, que merda de vida, eu tinha planos lindos, planos de ser independente, quando eu era criança eu fiz meus pais me prometerem que me deixariam ir pra escola sozinha quando eu  fizesse 12 anos, mas depois daquilo foi meio "foda-se a promessa", minha antiga vida e antigos sonhos tinham desmoronado bem diante dos meus olhos e foi assim que Haru (como meios vamos não eu era criança, quer dizer minha avó ainda me chama assim) morreu e a Harumi tomou o controle, minhas amigas despertam o pouco que resta da Haru sempre que estou com elas, mas quando eu chego em casa, por motivos como esse e outros mais, eu volto a ser Harumi, a menina que aparentemente não tem tantas emoções humanas, preguiçosa, gorda, inteligente e que não dá a mínima para a vida ou o bem estar dos outros. 


Notas Finais


Desculpe por mais uma das minhas crises depres de novo, mas eu não tive como evitar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...