História Meu Doce Amor ♡♡♡ - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Kentin, Leigh, Li, Lysandre, Nathaniel, Professor Faraize, Rosalya, Violette
Exibições 131
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Hentai, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hoje o capítulo vai ser um pouco grande, mas espero que gostem...

Capítulo 6 - Capítulo 6


Acordei uns 20 minutos antes de o despertador tocar, fiquei pensando sobre o meu beijo com o Nathaniel. Será que ele gosta de mim? Porque eu quero ele só como amigo...

Tomei um banho e fui me arrumar. Fiz uma trança no meu cabelo. Vesti uma calça jeans e uma blusa meio rasgadinha (o próprio estilo dela) e meu all star.

Cheguei no colégio e encontrei com Castiel encostado no portão.

- Oi, Castiel.

Ele apenas me olhou com desprezo e me ignorou. Começou a ir embora. Fui atrás dele.

- O que foi, Cast? Tá bravo comigo?

- Pergunta pro seu namoradinho... 

- Namorado? Quem? 

- O Nathaniel, é óbvio - ele disse revirando os olhos.

- Não tô namorando ele - falei dando um sorriso.

- Não foi o que apareceu quando vi vocês ontem se beijando...

- Tá com ciúmes, é? - ri e dei um soquinho no seu braço.

- C-claro que não. Só que você me falou que não namorava e eu vejo vocês dois se beijando...

- Eu ia dar apenas um beijo na bochecha dele e ele virou o rosto e acabei beijando a boca dele. Não queria... - fui interrompida.

- E por que continuou o beijo?

- Não sei, Cast... Mas o importante é que você sabe que gosto dele somente como um amigo.

- Tá bom.

Olhei o horário no relógio.

- Tenho que ir pra sala. Tchau! - acenei para ele e fui embora.

A aula de hoje nem foi tão ruim... a professora de Literatura disse que ela ia formar duplas, para fazermos uma história, de qualquer gênero. Eu fiquei com o Castiel. Bom, pelo menos tenho uma forma de fazermos as pazes.

Decidimos que iríamos fazer uma história de ficção e ação. A gente ficou conversando sobre umas ideias e ele disse no final da aula:

- Quer ir na minha casa fazer o trabalho?

- É pode ser. Me passa o número do seu celular e você me passa o endereço depois. Eu tenho que ir, tc... - falei quase indo. Não tinha nada pra fazer, mas sei lá, fiquei com vergonha.

- Espera! - ele me puxou pelo braço - M-meu celular tá no conserto, quer ir comigo almoçar? A gente aproveita e troca algumas ideias e depois a gente vai pra minha casa. O que acha?

- Err... pode ser... - tava com muita vergonha, mas eu não podia dar um toco daqueles.

- Então vamos? Tô morrendo de fome. Ele pegou minha mão e fomos para a casa dele almoçar. No caminho, falamos sobre vários assuntos. Quando a gente tava saindo da escola, percebi o olhar ameaçador de Ambre. 

Chegamos em casa e ele fez uma comidinha para nós e eu ajudei.

- Hum... Quem diria? Castiel Collins cozinhando hahaha. Essa é nova...

- Deixa de ser boba, é que com o tempo morando sozinho, tive que aprender a fazer algumas coisas.

- Você não mora com seus pais?

- Não, eles tiveram que viajar para a Alemanha, fui emancipado.

- Ah! Eu também...

- Ah e por quê?

Não queria falar disso com ninguém.

- Bom, é um assunto muito pessoal, mas talvez eu te conte um dia.

- Ok, então - ele disse meio triste.

Nós almoçamos e disse pra ele que já tinha um começo muito legal. Ele disse que tava um começo foda e começamos a fazer a história toda. Sério, o resultado ficou fodástico.

Quando Castiel tava terminando de pintar a capa do livro, pois eu tinha feito o desenho, eu fui preparar um suco de laranja para nós e do jeito desastrada que eu sou, derramei na camisa dele.

- Err... Desculpa... Tira essa camisa que eu vou lavar rapidinho.

Ele tirou a camisa e pude ver como era forte, abdômen definido, um tremendo gato. Ele percebeu que eu tava olhando pra ele e a camisa na mão.

- Oxe, o que foi? - ele disse com um sorriso malicioso no rosto.

- N-nada não - fiquei corada e fui lavar a merda daquela camisa.

Ele me abraçou por trás e disse:

- Tá terminando, gatinha?

- Ei, eu não te dei toda essa intimidade não... - eu disse rindo - Mas já estou terminando sim.

- Vou tomar só um banho e já volto.

Quando terminar de lavar a camiseta, a estendi no varal e fui para a sala. Castiel estava deitado no sofá, assistindo TV, sem camisa, uma calça moletom e com seus cabelos molhados, realmente muito sexy. 

Ele deve ter percebido que eu tava olhando pra ele de novo e disse:

- Ah, nem percebi que você está aí? Cadê a minha camisa?

- E-e-ela deve tá quase seca, no varal... - disse guaguejando.

Ele tinha outras camisas, tava querendo me provocar...

Nem tinhamos percebido, mas tinha começado uma chuva forte. Que evoluiu para uma verdadeira tempestade.

- Merda! Não vou poder ir pra casa assim... - eu disse.

- Dorme aqui em casa, gatinha, não posso deixar você sair assim...

- Hahaha, nem pensar...

- Calma, Kiara, haha, eu não mordo - disse ele pegando no meu queixo - Vai tomar um banho, tem toalha lá em cima, deixa eu te ajudar.

Ele subiu comigo e entramos em seu quarto, era bem parecido com o meu e tudo tinha o cheiro dele.

- Aqui é o banheiro. Aqui uma toalha pra você. - ele disse jogando a toalha pra mim.

- Ah, Cast...

- Oi?

- Me empresta uma blusa sua?

- Ah sim. Aqui ó.

- Valeu.

Tomei um banho, sai, vesti apenas o blusão, ficava bem grande em mim. Desci e Cast continuava sem camisa e deitado no sofá.

- Oppaaa, eer... quer dizer, quer assistir um filme?

- Kkkkk, sim vamos.

Me sentei ao seu lado e encostei minha cabeça no seu ombro, tava um pouco cansada. Me levantei e tropecei em alguma coisa e acabei caindo no colo de Castiel, o blusão levantou e deu pra ver parte de minhas coxas. Percebi que Castiel estava olhando para elas e imediatamente abaixei, me levantei e fui beber água. Ele foi atrás.

- Kiara, não faz isso comigo...

- Isso o que?

- Ficar me atraindo dessa forma...

- Err... desculpa, não foi minha intenção... - disse corada.

- Sabe uma boa forma de você se desculpar?

- Ah! Eu sei fazer um brigadeiro maravilhoso...

- Isso não. Isso... - ele se aproximou e começou a me beijar. Me pegou pela cintura e eu pelo seu pescoço. Era um beijo quente, apaixonado e selvagem. Ele me sentou na bancada e pediu passagem com a língua e eu cedi, somente com beijo ele sabia como deixar uma mulher molhada. Nos separamos pela falta de ar.

- Desculpa... Eu não pude resistir...

- Quer saber? Foda-se. - peguei pelo seu pescoço e retribui o beijo. Percebi sua ereção se formando. Não estava ainda pronta para isso.

- Cast, me mostra onde é o quarto de hóspedes, estou muito cansada... 

- Porra Kiara...

- Cast... - fiz um olhar ameaçador.

- Vem. - ele pegou pela mão e me levou até o quarto. Ele se despediu com um selinho e rapidamente dormi.










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...