História Meu dono - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 32
Palavras 2.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Conhecendo meu dono


Fanfic / Fanfiction Meu dono - Capítulo 10 - Conhecendo meu dono

Já haviam se passado muitas horas, incontáveis na realidade, eu sabia que a viajem do brasil pra coreia dura 22 horas. Provavelmente pararíamos ou nos Estados unidos ou em Dubai, o mais certo era os Estados Unidos, é mais próximo a viajem fica mais barata e um tanto mais rápido.

Estávamos há mais de 4 horas dentro do avião e ouço Giovanna reclamar de fome. Realmente já haviam se ´passado 6 horas que estávamos e viajem sem pausa.

G- Aaaa que fome!

Xx- Chut up!  “Cale a boca” – alguém pronuncia em inglês, provavelmente o guarda que nos acompanhava.

G- É o que pow?

B- Ele mandou tu calar a boca  

Xx- CHUT UP! – ouço um barulho forte e vejo pela brecha Giovanna ser arrastada pelos cabelos pelo homem absurdamente bruto

B- LEVE HER ALONE! IF YOU WANNA HIT HIT ME! “DEIXE ELA EM PAZ! SE VOCÊ QUE BATER BATA EM MIM” – Berrei em desespero de ver minha amiga sendo arrastada.

Logo ouço barulho forte novamente e a porta de minha caixa ser aberta revelando o homem mais bruto do que eu vi. Ele solta minha coleira e me puxa com brutalidade. Mesmo frágil faço posição de defesa.

Ele parte pra cima de mim me enchendo de socos e batendo em minhas asas fragilizadas, acerto uns socos nele. Ele era forte porem era só isso que possuía. Força sem agilidade ou treino o que me deu um vantagem. Assim que pude tentei encontrar o ponto de desmaio de seu pescoço o que me pareceu em vão. Seu corpo é tão coberto por músculos que o era impossível de encontrar.

Eu já estava sangrando e ele iria vencer essa “luta” até que vejo Giovanna um pedaço de pau, provavelmente de uma das caixas eu fiz ele se abaixar em uma altura que Giovanna acertasse com força sua cabeça. E foi o que ela fez. Com o cara caído no chão eu a abracei.  

B- você está bem – perguntei preocupada

G- estou ótima mas você está sangrando muito – olho pra mim mesma vendo as manchas e os caminhos de sangue pelo meu corpo e roupa

F- Brunana Vanvanna o que aconteceu?

S- Bruna você está sangrando ai meu deus!

A – MEU DEUS ELA VAI MORRER!!

B- SE ACALMEM! EU TO BEM – peguei o pedaço de madeira e quebrei os cadeados da caixas das meninas. Bati novamente no cara com a madeira pra ter certeza de que não acordaria tão cedo. Eu vi o nome de cada “dono” nas caixas... e eu confirmei. Nós somos do BTS. Falei pra as meninas Giovanna só faltava enfartar. Maria Fernanda já devia estar imaginando noites bem “UAU” com o Taehyung. Sami ficava corada só de imaginar Hoseok em sua frente sorrindo. Karen babou em pensar que veria a bunda maravilhosa do Jimin todo o dia. Milena não sabia reagir. Ana ficou surpresa por ver que ficaria com o Jin.  E eu.... Bem eu não consigo engolir isso. É tudo muito suspeito, mesmo já sendo revelado que estaríamos com os meninos. Me soava estranho pensar que nós somos todas fãs e amigas.... Eles estão tramando algo. Eles devem ter pego armys pra mostrar que ainda somos uma família, conhecendo eles, eles devem estar revoltados com esse governo principalmente Namjoon. É claro que foi proposital mas eu quero saber mais, eu quero ver mais. Porque as possibilidades em minha cabeça não param de surgir. Eu quero respostas e vou consegui-las.

 Fomos até um lugar que parecia ter um freezer abri e pra minha surpresa havia 7 potes de comida. Em cima do pote havia o nome de cada uma. Entreguei os potes a cada uma. Comemos como se não houvesse amanhã (mas agora havia)

Meu plano inicial era fugir mas depois de pensarmos na nossa posição não iriamos conseguir fugir muito menos comigo fragilizada.

K- O que fazemos agora? Já já esse homem acorda.

M- acho que devíamos voltar pra as caixas, deixamos uma cena.

B- podemos fazer de modo que pareça que ele nos bateu sem motivos, e podemos pôr os potes de comida de seu lado dando a impressão que ele a comeu.

F- podemos sujar os cantos da boca dele pra parecer mais real.

S- parece um plano pra 4 guerra mundial, vamos invadir a SM depois a Starship ai vem a JYP, quem sabe rola uma Pledis! – rimos de sua piada boba que deixou o clima menos tenso.

Assim demos início ao plano. Giovanna fez feridas falsas com os recursos que tínhamos ali. Eu e mi pegamos o guarda e o colocamos numa cadeira melamos sua boca e com as colheres melamos seus dentes cuidadosa mente para não o acordar o mesmo. Limpamos todas as provas possíveis que nos indiciassem.

Voltamos as nossas caixas, encaixei os cadeados de modo que parecessem normais e pus as chaves dos cadeados em sua mão com o meu cadeado preso a chave como se ele tivesse esquecido de trancar, entrei em minha caixa e me deitei no acolchoado pegando no sono por cansaço enquanto as meninas tinham conversas banais sobre como seria a vida com o BTS.

Sonho on ~

Eu estava em um local parecido com as montanhas de Not Today. Rodeio o lugar em burca e encontro namjoon parado olhando em minha direção com toda atenção a qualquer paço que eu desse. Fui me aproximando, não estava com medo, estava me sentindo, protegida de certa forma.

- por que? Sei que nunca aprovaria algo como a compra de um ser humano.

- por um bem maior... vamos lutar contra Yoon, vamos nos preparar, apontar e atirar. – ouço um disparo e me encolho, sinto o maior me abraçar. Levanto a cabeça e vejo o mesmo chorando verde sorrindo pra mim.

Sonho of~

Acordo desesperada, com barulhos altos e gritos de horror. Rapidamente olho a brecha e vejo o guarda sendo espancado por outros guardas.  

----------------------------------------- horas depois---------------------------------------------

Chegamos em Seul. No terceiro voo que pegamos indo de USA pra Coréia, tivemos uma treta com o outro guarda, sami queria ir fazer xixi mas o guarda brigou por estarmos fazendo muito barulho e os irritando. Eles nos bateram eu tentei proteger as meninas ao máximo assim como Nanda e Mi.

No final eu me machuquei bastante e acabei por desmaiar.

Voltando pro tempo real, estávamos em um aeroporto, as brechas me mostravam o mundo la fora, repleto de frio e de outdoors cheios de letras coreanas, as ruas pacificas com muitas pessoas se preparando para o ano novo, faltavam algumas horas pra o dia 31 aqui, o aeroporto estava lotado de pessoas embarcando e desembarcando.

Já do lado de fora sinto um choque térmico invadir meu corpo e minha alma, era como se cada osso meu fosse congelado. Pra alguém que veio de um lugar que a mínima é 23 graus e se depara com 15 graus do nada.

Fomos logo postas dentro um carro, a viajem não durou muito tempo. Minha barriga roncava a pedido de comida, e minha mente implorava por um banho quente e uma cama macia. Perdida e meus pensamentos, mal reparei que tínhamos chegado. As meninas permaneceram em silencio. Meu coração parecia que iria explodir.

Sinto uma fraqueza muito grande em meu corpo. A caixa se move bruscamente me fazendo bater a asa ferida contra a parede de madeira. Gemi de dor aquilo realmente me machucou. Vi um pouco mais de sangue sair da mesma eu havia aberto uma ferida. Estava tão fraca que apaguei novamente.

----------------------------------------- milésimos de minutos depois --------------------------------------------

Acordo vagarosamente apertando os olhos. Eu estava dentro e fora da caixa ao mesmo tempo. Olho em volta e percebo um quarto de tons neutros uma cama de casal com duas cômodas do lado uma TV na frente da cama. Me deparo com duas portas, uma deve ser um banheiro e a outra a saída, penso sem perceber um ser sentado numa cadeira bem ao meu lado. Levo um susto vendo a tal pessoa.

 

KIM NAMJOON

 

 

P Q P !!!!!!!!!!!!

Fiquei encarando ele com medo, apesar de conhecer os meninos em seus vídeos eu não podia negar que estava com medo de eles serem diferentes, serem falsos nos vídeos so pra agradar fãs. Eu não acreditava em meu próprio pensamento mas eu estava tão assustada que não pensei duas vezes antes de me afastar e me encolher.

-hey, dont scare.... “Ei não tenha medo” – ele se aproximou e se sentou no chão ao meu lado eu me encolhi mais – i dont gonna hurt you... “eu não vou te machucar” – ele tocou suavemente em meu cabelo, eu apenas me perdi em seu olhar calmo.

- Okay bruna, you know who im... “Certo você sabem quem eu sou” – falou calmamente me olhando nos olhos sem sessar o carinho agora eu não estava mais tão encolhida me sentia segura perto do maior. – your friends are here, i gonna leve you to see them, but, you need be a good girl and talk with me... okay? “Suas amigas estão aqui, eu vou levar você a elas, mas, você precisa ser uma boa garota e falar comigo okay? “

Eu estava apreensiva eu não queria responder eu estava com vergonha. Desviei o olhar pensando no que dizer.

- hm? Hey, - ele virou meu rosto com delicadeza (namjoon delicado cof cof milagre) me fazendo olhar em seus olhos, os quais me prendi. – dont be shy...

- O-okay – falo envergonhada.

- What you want, you are hungry? “O que você quer? Têm fome?”

-I’m hurt “estou machucada” – mostro minhas feridas, ele se assusta

- Who do this? “Quem fez isso?” – ele me olha indignado

- The guards...” os guardas” –Ele pega no colo e me leva ao banheiro.

- take a shower, I’ll take care of you. “Tome um banho, eu vou cuidar de você” – com essas palavra ele se retirou do banheiro. Tomei um banho bem demorado, lavei minhas asas com delicadeza a agua batia nelas mas mais parecia um lamina, estava ardendo bastante. Termino o banho e me enrolo na toalha branca que dá contraste a minhas asas negras.

- N-Namjoon?

- Yes? You finish? (EU NÃO VOU TADUZIR SIM EM INGLES VCS SABEM O QUE É UM SIM PELO AMOR)

- Yes.... b-ut i need closes... “Sim… mas eu preciso de roupas” – eu estava com metade do corpo pra fora da porta do banheiro. Namjoon vem até mim e me puxa do banheiro.  

- Don’t be shy, we are going to live together… “Não seja tímida, vamos viver juntos” - ele segura meu rosto com as mãos e faz carinho em minha bochecha com o polegar, nesse momento eu estava mais que vermelha – you are cute embarrassed. “Você fica fofa envergonhada” – ele sorri fraco e eu desvio o olhar
 
- Your bags are here all your things “Suas malas então aqui, todas as suas coisas” – ele aponta pra um armário enorme e minhas malas na frente eu me visto morrendo de vergonha, me senti observada mas quando olha pra namjoon ele voltava a atenção ao celular.
Ouvimos 3 batidas na porta, pela voz reconheci ser o Jimin, eu já estava trocada e olhei pra porta inclinando meu corpo para ver Jimin. MEU DEUS QUE HOMEM! Eles trocaram algumas palavras em coreano. Jimin percebe que eu estou espiando e da um sorriso pra mim, retribuí tímida. Namjoon olha pra mim rapidamente e fala
- I’m going do something dont get out of the room “eu vou fazer algo não saia do quarto” – obedeci suas ordens e fui vasculhar minha bolsa encontrando meu precioso lindo maravilhoso e gostoso celular o mesmo estava descarregado então eu botei pra carregar. Pouco tempo se passa a namjoon entra no quarto com duas vasilhas de comida aparentemente compradas por delivery. Antes de comermos ele cuidou de meu ferimentos e secou minhas asas. Comemos e eu estava tão cansada que logo peguei no sono.
P.O.V NAMJOON
Ela é mais bonita do que nas fotos...
Estou com raiva dos guardas que a bateram ela realmente estava ferida. Enquanto ela tomava banho pedi comida pra casa já que ninguém havia comido, depois que eu tirei ela do banheiro e ela foi se trocar não deixei de olhar seu corpo, quando ela virava o rosto pra mim eu fingia estar mexendo no celular. Tão fofinha corada... Não se passa muito tempo e Jimin vai até meu quarto avisar que a comida tinha chego e que Karen (a garota de Jimin) estava machucada e que ele estava hã.... Puto, mas enfim depois de cuidar de bruna a mesma adormece a ponho na cama me deitando ao seu lado. O corpo dela estava extremamente frio. Abracei-a por trás e adormeci com ela.Já haviam se passado muitas horas, incontáveis na realidade, eu sabia que a viajem do brasil pra coreia dura 22 horas. Provavelmente pararíamos ou nos Estados unidos ou em Dubai, o mais certo era os Estados Unidos, é mais próximo a viajem fica mais barata e um tanto mais rápido.

 


Notas Finais


espero que tenham gostado eu realmente me empolguei, passei a noite escrevendo

beijos na alma


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...