História Meu Enteado Quase Inocente - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~Lu678

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction, Selena Gomez
Personagens Harry Styles, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Kendall Jenner, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Selena Gomez, Taylor Swift, Zayn Malik
Tags Brigas, Ciumes, One Direction, Perseguição, Revelaçoes, Romance & Suspense, Selena Gomez
Exibições 120
Palavras 2.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Droubble, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MAIS UM CAPITULO GENTE CONTEM E FAVORITEM PLEASE

Capítulo 8 - Mudanças radicais


Fanfic / Fanfiction Meu Enteado Quase Inocente - Capítulo 8 - Mudanças radicais

Selena P.o.v.s


Acordei com um mal estar, levantei e praticamente corri para o banheiro sentindo enjoou. Assim que cheguei, levantei a tampa do vaso e logo senti algo subi pela minha garganta. Parei, eu estava mesmo vomitando? ah que ótimo, eu já disse que odeio vomitar? pois bem, eu odeio.
 Foi quando  finalmente o enjoou passou um pouco e  veio o alivio tão merecido. Quando eu caminhei pelo banheiro, até a pia, senti o enjoou voltando, então, apenas corri de volta para o vaso e me ajoelhei, voltando a colocar tudo para fora novamente. Foi quando sentir um mão em meu cabelo, o segurando para cima, limpei a boca com as costas da mão e olhei para cima, vendo que quem estava ao meu lado era Justin.

—  Você está bem?—  Perguntou e eu senti o enjoou voltar e continuei vomitando.—  Já vi que não.— Falou ele.
—  Vo...você? o que está fazendo aqui?— Perguntei dando uma pausa do vômito e o encarando.
— Eu vim me despedi, ia para a escola, mais agora, vendo o seu estado, eu não vou mais.—  Negou e eu limpei minha boca novamente, levantando, cambaleando até a pia e vendo a minha expressão pálida no grande espelho a minha frente.
— Não, você precisa ir para a escola.— Falei segurando na pia.
—  Não, o único lugar para onde eu vou é para o quarto, cuidar de você.—  Falou e eu o encarei.
— por favor Justin, eu não quero que você tenha problemas na escola e também não quero ter problema com Jeremy. Além do mais você tem detenção, lembra?—  Perguntei o olhando.
—  Eu nem lembrava mais.—  Falou sorrindo.— Você nem me disse qual era a detenção.— Falou franzindo a testa.
— A detenção é que você e o Harry vão ter que arrumar e   limpar  todos os livros da biblioteca da escola.— Falei e ele arregalou os olhos.
— Todos aqueles livros?— Perguntou me olhando ainda com os olhos arregalados.
— Sim, todos. Você brigou na escola por que quis, agradeça ao diretor Wilson, por não ter te expulsado.— Falei o olhando.
— Tudo bem, Selena, eu vou.— Falou suspirando derrotado.
— Obrigada Justin.— Agradeci sorrindo.— Agora sai daqui, eu preciso escovar os dentes e tomar banho.— O expulsei.
— Tudo bem, tudo bem, já estou indo.— Falou caminhando em direção a porta.
— Ah, Justin.— O chamei e ele parou e virou para me encarar.— Por favor, não briga de novo com o Harry.— Falei e ele assentiu.
— Ah, e aliás.— Falou e eu o encarei.— Você está muito gostosa sem roupa.—Elogiou e eu sorri. Coloquei pasta na escova comecei a escovar meus dentes. Me abaixei na pia para cuspir a pasta e sentir Justin esfregar o seu pau em minha bunda nua. Enxaguei a minha boca e virei para ele, sentindo Justin segurando a minha cintura, me levantando e me pondo em cima do balcão. Jus abriu as minhas pernas e entrou no meio, começando a me beijar. Ele desceu a boca para um dos meus seios, chupando e a outra mão desceu para a minha intimidade começando a me masturbar. Então a sua boca voltou para minha, começando um beijo feroz e cheio de desejo.
— Justin...Justin...— Gemi.— Jus... você precisa ir...você precisa ir... para a escola.— Gemi novamente contra a sua boca.
— Você quer que eu vai mesmo?— Perguntou me olhando, mais eu não respondi, apenas sorrir maliciosa e ele continuou me beijando. Senti um dedos de Justin em minha entrada, fazendo círculos, de repente ele me penetrou com dois dedos e começou a fazer movimentos.
— Woou... nossa...— Gemi entre o beijo, enquanto sentia ele movimentar os seus dedos dentro de mim.
— Nossa gostosa...Hum...como...como você....Ham...é...apertadinha...e...nossa...— Gemeu em meu ouvido e eu senti ele tirar seus dedos de dentro de mim e enfiar com força, me fazendo gritar de surpresa e prazer.  
— Jus...ha...Justin..— Gemi seu  no seu ouvido.
— Isso...Sel...geme o meu nome...geme...eu amo...quando... você geme o meu nome enquanto...eu...te...penetro gostoso... hum.— Gemeu em meu ouvido e eu arrepiei, já sentindo que estava perto de gozar.
— Oh...Justin...Wouu..nossa.. que delícia...— A minha voz saiu a mais rouca possível, fazendo ele acelerar os movimentos.— Ah.. eu..eu vou...— Gemi apertando os seus dedos dentro da minha buceta e ele apenas tirou os dedos de dentro de mim, então eu pude ver que estava cheio de gala, ele apenas os levou até a boca, chupando com vontade.
— Selena, eu preciso ir.— Falou dando uma piscadela e caminhando em direção a porta.
— Ei, você vai me deixar assim?— Falei abrindo as pernas.
— Desculpe, quem sabe quando eu chegar.— Falou ele dando mais uma piscadela.—Mais agora, eu preciso ir para a escola.— falou passando pela porta.
— As vezes eu esqueço que você é só uma criança, não um homem como o Jeremy.— Provoquei saindo da bancada e caminhando em direção a porta. Justin avançou contra a mesma, mais já era tarde demais, pois eu já havia fechando com a chave.   
— ABRA ESSA PORTA FILHA DA PUTA, ABRA A PORRA DESSA PORTA PARA EU TE FUDER DE TODAS AS FORMAS ATÉ VOCÊ DIZER CHEGA.—Gritou e eu gargalhei.
— Oh bebezinho, você é muito fraquinho, você não aguenta nem a metade do que o seu pai aguenta.— Falei o ouvindo bufa. Ele agora surtava, dava chutes e ponta pés na porta, que chegava a estrondar.— Que pena, bebezinho da mamãe, que você não pode entrar aqui dentro.— gargalhei novamente.
— VOCÊ VAI ME PAGAR, ESPERA SÓ EU CHEGAR DA ESCOLA.—Gritou dando o último chute na porta e parando. Respirei com um sorriso no rosto, logo se assustando com o barulho da porta do quarto sendo fechada brutalmente, deduzi que ele havia saído.
Tomei banho, sai do banheiro e para a cama, deitando em seguida.

***
Narrador:

Já estava no fim da última aula naquele dia, o espeto Dean, esperava Justin e Harry na porta da sala.
— Garotos, me acompanhem até a  diretoria.— Falou Dean os olhando. Eles apenas o acompanharam. Chegando, o diretor Wilson explicou tudo e eles foram até a grande biblioteca, começando o trabalho.

— Ei nem acredito que eu vou ter que ficar todos os dias da semana, trancado com alguém que me traiu.— Lamentou Justin limpando a poeira de mais um livro com um pano seco e o colocando no lugar.
— E você acha que eu estou morrendo de alegria? olha o meu sorriso de felicidade.— Falou Harry fingindo um  sorriso falso do outro lado da estante, enquanto repetia o mesmo gesto que Justin.
— Se você não estivesse dado em cima da Selena, nada disso estaria acontecendo.— Resmungou justin.
— Eu não dei em cima da Selena, você apenas rasgou a roupa dela e eu fui gentil de emprestar a minha camisa.— Explicou Harry.
— Você não tem que explicar nada, entre eu e a Selena, já está tudo bem.— Falou Justin com um sorriso e Harry franziu a testa, sem entender.
— Do que você está falando?— Perguntou Harry, terminando mais uma estante e indo para outra, mais é claro, que ele foi acompanhado por Justin.
— Eu chupei ela, bem gostoso, e ela pareceu gostar, até implorou por mais e mais, nossa, aquela mulher vai me enlouquecer, com aquele gozo doce e quente.—  Provocou  Justin passando a língua pelos lábios bem devagar, enquanto imaginava saboreando o gosto da madrasta.
— Você o que idiota?—  Perguntou Harry partindo para cima de Jus que apenas ficou parado.
— Isso mesmo que você ouviu, eu chupei ela e ela me chupou.—  Falou Justin com um sorriso de lado. Claro que ele mentiu aquela parte de que ela o chupou, mais era preciso, ele tinha que calar a boca do Harry.—  Eu consegui tudo o que queria, quer dizer, nem tudo, na verdade, eu ainda preciso perder minha virgindade, mais consegui que ela engula o meu gozo já é um bom progresso, você não acha?—  Perguntou Justin ainda com o sorriso sarcástico. Harry partiu para cima de Justin, sem pensar duas vezes e desferiu um soco no rosto do garoto, o mesmo que o Bieber fez questão de devolver.
—  O que está  acontecendo aqui? vocês estão brigando?—  Perguntou Dean e eles se entreolharam.
—  Não.—  Responderam em couro.
—  Podem ir, por hoje é só.— Falou Dean. Justin e Harry sorriram e saíram da biblioteca.
Niall e os outros amigos de Harry, o esperavam  na porta da biblioteca, enquanto Zayn e o seu grupinho, esperava Justin, hoje eles combinaram de sair e mudar, os garotos, então saíram da escola.  

...

Na casa de Selena...
 
Depois de passar em casa, Harry, trazia consigo a roupa de Justin que ele havia pegado emprestado. Styles entrou na casa e sentiu um cheiro gostoso de comida, então, foi até a cozinha, vendo que no relógio, de lá, já marcava meio dia e meio.
—  Boa tarde, senhora liza.—  Falou assim que viu Liz na cozinha.
Harry não conhecia Liza muito bem, pois só havia ido lá algumas vezes, quando Selena estava na clínica, nunca tinha tido a oportunidade de conhecer a mulher, até Justin  o apresenta-la.
—  Boa tarde.—  Respondeu ela, com um sorriso.
—  A senhora sabe se Selena foi para a clínica?—  Perguntou Harry se aproximando dela.
— Não, ela não desceu para tomar café, nem para almoçar.—  Falou ela preocupada.— O menino Justin disse que ela teve um mal estar, mais que estava se recuperando.— Falou e Harry arregalou os olhos.
—  Será que eu posso ver como ela está?—  Perguntou ele.
—  Claro. Você pode chama-la para almoçar por favor?— Perguntou e Harry assentiu, saindo da cozinha.
Ele caminhou pela sala e subiu as escadas. Tentou puxar na memória onde era o quarto da Selena, mais como ele ia puxar algo na memória, se ele nunca foi lá? Ele começou a abrir todas as portas, entrando nos quartos, mais não a encontrava, e no último quarto, ele sorriu, deu uma ajeitadinha no cabelo e entrou no mesmo. Seu queixo foi ao chão e os seus olhos arregalaram ao ver Selena caída no chão, com sangramento no nariz, ele correu até ela.
—  SELENA...SELENA. ACORDA.— Gritou Harry segurando a cabeça da mulher.— ABRI OS OLHOS SELENA, PELO AMOR DE DEUS, ABRI OS OLHOS.—  Gritou Harry novamente, já sentido a primeira lágrima escorrer. Ele a pegou no colo e a colocou na cama.—  Pensa rápido Harry, ela vai morrer, pensa rápido, por favor.— Falou para ele mesmo. "Meu pai"- pensou arregalando os olhos. Harry rapidamente discou o número pessoal do pai e colocou para chamar, no segundo toque, o Sr. Desmond atendeu.
— Oi filho, fala logo, eu estou no meio de uma consulta.— Falou o pai dele.
— Pai...pai... eu preciso que o senhor me ajude.— Pediu chorando.
— O  que aconteceu Harry?— Perguntou Desmond preocupado, ao ouvir o filho chorando.
 — Pai, eu estou precisando do senhor, vem logo.—Falou desesperado e o homem quase engasgou com a própria saliva.
— Onde você está?— Perguntou ele e Harry se calou.
— Na casa dos Bieber, vem rápido, o mais rápido possível, por favor pai.— Pediu o garoto com a voz de choro.
— Tudo bem, meu filho, eu já estou indo.— Falou Desmond  desligando.

...

Justin, agora saia do salão, onde ajeitou o cabelo. Ele cortou e lá mesmo, ele pós brincos e foi até um estúdio de tatuagem, não foi muito difícil escolher uma tatuagem, pois ele já estava com esse pensamento de fazer uma e para entrar no grupo de Zayn, ele precisaria passar por todas essas mudanças radicais e ainda, comprar novas roupas, já que as suas eram de nerd. A tatuagem escolhida foi um  desenho de uma gaivota inspirada no livro de Richard Bach. Várias pessoas da família de Justin tem o desenho, para sua primeira tatuagem, inclusive o seu pai. Então, Bieber achou que agora era a hora. o local escolhido para tatuar foi acima do quadril.


Na mansão dos Bieber...  

 O médico Desmond  acabava de chegar na  casa dos  Bieber e foi rapidamente recebido pela Lize, que o levou para o quarto de  Selena. Ela estava desacordada, e isso era o que mais preocupava a todos.
Depois de alguns minutos de analise, Selena acordou para a alegria de todos no local.
— Bom senhora Bieber, você teve um desmaio por que não está se alimentando corretamente, eu recomendo que você descanse e que e que se alimente direito. E quanto ao sangramento, a senhora deve ter batido em algum lugar na queda. Eu  quero que você tome todos esses remédios, prescritos, aqui na receita.— Recomendou Des.
 Justin entrou na casa, já achando um pouco estranho o carro estacionado na porta. Ele caminhou pela sala e subiu as escadas já andando em direção ao seu quarto. Ele percebeu que o quarto da Selena estava com a porta aberta, então, foi verificar.
Chegando lá, ele encontrou, Desmond e Liz de pé perto da cama, enquanto Selena estava deitada na cama e Harry estava sentado ao se lado.
— O que está acontecendo aqui?—  Perguntou em um tom alto e preocupado.
— Justin, que bom que chegou.—  Falou Liz.
— O que eles estão fazendo aqui?—  Perguntou Justin com raiva, apontando para Harry e o seu pai.
—  "Eles".—  Falou Selena fazendo aspas.—  Foram as pessoas que salvaram a minha vida.—  Completou.
— Bem, eu acho que já vou indo, preciso atender alguns pacientes, que deixei esperando.—  Falou ele.
— Obrigada senhor Desmond, se não fosse você, eu não saberia qual tinha sido o meu destino. — Falou Selena sorrindo.
 — De nada senhora Bieber.—  Falou ele retribuindo o sorrindo.
—  Liz, acompanha o senhor Styles e faz um cheque para ele.— Falou  Sel.
—  Não vai ser preciso, dessa vez é por minha conta.—  Falou Des sorrindo.
— Obrigada.—  Agradeceu ela novamente.
— De nada.—  Falou ele.
 — Vamos filho? — Chamou e Harry o olhou.  — Pai, deixa só eu me despedir da Selena.— Falou Harry.
—  Tudo bem, Harry, eu vou te esperar lá embaixo.— Falou saindo Junto com a Liz.
—  Pode ir, eu cuido dela.—  Falou Justin.
—  Não, eu quero ficar mais um pouco.—  Falou Harry despreocupado.
— Eu quero que você saia agora daqui.—  Falou Justin autoritário.
— Eu não vou sair, até que a Selena me peça.— Falou Harry levantando da cama.
— Gente, por favor, vocês não vão brigar aqui, vão?— Perguntou  Selena.
— Eu só estou mandando ele ir embora.— Falou Justin com mais raiva ainda.
— EU NÃO VOU SAIR DAQUI, SERÁ QUE  VOCÊ NÃO ENTENDEU?— Perguntou Harry furioso.
— EU QUERO QUE VOCÊ VÁ EMBORA. AGORA.— Gritou Justin.

— POR QUE EU FARIA ISSO?— Perguntou Harry se aproximando de Justin.
— POR QUE EU QUERO E POR QUE AQUI É MINHA CASA.— Falou Justin sorrindo sarcástico e Harry o encarou furioso.— E TAMBÉM POR QUE VOCÊ ESTÁ COM UMA PESSOA QUE É MINHA.— Falou Justin e agora foi a vez de  Harry rir sarcástico.
— SE ELA É SUA, POR QUE VOCÊ NÃO CUIDA DELA?— Perguntou Harry irônico.
— VOCÊ NÃO MORA AQUI PARA SABER SE EU CUIDO OU NÃO DELA.— Falou Justin.
— SE VOCÊ CUIDA TANTO DELA, POR QUE NÃO ESTAVA AQUI NA HORA QUE ELA DESMAIOU? POR QUE PREFERIU FICAR COM OS SEUS AMIGOS, DO QUE FICAR COM UMA PESSOA QUE VOCÊ GOSTA?— Perguntou Harry furioso.
— VOCÊ NÃO TEM NADA HAVER COM A NOSSA VIDA.—  Gritou Justin.
—  O que está havendo aqui? os gritos foram ouvidos lá de baixo.— Falou o pai de Harry entrando no Quarto.
— Não é nada pai,  vamos?—  Chamou Harry passando pelo pai.— Tchau Selena.—  Falou ele.
— Tchau Harry.—  Se despediu Sel.
—  Mal começou a andar com o meu irmão e já está ficando como ele?—  Afirmou Harry. Assim que passou pelo Justin,  viu sua transformação, foi então que ele saiu do quarto.

Continua...
 


Notas Finais


Justin, querido Justin, você está brincando com a Selena, e pode até não parecer, mais você está brincando com fogo, e eu não sei se você sabe, mais de tanto brincar com fogo você pode, um dia se queimar.
Segunda vez que o Justin deixa a nossa querida Seleninha na mão, nossa que feio Jus, nunca pensei que você fosse capaz de fazer isso, mais cuidado, muito cuidado, ela está pensando seriamente na sua questão, mais a Selena o provocou, não tanto quanto ele merecia. Gente você estão vendo como o Bieber está rebelde, até mudou o visual, que gatinho lindo, oh que fofucho da mamãe, tudo bem, se recomponha e respire 1...2...3, conte comigo até se acalmar, 1...2...3, 1...2...3, vamos todos juntos matar o Justin. Tô brincando gente, me desculpe por repetir isso em toda nota final, mais é um mau necessário, se gostarem favoritem e cometem. Até mais babys, boa noite, beijinhos da escritora que amam vocês...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...