História Meu Estúpido Coração - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Confusão, Europa, Faculdade, Lealdade, Paris, Realeza
Exibições 11
Palavras 514
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Ficou curto, mas inicio é sempre assim.
Espero que gostem.
Dedico esse capitulo pra mozão, que esta comemorando aniversario hoje.

Capítulo 2 - Faculdade I


Fanfic / Fanfiction Meu Estúpido Coração - Capítulo 2 - Faculdade I

Ainda estava tentando captar a mensagem, tudo bem que fizemos dezoito anos a pouco tempo e é nessa época que devemos frequentar uma faculdade, mas eu jurava que já tínhamos conversado sobre o assunto, passei o mês inteiro antes do meu aniversário, reforçando o quanto eu não queria ir para uma faculdade, claro que eu não falava isso de forma necessariamente direta, era sempre em meio a uma indireta, tipo: "Nossa, como deve ser horrível estudar em uma faculdade, o Larsen disse que está odiando." Era sempre desse tipo, buscava sempre usar o nome do meu primo no meio, para exemplificar que uma pessoa próxima não aprovava aquele lugar. No entanto, parece que minha mãe não entende isso! Porque? PORQUE? Ela só pode está querendo me castigar por algo que eu não fiz! Ou fiz? Enfim.

— Mãe, quando eu falo a senhora escuta em grego? — Só pode ser, porque eu falo uma coisa e ela faz outra totalmente contrária. Para que os pais nunca percebem o que os filhos fazem e se percebem fazem de conta que não, isso de fato me deixava irritado, era algo que eu não aceitava, todos os pais deveriam ouvir os filhos, ou pelo menos levar as opiniões deles em conta. Sim, eu estava fazendo a linha garoto mimado, não que eu me importasse em fazer isso em frente aos meus pais e irmão, de forma alguma. Mas como dizem por aí, alegria de “pobre” dura pouco.

— Não querido, até porque se eu escutasse em “grego”, não teria como responder a sua pergunta. — Carinhosa ela, né? Me deu até arrepio na espinha. Claro que eu revirei os olhos, eu não tinha paciência para meus pais, embora os respeitasse, agradecia aos céus por termos uma boa comunicação, apesar de não ser sempre. — E a propósito, faça o favor de avisar ao David que segunda feira vocês já começam a frequentar as aulas. — Maravilhoso que eu tivesse um irmão, mas eu sempre era o garoto de recados, ele passava mais tempo nas festas do que na própria casa.

Não é que eu esteja me sentindo triste por esta indo pra faculdade, é porque eu imaginei que eu pudesse fazer isso somente quando tivesse uns vinte anos, por aí. Infelizmente ainda morava no mesmo teto que meus pais e eles quem me sustenta, então eu não tinha realmente escolha alguma com relação a ir a faculdade, porém, eu poderia ao menos reivindicar meus direitos, eu poderia fazer aquele velho e maravilhoso show de drama e ir no se colar, colou. No entanto, eu sabia que isso era fácil com meu pai, mas com minha mãe… Era outra história. Aquela senhora era extremamente difícil de se convencer e quando convencida, sempre voltava atrás e tornava a não ser convencida, deu pra entender? Não? Ok, esquece. Ainda indignado terminei de tomar meu café, que por sinal estava uma delícia, pois havia sido sanduíche natural com pasta de geleia e suco de limão, melhor combinação que isso, impossível. Então, por assim dizer, tive uma manhã maravilhosa, com meu relacionamento sério com o pote de geleia.


Notas Finais


Gente, eu escrevi isso de madrugada, geralmente acontecem coisas estranhas nesse horário. HUSAHSUHAUSH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...