História Meu Etéreo, confuso e complicado amor... - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Romance
Visualizações 7
Palavras 1.244
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii! Voltei. Eu tive uns probleminhas com a história, envolvendo bloqueio criativo e também escola. Por isso não postei antes. Mas estou de volta 😉 vou postar mais um hj. Espero que gostem e boa leitura 😍

Capítulo 9 - Abusada???


Fanfic / Fanfiction Meu Etéreo, confuso e complicado amor... - Capítulo 9 - Abusada???

Vou para o fundão e me sento, tirando meus materiais da mochila. Ninguém parece perceber minha presença, a não ser Nari, é claro...
" O que houve?" Ela pergunta, apenas mexendo os lábios. Nari se senta na frente. Longe de mais...
Faço um sinal com as mãos, gesticulando que não é nada.
E a aula procede...
###
"Fiquei preocupada. Sua mãe nunca deixa você faltar..." Nari comenta no almoço.
"Não foi nada. Apenas dormi de mais."
"Você não está bem..."
"Eu sei, Nari. Jin me ligou ontem e disse que..." paro de falar assim que vejo o interesse de Hana.
"Quem?"
"Não é ninguém, não..." digo, fingindo esquecimento. Ela continua sua conversa - aparentemente - interesante com Sook, sobre BTS. Acho que Hana sabe mais sobre eles do que eles mesmos!"
" Mas... o que ele disse?" Nari me pergunta aos sussurros.
"Disse que todos estão com saudade da gente e que o Jungkook não vai mais ter alta essa semana porque passou mal. Mas ele já está bem..." respondo no mesmo tom de voz dela.
"Me empresta seu celular, Solji? Quero mostrar uma coisa para Sook."
Concordo com a cabeça e desbloqueio meu celular, entregando a ela.
"Só entra no que você precisa. Não mexa em mais nada."
Ela concorda.
"MEU DEUS!" Hana exclama, olhando a tela do meu celular.
"O que foi?"
"Você tem uma foto com TODOS os membros do BTS!!! E é recente, o Jungkook tá no hospital!"
Merda! Eu sempre lembro de passar as fotos que tiro com os meninos para o computador, antes de deletar no meu celular. Mas essa eu me esqueci... Parabéns, Solji!
"Você também tá na foto, Nari." Comenta Sook, só pra se incluir na conversa. Ela é um ano mais velha e nunca fala nada. Eu diria que tanto ela quanto a Hana estão dentro dos padrões coreanos. Eu não tenho nada contra a Sook, mas a Hana...
"Pode me explicar isso?!"
"Somos voluntárias no hospital. Como eu amo BTS, eu pedi para tirar uma foto com eles. Arrastei Solji comigo..."
Nari... sempre improvisando alguma coisa... ela agiu rápido, dessa vez...
"Mas minha avó foi lá na semana passada e eu fui com ela. Não vi vocês." Por que Hana não faz como a Sook e simplesmente fica calada? Que merda!
"Ficamos em outro setor. Ajudamos as crianças. " digo, tentando disfarçar meu pequeno nervosismo enfiando um pedaço de brócolos cozido na boca.
"Sei... será que eles me deixam entrar?"
"Não. Entramos por causa do... do nosso chefe. Ele nos permitiu, mas, em troca, tínhamos que limpar o quarto em que o Jungkook está. Digamos que ele é os meninos do BTS não são... organizados." Nari diz, engolindo um grande gole de suco.
Só agora que percebo que meu celular ainda está nas mãos de Hana. Num súbito impulso, puxo o aparelho da mão dela e desligo.
Me levanto da mesa, me despedindo das meninas. Nari fica na mesa. Acho que cansou de tentar me impedir de fazer o que sempre faço depois do almoço desde que nos conhecemos. Fumar.
Meu primeiro contato com o cigarro foi com um garoto que estava interessado em mim quando cheguei na Coréia. Foi foda passar um tempo com ele. No mal sentido da palavra. O cara tinha bafo de cigarro e dentes extremamente amarelos. Só de lembrar da nojo!
Eu sei que se continuar fumando assim, vou acabar como ele. Mas eu realmente preciso me acalmar...
###
"Achei você... Não vai para a aula?" Sook me pergunta, surgindo atrás do muro.
"Acho que não." Jogo a bituca do cigarro no chão. "Depois eu recupero a matéria."
"Onde você vai?"
"Passear. Não sei." Por que eu estou falando com ela, mesmo? Eu não falo com mais ninguém. As vezes, nem mesmo com a Nari.
"Quer dar uma volta de carro? Tem uma galera do terceiro ano que combinou de cabular aula. Tem espaço pra mais um."
Eu seria muito estúpida se aceitasse?
"Pode ser. Não tô fazendo nada, mesmo..." Eu sei. Sou muito estúpida.
###
"Sol, esse são Suk, Kwan e Dong." Apresenta Sook. "Pessoal, essa é minha amiga Solji."
"Olá, gatinha." Dong diz e abraça meu pescoço. Será que dá pra eu fujir agora?
"O-oi..."
"Vamos logo. Não temos muito tempo." Kwan diz, puxando Sook para um abraço.
Entramos em um carro preto e grande. Não me sinto confortável...
"O que você faz, Solji?" O tal de Suk me pergunta.

"Eu estudo..." Respondo confusa, me recostando no banco de couro do carro que Kwan dirige.
"Ela é da mesma turma que eu." Sook diz do banco da frente.
"Você é muito gatinha..." Dong diz, se aproximando mais de mim.
Não sei o que falar. Apenas fico quieta e viro a cabeça para a janela do carro, vendo os postes e os outros carros passarem.
###
"Chegamos!" Anuncia Sook, descendo do carro.
"Onde estamos?" Pergunto, tentando me manter o mais longe possível do tal Dong. Ele não sai do meu lado!
"Não é muito longe da escola. Venham. Entrem aqui." Manda Kwan, apontando um beco. Sinto que não devia estar aqui...
Dong passa a mão na minha cintura e me puxa junto dele. Sook nota meu desconforto com relação a isso:
"Deixa a menina, Dong!" E me puxa para seu lado.
Caminhamos até o fundo do beco. Os quatro se sentam no chão e Sook começa a beijar Kwan.
"Senta aí, gatinha..." Dong convida com um tom malicioso em sua voz. Me sento do lado oposto ao que ele me chamou.
"Quê isso, gatinha... Não tenha medo de mim..." Ele começa a se aproximar, mas Sook segura a gola de sua camisa e o repreende:
"Não chega perto dela. Não vai estragar minha imagem para a minha amiga."
"Deixa eu brincar um pouco com ela... ela é gatinha!"
"Mais uma gracinha e você volta sozinho para casa." Kwan diz, voltando a beijar Sook.
"Cadê as bebidas?" Suk pergunta, olhando para Dong.
"Eu escondi atrás da caçamba de lixo. Preciso de ajuda para pegar."
"Você pode ajudar ele, Solji?"
Respiro fundo.
"Posso."
Atrás da caçamba não tem nada. Pronto! Já me arrependo de ter vindo.
"Já disse que você é muito gatinha?"
"Está me dizendo isso desde que eu cheguei. Para. Onde estão as bebidas?"
"Eu não coloquei aqui..."
Ele se aproxima de mim e prende minhas mãos contra a parede. Sua boca se aproxima da minha e consigo sentir o hálito de cerveja.
Ele me beija. Aperta seu corpo contra o meu e prende minhas mãos na parede.
Tento chuta - lo, mas ele é muito forte e me prende mais ainda.
Ele desprende uma de minhas mãos e começa a acariciar minha cintura. Antes que ele possa subir para um lugar mais inapropriado, soco seu rosto com minha mão livre.
"Você é louca, garota!?" Dong diz, tentando se aproximar de novo.
Chuto entre suas pernas e ele cai no chão,  se contorcendo de dor. Aproveito a posição e dou uma joelhada em seu queixo.
"Vai pro inferno!"
"O que está acontecendo aqui?" Sook aparece, vendo toda a cena.
"Dong!"
"Esse filho da puta me beijou contra a minha vontade!"
Ela para de tentar ajudá - lo a se levantar e dá um tapa - aparentemente forte - em seu rosto.
"Eu sinto muito, Sol... vamos te levar pra casa."
"Não precisa. Eu posso voltar sozinha."
Na verdade... eu não posso. Nem sei onde estou!
"Tem certeza?"
"Tenho."
Me despeço dela brevemente e sigo reto para fora do beco.


Notas Finais


Foi isso amores, anyong.
Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...