História Meu fiel amante. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hopekook, J-kook, Namjin, Taeseok, Vhope, Vhopekook, Yoonmin
Visualizações 395
Palavras 1.005
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas lindas, aqui estou eu com mais uma ideia doida que me surgiu assim do nada na mente. E bem, espero que gostem>...<
Perdão a minha irresponsabilidade em ter sete ficks para atualizar e estar aqui, fazendo mais uma.
Mas é a vida.

Capítulo 1 - Beije


Fanfic / Fanfiction Meu fiel amante. - Capítulo 1 - Beije

-Não hyung, ai não. Por favor eu não, não. Não consigo. - o moreno gemeu baixinho ao sentir os lábios macios do ruivo em torno de sua glande. Estava emergido no prazer que estava sendo lhe proporcionado. As mãos ágeis do mais velho brincavam com seus testículos, enquanto o mesmo suspirava e procurava não gemer. Ele não podia gemer, já que seu melhor amigo estava na cozinha, enquanto ele, no quarto com o namorado do mesmo. Jung Hoseok era ágil de uma maneira na qual o mais novo nunca vira. Ele fazia um belo trabalho em seu falo, o levando a loucura, principalmente quando sugava tudo sem nem ao menos se importar com o gosto do liquido que saia daquela fenda. Sem nem ao menos se importar com o sabor do pecado que estavam cometendo. Sem nem ao menos entender que o menor não sabia mais viver sem ele.

...

Tudo começou quando em uma tarde de novembro o mais novo tinha motivos para comemorar algo, havia conseguido uma bolsa de estudos em uma importante escola e estava animado com isso, juntou-se ao seu melhor amigo, Kim TaeHyung e saiu para o bar mais próximo. Lá os dois riram e se divertiram, beberam e dançaram. Suaram e riram de novo da face das pessoas, como dois loucos inconsequentes que não sabiam o que fazer da vida, se não beber e beber. O mais novo tinha apenas quinze anos enquanto seu amigo tinha dezesseis. Nem sabiam ao certo como haviam entrado naquele bar. Nem ao menos entendiam bem o motivo para aquilo, como se uma bolsa fosse capaz de justificar a saída sem precedente dos dois. Logo estavam cantando em um karaokê improvisado. Os dois eram jovens e bonitos e chamavam atenção, assim o dono do local os deixou ali. Homens e mulheres se sentiam atraídos pelas duas beldades, que mais pareciam k-idols. Quem ligaria? Eles nem ao menos estavam dando trabalho. Contudo um certo garçom observava os dois garotos ao longe. Sorrindo pelo jeito animado com que eles estavam encarando um momento qualquer de alegria.  E logo dois olhares se encontram. TaeHyung, com sua beleza e sorrisos únicos atraíram o olhar do ruivo. Que se aproximou apenas para servir mais uma bebida, contanto o mais novo ali conhecia seu amigo, sabia que quando o mesmo colocasse algo em mente era quase impossível retirar. Percebeu o quanto aquele homem era bonito e o quanto atraiu sua atenção, também. Sorriu ladino e ficou pensativo. Depois de um tempo de mais comemorações infundadas ele se aquietou e deixou de lado o amigo para admirar a silhueta que andava por entre as mesas, com um sorriso encantador. Um jeito magnetizante de agir. E ficou ali, observando o quanto um estranho lhe era encantando. Depois fixou seu olhar em TaeHyung. Soube na hora pelo jeito com que ele aquele rapaz. Soube que estava perdido, já que também se interessara por ele. E entre ele e Taehyung, só poderia haver um vencedor.

...

Foi tão rápido que nem ao menos houve tempo de se entender como aconteceu, quase um mês depois daquilo o seu amigo loiro estava marcando encontro com o garçom que tinha um sorriso avassalador. Logo estavam saindo os três juntos, e o mais novo confessou pra si mesmo que o ciúmes que sentia não era bem do amigo. Mas sim do fato do mesmo ter conseguido o homem por quem ele estava interessado. Assim JungKook passou a sentir um pouco de raiva, mas não comentava nada. Sempre fora um rapaz fechado e absorvido em suas decisões, assim sendo colocou seu melhor sorriso quando o casal assumiu o namoro. Colocou sua melhor face de felicidade quando os via se beijando e se entregando a momentos a dois. Mesmo que aquilo o desse um pouco de nojo. Ele não entendia porque não poderia ser ele, porque o ruivo divertido não poderia ser dele, porque todos no mundo tinham de se render ao sorriso de Kim TaeHyung. Ele não sabia, ele não compreendia e muito menos quis aceitar. As coisas não eram nada iguais ao que ele pensava.

...

Fora em um dia de chuva, um dia bonito de chuva que tudo acontecera. Seus pais estavam brigando como sempre, estavam causando dor e sofrimento a si a eles mesmos. Em uma relação que tinha tudo para não ter futuro, mas já durava até ali e nem ele entendia o porque de tanto tempo, sendo que o amor havia sido deixado para trás.

Ele estava cansado e irritado com tudo, e ainda mais quando a discursão era sobre ele, sobre sua sexualidade. Situação essa que era desconhecida por aqueles dois que não tinham mais o direito de serem chamados de seus pais. O mais novo ouvia o que o homem bêbado dizia, chamando ele de todos as atrocidades possíveis, enquanto a mulher chorava e gritava histericamente a frase: " Onde foi que eu errei?" O moreno estava cansado, literalmente cansado. Mesmo que fizesse de tudo para ser sempre o melhor, nada parecia ser suficiente. E naquele momento em que tudo explodiu. Explodiu assim como a garrafa de vodca que seu pai lançara na parede. Ele fora expulso de casa. Sem ter pra onde ir o moreno recorreu ao seu melhor amigo, que na época morava sozinho. TaeHyung o acolheu e o amou. Era seu irmão em todo caso.

...

Então foi ai que tudo começou, os dois estudavam e trabalhavam. Hoseok passou a morar com eles depois de dois meses de namoro com o loiro. E junto com a vida de Jung Hoseok, se foi a paz de Jeon JungKook. A paz que ele mesmo quis por para outro mundo, já que fora ele quem começara a envenenar o namorado do outro. Envenenar com seus caprichos, envenenar com sua malicia, envenenar com seu desejo. Ele nem ao menos se reconhecia, nem ao menos sabia que podia ser tão sujo e baixo, mas ele queria demais aquele homem. Ele desejou e teve. Queria ser fiel. Apenas ao mais velho. Seu mais fiel amante.


Notas Finais


No decorrer da história vocês vão entender como tudo começou e porque o Hoseok aceitou o Kook como seu amante.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...