História Meu Final Feliz Invertido - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Tags A Seleção, Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 62
Palavras 959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capitulo meus amores... demorei sim, mas antes tarde do que nunca... apreveitem...

Capítulo 8 - Bem-vinda a Itália


 ~ POV MAXON ~

 

-Maxon, o que faz aqui?

- Precisamos da sua ajuda, por favor, precisamos ficar escondidos. Vou te explicar.

               

Celeste estava confusa, mas não hesitou em nos deixar entrar. Sentamos no chão de tão exaustos que estávamos dessa longa caminhada, já estávamos passando da meia-noite e eu não fazia ideia do que ia fazer. Meus pais estavam no palácio. Kriss também. Não sei se conseguiram se esconder. O que eu ia fazer sem eles?

Só me despertei dos meus pensamentos quando Celeste teve que me sacudir pra que eu voltasse a si.

 

- Maxon, o que aconteceu? Por que estão aqui a essa hora? Estão todos dormindo.

- O palácio foi atacado Celeste, o ataque pareceu ser bem mais letal dessa vez. – Aspen respondeu no meu lugar.

- Eu estava do lado de fora do palácio pensando na Am... , quero dizer na vida. – quase admiti que pensava na América – e de repente começou a gritaria e tiros por todos os lados. Aspen me tirou de lá mas não sei como minha família está, eu não vou me perdoar se algo acontecer com eles, eu....

- Fique calmo Maxon – disse Marlee com ternura – eles vão ficar bem. Você não pode pensar o pior, mas sim pensar em como vai proteger o seu povo.

- Marlee está certa Maxon – disse Carter – você precisa agora pensar no seu povo, pois agora eles contam com você.

- É verdade, concordo com vocês.

- Mas Maxon, o que você vai fazer? – Celeste perguntou preocupada.

- Eu ainda não sei, mas não posso voltar ao palácio neste momento, você poderia nos deixar dormir aqui esta noite? Precisamos ficar todos seguros.

- É claro Maxon, eu não ia deixar o futuro rei dormir na rua. E você nem vao precisar dormir na sala já que o quarto da America está vago, então acredito que vocês podem passar a noite lá e...

- Espere, como assim o quarto dela está vago? – perguntei demonstrando preocupação demais – ela não está aqui?

- Ela não está Maxon, ela precisou viajar hoje para a Itália.

- Como assim? Ela foi pra Itália do nada? Ela saiu para tirar férias ou o que? Ela não conhece ninguém lá.

- Maxon, lembre-se que América é amiga da princesa Nicolleta, então ela ficará bem instalada.

- Mas ela volta quando?

- Ela não tem data para voltar Maxon.

- Com licença, preciso pensar um pouco. – sai da sala e entrei num dos quartos.

 

Quando entrei percebi que era imediatamente o quarto de América, pois ele estava com quase a mesma decoração que ela fez no palácio. Os seus instrumentos em cada canto do quarto. As fotos penduradas no espelho, tudo de forma tão simples mas especial. Esse era o verdadeiro refúgio dela. Quando sentei em sua cama percebi que tinha alguns papeis sobre o lençol. Quando eu li o que estava nesses papeis eu senti como se uma faca perfurasse meu peito instantaneamente. Eram as cartas que eu escrevi para ela quando ela estava no velório do pai. Cada detalhe. Cada pensamento. Cada sentimento. Tudo o que eu sentia estava naquelas folhas e, pela primeira vez uma lágrima começou a descer pelos meus olhos. Eu tinha perdido o maior tesouro que qualquer rei pode ter, um amor verdadeiro. Eu a queria de volta. Precisava dizer a ela pra nunca mais sair do meu lado. Eu ainda não havia me casado com Kriss, então nada me impedia de ir atrás do meu verdadeiro amor. Sai do quarto determinado, e quando cheguei na sala todos estavam à minha espera.

 

- Decidiu o que nós vamos fazer Maxon? – Aspen perguntou por todos.

- Para que a monarquia fique segura e para que eu possa concertar alguns erros do passado, daqui a dois dias nós todos vamos para a Itália.

- O QUE? – todos perguntaram ao mesmo tempo.

- Isso mesmo, só tenho que entrar em contato com August e Georgia. Eles que vão nos mandar atualizações sobre Illéa e ele que vai nos arrumar o voo. Se preparem para essa jornada.

 

Depois dessas palavras, todos ficaram determinados. Não se preocupe meu amor, eu não vou cometer o erro de você sumir da minha vida outra vez.

 

 

~ POV AMERICA ~

                              

Depois de sei lá quantas horas pousamos na Itália. Era de fato um lindo e animado país. Não era à toa que as meninas italianas foram o destaque da recepção. Tamanha alegria contagia até o mais obscuro dos países. Desci do avião e Nicolleta e as primas estavam lá para me receber.

 

- América, bem-vinda a nossa casa. – disse Nicolleta com seu maravilhoso sotaque. – você vai adorar a Italia, é o melhor lugar do mundo para se estar.

- Aqui tem as melhores bebidas do mundo – disse Orabella empolgada.

- Sinceramente Orabella, você não pensa em outra coisa senão em beber? Não podemos deixara hospede bêbada no primeiro dia. – todas nos gargalhamos ao comentário de Noemi.

- Meninas vamos com calma, vamos levar America para o palácio para que ela possa descansar e depois vamos levar ela para conhecer cada cantinho daqui entendido?

- Sim – todas nós respondemos juntas. Eu poderia estar uma pilha de depressão nos últimos dias, mas acredito que com essas meninas essa estadia aqui será tudo, menos depressiva.

Íamos de carro até o palácio real. No caminho eu podia vislumbrar das belezas daquela cidade. Era tão diferente de Illéa, todos viviam com liberdade, sem restrições. As ruas e lojas eram tão belas. E todos pareciam felizes. A Itália pode talvez o ser o país dos sonhos para qualquer pessoa e eu espero poder ficar aqui bastante tempo para que esses sonhos possam me alcançar. Quando dei por mim, chegamos ao palácio.

 

- Bem-vinda América, ao palácio real da Itália.

 


Notas Finais


Sim gente, eu sei que voces querem me bater muito, mas precisam me entender. Eu trabalho e estudo... sou estudante de Direito, então voces imaginam o quanto meu tempo é limitado. Mas eu estou sempre lendo os comentários e foi isso que me motivou a continuar a escrever. Eu realmente fico feliz quando eu vejo que tem alguem ali que se interessa por essa historia. eu adoro cada um que acompanha a fic e espero poder trazer mais capitulos sem tanta demora para voces... Um beijo e até a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...