História Meu frágil sonserino - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Harry Potter, Hermione Granger, Lucius Malfoy, Ronald Weasley, Severo Snape
Tags Drarry, Drarry Harryxdraco
Exibições 420
Palavras 2.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem essa demora toda!
Mas finalmente estou aqui novamente...e vim com um capítulo novinho, sei que não está tão bom maa espero que gostem mesmo assim.
Se tiver muitos erros ortograficos me avisem por que esse corretor de celular é horrível.
Boa leitura!!

Capítulo 15 - Ciúmes e Beijo?...


Fanfic / Fanfiction Meu frágil sonserino - Capítulo 15 - Ciúmes e Beijo?...

          Harry Pov’s on

Estava tudo escuro, na verdade nem tudo. Tinha um ponto de luz que vinha se aproximando de mim lentamente cada vez ficando mais nítido e intenso. Quando estava próximo o suficiente pude ver Draco em minha frente com os fios loiros desgrenhados e os olhos fechados transmitindo uma sensação calma e quente e em seu rosto tinha um sorriso brilhante e ao mesmo tempo terno. Fiquei admirando aquela bela imagem vendo ele se aproximar mais de mim e colocar suas mãos delicadamente em cada lado de meu rosto e aproximar seu rosto do meu calmamente quando ele tocou seus lábios nos meus senti com se uma corrente elétrica tomasse conta de meu corpo fazendo ele se arrepiar, foi apenas um selinho que apesar de calmo teve muitos sentimentos e sensações estranhas… estranhamente boas. Ele se afastou minimamente seus lábios dos meus e sussurrou:

- Boa noite Potter - sussurrou antes de colar nossos lábios novamente e senti como se nunca mais quisesse sair daquele beijo.

- Boa noite Draco - sussurrei contra seus lábios deixando um sorriso no bobo escapar por entre meus lábios.

__________________________________________________X___________________________________________________

Acordei meio atordoado… Que sonho foi esse?  Sei que já beijei o Draco enquanto ele dormia mas… Sonhar com ele não é algo muito comum, nem mesmo pra mim.

Respirei fundo tentando acalmar minha respiração que estava meio desregulada mas nada muito difícil de resolver. Puxei lufadas de ar tentando novamente fazer minha respiração voltar ao normal o que não demorou a acontecer. Olhei pro lado  vendo que Draco ainda dormia tranqüilamente e isso me acalmou um pouco, sei que não deveria mas, mesmo sabendo que não deveria, eu me aproximei dele mas ao invés de o beijar eu selei sua testa com calma e depois de me separar o abracei novamente pela cintura e fechei os olhos caindo no inconsciente.

(...)

Acordei novamente mas desta vez já era quase de manhã digamos que faltando pouco para o sol nascer e como de costume me levantei da cama e fui até a janela vendo que realmente ainda estava escuro e dava pra dormir mais um pouquinho e foi o que eu fiz, mas não durou muito, e eu já havia acordado novamente e desta vez sem sono algum e logo pensei que daqui à pouco tempo terei que voltar pro dormitório para não ser flagrado fora da cama ou para não perceberem que não dormir no “meu” quarto esta noite, pois ninguém; além de mim e de Draco sabe que eu venho aqui quase todas às noites e com certeza se o Ron ou qualquer outra pessoa descobrisse iria virar alvoroço e eu não quero que isso aconteça, pois tenho quase certeza que se isso acontecer muita gente vai ficar dizendo que Draco me enfeitiçou ou algo do tipo e eu realmente não quero que Draco sofra novamente pois préso sua segurança.

Logo balancei a cabeça tentando afastar esses pensamentos negativos e olhei para trás observando de longe o loiro dormindo, então suspirei e me aproximei da cama e me sentei ao lado do mesmo vendo que ele ressonava baixinho e tinha uma coloração rubra nas maças de seu rosto, aproximei minha mão de seu rosto meio receoso e acariciei sua bochecha esquerda com cuidado para não o acordar e vi que realmente eu não estou normal e isso está começando a me assustar.

O modo estranho que me sinto perto dele, e agora ter sonhos com nós dois se beijando isso não pode ser normal.

Suspirei pela vigésima vez só hoje, - e ainda é de manhã.- desci minhas mãos por seus ombros cobertos por um fino pijama de seda e o sacudi com cuidado.

- Draco acorde! - tentei o acordar com o maior cuidado possível mas ele não estava colaborando muito.

- O que foi Harry ? - perguntou baixinho com a voz meio embargada de sono.

- Eu vou voltar pro dormitorio está bem ? - pergunto levantando da cama devagar esperando sua resposta que veio baixinho quase num sussurro.

- Está bem. E trate de dormir mais um pouco… você sempre acorda cedo demais - falou logo virando pro outro lado, provavelmente voltando a dormir.

Eu peguei minha capa da invisibilidade e sai do quarto tentando não fazer barulho, depois que percebi que o corredor estava totalmente vazio e silencioso apertei o passo e não demorou muito e eu já me encontrava em frente ao dormitório, entrei de fininho na ponta dos pés para não fazer barulho e entrei no dormitório com cautela e o mais silencioso que pude. O quarto estava muito escuro então pronunciei o feitiço “lumus” e uma luz azul se formou na ponta da minha varinha que acabou iluminando todo o local, como eu já estava de pijama somente guardei a capa na primeira gaveta do criado mudo ao lado da minha cama e me deitei e pronunciei outro feitiço “nox”, para apagar a luz azul que permanecia na ponta da varinha mas logo sumiu quando o feitiço fora pronunciado. Tirei meus óculos e coloquei em cima do criado mudo junto à minha varinha e fechei meus olhos sentindo o cansaço me dominar e eu senti minha mente ficando leve até que cai no sono pela terceira vez só hoje.

Já era quase a hora do café da manhã na hora que eu acordei e eu só acordei por causa de outro pesadelo de Rony que acordou todo suado e os olhos arregalados e sem dizer nada ele foi pro banheiro e me deixou no quarto sem entender absolutamente nada. Eu sabia que estava acontecendo alguma coisa muito estranho com ele mas não quero o forçar a me contar quero que ele me conte quando se sentir à vontade eu sei que às vezes eu insisto muito para ele me contar algo mas no momento em que ele disse que não gosta da Mione do mesmo jeito que ela aparenta gostar dele eu percebi que aquilo foi o máximo que ele conseguia contar então resolvi que quanto mais eu insistir menos confortável ele vai ficar então, por isso que eu resolvi parar de pressionar ele. Fui até o guarda-roupas e peguei meu uniforme a colocando em cima da cama e fiquei esperando Ron sair do banheiro mas ele estava demorando muito e quando resolvi bater na porta para ver se estava tudo bem, ouço alguma coisa batendo na janela então fui até lá e vi que era uma coruja negra e tinha um bilhete na pata dela. Nunca tinha visto aquela coruja antes e mesmo que um pouco confuso tirei o bilhete da pata dela e li.

            Harry

Antes das aulas começarem passe na Torre de Astronomia para conversarmos.

Atenciosamente: Draco Malfoy.

Antes que a ave pudesse ir embora eu peguei um pergaminho e uma pena e escrevi uma resposta e amarrei com cuidado me surpreendi tanto com o bilhete que nem percebi quando Rony saiu do banheiro eu só vi que isto tinha acontecido quando ele falou comigo.

- Harry, o que foi ? - perguntou Ron com o rosto vermelho e ele parecia meio constrangido ? Não sei dizer, só sei que isso é ainda mais estranho que os pesadelos constantes que ele anda tendo.

- Hum, nada eu só estava esperando você sair do banheiro para… me arrumar para ir para o Salão Principal - pigarreei meio nervoso, não queria que ele descobrisse sobre o bilhete então tratei de entrar no banheiro antes de mais perguntas serem feitas.

Tomei um banho rápido e me arrumei e eu até tentei arrumar meu cabelo mas ele não colabora muito comigo, quando saí do banheiro Ron estava sendo na cama olhando fixamente pro chão com o rosto extremamente vermelho, será que ele piorou ? Eu não sei mas também não tenho tempo de perguntar agora tenho que ir falar com o Draco. Me apressei em ir para a Torre, não queria ser visto já que pelo horário os sonserinos provavelmente vão estar indo para o Salão Principal.

Quando cheguei no final da Torre eu estava bem ofegante e cansado mas mesmo assim entrei e fui para a varanda onde - provavelmente - Draco estaria. E como pensado ele estava sentado na varanda da Torre olhando pro céu parecia totalmente distraído ao que acontecia à sua volta então eu andei devagar e agachei atrás dele e abracei ele por trás fazendo ele estremecer e olhar para trás assustado mas logo que ele me viu sorriu e encostou sua cabeça em meu ombro. E não sei explicar o quão bem eu me sinto quando ele faz esse tipo de coisa, me sinto nervoso, claro, parece que meu coração vai sair pela boca ou algo do tipo. Eu não entendo por que meu corpo age dessa maneira perto dele mas seja lá o que for é algo bom, na verdade, é um sentimento parecido com alegria mas bem mais intenso e forte é um sentimento que diferente de alegria me deixa nervoso e suando frio me deixa com tremedeira mas mesmo assim é algo que se mistura com alegria e me deixa completamente perdido em meio à essas milhares de sensações boas.

Ficamos parados por um tempo só apreciando a companhia um do outro e isso me acalmava enquanto ao mesmo tempo me deixava totalmente nervoso, essa aproximação me deixa nervoso e não entendo porque, parece que me sentir assim me deixa mais vivo mas tem uma pergunta martelando na minha cabeça a muito tempo.

- Draco - chamei vendo ele mexer minimamente a cabeça virando seu rosto em minha direção só aí que eu percebi que ele estava de olhos fechados e, também notei que ele fica muito bonito assim.

- Sim, Harry - falou abrindo os olhos lentamente e logo depois soltando um risinho que fez todos os meus pelos da nuca se arrepiarem por ele estar com a boca muito perto daquele local que até agora eu não sabia ser tão sensível.

- Por que você evita tanto a Pansy ? -pergunto já sabendo que ele provavelmente tentaria mudar de assunto assim como está fazendo ultimamente.

- Harry… não é que eu evito ela mas a verdade é que eu… - Draco foi bruscamente interrompido por outra voz que tomou conta do local de modo agudo.

- O que vocês dois estão fazendo aqui à essa hora ? Deveriam estar no Salão Principal, não namorando pelas salas. Andem levantem logo e vão embora antes que eu me arrependa e leve vocês dois agora pra detenção! - falou Filch, o Zelador, com o tom de voz exageradamente alto e irritado.

Me assustei e senti meu rosto arder em pensar que ele pensava que estávamos namorando mas ai lembro da Pansy e lembro que ela que é a namorada dele e é dela que ele gosta, mesmo não demonstrando. Como nem eu, nem Draco queríamos ficar de detenção nos levantamos rápido e fomos embora.

- Draco, eu vou pro Salão Principal - aviso vendo que ele não iria tomar o mesmo caminho que eu.

- Vou no banheiro e logo vou pro Salão Principal também - falou e saiu correndo logo saindo da minha vista.


(...)


Se passaram várias aulas e praticamente nenhuma era com a sonserina somente a de DCAT e não aproveitei muito essa aula já que o Draco e o Zabini não paravam de cochichar um com o outro o que me deixou de mau humor. Eu estava com sono e com razão pois já era de noite e bem tarde na verdade.

- Harry, dá pra me escutar ? - berra Ron com uma expressão raivosa.

- Desculpe Ron, pode falar - falei sentindo meus olhos pesarem e o sono me invadir fazendo eu me desconcentrar novamente.

- Esquece, amanhã a gente conversa que eu já estou com sono e bem, parece que você também - falou antes de bocejar e senti meus olhos marejarem de sono.

- Já vou - digo e suspiro vendo ele subir para o quarto.

Bem eu fiquei em dúvida se iria pro quarto do Draco ou não então quando tive a certeza que Rony estava dormindo mandei um bilhete para o Draco pela Edwiges para saber se era pra mim ir ou não e alguns minutos depois ela volta com outro bilhete confirmando que eu poderia ir. Mesmo que com um pouco de dificuldade por conta do sono eu fui devagar, mas fui. Chegando na frente do quarto dele dou dois soquinhos na madeira clara e logo ele abre a porta com a expressão igual a minha, expressão de sono. Dessa vez não ficamos muito tempo conversando e eu já havia caído no sono umas duas vezes no meio da conversa e desistindo de conversar ficamos calados e num momento de alucinação meu corpo se moveu contra minha vontade e eu juntei meus lábios aos de Draco e ele arregalou os olhos mas logo depois os fechou e eu fiz o mesmo, algum tempo depois separei nossos lábios e abracei ele pela cintura e pela primeira vez ele me abraçou de volta e colocou o rosto na curva do meu pescoço e momentos depois senti sua respiração ficando mais leve e tranqüila, momentos depois o sono me dominou e cai no sono junto a ele.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até mais ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...