História Meu Gangstar, meu amor. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Kai, Lay, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Crime, Exo, Got7, Jimin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Violencia
Visualizações 41
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghassheyo pessoas, tudo bem com vcs? Espero que sim 😊 Gente voltei com mais um capítulo da fic do nosso querido Suga. Espero que gostem . Boa leitura ❤

Capítulo 8 - Cáp 8_ A Festa pt 1


Fanfic / Fanfiction Meu Gangstar, meu amor. - Capítulo 8 - Cáp 8_ A Festa pt 1

Me arrepio com seu comentário mas não dou importância. Suga desce as escadas e logo partimos para o local onde seria a festa. Entramos e tudo era claro e elegante.

Sg- Estão me ouvindo?

Tds- Sim.

Sg-Ótimo. Vão para suas posições e sigam o plano não importa o que aconteça. Devemos mata-lo essa noite.

Tds- Sim Suga.- Fomos para nossas posições e eu fiquei andando pela festa. Recebendo muitas cantadas e rejeitando todas. Após quase 30 minutos procurando por cérbero, finalmente o achei. Como Joo-hyuk havia dito, cérbero era um homem muito bonito e elegante. Fiquei encarando o mesmo até que ele me nota. Fico o olhando da maneira mais sensual possível, ele abre um sorriso e eu fico andando pelos cantos o estigando a me seguir. Paro em frente a mesa de bebidas, pego um champanhe e tomo o mesmo tranquilamente, até que sinto alguem atrás de mim.

???- Olá. O que uma bela dama faz aqui sozinha?- Me viro e percebo que era cérbero.

M- Quem lhe disse que estou sozinha?- Ele solta um risinho.

Ce- Pelo que percebi nesse tempo que estou aqui, você não está acompanhada.

M- Tem razão.- me viro de volta para a mesa.- Mas o que isso lhe diz a respeito?- Ele se aproxima do meu ouvido e diz:

Ce- Moças tão belas não deveriam estar desacompanhadas, pode ser perigoso.- Diz de maneira muito sensual.

M- E como posso saber que devo confiar em você? Nem sei seu nome...

Ce- Não seja por isso. Meu nome é Suho, como devo chamar a senhorita?

M- •Não sei que nome usar... droga!• Não irei dizer meu nome agora. Não tenho certeza se você é realmente confiável.- me viro novamente pra ele.

Sh- Como quiser milady.- Beija minha mão. •Suho não parece ser tão mal assim... Mas talvez eu esteja errada, as aparências enganam então não vou cair no joguinho dele.• Ficamos conversando e em nenhum momento eu disse meu nome, até que ele me propõe:

Sh- Então minha dama mistériosa, gostaria de me acompanhar para o segundo andar? Tenho algo que quero lhe mostrar...

M- O que vamos fazer lá em cima?

Sh- É uma surpresa. Aceita sim ou não?- Ele estende a mão. Penso um pouco e aceito. Subimos para o quarto que Joo-hyuk disse e entramos. Mas Suga e J-hope não estavam lá. Fiquei aflita mas decidi segui o plano.

M- E então, o que vinhemos fazer aqui?- ao terminar a frase ele fecha a porta, me prende contra a parede e me beija. Eu retribuo o beijo.

Sh- Não se faça de desentendida. Eu sei que você é cúmplice do Suga.

M- O que? Quem é...

Sh- Não adianta tentar me enganar.- sem opção pego minha arma que estava no meu vestido e aponto pro mesmo.

Sh- *risos* Sério? Porque vocês tem essa implicância tão grande comigo?

M- Como assim porque? Você é procurado por assassinato, roubo, estelionato. Além de estar nos devendo quase 1 bilhão de dólares.

Sh- Não fui eu.

M- Como assim não foi você? Esta na sua conta, com provas que você esteve lá.

Sh- Se vocês são tão espertos, deveriam saber que meu sistema foi totalmente raqueado. Eu perdi quase tudo. E tempo depois estavam usando minha imagem para realizar crimes. Mas pode acreditar, não fui eu.

M- Como posso acreditar em você?

Sh- Porque você está a um click de me matar. E o que eu iria ganhar mentindo pra você?- olho dentro de seus olhos e percebo que estava falando a verdade. Abaixo a arma e guardo.

M- Então se não foi você, quem foi?

Sh- Eu não sei. Mas devem estar atrás de vocês. Porque uma das primeiras informações que perdi foram sobre vocês.

M- Obrigada pelas informações. Irei falar para os meninos que foi tudo um mal entendido.- me levanto e ele me segura.

Sh- Já que estamos resolvidos. Posso saber ao menos seu nome?

M- Mia. Meu nome é Mia.

Sh- foi um prazer lhe conhecer Mia. Espero que possamos nos encontrar novamente. Caso precise de ajuda ligue para esse número.-ele me entrega um papel com um número.- O código para que eu saiba que é você é: Mulher mistériosa.

M- Nossa que criatividade. *sorriso*- Me direciono a porta e o mesmo me chama de novo.

Sh- Seu sorriso é lindo. Deveria sorrir mais vezes.

M- Obrigada.- Quando eu sai dei de cara com os meninos.- Onde vocês estavam?!

Sg- Você está bem?- Me abraça e eu retribuo.

Hk- Ouve alguns emprevistos e tivemos que mudar o plano.

M- Ok. Mas podiam ter me avisado pelo walktoque! Eu fiquei preocupada.- Saio dos braços de Suga e abraço J-hope.

Sg- Já matou ele?

M- Não precisei. Não foi ele.

Sg/Hk- O que?!

M- Invadiram a conta dele e pegaram nossos dados. E usaram a imagem dele para chamar nossa atenção. Tem alguém atrás de nós Suga.- Digo e o mesmo me encara, Suho sai do quarto dando de cara conosco.

Sh- Olá.- Os meninos apontam as armas.- Sério? De novo?

M- Eu já disse a eles mas eles são uns teimosos.

Hk- Como podemos ter certeza que não foi você?

Sh- Eu poderia matar vocês num piscar de olhos.- mostra a arma dentro do palitó- Mas não o fiz. E eu não teria o porque de mentir.- Deu de ombros. Suga e Hobi se entre olham e abaixam as armas.

Sg- Mia, será que poderia nos dar licença. Temos que conversar com o Cérbero.

M- Sim. Com licença.- Dou um beijo na bochecha de cérbero e saio.

Jk- Mia será que você poderia vir aqui? É urgente!- Fala no walktoque.

M- Sim. Já estou indo.- Vou em direção a onde Jungkook estava e entro.

M- O que? Mas cadê ele?- Digo observando a sala vazia. Dou um passo pra frente me distanciando da porta e ouço a mesma se fechar. Olho pra trás e vejo Jungkook.

M- O que foi que você disse ser tão urgen- Jungkook me interrompe com um beijo, cedo ao mesmo e ele intensifica o beijo. Ele puxa minha coxa fazendo nossos sexos se encontrarem. Soltamos um gemido abafado. Estamos lá se devorando até que....

CONTINUA????


Notas Finais


Esse capítulo foi um pouco curtinho mas era pra deixar vocês na curiosidade. Me desculpem rsrsrs. Espero que tenham gostado. Obrigada por ter lido e até o próximo capítulo. Bjins amo vocês. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...