História Meu gatinho. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabrina, Tikki
Tags Terror Romântico
Exibições 214
Palavras 1.842
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Harem, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Adrien, o que foi aquilo?!*
*Tarado, eu?! *
*Não posso com isso.*
********************♡♡****************

Capítulo 11 - Quem é você?


Fanfic / Fanfiction Meu gatinho. - Capítulo 11 - Quem é você?


   -Eu não sou nada disso! É que..-Cora e olha para baixo.Ainda com a cabeça baixa, levanta apenas os olhos, e olha para mim.Suas bochechas estão rosadas, e posso notar seu embaraço, mas este garoto que está aqui, não é o Chat Noir.Sei que não..

   -É que..eu..é a primeira vez que te vejo, depois do trato, e..e.. eu te amo, LadyBug!-O quê? Ele deve estar meio maluco, quem é essa tal LadyBug? Primeira vez que me vê? Antes que eu pudesse falar, ele me interrompe, continuando.

   -E você me beijou..eu..me desculpa!-Cora mais ainda, e se encolhe na parede.Posso ver que ele treme também.Vou para perto dele, e me abaixo, para o encarar.

   -Quem é você?-Pergunto com uma expressão de raiva.

   -Adrien..-Me encara ele, fitando meus olhos.Noto que seus olhos verdes estão mais claros.São diferentes dos do Chat, mesmo que pouco.

   -Eu só..-Continua ele, mas logo para, e se contorce.Eu me afasto rapidamente com o susto.Ele começa a rir um pouco, e eu tropesso em alguma coisa, e caio.

   -Mileide?-Volta ele e pergunta, olhando para mim.

   -Chat..Noir?-Estou com medo, e ofegânte.Ele arregaça as mangas do casaco, e ajeita o cabelo.Se levanta, e bate as mãos nas calças para as limpar.Logo depois, se dirige até mim, e me estende a mão, como se fosse me ajudar.Recuso a ajuda dele, e me levanto sozinha.

   -Não é preciso.-Viro a cara, e pego nas minhas roupas.

   -Vou me vestir.-Digo, indo para o banheiro.Entro no banheiro e fecho a porta rapidamente atrás de mim.Estava com medo, e quero sair daqui.Não sei o que está acontecendo.Entro no quarto, já vesida, e o Adrien..Chat Noir, olha para mim.

   -Chat Noir, de quem é esse corpo, e quem é LadyBug?-Pergunto num tom serio, e frio.

   -Eu sabia que uma hora ia ter que te contar..era só questão de tempo..-Diz e olha para baixo.


  Seguimos caminho para a praça, ele disse que me explicaria tudo, assim que chegássemos.Nos sentamos em um banco que fica em um lugar isolado das pessoas do parque.Um lugar que ninguém deve ter visto, pois fica tapado pelas árvores, e destinto dos lugares normais, sendo tapado pela sobra.Ele limpa o lugar antes de eu sentar, passando a mão pelo banco.Seus gestos são sempre cavalheiríssimos, mesmo não sendo precisos, isso me agrada, mas ainda não me acostumo.

   -Você vai ficar chateada comigo, Marinette.-Diz ele num tom triste e baixo.

   -Eu vou ter que saber mais cedo, ou mais tarde, Chat Noir.-Respondo friamente.Ele bufa, e começa.

   -Como eu havia te dito, sou um dos comandantes, e as vezes, me invocam, para pedir coisas.O dono do corpo que uso, é um garoto um pouco mais velho que você..diferença de um ano, e o preço que cobrei, foi apenas usar o corpo dele por uns dias.Ele disse que me daria o que eu quisesse, se pudesse mesmo fazer aquilo que ele queria...-

   -O que ele pediu?-pergunto olhando para ele.

   -Para..conversar com a mãe dele uma ultima vez, e conversar com.. a Ladybug-Outravez esse nome.

   -Quem é essa Ladybug? Estou sempre ouvindo o nome dela.-Pergunto.Ele olha para mim.

   -Bem..é você.-

   -Eu?-

   -Você é um dos cinco comandantes, aliás, a número um.-Fico muito impressionada com aquilo, como seria possível, e por quê?

   -Por isso nos seus sonhos, você usa roupas de joaninha.-Continua.

   -Mas..e como eu não sei? Como eu poderia ser, se já estou viva?-

   -Marinette.. há certas coisas, que você só saberá quando vier para o mesmo lugar..que eu fui.-Estou maluca, tenho imensas perguntas, mas vejo que ele não quer falar.

   -Olha, eu..só estava tentando fazer algo bom para você, algo que você mereça e..-Ele para, ao ver a minha cara de indignação.

   -Você..eu não sei o que dizer, Chat Noir.Estou confusa, e sinto que o que você está fazendo, não é bom.-Me levanto e ando para ir embora.

   -Espera, onde você vai?-Pergunta se levantando.

   -Eu..tenho que ir embora, minha mãe deve estar preocupada.-Aperto o passo.Ele me segue, e vou para um caminho que não sei porque estou nele.Ando por lugares que nunca tinha visto, e ruas sombrias, com casas abandonadas.

   -Aahhh...-Geme o Adrien, e ouço-o cair no chão.Olho para trás, e vejo-o se contorcer.Vou raoidamente até ele e me abaixo para conversar.

   -Chat Noir, o que está acontecendo?!-Chaqualho o ombro dele com a mão.No momento em que ele para, ele olha para mim, e posso reparar na sua iris clara, e verde vibrante, que me faz persistir no olhar.Ele se levanta e me abraça.

   -Você está bem, Ladybug!-Olha em volta, e depois para mim.

   -Onde estamos?-Pergunta ele.

   -Eu..eu não sei..-

  Então é assim? O Chat Noir não aguenta, e vai embora, sem mais, nem menos.Incrível, ótimo!

   -Vamos Adrien, eu te levo para casa- Digo num tom triste e abafado.Entramos em um rua sem saida sem querer, pois nenhum dos dois conhece esse lugar, então acabamos nos perdendo algumas vezes.Quando entramos na rua sem saída, encontramos um grupo de garotos vestidos de preto, delinquentes, assustadores.Quando nos vêm, sorriem e se aproximam de nós.Já sinto minhas pernas tremerem, nunca devia ter saído de casa.Logo que se aproximam, o Adrien coloca o braço na minha frente, e encara os garotos, como se estivesse me protegendo.

Estamos na merda

  Um dos garotos ri, e o desafia.O Adrien pega no meu pulso, e me puxa para perto dele, virando a cara, e saindo do lugar.

   -Vamos.-Diz ele num tom frio.

   -Opa, Opa, opa..Volte aqui pivete, nós nem conversamos ainda!-Diz um garoto loiro.

   -É, a brincadeira nem começou-Diz o outro que está batendo com um taco de beiseboll ma mão.Estou cada vez mais assustada, e o pior de tudo, foi um garoto ter pego na gola das nossas blusas e nos ter levantado no alto.Ele nos leva para o fundo do beco, onde nos amarram.Estou imóvel, e não consigo falar.

   -O..onde está o Chat Noir?-Susurro para o Adrien.

   -Ele disse que iria demorar a voltar, então... não sei.-Responde ele.Chamo o Chat Noir três vezes, como ele disse para eu fazer, e espero por qualquer coisa.

   -Ladybug, use seus poderes-Susurra ele.

   -Olha, garoto, eu não sei quem é ladybug, e eu sou apenas uma..humana-Sua cara de dessepção é notável, e ele deixa a cabeça cair.

   -Você é a Ladybug, o Chat Noir me mostrou os quadros que ele tem de você, e disse que eu iria te ver logo que acordasse.

Quadros?

   -Desculpa..mas eu..não tenho poderes.-

   -Então, pivetes.Por terem invadido nosso território, vamos ficar com a garota, e espancar você, ô loirinho-Diz o garoto de preto.Todos começam a rir, e a olhar maliciosamente para mim.

   -Não, não ficam.-Diz o Adrien em um tom serio.Os garotos o encaram, com expressões de raiva.

   -Vou pedir que me soltem, e soltem a garota, por que isso não é forma de tratar uma.-Diz ele.

   -Eeeeee?!-Grita um garoto.Alí devem ter, pelomenos 3 deles.

  O Adrien começa a esticar os braços, e a rasgar as cordas em que estamos presos, logo, ele está livre.

Que força

  Ele pula no garoto mais alto, que nos pegou pela blusa, e prende a corda no pescoço dele, o levando para o chão.Um garoto surge atrás dele, para o pegar.

   -Adrien, atrás de você!-Grito e ele olha para o garoto que estava vindo.Ele estica a perna e o empurra com um chute, fazendo-o recuar.Os olhos do garoto que ele está inforcando, começam a ficar brancos, e ele passa de vermelho, para roxo.O Adrien pisa na cabeça dele, e ele fica inconsciente.Ele levanta a mão

   -Cataclismo..-Os mesmos raios verdes envolvem suas mãos, como o Chat Noir.

   -Char Noir?..-Pergunto.O Adrien corre atrás dos garotos, para tentar usar o cataclismo neles.Ele pega os dois pelo pescoço, e os levanta como se fossem troféis.

   -Adeus- Diz ele, e os garotos viram poeira.

   -E não, eu não sou o Chat Noir.-Diz o Adrien vindo para perto de mim.Ele estende a mão para me ajudar, e eu estico a minha.

   -Obrigada, Adrien-Por um lado, estou triste pelo Chat Noir não ter vindo, mas o ato de bravura deste garoto, me faz pensar em como..ele foi..gentil.

  Seguimos caminho para a minha casa, ele diz que prefere me deixar primeiro.

   -De onde você conhece a LadyBug?-Pergunto ainda olhando para o caminho.

   -Eu..gosto de coisas do além, e ela é uma das 5 comandantes..e..a ultima imagem que vi dela, me fez..querer saber como seria na vida real, não sei..Ela sempre aparece nos meus sonhos.-Fala ele entusiasmado.

   -Quem são os 5 comandantes?-Ele me olha com uma cara como se disesse <<Você não sabe?>> 

   -Bom, primeiro tem.. a LadyBug, o Chat Noir, a Volpina, os irmãos gêmeos Plagg e Tikki, e Hawk Moth.-

   -Plagg e Tikki?-Pergunto.

   -Sim, eles se fundem, e viram um dos 5 comandantes, mas nunca cheguei a vê-los.-Diz ele pensativo.

   -O Chat Noir..matou eles -Digo com um meio sorriso.

   -LadyBug..-Começa ele

   -Me chame de Marinette -Digo

   -Ah, Marinette, posso te perguntar uma coisa?-

   -Sim, claro.-Respondo

   -Por que o Chat Noir queria o meu corpo?-

Então ele não sabe..

   -Ele..eu pedi para ele falar comigo, nesse plano espiritual..que eles chamam "o vale dos mortais" e ele precisava de uma pessoa que parecesse com ele na vida passada.-

   -Eu me pareço com ele?-

  Me lembro das imagens que o Chat Noir pintou no livro dele, e aceno afirmativamente.Ele fica entusiasmado e sorri.

   -Eu adoro o Chat Noir, e os outros comandantes, o meu sonho é falar com todos.-

   -E com quantos você já falou?-Pergunto.

   -Bom..eu estava contando com você..então dariam 3, mas..acho que você não é, né?-Da um meio sorriso.

   -Ja vi o Chat Noir, e a Volpina-Conta nos dedos orgulhoso.

   -O Chat Noir disse que eu sou a LadyBug..então se quiser contar..-Ele sorri feliz, e eu aponto para a minha casa, mostrando que já chegamos.Me despeço dele, e vou caminhando lentamente oara casa.Me viro para ele novamente, e ele já está indo embora.

   -Adrien, espere!-Corro para ele.Não consigo deixá-lo, sinto que quero ficar com ele, ele me lembra o Chat Noir, e 5 centímetros de distância, são o bastante para me deixar com ansiedade.
  Pulo nele, o abraçando na barriga.Me sinto deslizar, e ele é bem mais alto que eu, então foi minha ultima alternativa.

   -Obrigada, por hoje..-Digo o abraçando fortemente.Sinto seus braços envolverem a minha cabeça, e ele me abraçar também.Seus músculos não são tão altos como os do Chat Noir, mas posso senti-los apertarem as minhas bochechas.Seu abraço me conforta, assim como o abraço do Chat Noir.

   -Podemos nos ver amanhã?-Olho para ele e pergunto.Ele sorri.

   -Claro.-Diz sorrindo.Ele me dá um beijo na testa, e segue seu caminho para casa.
  Corro para a porta.

O que eu fiz? Em que estou pensando?

  Começo a corar, quando me lembro do que fiz.Estou cada dia mais abusada, e sinto que não é uma mudança boa.Me lembro do cheiro a perfume que o Adrien tem, e sinto meu coração bater fortemente, e minha barriga andar ás voltas.Ja havia sentido isso antes, quando vi o Chat Noir nas primeiras vezes, mas nunca pensei em voltar a sentir.Minha mãe me encontra, e fica zangada comigo.Invento uma desculpa, e me explico para ela.
  Vou para o meu quarto, e deito na cama.Estou com sono, mas sinto medo, de ver o Chat Noir novamente.

   


Notas Finais


Só para não deixar vocês na mão :v
**Se preparem, está prestes a acabar**
*Obrigada por toda a ajuda*
**Ja agora, chegamos A MIL LEITORES.EU AMO VOCÊS, OBRIGADA.(mil exibições) como prometido, vou lançar o livro dois, e a história já está planejada.Vai ser boa, e cheia de surpresas.Obrigada gente ❤ Qualquer dúvida, comenta aí.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...