História Meu gatinho. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabrina, Tikki
Tags Terror Romântico
Exibições 203
Palavras 1.153
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Harem, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


**Me enco tre logo, Chat Noir**
*Ladrien 🌚🌚🌚*
******************♡♡♡*****************

Capítulo 8 - Sorria junto de mim


Fanfic / Fanfiction Meu gatinho. - Capítulo 8 - Sorria junto de mim


  O alarme toca, e já estou fora da cama.Sonhar com o Chat Noir me faz relaxar, e sinto que tenho mais energia a cada manhã.Arrumo as coisas na minha mala, e visto minhas calças cor-de-rosa.Hoje está calor, e penso em não levar o meu casaco, mas acho que minha mãe vai insistir.Desço as escadas, e lá está ela, comendo seus biscoitos, e lendo suas revistas sobre culinária em cima do balcão da cozinha.Cumprimento-a e ela me sorri como resposta.

   -Está tudo bem, Marinette? Fiquei preocupada com seu bilhete na porta.-Di ela.

   -Ah..não..é que..eu só estava com sono..e não queria acordar..-Minto.

   -Oh..tudo bem!-

  Entramos no carro, e me sento no banco.Coloco algumas das minhas músicas prediletas, e coloco os fones nos ouvidos.Meu celular vibra na minha perna, e ligo-o para ver o que é.Recebi uma mensagem, do qual o número não aparece.

    Rua Cálice das Rosas, biblioteca de
      Midori Cochina.Fique atenta à
        Terceira fileira do fundo,e
    você vai encontrar o livro,ele tem o
       nome de "A flor que brilha mais
    que o sol" divirta-se.

  Me arrepio no final.Seria essa a tal carta que o Chat Noir disse que ia me mandar? Leio e releio a carta vezes sem conta enquanto minha mãe conduz o carro.Enquanto leio, me lembro dos seus contínuos sorrisos, e seu cheiro a alfazema.Nunca havia gostado tanto, ou talvez, eu goste dele, como ele disse.Me pergunto o que estará fazendo agora, e em que pensa.Minha mãe acena na frente do meu rosto, e eu acordo dos meus pensamentos.

   -Desculpe!-Exclamo e saio do carro, puxando a minha mala.Lá no fundo, posso ver a Alya correr na minha direção, e gritar, como ela sempre faz.

   -Olá maravilhosa!-Me recepciona ela.

  Sorrio para ela, e seguimos para a sala.Nos sentamos nas cadeiras altas, e obseevamos os alunos que estão todos juntos, como se estivessem vendo algo importante.A Alya corre para lá.É curiosa demais para resistir.A professora chega, e todos se apressam para sentar.

   -Bom, só queria nunciar que, temos um aluno transferido.-Diz a professora.Todos começam a sorrir e comentar, como se já soubessem.A Alya olha para mim, e faz uma cara como se estivesse dizendo <<ui ui, será que ele é bonito?>> Mesmo se fosse, acho que só tenho olhos para um.Só o que me interessa no momento, é o Chat Noir.

Retiro o que disse

  Assim que o aluno novo entra na sala, eu me levanto automaticamente para observá-lo.Ficam todos olhando para mim, e começam a rir.Por mais que eu tente, não consigo me sentar, quero observá-lo, ele me atrai, e é belíssimo.Ele olha de carteira em carteira, como se procurasse algo, e sua busca acaba, assim que olha para mim.Ele me fita, e sorri.Quando pisca para mim, sinto uma pontada no coração, e logo posso me sentar, quando a professora exige.

   -Ele veio de outra escola.Sejam bonzinhos com ele, sim?-Pede a professora, olhando para lugares vazios.

   -Sente-se onde quiser.-pede ela.

  O garoto sobe as escadas, e se senta do meu lado.Ele faz um sorriso desafiador, e me fita.Sinto que é impossível parar de olhar para ele.

   -Como você se chama?- susurra a Alya enquanto a professora começa a aula.

   -Adrien-Responde ele sorrindo.

  Eles conversam um pouco, mesmo reparando que estou entre eles.Me arrepio imensas vezes, com o tom maravilhoso que ele tem na voz.É totalmente igual à voz do Chat Noir, e a ideia de ouvir sua voz todos os dias, me tira do serio.
  Não consigo ficar séria na aula.Ele está do meu lado, e parece fazer questão de estar do meu lado.Uma coisa curiosa que reparei, é seu leve cheiro a alfazema.Ele tem olhos verdes, e cabelos loiros.Assim como o Chat Noir.Me sinto um pouco mal por sentir o mesmo batimento cardíaco que sinto pelo Chat, nesse menino.Ele me lembra imenso, o Chat Noir, e sua presença me põe louca.

  O sinal toca, e todos se aprontam para sair.A Chloe olha para ele e pisca, como se já tivessem conversado.As garotas olham vezes sem conta para ele.

   -Posso ficar com vocês? Ainda não tenho muitos amigos..-Susurra ele, olhando para nós.Concordamos e saímos juntos da sala.Logo, estamos no pátio, sentados em um dos bancos.Me sento no meio, e eles abrem suas marmitas.Eu abro o meu pote, e eles olham para o que eu trouxe.

   -Woaah, você trouxe coockies!-Exclama a Alya.Olho para o Adrien, e ele está com os olhos brilhando, olhando diretamente para os coockies que eu trouxe.

   -Você quer?-Pergunto, e ele olha pra mim, como se estivesse dizendo <<posso mesmo?>> Ele pega um, e olha para ele, como se nunca tivesse visto antes.

   -Você que fez, Marinette?-Pergunta, enquanto dou alguns para a Alya.Aceno afirmando, e ele sorri.O mesmo sorriso do..Ele exclama depois que come, elogiando.

   -Vamos falar sobre vocês?-Diz ele.

   -Você acredita nesses fantasmas? A Marinette adora! Ela diz até que conversa com um, e parece estar apaixonada por ele.Ela é bem exótica.-Abusada!

   -Alya!-Grito e ela se encolhe, reconhecendo seu erro.

   -Apaixonada?-Pergunta ele sorrindo.Começo a corar, e não consigo responder.A Alya afirma com a cabeça, e o Adrien tenta conter o riso com o dedo largo dele.Começo a reparar em como suas mãos são grandes, e como seus ombros são largos.Não posso reparar em seus braços, por causa do casaco dele.Observo-o saindo da realidade.A Alya sai dalí, e eu nem percebo.Sou pega de surpresa quando o Adrienenvolve o meu pescoço um o braço.Começo a sentir meu corpo esquentar, e estou morrendo de vergonha.

   -Também estou apaixonado por você, Marinette.-Diz ele, me fazendo sentir um arrepio na espinha.Sua voz é suave, e seu olhar é acalentador.

   -Sentiu minha falta, Mileide?-

  Fico impressionada, e não me é possíver acreditar em algo assim.Teria ele vindo mesmo para o "Vale dos mortais"?Pulo no pescoço dele, o abraçando o mais forte que consigo.Posso ouvi-lo gemer, como se estivesse sentindo dor por estar sendo tão apertado.Não sei de onde tirei tanta ousadia, para começar a beijá-lo em todo o rosto, apertando sua cabeça contra mim.Sua presença me deixa feliz, feliz demais, e quero-o o mais perto de mim possível.

   -Chat noir, não acreditoo!-Grito abraçando-o.Ele me abraça tão forte quanto eu, e ri, como se estivesse feliz também.Ele gargalha, apertando minhas costas.Nos envolvemos como se fôssemos um quebra-cabeça, e nossa armonia é contagiante.Seu cheiro a alfazema enche o meu nariz, e meus dedos envolvem seus macios cabelos loiros.Sinto sua respiração parar, e ele me puxar para baixo levemente.Nos olhamos, e a alegria que ele expressa, é claramente notável.Tomo consciência do que fiz, e volto à minha postura, me sentando na cadeira.

   -Me perdoe!-Olho para baixo, envergonhada.

   -Como adivinhou tão rápido?- Ri

   -Ê Marinette, o garoto mal chegou, e já está tomando conta dele?-Grita algum garoto, que provavelmente viu a cena.Fico envergonhadíssima, e não digo nada.

   -Na verdade, eu que estava tentando engatar essa aqui!-Grita o Chat Noir..Adrien..

Não sei como o devo chamar

  Isso agora não importa.Me sinto feliz por ele realmente ter conseguido sucesso na sua tentativa.Mas, e de onde ele tirou esse corpo? Ele não estava..morto?


Notas Finais


*Desculpa se está curto..era só pra não deixar vocês na mão..*
Tarot é um jogo de cartaz, que são lidas por alguém, te dizendo o futuro..ou essas coisas.
**eu leio tarot :v**
*atualizo amanhã**
*aceito críticas*
*dou Spoiler*
*Obrigada por todos os favoritos e comentários.É isso que me incentiva*
*até lá*
*beijinhos*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...