História Meu gatinho. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabrina, Tikki
Tags Terror Romântico
Exibições 198
Palavras 1.438
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Harem, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


**Eeeee Chat Noir, você conseguiu!**
*mas espera, você não estava morto?
*Você me mata de mistério, Adrien*

Capítulo 9 - Esteja sempre comigo.


Fanfic / Fanfiction Meu gatinho. - Capítulo 9 - Esteja sempre comigo.

  Andamos pelas ruas de fora da escola, e conversamos de variadas coisas.Coisas que apenas nós sabemos, coisas que se contássemos a qualquer outra pessoa, seriam blasfêmia.

   -Chat Noir...-Chamo-o

   -Adrien-Me corrige ele.Rimos, mas tenho coisas sérias para falar.

   -Onde conseguiu o corpo?-Ficamos em silêncio enquanto atravessamos a faixa de pedestre.Entramos no parque e ele se dirige ao carossel que fica no fundo.

   -Bem..eu..-

   -Peguei imprestado.-Continua ele.

   -Adrien, você se apoderou de um corpo?-Fico preocupada.

   -Ele fez um pedido para mim, e estou apenas cobrando seu preço.-

   -Um..pedido?-

   -Sabe, eu sou um pouco importante, no.." outro lado ", e as pessoas pedem coisas, coisas que pediam antes ao diabo, mas agora, pedem a mim.Não os cobro pedindo a vida, nem sangue, só lhes peço que estejam alí, quando eu precisar.E esse corpo foi..perfeito.Não haveria alguém mais parecido comigo, na minha vida passada.-Conclui ele sorrindo orgulhoso.Pego no braço dele, e o seguro com os dois braços.Esse corpo não se assemelha muito ao dele, mas é incrível, como os músculos do Chat Noir, se formam no corpo no Adrien.A ideia de ele estar claramente..possuindo esse corpo, me deixa um pouco mal, mas não posso evitar de sentir uma felicidade interminável, que me força a esquecer esse lado, afinal, ele tem tudo sob controle, não tem?

   -Sabe, my lady.Você me fazia muitos daqueles biscoitos, na vida passada.Senti vontade de chorar, quando oa voltei a comer.-Diz ele.

   -Oh..fico feliz que gostou-Sorrio.

  Chegamos no carossel, e ele segura em minha mão, para me ajudar a subir no cavalo.Olho para os lados.

   -Hm..parece que hoje não abriu.Não vai rodar..-Digo desapontada.

   -Claro que vai.-Ele sai do carossel e levanta uma mão.Os mesmos raios verdes saem de suas mãos.Ele coloca uma mão no carossel, e o mesmo começa a girar lentamente, até aumentar a velocidade.Aquilo era para ser relaxante, mas posso sentir a adrenalina.É engraçado o modo como ele se aguenta em pé em cima dos brinquedos, enquanto aquilo gira.
  Passamos a tarde naquele parque, brincando e conversando.Decido então, levá-lo na biblioteca que disse para eu ir, quero que ele mesmo me conte a tal história.Chegamos lá, e a velhinha nos recepciona.

   -Dona Matilde-Cumprimenta o Adrien.

   -Chat Noir, meu filho! Quanto tempo.-Exclama ela indo o abraçar.

Chat Noir?

   -Guardei o seu livro! Não se preocupe, vou pegá-lo.-Ela anda rapidamente até o balcão, e tira um livro grosso.Rla o assopra, e o Adrien espirra com o pó.Pego no livro e o olho fixamente, reparando em todos os detalhes.A senhora olha para mim, e sorri.

   -Oh, LadyBug..você mudou tanto, minha querida-Diz ela.

   -LadyBug?-pergunto confusa, e olho para o Adrien.

   -Ela ainda não sabe, vou lhe mostrar tudo hoje.-Diz ele pegando o livro em uma mão, e puxando meu pulso com outra.

   -E que tal..alí-Aponta para um sofá que fica no fundo da sala, um lugar isolado, mas perfeito.Nos sentamos lá, e ele passa a mão no lugar antes que eu me sente.Seus gestos são gentis, e me deixam feliz todos os dias.Ele tosse, e coloca o livro no meio de nós, abrindo-o lentamente.Passamos algumas páginas onde há desenhos de uma mulher jovem, e bonita.Tem cabelos negros, e olhos azuis, tal como eu.Os desenhos e os enfeites das paginas, parecem ter sido pintados com pinseis de penas, e algo bem antigo.É o que penso.Em algum tempo, um novo desenho aparece.É o desenho de um homem loiro, que presumo que seja o Chat Noir.Antes que ele passe, consigo ler um pouco. "Ela era perfeita.Perfeita demais, seria ele bom o bastante?" As folhas são manchadas de amarelo, e um pouco rasgadas, como se fôssem velhas.O Adrien espirra algumas vezes, por conta do pó.

   -E de quem é esse livro?-Pergunto.

  Ele olha para mim, e sorri.Passa pela ultima página, e na ultima folha, está o nome do autor com a biografia dele, e um desenho.Olho para o livro, e depois para ele.

   -Você que escreveu?-Pergunto sorrindo, e passando os dedos pelo livro.Ele diz que sim, e fico estupfacta.O livro fala sobre a historia de amor entre Julliet e Noir, um casal japonês, dos tempos antigos.Os detalhes do kimono da Julliet foram feitos com cautela, e paciência, fazendo com que ficassem perfeitos, e delicados.Observo o livro atentamente, reparando na história, e nos detalhes que ele escreveu.Minha atenção é atraída para as mãos dele, que traçam desenhos invisíveis nas minhas cochas, como ele sempre faz.

Não sinto..talvez devesse vir de partes curtas, para sentir seu toque?

  Penso lara mim mesma, mas sinto vontade de me estapear.De onde eu tirei tanta ousadia?

  Fico minutos incontáveis lendo aquele livro, e reparando em todos os detalhes,percebo que já estou tempo demais lá, pelo facto de o Adrien ter encostado no meu ombro, e a luz mais forte que me ilumina, ser da lua.Levanto o braço em que ele está encostado, e passo os dedos por seu cabelo macio.Seu sono é profundo, mas ele parece gostar de alguma forma.Acaricio cada fio da cabeça dele, e me encosto nele, sentindo meus olhos ficarem pesados.

   -Com lisença..precisamos fechar-Ouço uma voz familiar me chamar, e balançar meu ombro.Acordo assustada quando venho a velhinha da biblioteca me chaqualhar lentamente.

   -Mil perdões..adoraria deixar vocês dormindo aqui, mas preciso fechar..-

   -Oh, eu que peço desculpas, minha senhora.-Respondo sorrindo para a tranquilizar.Vejo ela olhar para cima, como se estivesse se perguntando, se o barulho que vem de cima, é da chuva.Quando volta a olhar para mim, sorri e diz:

   -Sabem, eu morava aqui antes, e lá em cima, tem o meu quarto.Ele está limpo, não querem dormir por aqui hoje? Acho que têm muito que descobrir pela frente.-Diz ela.O Adrien começa a se contorcer um pouco, e eu fico assustada.

   -Adrien?!-exclamo.Ele acorda, e olha para mim.

   -Oh, olá.-Ele olha para a senhora e depois para mim.Explico para ele o que ela nos disse, e ele parece gostar da ideia.Nunca poderia levá-lo até a minha casa, minha mãe não ia me deixar em paz.Ela nos leva para o quarto, e eu o observo.Fica em cima da biblioteca, é como se fosse uma..cave.Um quarto simples, e um pouco..assustador, mas acho que consigo dormir aqui.Há uma cama de casal encostada na parede.Com lençóis e travesseiros brancos.Em cima dela, uma coberta branca também, que cobre tudo.As cortinas são cinzentas, e voam com o vento que sai pela janela.Há um tapete de pele, que me assusta quando percebo que é pele de urso.A senhora ri, e diz para eu não me preocupar, pois é apenas uma imitação.Há também alguns móveis.É um simples quarto, com um banheiro do lado de fora.O lugar perfeito.Ela nos deseja boa noite, e sai do lugar fechando a porta.Não se passam dois minutos, e o Adrien já se jogou na macia cama de casal.Fico envergonhada com a ideia de dormir no mesmo lugar que ele, mas por um lado..fico..ansiosa.
  Me sento ao seu lado e olho para ele.Ele sorri, e eu devolvo o sorriso.Levanto e vou direto para um dos armários do quarto.

   -Será que ela tem roupa para dormir?-Pergunto abrindo um dos armários.Sabia que não devia ter vindo com essas calças, elas apertam demais.No canto do armário de madeira,há um vestido largo, cor de rosa.Pego nele, e o coloco na minha frente.Fica um pouco grande, mas por hoje serve.Vou para o banheiro me trocar, mas a porta está trancada.

Droga

  A senhora deve ter se esquecido.Volto para o quarto um pouco nervosa, e olho para o Adrien, que olha desentendido para mim.

   -O que foi?-Pergunta segurando a cabeça apenas com o apoio no cotovelo.

   -Você poderia..não olhar?..-Peço e sinto que minhas bochechas vão queimar de tão quentes.Vejo ele corar, mas ele se senta na cama, virado de costas.Tiro a roupa lentamente, com cautela em cada passo.Não posso correr o risco de ele me ver.Me viro e coloco o vestido rapidamente.

   -P..pronto!-Exclamo e ele suspira.

  Me dirijo para a cama, e me deito no lado oposto dele, envergonhada.Ele se deita, e se junta.Sinto meu estômago andar ás voltas e já não consigo processar.

   -Nos vemos no seu sonho?-pergunta ele, e eu respondo que sim.

   -Está muito ansiosa.Vou te ajudar-Me..ajudar? Antes que eu pudesse dizer algo, e toca a minha cabeça, e eu durmo.

   -Marinette!-Me chama uma voz repetidas vezes.Acordo e estou embaixo d'água, começando a sufocar.Nado para cima, para procurar ar, e a mão encapada pela luva do Chat Noir, me ajuda a subir.Puxo ar desesperadamente, como se estivesse sufocada, e ele me puxa para seus braços, me abraçando.Sinto um novo tecido me tocar, e meu cabelo secar rapidamente.Estou novamente com meu vestido estilo joaninha, e a máscara preta e vermelha.

   -Está linda, my lady-Me recepciona ele, sorrindo.Sorrio para ele também, e seguimos para um tal lugar que ele "queria me mostrar".

Meu coração palpita a cada passo..
 


Notas Finais


**Kimonos são roupas tradicionais japonêsas**
*Será que o corpo que o Chat Noir está usando, vai aguentar mais tempo?*
*E a família dele?*
*ladybug? Quem é essa?*
*como aquela senhora sabia o nome dele?*
*e o que mais será que tem nesse livro*
*obrigada pelos comentários♡*
*atualizo ainda hoje*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...