História Meu gatinho, Bummie - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Youngjae
Tags 2jae, 2jae!kids, Amizade, Friendship, Gatinho, Kid!au, Usea12out
Visualizações 74
Palavras 786
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Gatinho Fofinho


Agora as pequenas mãozinhas de Youngjae acariciavam o pelo macio e branquinho de um gato que havia encontrado no meio do caminho. O garoto, que tinha apenas 5 anos de idade, adorava se aproveitar da paciência de sua mãe, por isso sempre encontrava um obstáculo para bagunçar o horário da mesma.


— Jae, vamos logo! – Chamou, se aproximando do pequeno. – Outra hora você brinca mais com esse gatinho. – Tomando o filho por uma das mãos e o pondo de pé, começou a seguir novamente o caminho em que estavam.

— Omma… – A mais velha o respondeu com um olhar. – Quando voltarmos a gente pode levar o gatinho pra casa?

— Não sei…

— Por favor! Por favor! Por favor! – Olhos pidões incrementaram o semblante tristinho de Youngjae.

— Ah! Tudo bem. – Suspirou impaciente. – Quando voltarmos, nós levamos o gatinho para casa. – Aquela resposta bastou para o pequeno Choi colocar um largo sorriso no rosto.


Youngjae poderia estar bem feliz, mas sua inocência infantil era tamanha, que não percebeu estar, provavelmente, caindo de novo naquela famosa lábia de mãe do na volta a gente compra. De qualquer forma, seguiu contente

Ao chegar na escolinha, o Choi abraçou a mãe e deixou um beijo estalado em sua bochecha, logo depois indo a frente de sua professora para encontrar seus amiguinhos.


— Bummie! – Gritou o pequeno, correndo em direção a um dos amigos.

— JaeJae! – Respondeu o tal, se virando de frente para o pequeno em um abraço apertado.

— Bummie, você não vai acreditar!

— O que?

— Eu encontrei um gatinho muito bonitinho e fofinho enquanto vinha pra cá! Ele é branquinho e tem muitos pelos! Mamãe me disse que quando voltarmos pra casa vamos poder levar ele!

— Sério!? – O amigo mostrou-se impressionado. Mesmo parecendo uma coisa tão simples para os mais velhos que os ouviam, aquilo era incrível para eles. Imagine só! Um gatinho branquinho e fofinho!

— Sim! – Youngjae sorriu como antes, pensando na alegria de ter aquele gatinho em sua casa. – E eu já sei que nome vou dar a ele.

— Bola de neve! – Atirou o amigo.

— Não! – O pequeno negou com a cabeça como se aquele nome fosse um absurdo. – Vai ser Bummie, igual eu chamo você, Jaebum-Hyung!


O amigo de Youngjae parecia até mais feliz que o próprio. Se sentia tão especial ao ter seu apelido dado ao gatinho que o melhor amigo tanto amou!


(...)


Era hora de ir embora. O pequeno Choi esperava sua mãe, enquanto conversava com seu amigo Jaebum, até que ela chegou.


— Omma! – O menino saiu um pouco de perto do amigo e abraçou a perna de sua mãe.

— Oi, meu bebê. – A mesma sorriu. Amava todo aquele carinho espontâneo do filho. – Ei, Jaebum! Sua mãe pediu que eu o levasse pra casa com a gente, já que ela vai se atrasar por causa da chuva.


Realmente, estava chovendo e não era pouco.


— Eba! Bummie vai ver meu gatinho! – Youngjae anunciou, sorrindo ainda mais. E assim seguiram.


A mãe de Youngjae andava com seu guarda-chuva ao lado dos dois pequeninos que usavam capas de chuva e se protegiam debaixo do guarda-chuva de Jaebum.

Ao chegar no local aproximado onde Youngjae havia encontrado o gatinho, o mesmo já foi logo se agitando, procurando o gatinho por todos os cantos.


— Onde está o gatinho, omma? – Perguntou.

— Ele estava mais pra frente, não estava?

— Não. Ele estava aqui. – Youngjae foi soltando mais os passos e saiu da proteção do guarda-chuva, indo até um local com alguns caixotes de madeira onde havia encontrado seu precioso gatinho antes. – Omma! Ele não está mais aqui! – Olhou para a mãe, um tanto quanto decepcionado.

— Ele deve ter ido embora, Jae. – Tentou explicar a mãe sem fazer muito rodeio.

— Ele não pode! Ele tem que ir pra casa com a gente! – Exclamou.

— JaeJae! Está chovendo. Acho que ele não queria se molhar e foi embora. – Disse Jaebum.

— Não! – Gritou bravo. – Meu gatinho tem que ir pra minha casa! Eu tenho que dizer que o nome dele é Bummie, igual você! Preciso fazer mais carinho nele e nos pelos branquinhos dele! Brincar muito com ele! – Todo o discurso de Youngjae foi interrompido por seus olhinhos marejados. – Eu quero meu gatinho! – Finalizou, deixando as lágrimas rolarem por seu rosto, misturando-se com as gotas de chuva.


Jaebum correu até o amigo, os protegendo com o guarda-chuva que ainda estava segurando. O garoto não gostava de ver o outro chorar.


— JaeJae! – O citado passou as mãozinhas nos olhos, enxugando as lágrimas entre soluços. – Não precisa chorar. Você não precisa daquele gatinho. Eu já sou seu Bummie!


Youngjae pôs os olhos no companheiro e percebeu que aquilo era verdade, então sorriu.


— Então eu posso fazer carinho em você? E também posso brincar com você?

— Sim!

— Tá bom! – Youngjae saltou no amigo, lhe dando um abraço. – Você agora é meu gatinho, Bummie!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...