História Meu gatinho Naruto II- Meu dono mais que tarado. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Jiraiya, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Black, Dono, Gatinho, Kawaii, Kuro, Lemon, Meu, Meu Gatinho Naruto, Naruto, Neko, Sasuke, Tarado, Yaoi
Visualizações 205
Palavras 2.505
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Minaaaa-sam, como vocês estão? Capitulo super esperado sim ou não? hahaha
Desculpa pela demora gente >.<
Espero que tenha valido a pena a espera e como sempre conto com o comentário de vocês <3

Capítulo 4 - I'd love you for a thousand more.


Fanfic / Fanfiction Meu gatinho Naruto II- Meu dono mais que tarado. - Capítulo 4 - I'd love you for a thousand more.

    Quando ele fala daquela maneira sinto meu rosto queimar de tão vermelho que estava ficando. Como assim me ajudar? - Sa-sasuke i-isso não - Não o que? Não é necessário? Claro que era, era muito, era urgente. Instintivamente me viro de costas para ele.

-Não se preocupe - Eu sinto ele se aproximar e então tocar meus ombros, sinto uma onda de excitação correr por todo o meu corpo até a ponta de meu membro que pulsava de forma indiscreta. Ele parecia não notar. - Isso vai ficar só entre nós dois, além disso, sou seu melhor amigo. Ainda não acredito que você só fez isso uma vez.

Aaaaah claro, somos melhores amigos. Super normal, vamos sair por ai mastubando nossos amigos, é super normal e natural né Sasuke? VOCÊ TÁ ME DEIXANDO LOUCO, isso é o que eu deveria ter dito, mas o que saiu de meus lábios? - Ma-mas eu - E me calo, ele estava me encarando, estava desabotoando minha camisa. Ele ia me achar um virgem total, eu deveria ter mentido e dito que havia feito mais, mas a primeira vez foi tão ruim que eu preferia um banho frio que fazer de novo.

-O primeiro passo é ficar bem à vontade, isso significa sem roupas –Ouço sua voz novamente me arrancando de meus pensamentos, sem roupas? Mmm? SEM ROUPAS? – E o banho gelado vai tirar o seu tesão, então  ou você toma banho na água morna ou fica em um lugar confortável. – Ele quase me abraçava quando tirava minha camisa e eu quase me derretia de tão quente que eu estava, o que eu deveria fazer? – Vem – Ele guiava meu corpo com naturalidade, como se eu não tivesse vontade própria, não que eu esteja reclamando. Quando dava por mim já estávamos no quarto e sentado na cama.

    - S-Sasuke – Quando noto que ia realmente acontecer eu tento me levantar, mas é claro que aquele moreno tinha completo domínio de meu corpo e faz com que eu me sente novamente.

-Fica calmo Uzumaki, relaxa, isso não tem nada de mais. - Sim, super normal. Será que ele fazia isso por outros amigos? Ele me encara no exato momento em que penso isso, só consigo desviar os olhos. Ele começa a me despir, até mesmo minhas meias ele tira, e então chega em minhas calças, começa a desabotoar e eu não resisto, olho enquanto ele fazia. – Eu posso ou você vai surtar? – Ele me olha rindo, como resistir? Antes mesmo de eu pensar minha cabeça se movia sozinha em um aceno positivo e ele tira. Ai lembrei que estava usando uma cueca que meu padrinho havia me dado pra me zoar. Eu realmente não ligava em usar mas...não esperava que meu melhor amigo resolvesse me masturbar.


    - S-Sasuke eu não sei, isso realmente é estranho –  E dito isso isso ele simplesmente me encara e sorri enquanto tira a última peça de roupa que escondia minha ereção, que por sinal estava bem pior do que no começo. Nesse instante eu simplesmente deixo minha mente viajar, para onde? Para uma realidade onde aquilo era normal e Sasuke me chupava.

- Na- Ele pigarreia, havia achado tão pequeno que estava contendo o riso? – Naruto, isso é...super – Super o que? Super pequeno, super engraçado? Su-super….Sasuke? Por que está olhando meu membro como se quisesse me devorar? Nesse momento percebi, ele estava excitado, Sasuke estava excitado e prestes a me tocar.–Super normal...vou só te ensinar. – Ele continuava a me encarar e eu continuava a desviar os olhos, como ele conseguia me encarar enquanto fazia...aquilo –Você pode se tocar da maneira que se sentir melhor, pode ser assim de leve.

Ele começava levemente, só isso já bastava para que eu relaxasse, meu corpo respondia sem minha mente processar a resposta- Ou pode tocar assim –Quando ele me apertava sentia meu corpo inteiro se arrepiar e esquentar em um segundo, eu ouço um gemido e só percebo que ele havia saído da minha boca um tempo depois. – Ah...então você gosta quando é com força – Eu não podia suportar ele me tocar e falar daquela maneira, estava afundando em prazer mas também muito envergonhado. Passo a ignorar os gemidos e suspiros que escapavam de mim.

    - Está bom assim?

    - U-uhum – Ele para. A minha vontade era a de gritar para que ele voltasse na mesma hora. Então noto o que ele pretendia, se sentava atrás de mim e...Calma Naruto, isso é só o pênis do seu melhor amigo roçando contra sua bunda nua. Só isso, tudo normal, se acalma. Ele encosta a cabeça em meu ombro e sinto seus lábios próximos a minha orelha.

    -Agora você- Cada folículo capilar (até aprendi a falar chique) do meu corpo se arrepiou, como se quisessem fugir da minha pele, ele segura minhas mãos e faz como que eu segure meu amiguinho feliz. Começa a mover as mãos dele e as minhas junto – Quer mais forte? – Quero, quero mais forte, mais rápido, quero seu corpo e sua boca e....Naruto se controla. Mas como que controla com uma criatura gostosa te masturbando?  –Viu? Mais confortável não é? E muito prazeroso também.

    - E-eu não tinha tentado assim – Sussurro e sem pensar começo a fazer eu mesmo os movimentos, da maneira que ele fazia antes mas também tentando formas novas.A última vez em que eu havia tentado apenas o mechi para cima e para baixo tão rápido que me machuquei.  E ai eu percebi, comigo fazendo ele não precisaria fazer. Assim ele se afasta, me arrependo no mesmo momento em ter sido um aluno tão atencioso.

    Tento me concentrar apenas no prazer que eu sentia, esquecer que havia um moreno excitado me olhando, quando penso isso não consigo evitar imaginar ele me tocando de novo. Se eu pedisse ele faria? Eu não poderia pedir, seria muito estranho não seria? Consigo apenas gemer e continuar a me tocar, tão bom, por favor Sasuke me toque novamente, me deixe terminar isso em suas mãos, me abrace forte e me deixa sentir seu corpo contra mim de novo. Sasuke, me deixa te ver excitado. Me deixa tocar você.

Eu pela primeira vez perdia controle total do meu corpo, não sabia se estava me movendo ou o que saia de meus lábios, apenas me entregava para aquela sensação que me tomava por completo. De olhos fechados eu apenas sentia o cheiro de Sasuke, a pessoa que me causava aquele prazer, ainda que sem tocar em mim.

Novamente um gemido alto me faz despertar só para segundos depois eu perceber que ele havia sido meu, sentia meu corpo relaxando completamente enquanto uma onda de prazer viajava por cada centímetro meu, eu queria dizer algo mas parecia ter esquecido todas as palavras que eu um dia aprendi, sentia meu corpo trêmulo enquanto derramava as últimas gotas em minha mão.

- O-obrigado Sasu-kun – Obrigado? Obrigado Naruto?? Você teve o seu primeiro orgasmo graças a esse moreno delicioso, o mínimo que pode fazer é oferecer o mesmo em troca..

    - Agora sim você pode ir tomar aquele banho, aproveite para praticar –  Ele riu, eu não entendia como podia rir naqueles momentos, será que era tudo tão normal para ele? Eu era o único ali achando aquilo tudo muito importante? - Eu vou ler alguma coisa...e Naruto - Olho para ele ainda meio perdido - Você pode soltá-lo agora, e não vá sujar a cama. – Naquele momento eu não conseguia ficar na frente dele, quando o prazer passava a minha vergonha tomava conta novamente.

Fui direto para o banho, ainda me sentia completamente relaxado porém pequenas lembranças do que havia acontecido a pouco tempo atrás começaram a ocupar minha mente e meu corpo respondia a elas imediatamente. Olho para meu membro e lembro do toque de Sasuke, eu podia muito bem me tocar e usar as coisas que ele havia me ensinado, mas outros pensamentos também me atormentavam, o que aquilo representava para ele? Ele estava claramente excitado e…

-Mhmmmm...

Eu acabei de ouvir um gemido? Dessa vez com certeza não era meu, Sasuke estava definitivamente se aliviando, eu deveria fazer o mesmo? Com ele gemendo daquela maneira minha excitação só aumentava, mas havia uma voz em minha mente que não deixava eu me tocar, não deixava eu nem mesmo pensar em ter prazer, e logo minha ereção ia embora. Por que eu estava tão confuso?

    Ele entra no banheiro assim que eu saio, não consigo nem mesmo o olhar para seu rosto, me deito e tento resolver a confusão que estava em minha mente, metade estava eufórica e excitada querendo correr para Sasuke e pedir por mais, a outra estava deprimida e perdida por não saber o que sentia, e pior, não saber o que ele sentia.

Sinto o sono tomando conta de mim e agradeço aos deuses por isso pois eu já estava quase chorando pela angústia que eu sentia. Kamisama...me ajuda.

Quando acordei ele já não estava no quarto, o que era muito estranho pois Sasuke não era o tipo que saia para se enturmar, e não costumava me deixar sozinho assim. Sera que ele estava procurando comida? Me arrumo rápido para procurá-lo, onde o Sasuke estivesse (principalmente com comida) era onde eu deveria estar.

Quando o encontro noto que ele realmente estava procurando comida, mas de um tipo diferente. Sakura estava tão agarrada nele que parecia que iriam se fundir, chegava a me dar nojo...não...não era nojo. Eu estava próximo o suficiente para ouvir o que ela dizia, se lamentando por não poder dormir com ele, não pode mesmo queridinha vai dormir comigo e na mesma cama. Satisfeita?

-  A-acho – Ele concordou? Ele acabou de concordar com ela? E toda aquela conversa sobre não gostar dela? Ele havia mentido ou mudado de ideia depois de ver como eu era inexperiente? Eu estava pronto para sair dali mas Sasuke já havia me notado, o olho tentando esconder o que eu sentia e não consigo escapar.

    - O-oi Sasuke-kun, sakura-chan...- Talvez ele estivesse sendo educado com ela, ou zoando ela. Se eu chamasse ele pra ir comigo ele iria no mesmo momento, certeza– Sasuke você quer dar uma volta pelo o hotel?

    - Não Naru-kun, o Sasuke-kun não vai, ele me prometeu que ia tocar violão pra mim. Se você quiser pode ouvir também. – E desde quando ela respondia por ele? Ele iria querer que eu ficasse ali?

    - Ah...entendo, eu não sei, eu posso ficar Sasuke?

    -Pode, claro que pode- A forma como ele me diz aquilo me tranquiliza, parecia realmente não se importar que eu ficasse, como se eu não tivesse interrompido nada importante- Sakura, você vai pegar seu violão?

    - Vou sim sasukezinho-kun – Ela estava tão melosa que chegou a me dar diabetes, desvio os olhos para Sasuke não ver minha cara de enjoado, me sento ao seu lado e não consigo evitar a pergunta.

    -Então vocês estão mais próximos agora? – Tento manter a calma.

-Um pouco, ela é muito legal quando quer. – Quando ela quer o que? Você?.

    - Entendo, e que música você vai cantar?. - Galinha pintadinha?

    -Não sei...qualquer uma...acho que A Thousand Years, conhece? - Quando ele diz isso meu coração para por um momento e não consigo mais olhar para ele, fico encarando o nada tentando não correr dali.

-Conheço sim, é muito bonita. – Ouvimos aquela música juntos uma vez, ambos em silêncio e em um momento nos encaramos, parecíamos ter concordado que aquela era nossa música, mas ele iria cantar para outra pessoa. O que eu que eu estava esperando afinal? Melhores amigos não tem músicas, principalmente musicas romanticas.  

    Sakura chega e entrega o violão a ele se sentando a seu lado, respiro fundo quando ele começa a cantar e sinto meu coração acelerar, cada partícula de mim pede para eu sair dali, mas não consigo me mover. Em partes por querer ouvir cada palavra daquela música cantada pela voz dele, e em partes por que a criatura cantava aquilo me encarando, não desviava os olhos, se ele estava cantando para ela então por que me olhava daquela forma? Se esta se declarando para alguém você deve olhar para quem é o alvo da declaração não é?

    Quando a música estava prestes a terminar o encanto se quebrou, a minha vontade era correr dali imediatamente e é exatamente o que eu faço, corro por um tempo até a frustração que estava em mim começar a se dissipar, no momento em que paro de correr eu noto que Sasuke me seguia, por que ele estava atrás de mim? Ando sem pensar em nada, tentando fazer com que ele desistisse mas em certo ponto entendi que não importava o quanto eu andasse ele continuaria a me seguir. Me sento sob uma árvore grande e espero ele se sentar ao meu lado para começar a falar.

- Eu não queria ficar lá atrapalhando você e a sakura, não precisava ter vindo atrás de mim. – Naruto, se controla criatura, você está quase chorando, se controla ou vai falar coisas que nem mesmo sabe se é verdade ainda.

-Naruto - Ele diz com uma voz que me acalma, ele sabia exatamente como me acalmar. – Não faz nenhum sentido eu cantar essa música para a Sakura. – Mas só estávamos nós três lá, será que..? – Essa música eu só poderia cantar para alguém muito importante pra mim, alguém muito especial...mas essa pessoa precisa admitir que sou especial para ela também. - Ele estava cantando pra mim, se declarando pra mim. E eu quase morrendo de ciúmes. Ciúmes? Mas...se eu sinto ciúme é porque eu o amo não é?

    - Talvez seja difícil admitir algo assim, não é tão simples- Eu não conseguia o olhar naquele momento, porque era tão difícil entender o que eu sentia? Ou eu não queria aceitar que eu estava apaixonado por meu melhor amigo? O que havia de errado nisso? Quando noto Sasuke segurava meu rosto e me fazia o encarar, meu coração dispara e prendo o fôlego, enquanto ele me acaricia descendo a mão por meu rosto e pescoço tudo o que consigo imaginar é que ele iria me beijar.

- Eu sei, demorei dois anos para admitir para mim mesmo, e ainda nem me declarei...- Ele ri de uma forma que me faz querer me jogar em seus braços e pedir que me abraçasse forte. Ele olha direto em meus olhos e nesse momento eu entendo exatamente o sentimento que tinha por ele, sem dúvidas. –Naruto eu – Você? VOCÊ O QUE CRIATURA? Quer me matar de suspense?

É nesse momento que percebo que já não estávamos sozinhos, Kiba e sua matilha se aproximavam. Sasuke estava provavelmente sendo superprotetor em evitar que ele nos visse juntos. Kiba era o tipo de pessoa que adorava fazer mal as pessoas simplesmente por fazer, fazia isso sem ter motivos, imagina se visse aquela cena? Eu tinha certeza que Sasuke ia me beijar, certeza que ia se declarar eu iria me declarar logo em seguida, eu não sabia se destruía até a última geração daquele Kiba nojento, ou se eu agradecia pelo tempo que havia ganhado para pensar.


Notas Finais


Por favor me diga o que acharam <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...