História Meu Gato De Estimação - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 154
Palavras 708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pessoas!!! Estou amando o quanto vcs estão gostando dessa fic ;u;..... vou chorar 😭😭😭😢
Bjjjjj e fiquem com o cap!
A foto do cap ficou essa pq eu achei fofa!!!

Capítulo 2 - Chat Noir!


Fanfic / Fanfiction Meu Gato De Estimação - Capítulo 2 - Chat Noir!

P.O.V Marinette

Me agachei e fiquei de frente para aquela linda coisinha peluda, levando minha mão até a ponta de seu pequeno focinho para que ele sentisse meu cheiro e não me visse como uma ameaça; o moreninho farejou minha mão e miou, encostou a boquinha fofa no meu dedo, dando uma pequena lambidinha/beijinho e começou a ronronar:

Eu tenho certeza que meu olhos brilharam como duas lanternas:

Gatinho....lindo.................. Gatinhooooooo!!!!!

Eu peguei o pequeno animal nas mãos e o coloquei entre os meus seios, abraçando o pequenino lindo com certa força por conta do amor que tenho por gatos. Ele parecia adorar toda aquela atenção e afeto, começando a ronronar ainda mais alto e a miar, lambendo meu queixo ou meu pescoço, depois, colocou a patinha na minha bochecha direita e lambeu meu lábio inferior, fechando os olhinhos verdes; miou quando os abriu. Eu quase surtei com tanta fofura, se continuasse com isso, acabaria levando o gato para o dormitório e ficando com ele às escondidas:

Nathaniel: Eu acho que ele gostou de você..... _Por quê ele parecia, tão..... irritado com isso?_

Marinette: Eu acho que estou apaixonada por ele!

Gatinho: Miaah! _Me deu outra lambida no queixo_

Ouvi Nathaniel bufar e voltar a andar, pedindo para eu soltar o "carvão vegetal", como ele resolveu chamar o meu gatinho, e voltarmos para o nosso foco inicial:

Marinette: Mas....! Eu não posso, simplesmente, abandoná-lo aqui!!

Nathaniel: Obviamente que pode! Se esse bicho ficou com toda essa gordura, significa que está se virando bem, sozinho!

Gatinho: Frisssttt!! _Ele eriçou o pelo e mostrou as pequenas presas para o ruivo, indignado com o comentário_

Marinette: Ele não é gordo! É peludinho.....

Eu me virei para o gatinho revoltado nos meus braços e comecei a fazer carinho nas suas orelhas, voltando a ouvir o felino ronronar_

Nathaniel: Então tá, boa sorte para achar o caminho..... com ele! _Continuei olhando o pequeno enquanto respondia_

Marinette: Ha, vamos! Não está com ciúmes de um gatinho... está?

Virei para o ruivo que..... sumiu! Ele...... desapareceu!!! Estava tão perto e......... sumiu!!!! Eu vasculhei todo o pátio o com os olhos e não vi nada para ele se esconder, sequer entrar em algo ou alguma sala.... ele realmente...... sumiu..... como?!

O gato fungou e pulou do meu colo, caindo em pé. O moreninho começou a "trotar" para longe de mim, parando alguns metros na minha frente e virando para mim, sentou no chão e miou.... eu andei até lá e tentei pegar o gatinho, que correu para longe novamente, sentou e miou.... ele quer que eu o siga? Fiz o que o gato parecia pedir e acabamos atravessando o pátio e parando em frente à duas enormes portas de madeira no final de um corredor dentro da escola que tínhamos acabado de entrar. Senti o felino se enroscar nas minhas pernas; olhei para baixo e fitei os olhos do pequeno gatinho preto, ele me olhava com certa ternura e ronronava, agachei e comecei a falar:

Marinette: Ei.... você tem dono? _Procurei em seu pescoço alguma coleira ou identificação. Nada_

Gatinho: Nyaah...

Marinette: Acho que isso é um não... _Ele se aproximou e lambeu meus lábios novamente... como era fofo!!_

Gatinho: Purrrrr.....

Marinette: Então, vou te adotar! _Os olhinhos verdes claros se iluminaram com algum sentimento que não consegui decifrar, mas ele parecia meio feliz e meio.... esperançoso?_ Vou te chamar de Chat Noir!

Chat Noir: Miaaaahh! Purrrrr.... _Agora ele lambia minhas bochechas_

Marinette: Gracinha! Apareça aqui no pátio, hoje à noite.... por.... favor? _Estou falando com um gato...... céus!_

Chat Noir: Nyaa. _Fechou os olhinhos e confirmou com a cabeça.... espera..... oi?!_

Eu levantei de imediato e acabei batendo as costas em alguma coisa, me virei para ver: um vaso de planta..... quando olhei para Chat Noir novamente........ ele tinha sumido também!!!!! Como?! A única forma de sair do corredor, é passando por onde eu estou, e eu estava olhando o caminho durante todo o tempo! Eu somente virei e.... ele sumiu..... como?! Como?!

As portas de madeira abriram:

Nathaniel: Nossa.... você aqui? Como conseguiu chegar tão rápido no auditório?! _Chat me trouxe para o auditório?!_ Ele.... te trouxe?

Marinette: Ele?! Ele, quem?

Nathaniel: Aquele gato gordo! O preto.

Marinette: Sim, Chat Noir me trouxe aqui, mas..... meu gatinho não é gordo, é fofinho!!!! Fofinhoooo!

Nathaniel: Chat Noir?

Marinette: Ha. Eu adotei ele. E chamei de Chat Noir.

Nathaniel: .......!!!! _Ele parecia puto de raiva e ciúmes_

Marinette: ..............

Nathaniel: Você o quê???!!!!!!


Notas Finais


Nathaniel ciumento em filho????? O Chat Noir ajudou a Mari a chegar no seu destino, fofo, não? Bjs da tia :3 até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...