História Meu gato de rua - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Marichat
Exibições 93
Palavras 456
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Super Power, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu volteeeeiiiiii

Capítulo 12 - Especia Halloween parte 3- Será um akuma?


Fanfic / Fanfiction Meu gato de rua - Capítulo 12 - Especia Halloween parte 3- Será um akuma?

 

Ladybug on

Eu e Chat começamos a correr e tentar sair da casa mas quando Chat pos o pé se transformou em um gato preto.

-Pensei que você viraria um corvo.- eu disse, estava surpresa, mas feliz por ele não ter se tornado um corvo.

-Miau... Cof cof... Eu também achei.

-Melhor eu sair daqui agora.

Felizmente, consegui sair da casa com Chat atrás de mim. Saímos da casa e pensamos o que faríamos.

-Não entendo... No diário dela dizia que quem ficasse muito tempo na casa se tornaria corvo... Mas você virou um gato!

-Isso quer dizer que seu amigo já entrou na casa.- disse uma voz que não reconheci.- Estou aqui, em cima da árvore.- percebi que a voz era de um esquilo.

-Como sabe disso?

-Se você não se torna um corvo, é porque já entrou nessa casa.

-Pode me explicar melhor isso tudo?- perguntei, na verdade não estava entendendo muita coisa.

-Claro. Bem, seu inimigo, o Senhor das Trevas não é quem pensam que é. Ele não é um akuma com qual estão acostumados em dizer "tchau tchau, borboletinha" e voltar tudo ao normal. Há pessoas que dizem que no dia das bruxas o laço entre essas coisas do além e nosso mundo, se enfraquece, permitindo que as almas venham ter sua vingança. As vezes é algo pequeno.

-Está dizendo que o Senhor das Trevas é uma alma penada?

-Não, ele não é. Sabe aquele menino, sobrinho da bruxa? Ele herdou todos os poderes dela, e outros também. Inclusive a telecinese. Ele voltou à forma humana com um feitiço, e com a intenção de criar algo assustador para o dia das bruxas, criou o Senhor das Trevas. Mas o feitiço se virou contra o feiticeiro e o Senhor das Trevas pegou o livro de encantos e aprisionou o menino em um vidro. Mas antes o menino fez seu último encanto: Escondeu a casa e a deu vida própria, podendo ouvir seus pensamentos e ir para qualquer lugar e dentro da casa, escondeu o livro, a única forma do Senhor das Trevas ter o que quer.

-E o que ele quer?- perguntei, precisava saber.

-Poder trazer de volta como humana quem criou A Casa e convence-la a lhe dar poder de telecinese, o que não existe no livro, um dom de família.

-E como podemos derrota-lo?

-Ele pode ver o futuro, mas adora jogos de azar. Ele não pode prever o resultado de coisas pequenas. Mais uma coisa, para derrotá-lo, dê a ele o fruto que o feitiço não pode criar.

-Enigmas... Que grande porcaria!- eu disse, por que ele não poderia apenas dizer logo o jeito de ganhar?!

E fomos eu e Chat Noir vagando pela noite em busca de uma solução...


Notas Finais


Mudei tudo kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...