História ...meu goudinho... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Tags Jeanyuri, Victuuri
Visualizações 163
Palavras 993
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


mais um...

Capítulo 2 - Adeus cabelin


Fanfic / Fanfiction ...meu goudinho... - Capítulo 2 - Adeus cabelin

Yurio ajudou Yuuri a levantar e ir no banheiro tomar um banho.

 

-Você fica muito sem noção quando bebe. Acho melhor voce maneirar.

 

-Você que me convidou, agora me aguenta.

 

-É mas eu não sou fraco como voce.

 

-Fica quieto e liga a agua aí enquanto eu tiro minha roupa e entro na banheira.

 

¬¬-Você tem sorte de eu ser seu amigo...

 

-É como voce disse, voce É meu amigo.

 

‘’Ele ligou a agua e eu me despi. Cara...quando eu me despi um liquido branco desceu nas minhas pernas. Antes que o Yurio visse eu me lancei dentro da banheira.’’

 

-Nem adianta tentar esconder. Eu vi.

 

¬¬ -Você poderia ter ficado quieto sobre isso, sabe...

 

-Ava, voce passou a noite com um cara e depois fala de mim.

 

-Eu nunca nem imaginei que ficaria com alguém...

 

-Porque voce pensa isso? Quando voce fica bêbado fica loucão só demorou a acontecer isso com voce.

 

-Aff, minha bunda dói...

 

-Sem detalhes por favor...então...

 

-Que?

 

-Quem te arrombou na madru?

 

-‘’Sem detalhes’’ esqueceu?

 

-Aff, voce sabe que sou curioso, vai diz aí, qual o nome do cara?

 

Yuuri virou o rosto e corou. Falou baixo, sabe aquele baixo que voce fala sem querer falar? Pois é. –Eu não sei.

 

-Haaaah? Voce transou com um estranho e nem ao menos perguntou o nome do sujeito?

 

-Não fale como se a culpa fosse minha! E ele também não perguntou o meu.

 

Yurio pos a mão sobre a cabeça em decepção. –Dupla de otarios. Voce sabe vocês podem nunca mais se ver na vida, né?

 

-Do que voce esta falando? Estávamos bêbados e não sabíamos o que estávamos fazendo.

 

Fala secamente. –Ahan... pois é. Voce vai hoje?

 

-Onde?

 

-Na festa ué.

 

-Não vou poder ir. Lava a minha costa aqui.

 

-Sou seu empregado?

 

-Quando fomos na casa de banho quem lavou voce todo?

 

Ele fez bico e pegou o sabão com a esponja e passou nas costas do Yuuri. –Só to fazendo isso porque uma mão lava a outra. E voce vai sim. Meu namorado é o DJ hoje.

 

-Que? Não era namorada? Já trocou?

 

-Você bateu a cabeça bem forte durante o sexo?

 

-Pelo pouco que lembro não. Porque?

 

-Porque eu nunca namorei nenhuma menina e nem troquei ninguém mané.

 

-AAAH foi mau, a minha mente esta meia no bug hoje.

 

-Sei, esta bem pensando no felizardo, suponho.

 

-To pensando em ninguém. Estou pensando na faculdade.

 

-Faculdade, faculdade! Voce só vive trabalhando/ se matando pra pagar a faculdade que voce ainda nem conseguiu a entrada.

 

-Hey! Eu já tenho a metade da grana! E não sou tão inteligente quanto voce que conseguiu uma bolça.

 

-E la vem voce de novo. Faz o teste novamente. Não é voce que admira aquele cara de cabelo prateado?

 

Faz birra e biquinho. –É Victor. E voce já teve aulas com ele, seu sortudo.

 

Para pra analisar a situação. –Pensando bem aquele cara que voce dormiu...

 

-O que tem ele.

 

-Nada, acho que me enganei.

 

‘’ou não’’ pensou Yurio.

 

-Quer saber?

 

-Você sabe que sim.

 

-Eu vou com voce.

 

-Ebaaaaa!

 

Yurio pula e acaba escorregando pois né eles estão no banheiro. Yuuri ri do amigo no chão e o mesmo levanta e começa a passar sabão na cabeça do amigo. E assim eles acabaram por lavar as costas um do outro.

 

Autora-off

 

...

 

Eu procurei no carro do Jean. –Onde caralhos esta o meu celular? Jean voce o viu?

 

-Você levou pra dentro da sua casa. Pessoa que vive no mundo da lua.

 

-Porra, voce nem pra avisar cara!

 

-Eu acabei de avisar. Então...voce vai hoje?

 

-Pra onde?

 

-Ainda pergunta?

 

-Ata, sim eu vou. Agora me ajuda aqui com essa chave que eu tenho que pegar o aspirador de por no deposito.

 

-Você já abriu, idiota.

 

-ATA! Disfarça.

 

-Hoje voce tá que tá. É por causa do menino que voce pegou?

 

-Owwwn menino, delicioso.

 

-Qual é o nome dele?

 

Eu entrei no deposito e ele me seguiu. –Nome? Não sei.

 

-Espera! Voce não sabe? E como vai encontrar ele novamente?

 

Meu momento de raciocínio. –PUTA QUE PARIU! EU SOU UM IDIOTA!

 

-Ainda bem que isso voce percebeu.

 

-Eu vou encontrar ele, eu tenho de encontrar.

 

-Gostou tanto assim dele?

 

-Ele é tão fofo que voce NEM OUSE IAMGINAR.

 

-Ta, e nem quero porque eu já tenho o meu rebelde.

 

-Que?

 

-Haan? Não te contei?

 

-Num to sabendo de nada não.

 

-Eu estou namorando.

 

-Você? Namorando? Ahan.

 

-É sério.

 

-Jean, eu nunca vi voce falando ‘’namorando’’ em todos os nossos anos de amizade e olha que somos amigos a fuke time.

 

-Mas esta ouvindo agora e é pra valer.

 

-E quem é?

 

-Só vai saber hoje a noite.

 

-Vixe, pra que tanto mistério? Aaah hey, pega a tesoura pra mim?

 

-Tesoura? Pra?

 

-Eu vou cortar o meu cabelo.

 

-QUE? ASSIM DO NADA? VOCÊ AGORA A POUCO NÃO IA PEGAR O ASPIRADOR E LIMPAR SUA CASA?

 

-Decidi cortar até eu encontra-lo.

 

-Que? Com que santo do capeta voce esta fazendo promessa?

 

-Que nada, isso é coisa minha.

 

Poe a mão na cabeça. –Meu kami, meu amigo é macumbeiro e eu não sabia.

 

-Deixa de idiotice e pega a tesoura!

 

Depois de um tempo ele finalmente voltou com a tesoura e ao quase entregar pra mim. –Você tem certeza?

 

-Sim.

 

-É seu cabelo.

 

-Eu sei.

 

-Demorou um tempão pra crescer.

 

-Eu sei.

 

-Esta mesmo determinado a fazer isso?

 

-Sim! Até eu encontrar ele eu faço isso.

 

-Mas encontrar ele não vai fazer toda essa cabeleira crescer de uma vez.

 

-Eu sei! Me passa essa bagaça!

 

Ele fechou os olhos e entregou a tesoura na minha mão. Respirei fundo. Isso é até eu encontrar voce meu goudinho. Direcionei a tesoura até o meu cabelo. O que eu não faço por amor. Alguém me ajude! Hey Jean abre os olhos e arranca essa tesoura da minha mão! Não! Eu vou fazer isso! Então eu comecei a cortar(na capa, TT-TT fiquei pensando no meu cabelin, nunca vou fazer isso!).

 


Notas Finais


Espero que tenha gostado...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...