História Meu guarda costas - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 18
Palavras 1.433
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Estouuuu de voltaaaa, sentiram minha falta? Espero que sim, bom desculpe a demora gente cheguei de viagem dia 30, mas até voltar a rotina normal e organizar tudo só pude ter tempo hoje, como foram as férias de vocês? Espero que tenha sido tão boa quanto a minha mas sem muita enrolação, espero que gostem de mais um capítulo.

Boa leitura!!!

Música que me inspirou as interações do casal: 'Become Each Other's Tears - Hyolyn( Hwarang:The Beginning OST)
Música que inspirou o final do capítulo: Never Far Away ( Goblin OST)

Capítulo 9 - A mensagem


Fanfic / Fanfiction Meu guarda costas - Capítulo 9 - A mensagem

“A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que eu amo, sem tirá-las do meu coração”.

(Charles Chaplin)

POV Luna

Acordei na manhã seguinte com a luz do sol batendo no meu rosto e um cheiro de bacon e ovos, abri os olhos e pude lembrar que estava na casa do Jimin vendo-o entrar no quarto sem camisa tomando café enquanto olhava para o tablet em suas mãos

- Bom dia princesa, achei que iria dormir o dia todo – Ele diz assim que me nota acordada

- B-bom dia – Eu respondi gaguejando ainda surpresa de vê-lo sem camisa, o que ele tinha de irritante tinha também de gostosura, abs perfeitamente desenhado e por um momento desejei sentir aqueles gominhos na palma da minha mão

- Fiz o café não é muito mais é melhor que ficar com fome, o banheiro fica no corredor primeira porta a esquerda, se arrume e tome café, quando eu voltar vamos voltar para a mansão – Ele diz vestindo uma camisa e pegando umas chaves saindo logo em seguida

Assim que ouvi a porta se fechando deitei na cama sem nenhuma vontade de voltar para casa, em cada cômodo tem uma lembrança dos momentos felizes da nossa pequena família

- É Luna é melhor você ficar pronta antes que o chato do Park volte – Digo suspirando e me levantando

Fui ao banheiro e me arrumei o melhor que podia, assim que terminei tomei café e quando terminei fui explorar a casa do Jimin, mesmo que fosse pequena era aconchegante e bonitinha, olhei as fotos e pude ver ele mais outro homem junto com um casal que julguei ser os pais dele, não sei quanto tempo fiquei olhando a foto só saí dos meus pensamentos quando ouvi sua voz

- Esses são meus pais e meu irmão – Ele diz me assustando, virei e pude vê-lo me olhar como se estivesse me estudando

- O que foi? – Eu perguntei a ele vendo-o desviar o olhar e pegar o tablet

-Nada, estava pensando e acho que podemos voltar para a mansão, depois que eles saíram da mansão ninguém mais apareceu e os empregados já estão acordando e vão sentir nossa falta se não aparecermos – Ele diz examinando as transmissões das câmeras de segurança

- Okay vamos voltar – Eu respondi e depois de arrumar nossas coisas fomos para fora da casa dele, mas quando eu ia montar na moto ele me parou

- Espera, o vento está gelado então vista isso – Ele diz me dando um moletom preto e eu aceitei vestindo-o em seguida, assim que terminei fomos para a mansão

Durante o percurso pude sentir o seu perfume e por algum motivo aquilo me desconcertou, pois senti desejo de poder sempre sentir esse cheiro, quando paramos no sinal ia tirar minhas mãos de sua cintura quando ele me impediu

- Se segura senão irá cair – Ele diz ainda segurando minhas mãos então segurei de volta sentindo minhas bochechas ficando quente, mas tentei fazer com que ele não percebesse

Quando chegamos à mansão, entramos pela a saída de emergência escondida para evitar perguntas dos empregados principalmente da senhora Lynn. Quando entramos cada um foi para um lado, eu para meu quarto me trocar e ele para o escritório do meu pai, durante o dia tive um estranho sentimento de que em breve teria que deixar essa casa então andei por ela me recordando dos momentos de felicidades que tive nessa casa

Flashback on

Estava terminando de jantar quando papai chegou, assim que ouvi à senhora Lynn avisando de sua chegada saí correndo para vê-lo

- PAPAI – Gritei e corri ao ver ele abrir seus braços para mim

- Aigoo, posso saber por que essa recepção toda? – Ele diz sorrindo e me colocando no chão

- Nada só senti sua falta, hoje eu quero brincar esconde-esconde vamos lá – Digo pegando sua pasta da mão e deixando no sofá

- Luna seu pai deve estar cansado deixa para brincar amanhã – Mamãe diz e em seguida dá um beijo no papai rindo quando fiz cara de nojo

- Tudo bem amor eu ainda tenho energia pra brincar com a nossa princesa – Ele diz para mamãe e em seguida vai para a parede

- Um, dois, três... - Assim que ouvi contando sai correndo pra me esconder enquanto sorria sentindo que onde quer que eu fosse papai sempre me acharia.

Flashback off

 - Você está bem? – Ouço Jimin atrás de mim, enxuguei minhas lagrimas que caíram e me virei

- Sim, aconteceu alguma coisa? – Eu perguntei tentando sorrir e mostrar que estava bem

- Sim, Luna preciso que venha ver uma coisa – Ele diz serio então sem hesitar eu o segui até o escritório do papai

Assim que entramos Jimin fechou a porta e se dirigiu até uma gaveta fechada com código de segurança abrindo-a e pegando um envelope, uma pasta e um DVD com o nome do Jimin e o meu

- Você acha que tem alguma coisa relacionada à morte deles? – Eu perguntei engolindo o choro que queria vir

- Com certeza – Ele diz e em seguida coloca o DVD no aparelho e então eu vi meu pai na tela  

Kim Kang-Dae, mensagem de vídeo para minha filha e Park Jimin.

Luna se você estiver vendo isso significa que eu já não estou do seu lado, me perdoe por não poder mais estar com você e sua mãe e protege-las como devia e agora deixar esse fardo nas costas do Jimin, tudo isso que está acontecendo é algo que ninguém podia evitar já que desde que cresci na vida tenho muitos inimigos, descobri que o hospital estava sendo roubado por algum funcionário como você bem sabe e acabei descobrindo quem era e demiti, porém o que eu não contava era que isso fosse algo maior do que isso, o hospital não só estava sendo roubado como também os projetos e estudos que nós faziam estavam sendo vendidos para fora do país e o comprador é dono de uma das nossas concorrências na Itália.

 Lorenzo Bertolazzi é o nosso concorrente e também deputado da Itália, com o nosso sucesso acabou despertando a inveja e ira dele e as consequências é o que está acontecendo agora, todos sabem o tipo de homem que ele, porém como a policia não tem nenhuma prova ele continua impune, mas enfim é uma longa historia que eu não posso contar agora.

Meu proposito nessa mensagem por vídeo é lhe passar instruções, deixei além desse DVD um envelope e uma pasta e quero que cuide bem desses itens, pois irá ajudar você e sua mãe, a pasta contém provas contra Lorenzo Bertolazzi que eu com ajuda da sua mãe conseguimos e se eu estiver morto agora é por causa disso, essa pasta quero que você entregue para o FBI, dentro do envelope tem um número de telefone e identidades dos agentes que estão cuidando desse caso no qual você irá entregar a pasta, em hipótese alguma é para entregar para outra pessoa que não seja eles, dentro do envelope também tem identidades e passaportes falsos para você e sua mãe caso vocês não entrem no programa de proteção a testemunhas.

Por fim quero pedir ao Jimin que cuide de vocês duas como se fosse a família dele, eu sei que talvez eu esteja fazendo-o carregar um fardo muito grande, mas ele é o único em quem eu confio vocês, Luna cuide da sua mãe e cuide-se e não se esqueça de que seu pai sempre fez o melhor para vocês duas e que as amo muito.

Depois de o vídeo terminar o único barulho era o meu choro, Jimin que até então estava quieto veio até a mim e me abraçou

- Sinto muito Luna – Ele diz me abraçando e tentando me confortar

Alguns minutos depois eu finalmente consegui me acalmar e pude me recompor, Jimin vendo que estava melhor diz

- Acho que temos que fazer o que seu pai pediu Luna – Ele diz me deixando surpresa, pois também pensei a mesma coisa

- Concordo – Eu digo e me junto a ele na mesa para vê as coisas do envelope, tudo estava bem até Jimin pegar fotos e seu rosto a expressão de surpresa apareceu

- O que foi? – Perguntei e em seguida ele me mostrou as fotos e eu parei surpresa

- Os agentes do FBI, são eles Luna o casal que invadiu a mansão – Ele diz pegando o tablet com as imagens gravadas e comparando com as fotos, porém um pensamento me veio à cabeça se eles são agentes do FBI por que eles invadiram a minha casa?.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, não esqueça de comentar sua opinião isso ajuda bastante no progresso da historia e claro favoritar, muito obrigada se você leu até aqui e até o próximo!

^_^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...