História Meu inimigo Suga - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Ação, Drama, Romance, Suga
Exibições 123
Palavras 786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo, não tenho mais nada pra falar, é só isso mesmo.
#semassunto

Capítulo 5 - A carta


Fanfic / Fanfiction Meu inimigo Suga - Capítulo 5 - A carta

Capítulo anterior:

Vi uma carta na bolsa do do meu irmão, estava escrito na parte de fora da carta que era para me entregar...

- Você leu direito?

- Sim, ta escrito que é pra você, toma - falou ele e me entregou a carta

Peguei a carta, abri e comecei a ler.

Carta:

Zoeestarei te esperando depois da aula na sala 25conto com sua presença.

- E... - falou meu irmão esperando mais alguma coisa da carta.

E o que? não tem mais nada na carta.

Como assim? a carta é anônima?

- Se eu falei que não tem mais nada, é.

Quem você acha que mandou essa carta?

- Yoongi, não é lógico? quem mais seria?

- E você vai?

- Não, quer dizer... não sei, talvez.

Alguém bateu na porta e Jin foi lá abrir, era Jungkook e o J hope.

Oi Jin, você ta sabendo da festa que vai rolar lá na casa do Taehyung? - falou o Jungkook assim que se sentou no sofá.

Eu não vou poder ir. 

- Não?

- Vou estar ocupado essa semana.

- Ta, mas não foi por isso que a gente veio aqui - falou J hope

- E qual foi o motivo?

- Além da sua comida?... - não escutei o resto porque o J hope sussurrou no ouvido do Jin

- Entendeu?

- Entendeu o que? eu não ouvi - falei

- Nada não, era só besteira - falou Jin

Resolvi ir na casa da minha amiga, por que a conversa estava meio entediante 

---- Na casa de minha amiga ----

Bati na porta e nada, então resolvi me sentar no degrau da escada quando vejo alguém familiar passar na causada, era o Jimin.

- Jimin - falei e ele logo se virou e olhou pra mim.

Zoe? o que você faz aqui?

- Eu? eu estava tentando falar com minha amiga Sun mas... ela não ta.

- E...

- E eu queria saber se você sabe o que aconteceu com ela, por que desde quando agente fez a viajem do Brasil pra cá, eu não vi mais ela.

- Ela ta trancada ai faz dois dias, é só isso que sei.

- Ta 

- Sobre o que você ia conversar com ela? - falou ele se sentando do meu lado

Que curioso, mas já que eu não consegui falar com ela tudo bem - falei e logo após tirei a carta do bolso da minha calça - era sobre isso.

- Uma carta? - falou  ele pegando a carta e logo depois que terminou de ler continuou - quem te mandou essa carta?

- Não sei, tava lá na bolsa do meu irmão, eu suspeito que tenha sido o Yoongi.

- E você vai?

- Talvez.

- Eu não sei se foi ele que mandou essa carta, mas mesmo assim tome cuidado, agora eu tenho que ir ou eu vou me atrasar.

- Onde você vai?

- Me encontrar com minha alma gêmea.

Hummm... sinto que tem alguém apaixonado aqui.

- Tchau Zoe - falou ele se levantando

- Tchau e boa sorte.

---- No dia seguinte depois da aula ----

Fiquei pensando se ia ou não até a sala 25, acabei decidindo ir ( a curiosidade era muita ), chegando lá, vi Yoongi sentado em cima de uma carteira, fui até ele e falei.

- ​Eu sabia que tinha sido você.

- Eu o quê? - falou ele desentendido

- Que mandou essa carta - tirei a carta do bolso da calça, e ele pegou a carta da minha mão

Não pode ser, como eu sou burro - falou ele assim que leu

- O que foi? - falei sem entender nada.

Yang, não fala nada, só leia isso - falou ele tirando outra carta do bolso e entregando a mim

Que? armaram pra gente? - falei assim que li a carta.

Já era tarde demais pra sair daquela sala porque assim que eu percebi que era armação a porta da sala foi trancada.

- Quem foi  que escreveu essas cartas? quando eu souber, eu vou pegar a cabeça do individuo e ralar no asfalto -  falei estressada apos ver as portas serem trancadas.

- Essas letras... eu já sei quem foi.

- Quem?

- Não posso dizer, eu mesmo quero matar ele.

- Por que nos trancaram aqui?

- Não é obvio? querem que agente faça as pazes.

- É... eu acho que eu vou morrer aqui na sala de tanto esperar a porta ser aberta, por que eu já sei que a gente não vai fazer as pazes mesmo.

- Você nem tenta fazer a pazes.


Notas Finais


até o próximo capítulo, bjs e fui :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...