História Meu Irmão Gêmeo - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers, Ozmafia!!
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers, Ozmafia!, So Komori, Yui Komori
Visualizações 53
Palavras 1.632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O que minha pessoa está fazendo postando cap a essa hora? Kkkkk

Capítulo 11 - Você se parece com...ele?


Fanfic / Fanfiction Meu Irmão Gêmeo - Capítulo 11 - Você se parece com...ele?

( VISÃO SO )

Apoiei meu corpo em qualquer canto respirando fundo. Minha respiração estava pesada, assim como meus batimentos cardíacos que não paravam de acelerar. Mas eu não me importo com isso.

Caramia: Parece que vencemos aqueles fedelhos. Você está bem, So?

Caramia estava ao meu lado, mirando sua arma em algum lugar da superfície, para ter certeza de que eles haviam ido embora. Tudo o que estava a nossa frente, era fumaça e mais fumaça. Como ele consegue enxergar assim?

Axel: So, responda.

Axel deu um tapa de leve em meu ombro me desligando de meus pensamentos e preocupações. Eu olhei para os dois respirando fundo.

So: E-Estou... Bem... Eu acho que estou. Minhas energias estão esgotadas! 

Axel: Nem me fale. A nossa também está se esgotando. E aos poucos vamos virar...

Ouvimos um palavrão de Caramia. Um tipo de aura brilhante estava o cercando.

Caramia: Droga... Vamos logo embora antes que eu vire aqui!

Concordamos e pegamos nossas armas para sair do local. De todos, acho que estavam mais cansados era eu e Subaru. O albino resmungava a cada passo que dava andando ao lado de Shu que parecia não se importar. Ambos estavam sujos de sangue. Pergunto-me se são deles ou não.

Já Ayato, saiu do local sem sequer trocar uma palavra com a gente. Ele parecia furioso. E eu me sinto culpado por levá-los comigo para a guerra! Eles são importantes para a Yui! Eu nunca deveria ter feito isso mas... Precisávamos de forças!

Tudo o que eu mais quero e voltar e ver onde ela está.

E dar um abraço apertado na minha garota...

( VISÃO ??? )

???: Droga! Mais um fracasso! Soquei a parede irritado. Já é a décima quinta vez que isso acontece! Estou farto! 

Scarlet: Se acalme Hamelin... Scarlet falou baixo para eu ouvir. O mesmo olhava para os lados não deixando eu ver seu rosto.

Hamelin: O que você tem ai? 

Scarlet: Não é nada. Para falar a verdade eu gostaria de estar em outro lugar nesse momento. Resmungou.

Eu dei uma risada fraca seguida de Gretel que estava ao nosso lado.

Hamelin: Enquanto você estiver sob o meu teto e comando, lhe digo que terá que obedecer minhas ordens.

Scarlet: Eu não falei nada do que você está pensando Hamelin-sensei.

Eu odeio quando ele faz essa expressão.

Essa maldita expressão para me irritar.

Hamelin: Melhora essa cara a não ser que queira sentir o calor do chicote nas suas costas! O puxei pela gola da camisa. Você queria estar lá não é?! Com aqueles professores de merda da Academia Oz!

Scarlet: Eu nunca falei- O interrompi.

Hamelin: Cale a boca Grimm maldito. Você nunca mais vai os ver novamente. Pare de pensar besteiras! Você é um Grimm e não um Oz! Me entendeu?! Aproximei o meu rosto do seu. Senti a sua temperatura baixar, ele estava de olhos arregalados. Soltou um "Tsc" com a boca e se soltou de mim bruscamente.

Scarlet: Eu nunca me esqueci disso. 

E saiu dali.

Esse garoto é tão irritante. E lembrar do sufoco que eu tive para ter ele ao meu lado. Ele nunca vai mudar.

Eu sei que em sua mente, ele queria estar com eles...

Ser um Oz novamente.

Mas tudo mudou desde aquele dia...



"Caramia-sensei, Axel-sensei! Kyrie-sensei! Me tirem daqui por favor!"


Scarlet:.....Tsc. Que besteira.


( VISÃO YUI )

Caesar fez a "gentileza" de me acompanhar até a Mansão. Depois das mil e umas frases de: "Por favor Caesar-san! Eu estou com medo!" Ele me acompanhou.

Medo de que? Na verdade, sinto que essa vila e pequena cidade por onde eu caminho está se tornando perigosa. Desde aquele dia que tentaram me matar. Mas será mesmo que aquela bomba foi direcionada para mim? Essa dúvida fica em minha mente. O So vive a mais tempo que eu aqui, tenho minhas dúvidas sobre ele mas acredito que elas serão respondidas brevemente.

De qualquer forma o perigo está cercando todos nós. Salamaki e Oz. 

Ayato...

Como eu conseguia ouvir sua voz? Sendo que ele estava tão distante.

Ele está tão distante de mim agora..

"Você é minha."

Nunca mais ouvi essa frase saindo de sua boca. Assim como as mordidas se cessaram. Os irmãos também começaram a ficar mais distantes. Eles estão apenas atuando para So dizendo ser alguns conhecidos que me acolheram. E eu sendo controlada o tempo inteiro...

Por causa do meu irmão gêmeo.

Para protegê-lo...

Quer saber?

Eu não me importo.

Sinceramente eu não me importo. Aquela Yui que eles conheceram, está mudando aos poucos. Eu nunca mais serei a mesma de agora em diante. Eles podem ter planos para comigo, mas eu também sei jogar esse jogo.

Sakamaki,

vocês vão sofrer como eu sofri.

-- Chegamos!! 

Ouvi uma voz um tanto familiar vinda do Hall de entrada da casa. Eu me levantei do sofá ansiosa, apertando mais e mais a minha mão contra o meu peito. Eu dei o sinal para Caesar sorrindo. Eles chegaram!

Caesar se levantou ficando ao meu lado. Como será que eles estão? Estão feridos? Eu estou preocupada!

"Pelo menos nesse assunto eu não mudei."

Logo passos largos foram ouvidos. Eles entraram na sala e minha visão se direcionou ao So. Eu corri até ele o abraçando fortemente. Ele está bem! Assim como os outros! Feridos mas estão bem! Que bom!

Yui: Graças a Deus! Beijei sua bochecha. Vocês estão bem!

Subaru: Até que não foi tão difícil. Subaru largou a arma no chão se encostando na parede.

Shu: Vai manchá-la de sangue. Alertou Shu quanto as roupas do albino. Ele rapidamente se desencostou mas a marca tinha ficado. ...

Reiji: Que situação difícil tivemos que passar! Reclamou Reiji. Este estava sem seus óculos, por ter os tirado na hora da "Guerra".

Kyrie: Mas já voltaram? Que rápido! Kyrie chegou já dando aplausos, com seu típico sorriso de sempre acompanhado de Laito.

Laito: Certamente. Concordou.

Subaru: Vocês tem ideia de quanto tempo tivemos que passar?!

Reiji: Foram cinco horas!

Kanato: Para mim, ainda é um tempo pequeno. Não é, Teddy? 

Kanato tinha "brotado" sentado no sofá falando com Teddy. O que fez Caramia se assustar um pouco. O mesmo estava suando mais que o normal, e uma coisa azulada o envolvia. O que é isso? Que estranho.

Falando nele, este estava com uma cara diferente. Já imagino para que seja. Tenho que falar com ele e exclarecer tudo o que tem acontecido. Meu coração também dava palpitadas de desespero e preocupação por ele.

Eu me silenciei a partir desse momento. Eles começaram a trocar diálogos uns com os outros, Laito não parava de lançar olhares mortais para Caramia que devolvia em uma troca.

Ayato não estava entre eles. Onde ele está? Para onde ele foi? Me atrevi a perguntar para o moreno chamado Reiji, mas este virou-se de costas saindo do local de cara fechada.

Caramia andou até mim, para me puxar para fora dali, mas foi impedido por So que tinha me dado um abraço apertado.

So: Yui! Como você está? 

Yui: Am... E-eu estou bem. Mas por que você me prendeu aqui So?! Eu deveria ter ido a "Guerra" com vocês!

So: Sinceramente... O meu tesouro sagrado não pode correr riscos assim. Devo estar sendo dramático mas você é mesmo de grande importância para mim.

Eu corei levemente.

So: Venha! Quero conversar com você em outro lugar!

Ele falou pegando em minha mão sorridente. 

Subimos as escadas e fomos para o meu quarto, eu me sentei na cama enquanto So permanecia em pé.

Yui: Não vai se sentar?

Ele apontou para o seu estado.

Yui: Eu não ligo. Eu não tenho nojo de você. Vem anda. O puxei para se sentar ao meu lado. Como foi a "Guerra"? Vocês usaram mesmo as armas? Você matou alguém? Quem ficou mais ferido do grupo? Vocês venceram? Como eles eram? 

So: Nossa! Você é mesmo curiosa! Até demais pra lá.

Yui: E-Etto... Desculpe.

So: Não peça desculpas! Haha! Você se parece mesmo com... Ele parou de falar de repente.

Yui: Com...?

So: N-Ninguém especial! Levantou os braços. Então! Não quer saber como foi a "Guerra"?

Yui: Sim.. Falei. 

Quem é "ele"?

No fundo eu tinha um pouco de curiosidade pela sua penúltima frase. Mas decidi que ficar calada. 

( ALGUM TEMPO DEPOIS... )

Yui: Então é aqui mesmo? Perguntei para o loiro preguiçoso e o garoto arroxedo que estavam junto de mim.

Estamos em frente a um estabelecimento do qual, So tinha me revelado. Revelado o que? Não tem quando ele sai para resolver negócios? Haha! É exatamente em uma pequena lanchonete! Que ele mesmo fundou junto de Caesar-san. Como estava com receio de vir sozinha, Shu-san e Kanato me acompanhavam. (Só porque eu disse que tinha comida. Haha.)

Shu: Sim. Pelas cordenadas é sim.

Kanato: Tem doces mesmo Yui-san?

Yui: Sim! Sim! Agora quem está cuidando do posto é outra pessoa, mas com certeza So-san irá vir aqui para nos servir. 

Kanato abriu a porta lentamente enquanto caminhávamos para dentro.

Até que aqui é divertido! Tem muitas pessoas nas mesas e parece um lugar calmo. Todos com um sorriso em seus rostos! Isso me alegra e me deixa tranquila. 

Shu foi o primeiro a se sentar enquanto eu ainda estava parada olhando o lugar.

Shu: Não vai vir? Ele pergunta.

Kanato: Yui-san fica impressionada com coisas tão patéticas, Teddy.

Yui:...Eu me sentei.

???: Posso ajudá-los? Meu nome é Meiko e sejam bem-vindos.

Yui: E-eu sou a irmã gêmea de So. Prazer.

Meiko: Oh! Bem que eu tinha notado semelhanças! Ela me olhou da cabeça aos pés.

Shu: Nós queremos- Foi cortado.

Meiko: Não precisam dizer nada! Prepararei o melhor banquete para vocês!

Kanato: Eu quero doces!

Meiko: Claro! Isso também! Tudo pela irmã do meu chefe! Ela saiu andando. Nem deu tempo de eu agradecer.

Shu: Nossa. Que sortuda. Só porque você é irmã do chefe, ganha os pratos principais de graça.

Yui: D-de graça?

Shu: Claro... "Tudo pela irmã do meu chefe!"

Eu corei de leve.

Yui: S-Shu-san não diga isso. Eu não sou tão importante e....

"Psiu"

Yui:...?

Shu: E...?

"Psiu!"

Eu me levantei.

Yui: Com licença garotos. Eu vou mais volto rapidinho.

Kanato: Onde você vai? 

Yui: Até mais rapazes!

Eu sai da lanchonete.

Enquanto eu caminhava. Uma mão havia me puxado, me prendendo contra parede violentamente.

Yui: Mas o que...

Caramia: Vai me explicar o que tá acontecendo? Ele segurava meus pulsos. Eu ainda não me esqueci daquilo Komori.



Continua...










Notas Finais


Ah! Gente! A "Guerra" que vocês esperam ainda vai acontecer! Ela não acabou! Aguardem!
As tretas ainda estão para acontecer!
Até o próximo cap!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...