História Meu Kookie - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Jungkook
Exibições 53
Palavras 827
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente mais um cap pra vocês
Espero que gostem.
Mil beijinhos e boa leitura.
Perdoem qualquer erro.
Sem mais delongas...

Capítulo 26 - Dois biscoitos e muito mistério


Fanfic / Fanfiction Meu Kookie - Capítulo 26 - Dois biscoitos e muito mistério


~Luna ON~
Os dias se passaram e tudo corria bem, Gabi e NamJoon estavam quase namorando, Bia e Tae sem tomar iniciativa em relação a eles,  os garotos e animados e como sempre e... Jimin e a Chiwawa estupida namorando. Sim! Infelizmente eles estavam namorando o lado bom é que ela já tinha voltado pra casa, enfim os garotos estavam com a agenda lotada, estava cada vez mais difícil ter um tempo só pra mim e o Kookie mas compreendia e ficava feliz por eles.
Agora eles estão no Japão e irão passar uma semana lá.
Eu estava finalizando o trabalho para depois ir a cafeteria de sempre quando um rapaz entra na sala em que eu estava me fazendo derrubar todos os papeis que eu estava segurando no chão devido ao susto.
(???): - Me desculpe, eu não queria te assustar.
Ele falava coreano perfeitamente bem mas tinha um sotaque, ele não tinha uma aparência típica de coreano então ligeiramente deduzi que ele é um estrangeiro.
Me abaixo para pegar os papéis.
(Luna): - Não se preocupe.
Ele se abaixa e me ajuda a recolher os papéis. Ele é um rapaz bonito, alto, pele clara mas ainda assim mais bronzeada que a dos coreanos, cabelos loiros e olhos castanhos. Seu cheiro era muito bom, o que me faz lembrar o que Tae disse o mesmo a mim quando cheguei aqui. O sorriso é instantâneo.
O rapaz para de pegar os papéis no chão e fica me observando, ele estava com uma cara de assustado, o que me preocupou bastante.
(???): - V-você... Como você se chama.
(Luna): - Me chamo Luna.
(???) : - E-Eu tenho que ir. Até mais.
Ele sai antes que eu possa dizer ou perguntar alguma coisa, não entendi absolutamente nada. Arrumo os papéis e saio rumo a cafeteria.
Incrível como aquele lugar só me deixa com mais saudade do Kookie.
(Sook): - Olá! JungKook ainda não chegou do Japão?
(Luna): - Não, ainda tem uma semana lá. – Suspiro pesadamente.
(Sook): - Não se preocupe Luna, vai passar logo.
(Luna): - Espero que sim. – Lanço um olhar agradecido a Sook.
(Sook): - Me conta, como está o J-Hope?
(Luna): - Animado como sempre. – Digo rindo.
(Sook): - Bom, vou trazer seu pedido, o de sempre né?
(Luna): - Sim, o de sempre.
Sook sai e eu me perco em meus devaneios, sou despertada minutos depois pela mesma.
(Sook): - Aqui está.
(Luna): - Acho que você errou o pedido Sook, este não é o de sempre. – Digo em um tom de brincadeira.
(Sook): - Sem chances senhorita, é o de sempre mas alguém pediu para adicionar isso.
Realmente era o de sempre, o que tinha de diferente eram dois  biscoitos de polvilho.
Eu amo muito biscoito de polvilho e faz muito tempo que não como um desses, aqui na Coréia não era nada fácil achar biscoito de polvilho tanto que nunca mais tinha visto um depois de chegar aqui, na verdade a ultima vez que comi eu tinha 13 anos e estava saindo de Minas Gerais para São Paulo.
~FLASHBACK ON~
(Luna): - Eu vou sentir muita saudade sua Otto. – Digo já chorando.
Otto foi o melhor amigo que tive em Minas Gerais, nós éramos realmente muito grudados, éramos como irmãos, sabíamos todos os segredos um do outro.
(Otto): - Não fica assim Luna. A gente vai se ver outra vez eu te prometo. – Diz com um sorriso meio triste no rosto.
(Luna): - E quando nos vermos de novo você fara biscoito de polvilho pra mim. Muitos e muitos.
(Otto): - Sim, irei aprender só pra fazer bolinhos pra você, mas enquanto esse dia não chega  vamos comer esses que minha mãe fez.
(Pai): - Luna! Vamos, a viagem será muito longa.
(Luna): - Adeus Otto, você sempre estará em meu coração. Meu melhor amigo de todos.
Abraço ele e saio em direção aos meus pais que estava se despedindo dos vizinhos. Depois que eu estava distante
(Otto): - Luna! Eu quero te dizer que...
 Otto me disse algo, eu não pude compreende porque já estava distante, e quando eu ia pedir pra que ele repetisse meus pais me chamaram.
Fui embora com dois biscoitos de polvilho na mão e sem saber o que Otto me disse.
Depois daquilo eu e Otto perdemos contato.
~FLASHBACK OFF~
(Luna): - Sook vocês não fazem esse tipo de biscoito aqui na cafeteria não é?
(Sook): - Não, não fazemos.
(Luna): - Mas como ele veio parar aqui?
(Sook): - Como eu já disse, me pediram pra adicionar eles ao seu pedido. Eu não ia fazer isso mas ele realmente insistiu muito, praticamente implorou Luna.
(Luna): - E quem foi?
(Sook): - Foi aquele rapaz ali. – Ela aponta com o dedo para um dos bancos que ficam no balcão, que se encontrava vazio. – Nossa, que estranho ele estava ali agora pouco.
Quem será que mandou esses biscoitos? Pergunto a mim mesma. Será que? Sem chances.
 


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...