História Meu loiro e Minha morena - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Menma Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Mito Uzumaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion
Tags Hinata, Hyuuga, Meu Loiro, Minha Morena, Naruhina, Naruto, Uzumaki
Visualizações 120
Palavras 1.691
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí pessoal! Capítulo fresquinho pra vocês, espero que gostem ^-^
Obrigado aos novos favoritos e comentários! Boa leitura! ❤

Capítulo 19 - Pai vs filha?!


Nova York, 23:30 da noite: Domingo.

Povs: Naruto ON

Acabamos de chegar na nossa terra natal, estou muito preocupado com a Hina, ela veio abraçada comigo o vôo todo, será que o pai dela irá proibi-la de namorar? O que mais me preocupa é o bem estar dela.

Chegamos, pegamos um táxi que levou direto, a morena, para sua casa. Nos despedimos com um breve beijo e ela entrou dentro de sua casa. 

Posso parecer durão, com algumas coisas, mas nesse momento estou super preocupado com a Hina e comigo mesmo, porque obviamente que eu vou ter que levar uma bronca do Hiashi.

Pedi para o táxi me levar em casa, estou vendo que a noite, ainda, será longa, para mim e principalmente pra morena que vai aturar as especulações e broncas de seu pai.

Chegando em casa fui recebido por uma cabeleira ruiva, minha mãe, não muda mesmo. Ela me deu um longo abraço e logo em seguida Naruko, que também estava me esperando.

- Você está bem filho? 

- Por em quanto sim, mãe! Porém estou preocupado com a Hina.

- Como foi o domingo de vocês? Tiveram tempo de aproveitar? - perguntou Naruko. Minha vontade, sinceramente, era pegar minhas coisas e ir pro meu quarto dormir, mas sei muito bem que todo mundo quer saber dessa história de eu e a Hina estarmos namorando.

- Foi bem aproveitado! Quando Hiashi ligou, estávamos no parque namorando.

- Então é verdade? Vocês estão namorando mesmo? - especulou mamãe.

- Sim mãe!

- Por que você não dão um pouco de espaço pro Naruto? Ele acabou de chegar! - exclamou meu pai, na frente da porta olhando com um sorriso para mim. - entre filho, coma alguma coisa se estiver com fome, e depois iremos conversar.

- Valeu pai. - sai de perto delas que já estavam locas para saber mais detalhes.

Entrei e coloquei minhas malas em um canto da sala, sabia muito bem que não conseguiria dormir em paz, sem antes, responder todas as perguntas da minha mãe e irmã. Tirei meu tênis ficando descalço, sentei no sofá e esperei que todos entrassem.

- Não quer comer nada Naruto? - perguntou Luiza, a empregada da família.

- Não obrigado. - quando vi que todos estavam sentados perante mim, suspirei e resolvi comessar. - Então o que querem saber?

- De tudo né filho, como foi isso? Quando? E onde?

- Foi ontem a noite. A gente resolveu se render aos nossos sentimentos... - pensei um pouco antes de prosseguir. - teve uma confusão na festa e enquanto todo mundo estava indo embora, eu e Hina resolvemos ir para o jardim, foi quando me declarei para ela. 

- Que confusão? - perguntou meu pai.

- Nada de mais, ouve uma briga, mas conseguimos separa-lá... depois achamos melhor mandar todos embora. - afirmei.

- Mas tudo isso teve a ajudinha de mim e da Hana, que já sabíamos a tempos que eles estavam gostando um do outro. - afirmou Naruko.

- E o que vocês fizeram? - perguntou Kushina.

- A gente bolou um plano, que tinha a finalidade de fazer eles se declararem. Deu certo... nós somos de mais, eu sei! 

- É, mas digamos que isso também teve o "dedo" do Naruto e da Hinata, né?

- Como assim Menma? - perguntei.

- Se vocês se gostam não teria como evitar, o plano daria certo, agora se não se gostassem o plano sairia errado!

- Pobre Hinata, o seu Hiashi saiu daqui muito bravo, disse que não aceitaria o namoro de vocês. - disse mamãe. - Estou muito contente por vocês dois, porém... será que isso vai prestar? 

- Acho que vai sim, Hinata já é adulta e pode tomar suas próprias decisões. - falou papai.

- Mesmo assim me preocupo com ela. Como será que deve estar a casa dos Hyuuga, agora em? 

Povs: Hinata ON

- Hinata, agora que eu estou mais calmo, eu quero que você entenda que VOCÊ NÃO VAI NAMORAR! 

- Eu quero muito mesmo saber o motivo. Namorei por 4 anos e você não reclamou, por quê agora seria diferente?

- Você namoro um babaca, que não prestava eu não aceitei, mas me conformei porque você estava longe. Agora você mora na mesma casa que eu, come a minha comida e veste a roupa que eu pago pra você usar, então eu posso mandar em você e de maneira alguma você vai namorar o Naruto!

- Amor o que você tem contra o Naruto? - perguntou mamãe.

- Nada eu não tenho nada contra, acho ele um rapaz muito legal, porém eu não quero que a Hinata namore, com ninguém! - respirei fundo, aquilo tava me estressando.

- Pois bem, já que o que eu uso é você que paga, vou ir morar sozinha então e pagar minhas próprias contas, daí tudo vai ser meu e você não vai poder reclamar.

- Querida não é pra tanto, seu pai não seria capaz disso, ele só está com ciúmes e...

- Eu duvido! Você não passa de um mês fora de casa e vai querer voltar!

- Dúvida né? Você sempre duvidou, vamos ver então.

- Filha, não sai de casa agora não, dorme esse noite aqui, pra você pensar melhor! 

- Mãe eu não sei se...

- Por favor filha.

- Tá bom! Vou dormir, boa noite!

Subi as escadas e fui direto pro meu quarto, deitei na cama, peguei meu celular e vi várias mensagens do Naruto perguntando como eu estava.

" Boa noite meu amor! Está tudo bem comigo, amanhã na empresa nos falamos. Beijos, amo você♡"

Enviei está pequena mensagem para ele não se preocupar. Estava com raiva de meu pai, eu não tava acreditando naquilo.

 Nesse momento eu acabei de tomar uma decisão, vou mudar dessa casa, no comesso pode ser difícil, porém eu não vou conseguir conviver com meu pai desse jeito. Não iria levar muitas coisas, peguei uma mala e comessei a colocar as minhas roupas preferidas. Voltei para minha casa, com o objetivo de recomessar, se meu pai vai me impedir o melhor a se fazer é sair daqui. Derepente alguem bate na porta, será que é a minha mãe? Fui abri-la e tive uma leve surpresa.

- Ah Neji, entre.

- Oi mana como está?

- Com um pouco de raiva, mas passa. - falei arrumando as roupas na mala, enquanto Neji senta em uma cadeira.

- Então é isso? Vai morar sozinha?

- Vou sim, papai não me entende, eu já tenho 20 anos e ele quer decidir as coisas por mim... sabe o que eu acho? Que vai ser até bom pra mim.

- Vai vir nos visitar?

- Pretendo, se ele não reclamar por causa disso, eu venho sim.

- Eu... - ele pensou um pouco antes de prosseguir. - Eu tô namorando, já faz 5 meses. - Não creio, Neji namorando? Eu nunca imaginei isso, ele sempre foi tão na dele, por isso que ele é o filho preferido do pai, mas acho que estou enganada.

- O pai sabe?

- Não só você, nem a Hana sabe, estou pensando em dizer pra ele, mas agora com isso tudo já não sei.

- Acho melhor você esperar um pouco, espera as coisas se acalmaram, daí você conta. Mas me diz, como você faz pra ver ela?

- Eu invento uma desculpa pra ele e vou, papai tem um plano de futuro pra cada um de seus filhos, porém nada está adiantando, você quer namorar, ele não queria isso, Hana é muito arteira, teve uma época que ela estava fugindo a noite de casa pra ver o seu "namorado" papai acabou descobrindo e colocou alarme na casa. O único que ele vê esperança sou eu, não quero decepcionar.

- Você não vai decepcionar, papai quer as coisas do jeito dele, não deixe isso acontecer com você, seja você mesmo e não o que o pai quer que você seja.

- Obrigada Hina! - ele sorriu e me abraçou.

(...)

No dia seguinte eu acordei mais disposta, porém não mudei de ideia em ralação a sair de casa. Hoje acordei mais cedo, não queria ver meu pai.

 Tomei um banho e coloquei um vestido lilás, que batia nas minhas coxas, ele era bem simples mesmo, passei somente base, rimel e um batom rozinha, coloquei uma sandalha sem salto; hoje eu não queria trabalhar iria procurar uma casa pra mim morar. Desci as escadas, e as únicas pessoas que vi foi minha mãe e a empregada, peguei uma maçã a qual comi rapidamente. Fui direto pra empresa no meu carro.

Chegando lá peguei o elevador e fui para a sala do Naru, encontrei meu loiro revendo papelada em sua mesa.

- Bom dia meu amor. 

- Amor! - ele levanta e vem me dar um beijo seguido de um abraço. - como foi lá?

- Meu pai está irredutível, não quer de jeito nenhum deixar eu namorar, a gente brigou e resolvi morar sozinha.

- Tem certeza disso amor?

- Absoluta, não dá pra viver com ele, ele acha que pode me mandar só por que eu moro na mesma casa que ele e uso o dinheiro dele. Sem condições, preciso de uma casa urgente. Será que posso ficar sem trabalhar hoje, pra resolver isso?

- Claro mor, podemos almoçar juntos? 

- Sim, venho fazer almoço aqui, pode ser?

- Tá bom, vou te esperar. - ele me dá um breve beijo e eu saio para procurar a minha futura casa.

(...)

Uma manhã inteira procurando e nada de casa, quando fui olhar no relógio já eram 11 horas, corri para a empresa. Cheguei lá e vi tia Kushina, que veio correndo me cumprimentar.

- Olá querida como vai?

- Vou bem tia e a senhora?

- Bem também. E o seu pai? O que rolou ontem?

- Ele ficou bem bravo... não quero falar sobre isso agora tia, depois a gente conversa pode ser?

- Claro querida,vá na minha casa qualquer hora dessas. Até mais!

- Até!

Peguei o elevador e subi para o último andar, iria fazer de almoço espaguete. Cheguei rapidamente na sala e quando olhei para a mesa do loiro vi uma visita nem um pouco esperada. 

Uma loira, que usava um vestido do tamanho da calcinha dela. Ela tava praticamente se jogando pra cima dele, que nem as outas fazem pra ganhar dinheiro. Quem será aquela vagabunda? Ah, mas o Naruto vai ter que me explicar. 

Abri a porta bruscamente e já tratei de perguntar:

- O que tá acontecendo aqui?


Notas Finais


Vixi o Naruto vai ter que ter uma boa desculpa pra isso >_< quero teorias...
O que acharam? 🤔
Desculpa os erros galera, faz parte hahaha!
Até o próximo!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...