História Meu Maldito Professor de Música - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jungkook, Rap Monster, Suga
Tags Bottom Yoongi, Namseok, Sukook, Top! Jungkook, Yoonkook
Visualizações 106
Palavras 1.717
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Eu simplesmente não acredito que aceitei essa aposta idiota. O legal é que eu estou ferrado de qualquer jeito. Como eu vou pegar o professor de música? Ash, maldito Jimin! Aceitei essa aposta achando que eu podia escolher, por exemplo, o professor de literatura.

Se bem que o professor de inglês está muito próximo dele utimamente…

Sinceramente, Jimin tinha que escolher justo o professor que me odeia, aquele diabo chamado Min Yoongi. O cara pega no meu pé a aula inteira, só porque eu taco um foda-se pra aula dele. E pra piorar, é justo o meu crush. É, eu tenho um crush no professor que me odeia, me julguem.

E falando no diabo, olha só quem está entrando na sala.

Jimin me encarou com um sorriso de canto quando viu o maldito, e o pior nem é isso, é que esse papel ambulante é lindo pra caralho! Ele é menor que eu e possuí traços delicados. Sério, se ele se vestisse de mulher, dava pra dizer que era ela. Ele é pálido e tem um lábios fininhos que dá vontade de morder.

- Sr.Jeon, está prestando atenção?

- Claro professor, só 'tá um pouco difícil.

- Por que? Qual a sua dificudade? - Sorri de canto. Não posso perder essa chance.

- Essa sua raba professor, 'tá tirando toda a minha atenção da aula. - Meu Deus, ele corou.

- Sr.Jeon, se dirija para a diretoria.

Bom, o máximo que pode acontecer é eu ficar de detenção depois da aula, e já que ele que tinha me mandado pra diretoria, eu ficaria com ele na sala de detenção, o que significa que ficaríamos sozinhos. É uma ótima chance.

••••••

Como previsto, fiquei de detenção.

Eu já estava na sala, sentado em meu lugar, quando o papel ambulante entrou. Achei meio estranho ele trancar a porta, mas cada louco com suas manias, né?!

Ele colocou seu material sobre a mesa, e ficou na frente dela com as duas mãos apoiadas no móvel. Estava olhando pra mim fixamente e sério, eu apenas sorri pra ele. Se aquela era uma tentativa de me intimidar, não estava dando certo.

- Então, por que disse aquilo? - Ele foi o primeiro a se pronunciar.

- Aquilo o quê? - É óbvio que eu sabia do que ele estava falando, mas por que não provocar?

- Falou da… da minha bunda. - Assim eu não aguento! Pode isso produção? Um Yoongi corado bem na minha frente. Preciso de mais.

- Por que eu sou contra mentir, e gosto de apreciar o que é bonito. - Eu consegui, fiz um papel virar um tomate, sou um puto de um mágico cara.

Me levantei devagar indo em sua direção. Fiquei de frente pra ele, e eu - mesmo sem querer - o intimidei, já que ele se encolheu nem que minimamente, mas se encolheu.

Eu não resisti, peguei seu queixo com uma das mãos e o levantei minimamente, somente para ele me encarar e selei nossos lábios. Foi só um selinho e eu, sinceramente, achei que ele ia explodir, por que não parava de ficar vermelho. Deslizei minhas mãos pelas suas costas, parando só na sua bunda, dei uma leve apertada, comecei a beijar seu pescoço e dar leves chupões.

- O que você acha da gente brincar um pouco, professor? - Disse, na curva de seu pescoço.

Com certeza ele não ia aceitar, era meu professor, ele não iria cair tão fácil nas minhas provocações.

Ele deu um leve suspiro.

- 'T- tá. - Ha, eu já sabia…. Não, espera, o que? Ele aceitou? Meu deus, foi mais fácil do que eu pensei.

- V-você 'tá falando sério?

- Sim, por que não? - Ele me olhou meio tímido. Ai cara, ver o Sr.Min todo tímido assim estava me matando.

Novamente o beijei, pedi passagem e aos poucos ele foi cedendo. Não era um beijo agressivo nem muito carinhoso, era mais um beijo de reconhecimento, mas aos poucos eu fui intensificando o toque enquanto sentia o seu corpo amolecer aos poucos. Eu estava no controle, essa ideia de alguma forma me animava.

Coloquei minha mão por baixo da sua blusa, acariciando seu abdômen até chegar nos seus mamilos, aquela área que com certeza eu ia dar bastante atenção. Retirei minha mão de lá e o ajudei a tirar a blusa, assim me dava mais espaço pra "trabalhar".

Joguei sua blusa em um canto qualquer da sala e comecei a brincar com aqueles círculos meio rosados. Passei meus dedos em círculos, as vezes dando umas leves puxadas e em resposta recebia gemidos. Sinceramente, o melhor pagamento! Substituí minha mão direita pela minha boca e comecei a chupar aquele círculo.

- Jungkook, por favor….A gente tem, ah, pouco tempo.- Ele disse, entre gemidos.

Comecei a massagear seu membro, já aparentemente duro. Ele ainda estava de calça jeans - deve estar apertado - então eu, como o bom aluno que sou, resolvi libertar o membro do meu pequeno professor daquele aperto todo.

Tirei sua calça com cueca e tudo, essas que tiveram o mesmo fim que sua blusa, um canto qualquer da sala. Fiz com que meu lindo professor sentasse na mesa, estava pouco me fudendo com as coisas que estavam em cima. Me agachei, ficando de frente com seu membro.

- Achei que fosse menor. - Disse, pegando o seu membro e começando movimentos torturosamente lentos.

- Não... Não é só porque sou pequeno que meu pau também tem que ser pequeno… e vai se fuder, Jungkook . - Dei uma risada de canto aumentando a velocidade dos movimentos da minha mão.

- Não vou, porque eu vou fuder você.

- No momento eu estou.….duvidando disso. - Ele está me desafiando? É isso mesmo produção?

Enfiei três dedos na boca dele, enquanto mantenho a outra mão o masturbando. Eu ia fazer tudo com carinho, mas quem mandou me desafiar, hein?

Quando senti que meus dedos já estavam bem lubrificados com a sua saliva, os tirei da boca do meu querido professor e enfiei o primeiro dígito na sua entrada, recebendo um gemido de dor. Troquei minha mão que estava em seu membro pela minha boca, enquanto o penetrava agora com dois dígitos e com a mão livre massgeava seus testículos.

Eu sabia que o Sr. Min poderia gozar a qualquer momento com tanto estímulo, porém eu não deixaria ele ter esse prazer agora.

Coloquei o terceiro dígito em sua entrada e ele começou a se contrair em volta dos meus dedos, ele estava tendo pequenos espasmos de prazer.

- Kook, eu vou...- Nem esperei ele terminar a frase e já me afastei quase que totalmente dele. Como eu disse, ainda não era a hora.

- Seu maldito. - Ele reclamou. Eu queria muito rir, mas isso estragaria um pouco o clima, então apenas continuei a dilatá-lo.

- Calma 'prof, eu ainda vou te dar muito prazer hoje. - Afirmei, tirando meus dedos de seu interior. Me livrei rapidamente das minhas roupas e fiz o Sr.Min deitar na mesa. Abri suas pernas, ficando entre elas e me enfiei de uma vez dentro dele.

- AH… SEU FILHO DA PUTA! - Ele gritou. Se tem alguém ainda na escola com certeza ouviu, e minha teoria estava certa, pois poucos segundos depois fomos interrompidos por batidas na porta.

- Yoongi, é você ai? - Alguém pronunciou atrás da porta, pela voz parecia ser o professor de inglês.

- Sim... o que você quer, Namjoon? - Dei um sorriso de canto e comecei a me mover dentro do professor.

- Ah… seu vagabundo, ah. - Ele sussurrou, tentando conter seus gemidos para que o Sr.Kim não ouvisse.

- Você está bem, Yoongi?

- 'Tô.

- Tem certeza? Estou ouvindo uns gemidos meio estranhos. Min Yoongi, você esta se masturbando na escola? Nossa, que feio! - O Sr. Kim tinha uma boa teoria. Yoongi ficou quieto e todo vermelho de novo.

Me inclinei, ficando perto de seu ouvido.

- Não vai responder? - Sussurrei, sentindo ele se arrepiar.

- É, estou….agora, me deixa em paz e vai fuder o Hoseok! - Eu queria dar risada, mas isso nos denunciaria.

- Ash, seu grosso! Não fale assim do Hope! E eu só vou porque eu quero,'tá?! - Depois disso, só ouvi passos se afastando. Eu continuava a me mover num ritmo lento mas forte, cada vez ia com mais força e mais fundo.

- Seu filho da puta .... Você me paga!

- Nossa que medo, haha. O que vai fazer? Tirar a nota que eu não tenho na sua matéria? Comecei a ir mais rápido, fazendo com que ele não conseguisse responder. Seus gemidos eram música pros meus ouvidos. Essa sim é uma música que eu quero ouvir com frequência.

Levei a minha mão pro seu membro, movimentando tão rápido quanto as estocadas. Eu estava indo cada vez mais fundo, até acertar um ponto bem específico dentro do meu professor.

- Ah….. ai, ai Jungkook. - Pela miléssima vez naquele dia, dei um sorriso de canto e dei mais uma estocada forte no mesmo lugar, só pra provocar meu querido Sr.Min.

- Aqui? - Eu sabia que era, mas eu queria provocá-lo muito mais.

- É… é ai…ah. - Voltei ao ritmo anterior, estocando sempre no seu ponto doce. - Ah, Kook, eu vou gozar. - Parei os movimentos da minha mão e coloquei o dedão do buraquinho do pênis, o impendindo de gozar.

- Ah… por que? - Ele questionou manhoso, parecia que ia chorar.

- Pede que eu deixo. - Eu que mando nessa porra! Literalmente...

- P-por favor, Kook….Me deixa gozar…

Comecei a estimula-lo novamente e pouco tempo depois ele gozou. Nesse momento seus músculos se contraíram, fazendo ficar mais apertado do que já estava dentro de sua entrada. Eu não consegui aguentar, gozei dentro do meu professor de música. Saí de dentro dele e sentei na cadeira que estava do lado da mesa.

- Ash, que merda! Sabe o quão difícil é limpar isso?

- Eu não, mas o Sr. pelo jeito sabe.

- Nossa, seu muleque! Da próxima vez, eu que vou te comer, dai você vai ver o quão difícil é. - Olha, então vai ter próxima, gostei da idéia.

- Haha, no meu cu ninguém toca não.

- É o que a gente vai ver. - Ele ainda estava deitado na mesa, só com a cabeça virada pra mim.

Eu tenho que me lembrar de agradecer e cobrar o Jimin depois. Parece que quem vai na festa de formatura vestido de coelhinho não sou eu, não é mesmo? Se bem que se o Sr.Min pedir, eu vou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...