História Meu meio irmão - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Incesto, J-hope, Mençãovmin, Suga, Sugamon, Yoongi, Yoonseok
Exibições 462
Palavras 8.271
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaa pessoinhas o/
Voltei ! Voltei com um novo capítulo dessa coisinha linda aqui u.u
Primeiramente, muito obrigada por todos os favoritos e pelos comentários também, vocês são lindos <3 Ah, e me desculpem pelo numero de palavras kkk smp me empolgo ;-;

Espero que todos gostem e se entretenham lendo kkk Hoje não vou falar muito aqui
Eu quase não consegui posta-la pq estou participando de um projeto de os's e estou com uma em andamento agorinha kkk mas como cheguei num momento nela q empaquei, decidi posta aqui kkk
Mas é isso, até as notas finais

Boa leitura :3

Capítulo 2 - Odeio meu meio irmão?


Alguns dias haviam se passado, HoSeok evitava Yoongi de todas as formas que conseguia, tanto em casa quanto na escola. Depois do que havia acontecido cada vez que olhava para o mais baixo sentia seu rosto queimar. Ele ainda não havia superado e parecia que só piorava de acordo com as vezes que se lembrava. Parecia que a cada vez que pensava se sentia mais estranho.

Estava voltando para casa como normalmente fazia, em sua bicicleta. O fone de ouvido em somente uma de suas orelhas para não lhe distrair totalmente na música. Ao chegar em sua casa, deixou a bicicleta no mesmo lugar e entrou no local. Tudo estava meio agitado, sua mãe andava de um lado para o outro e seu pai ficava olhando e falando coisas que HoSeok não entendi bem.

O moreno falou um “boa noite” e os dois adultos lhe olharam. Sua mãe abriu um sorriso largo e lhe abraçou. Tudo estava muito estranho.

- Que bom que está aqui querido. Você pode cuidar do Yoongi não é? – perguntou com uma expressão, aparentemente, esperançosa e ansiosa.

- Como assim? – perguntou de volta estranhando completamente como a mãe estava falando de seu meio irmão.

- Ele está doente querido, não percebeu que ele não foi a escola?

HoSeok não havia percebido, apesar de não ter visto o loiro por lá.

- Mas enfim, eu estava cuidando dele, mas eu e KangWon temos um jantar com amigos. – o moreno ouvia atentamente e só conseguiu respirar fundo, já pensando que todo seu esforço para se manter longe de Yoongi havia sido em vão. Mas ao mesmo tempo não poderia deixar o meio irmão sem apoio já que estava doente. – Ele está com febre então deixe sempre sua testa com um pano molhado, está bem? Está tudo lá em cima já.

- Okay mãe. – murmurou por fim, sentindo-se derrotado. Ela sorriu e depositou um beijo leve na testa do filho.

Respirou fundo subindo as escadas lentamente, observou a porta do quarto do irmão e decidiu mentalmente que iria lá depois de tomar seu banho. Pegou roupas confortáveis no quarto e foi direto para o banheiro. Sua desculpa era de que estava muito cansado então passou bem mais tempo que o normal de baixo da água morna do chuveiro.

As gotas de água caiam sobre seu ombro de forma majestosa, limpando todo o suor do dia e todas as preocupações – se é que isso era possível. Após secar todo seu corpo vestiu as roupas quentes que iria dormir depois e suspirou ao lembrar-se de que teria que ver como seu meio irmão estava. Sua mente permanecia confusa sobre o loiro e ainda pagava-se divagando em lembranças de coisas que aconteceram. Sentindo até um pouco de raiva de si mesmo.

Pegou sua calça para levar de volta para seu quarto e ao passar pela porta de Yoongi ouviu algo peculiar, um gemido. Mas não um gemido de prazer ou algo do tipo, mais parecia um gemido de dor. HoSeok sem pensar duas vezes abriu a porta para ver o que estava havendo e viu Yoongi encolhido na cama, vestindo roupas de frio. Seus olhos arregalaram-se ao ver a expressão dolorida na face de seu meio irmão, caminhou até o mesmo rapidamente puxou a coberta que estava aos pés do loiro para cima de seu corpo.

- N-Não... está quente... – murmurou o loiro ao sentir a coberta por cima de si. Seus olhos ainda estavam fechados e seu corpo se remexeu. – EunJi... por favor. – suplicou como se sentisse uma dor aguda, mas só fizera uma sobrancelha de HoSeok se arquear.

- Não sou a EunJi e pare de reclamar. – retrucou o mais alto com a voz firme.

Yoongi parou qualquer movimento que fazia anteriormente e com os olhos abertos agora fitou HoSeok. Seus lábios partiram-se como sinal de surpresa e seu corpo foi um pouco para trás.

- HoSeok?

- Sim, minha mãe e seu pai foram em um jantar e ela pediu para eu cuidar de você. – agora sua voz soou mais amena, falando lentamente e olhando Yoongi brevemente, logo desviando seu olhar para algum outro ponto do cômodo.

- Ah... relaxa não precisa eu estou bem. – falou com a voz um pouco baixa e falhada. Era evidente que não estava bem.

- Como assim? Claro que não está bem.

- Você não precisa cuidar de mim HoSeok, está me evitando faz tempo com certeza não quer ficar aqui comigo. – a fala de Yoongi fez o moreno respirar forte e rápido. Aquilo era verdade. Contudo não conseguiria deixar o loiro ali agonizando e não fazer nada quanto a isso, faria o que fosse necessário para ajudar.

- Desculpe Yoongi, eu só... – a voz saiu baixa e um pouco rouca, HoSeok não sabia bem o que dizer para se explicar.

- Sei que está com raiva, mas é só esquecer.

- Não, não estou com raiva.

O moreno disse firme, recebendo o olhar curioso de Yoongi em sua direção. Ele realmente não estava com raiva, mas era exatamente isso que o confundia ainda mais. Ao perceber o olhar de Yoongi em si, retribuiu-o no mesmo instante. Olhando diretamente para a face do loiro. Ele parecia mais pálido que o normal, porém seus lábios estavam mais rosados que da última vez que reparara. A boca pequena permanecia levemente aberta e o ar que saia dela era quase sonoro. HoSeok não conseguia desviar o olhar.

- Yoongi... – chamou num tom baixo. O outro apenas murmurou algo e esperou que o moreno dissesse algo, mas por alguns instantes ele somente se aproximou, sentando-se num espaço na cama. – Naquele dia.. você reclamou bastante de alguém, o que houve?

- Ah era só o Namjoon que tinha me enxotado. – balbuciou enquanto levava uma das mãos até sua cabeça, mexendo em seus fios como se massageasse seu couro cabeludo. HoSeok continuava olhando fixo para os lábios do loiro sem saber exatamente porquê.

Era Yoongi quem estava com febre, mas era HoSeok que sentia seu corpo todo quente. Naquela mesma cama havia tido momentos constrangedores com seu meio irmão, e tudo aquilo pairava em sua mente. Fizera de tudo para não se aproximar, pois sabia que estaria tudo diferente. Pois sabia que, depois de ter ficado dolorosamente excitado com o loiro, Yoongi não seria visto da mesma forma. Agora, ele parecia estranhamente bonito demais, estranhamente apetitoso demais.

- Ho... – Yoongi iniciou, mas fora impedido por HoSeok levantando-se bruscamente da cama. Logo segurando a bacia de água com uma mão.

- Vou pegar mais água.

Saiu do quarto rapidamente, seu coração estava acelerado e sua mente vagava numa pergunta só O que está havendo comigo?. Caminhou até o banheiro deixando a bacia em cima do vazo sanitário. Abriu a torneira e lavou seu próprio rosto algumas vezes como se quisesse acordar de tudo aquilo e deixar todos seus pensamentos irem embora.

Voltou sua atenção para a bacia e a encheu um pouco mais com água. Pegou mais uma toalha de rosto pequena no armário, colocou sobre os ombros e voltou para o quarto de Yoongi. Chegando lá o garoto parecia adormecido, os olhos estavam fechados e a respiração estava calma. HoSeok suspirou de alivio.

Sentou-se no mesmo local que antes na cama e com as mãos colocou a pequena toalha dentro da água fria. A molhou bem e logo depois tirou o excesso a torcendo. Dobrou de forma que ficasse bem sob a testa do loiro, com os dedos da outra mão afastando os fios descoloridos da testa de Yoongi, que não se moveu. Colocou ali a toalha úmida e, sem se importar, fez uma leve carícia nos fios um pouco úmidos de suor do outro.

Ele fica bem sereno enquanto dorme.

Abriu um sorriso leve nos lábios e deslizou seu dedo indicador pelos traços da face do loiro, ainda adormecido. Circundou a mandíbula e roçou levemente sua pele nos lábios cheinhos do outro. Então lembrou-se do selinho roubado e da sensação de ter aqueles mesmos lábios carnudos contra os seus. Sua respiração falhou um instante e seu coração palpitou com mais força contra o peito. Por que sentia-se estranhamente nervoso?

Aproximou-se lentamente do outro, ainda fitando o rosto adormecido e suave. Sua mão não havia saído do mesmo local, ainda segurava de certa forma o queixo de Yoongi com seu indicador e polegar. Movimentando-se como num pequeno transe chegou mais perto ainda do loiro, sentindo a respiração pesada do mesmo contra seus lábios. Era uma proximidade estranha e nova, mas HoSeok não sentia-se mal ou desconfortável. Muito pelo contrário, sentia-se bem por estar ali tão perto, com seus próprios lábios a roçarem-se contra os do ser a baixo de si.

O contato não fora quebrado por alguns minutos. HoSeok mantinha seus lábios roçando suavemente os lábios de Yoongi, sentindo a textura e o calor que vinha do outro. Contudo não se preparou para ter a nuca segurada por dedos finos e a boca ser tomada pela outra de forma tão rápida. Yoongi estava ali, movimentando-se, aparentemente acordado e agora segurando Hoseok contra seu próprio rosto. O músculo molhado de Yoongi tocou entre os lábios do moreno, como se pedisse passagem. E então, desesperou-se. Pois seu corpo abria instintivamente os lábios, mas sua mente lhe gritava. Por fim, acabou recebendo a língua insistente. E sendo levado por um beijo febril.

Sem perceber já estava envolto naquilo, sentindo sua boca sendo explorada e sua língua esfregada contra a outra que lhe invadia. Yoongi tinha uma boca quente e convidativa. O lábio inferior do moreno era capturado pelos de Yoongi para serem sugados de forma fervorosa e até mesmo lasciva. O beijo durou tempo o suficiente para os dois perderem completamente o ar de seus pulmões. Yoongi desmanchou o laço com uma mordida um pouco doída no inferior de HoSeok, fazendo-o grunhir baixinho.

Ao abrirem os olhos, nenhum dos dois disse nada, apenas piscavam fitando um ao outro, tentando normalizarem suas respirações. HoSeok inspirou forte contra o rosto de Yoongi, ainda tão próximo. Rapidamente voltou seu corpo para frente, com sua cabeça virada para o lado. Ele acabara de beijar seu meio irmão, acabara de beijar um homem, sua mente estava num turbilhão.

Respirou fundo virando-se para frente. Sem olhar diretamente para Yoongi pegou a toalha em sua testa, molhou-a novamente na água e colocou-a na testa do loiro – que ainda não havia feito nada após o beijo, parecia tão absorto quanto o mais alto. Seus dedos compridos fizeram uma leve carícia nos cabelos do menor e seu corpo se levantou. Andou mecanicamente até a porta a fim de sair logo dali.

- Posso ir ver você ensaiar um dia desses? – a voz rouca de Yoongi se fez presente e HoSeok parou seus passos um minuto.

- Po-Pode. – respondeu logo depois gaguejando levemente, por conta do nervosismo.

Voltou sua respiração ainda a normalizar-se e saiu do quarto sem olhar novamente para o loiro ainda deitado. HoSeok não sabia o que pensar, na verdade ele só conseguia pensar em como aquele beijo havia sido fodidamente bom. Apenas conseguia pensar em como tudo estava estranho e em como queria voltar alguns segundos para sentir aquilo novamente. Mas sua mente lhe gritava ainda mais, lhe gritava dizendo que aquilo não estava certo.

 

 

No dia seguinte HoSeok estava um pouco aéreo demais a qualquer situação eu acontecesse. O evento da noite passada pairava em sua mente como uma perseguição, pois mesmo que não quisesse pensar acabava trazendo tais lembranças.

Estava numa aula comum de história, o professor falava de coisas das quais não prestava muita atenção como guerras ou brigas. Sua cabeça estava apoiada na mão direita e seu braço estava apoiado pelo cotovelo. Seus olhos estavam fixos na janela, observando o pátio do colégio que dividia os dois prédios contidos no mesmo – um era para os alunos de primeiro ano e segundo ano e o outro para os de terceiro e quarto. Algumas pessoas andavam por ali, alguns casais, alguns colegas e até mesmo alguns professores.

Estava completamente absorto de todo o resto do mundo naquele momento, e nem ao menos reparou quando o professor se despediu e saiu da sala. Sentiu seu corpo ser cutucado o tirando completamente daquele transe, que era olhar para o lado de fora da sala. Virou rapidamente seu olhar e sua cabeça para o lado e viu seu amigo Jimin. Os olhos do de cabelos alaranjados estavam confusos e saíam palavras de sua boca, mas demorou uns segundos para escutar direito.

- Que? – pronunciou confuso.

- O professor já saiu, você vai querer sair? – repetiu pela terceira vez, expressando uma certa irritação.

- Acho que não, você vai? – respondeu simplista.

- Não ‘to afim. Estou mais preocupado com Taehyung... – falou por fim, segurando sua cabeça com o braço apoiado – da mesma forma que HoSeok estava anteriormente. Suspirou levemente derrotado e olhou para frente.

HoSeok já sabia que viria algo de ruim, Jimin namorava Taehyung, um vizinho que conheceu há alguns anos e sempre que tinha problemas com o mesmo ia conversar com o moreno.

- O que houve? – perguntou já se preparando para ouvir muitas “drs”.

- Ah, ele está meio estranho... – iniciou a frase com a voz amena, mas logo parou de falar o que causou um estranhamento em HoSeok. Desviou seu olhar para o alaranjado para perguntar o problema e o mesmo olhava diretamente para porta.

Institivamente Hoseok olhou para o mesmo lugar e viu uma figura conhecida. A calça rasgada e jeito desbocado, era Yoongi entrando em sua sala. Mas o que ele fazia ali? E por que Jimin parou o que iria falar para olhar para o outro? Yoongi se aproximou da mesa do moreno, bem ao lado do alaranjado, o garoto continuava olhando fixamente para o loiro como se estivesse em transe. Ao parar bem há frente de Hoseok, Jimin olhou para o amigo com os olhos arregalados. HoSeok não entendera nada, mas preferiu dar mais atenção a seu meio irmão ali parado cujo fato nunca havia ocorrido antes. Yoongi era mais velho, estudava no outro prédio e dificilmente os alunos do quarto ou terceiro ano saiam de lá.

- EunJi mandou uma mensagem para mim pedindo pra avisar você que não vai estar hoje. O que caralhos você fez com seu celular HoSeok? Ela me encheu o saco! – a voz de Yoongi estava baixa, mas estava seria e irritada. Obviamente ele estava bem irritado.

- Ah, é que a bateria dele acabou, esqueci de carregar ontem. – respondeu com a voz baixa e levemente triste, já que havia deixado o loiro irritado. – Desculpe é que ela sempre me avisa quando vai sair.

- Tanto faz. ‘Tó, liga pra ela, pra ela parar de me encher. – disse colocando seu próprio celular bem à frente de HoSeok.

O moreno pegou o aparelho e após desbloquear a tela ligou para sua mãe e levantou para falar com a mesma mais afastado. Enquanto isso Yoongi ficou parado olhando para a janela e quando desviou seu olhar pegou Jimin o encarando descaradamente. Arqueou uma de suas sobrancelhas estranhando o modo como o garoto o olhava, mas antes que dissesse algo ele desviou, percebendo que estava encarando em demasiado.

- Pronto. E... foi mal. – a voz de HoSeok se fez presente. Devolveu o celular ao seu meio irmão e sorriu com os lábios tortos. O loiro saiu bagunçando seus cabelos com os dedos e HoSeok se sentou suspirando forte.

- Vo-Você conhece o Suga? – a voz de Jimin saiu um pouco alta e quase esganiçada, chamando atenção de algumas pessoas, mas sendo ignorado logo em seguida.

- Que? – HoSeok perguntou confuso.

- Aquele que você estava falando, ele é o Suga! – o olhar de Jimin ainda era um pouco assustado e impressionado, mas o moreno continuava sem entender nada.

- Que Suga? Ele é meu meio irmão Yoongi. – respondeu de forma óbvia.

- Não acredito nisso. Você é irmão dele?

- Meio irmão, corrigindo.

- Tanto faz. Ele é um rapper numa casa de shows no centro da cidade você sabia?

- Acho que fui nesse lugar uma vez, arrastado por ele. – comentou com os olhos revirando nas órbitas.

- Dizem que ele foi quem superou o mestre. – começou o mais baixinho, com seus dedos a acariciarem seu queixo de forma lenta. – Ele andava com o outro, acho que Rap Monster, mas ai eles pararam de se falar. Então o Suga começou a cantar também e ele é muito bom mesmo. Taehyung adoro ele, vai quase em todos os shows. – finalizou olhando diretamente para HoSeok.

- Serio? Nossa, não fazia ideia. Ele é só meu meio irmão chato e mal-educado, para mim. – disse levemente impressionado com os fatos apresentados e logo depois soltou uma risada baixa e anasalada.

- Cara! Você pode me ajudar muito! – Jimin sobressaltou. Colocando uma mão no ombro do amigo, esboçando um sorriso e uma boca levemente aberta. – Taehyung está bolado comigo, mas se você me ajudar a fazer ele conhecer o Suga... quer dizer, seu meio irmão, ele com certeza vai esquecer tudo. – HoSeok entortou suas sobrancelhas.

- O que você fez desta vez?

- Chamei ele de extraterrestre sem querer... – murmurou de forma xoxa.

- Jimin, você tem que parar com isso, neh. Agora vou ter que fazer um sacrifício para te ajudar? – questionou incrédulo.

- Ah HoSeok não vai custar nada. Tae está querendo ir num show esta semana, mas é só sexta-feira. Você vem com a gente e pede pro Suga cumprimentar o Tae. Pode ser? – Jimin falava animadamente, seu sorriso estava largo e HoSeok só conseguiu rir baixinho já que o amigo ficava muito mais bonito com aquele sorriso.

- Okay, okay, mas você vai ficar me devendo. – respondeu por fim.

O alaranjado abriu os braços e abraçou HoSeok animadamente. Balançou o amigo de um lado para o outro até que cansasse de ouvir as reclamações do outro. Quando finalmente soltou o moreno os dois riram juntos.

Então ele é bom e eu vou poder vê-lo? Talvez seja interessante.

 

 

 

Ainda estava no meio da semana, HoSeok estava um pouco ansioso e nervoso para o que ocorreria na sexta-feira, mas fazia de tudo para não se distrair. O melhor momento de seu dia para relaxar era quando estava ensaiando e dançando na escola. A música tocava alta e seu corpo movimentava-se no ritmo de qualquer uma que tocasse.

Após algumas horas ensaiando a coreografia que apresentaria no concurso de dança, decidiu dançar mais livremente. Colocou uma música agitada, com uma batida mais pesada e se lembrou automaticamente de Yoongi. O loiro havia pedido para aparecer na sala de práticas e ver Hoseok dançando, mas isso não ocorreu. Haviam passado dias e nada do mais baixo.

HoSeok sentiu-se um pouco cabisbaixo após pensar nisso, afinal Yoongi poderia estar só brincando com o moreno. Com aqueles comentários de que ele ficava gostoso dançando e tudo mais, e inclusive quando o beijou daquela maneira no início da semana. O moreno dançava, mas ao mesmo tempo se inundava em pensamentos, pensamentos envolvendo Yoongi.

Cansou-se, a respiração estava ofegante, os braços e pernas começavam a doer, o suor escorria pela lateral do rosto e um pouco pelas costas, umedecendo sua camisa do colégio. Estava muito quente. Contudo não queria parar, pois se parasse teria que ir embora e ir embora significaria mais um dia que fora esquecido. Mas por que se importava com isso mesmo? Colocou outra música, agora mais lenta, e voltou a mover-se.

- Fico confuso se dança melhor músicas agitadas ou lentas. – uma voz ecoou pela sala de práticas. HoSeok parou imediatamente e virou-se para trás. Era Yoongi. Com seu sorriso de canto na boca e sua mochila já pendurada na mão.

- É... oi. – gaguejou levemente o moreno, sem saber bem como agir. O que ele estava ansiando acontecera e não havia sido completamente esquecido como achou.

- Oi. – respondeu o outro, já colocando sua mochila na parede ficando bem ao lado de onde o moreno estava. Soltou uma risada anasalada e não muito alta. – Pode continuar, vou só olhar como eu tinha dito.

O loiro sentou-se encostando as costas na parede. Fitando Hoseok de maneira intensa, esperando que o mesmo fizesse alguma coisa. A música ainda estava tocando, o mesmo ritmo lento e levemente sensual.

HoSeok sentiu-se um pouco constrangido, na verdade nunca havia sido observado daquela forma. Seu corpo enrijeceu-se um pouco com o olhar lhe fitando, mas não poderia ficar ali parado olhando para seu reflexo no espelho para sempre. Assim sendo, posicionou-se e se concentrou nas batidas. Sem muito tempo passado já estava movimentando-se na batida. Para HoSeok a música e o ritmo eram como uma onda, elas o levavam de um lado para o outro, era muito natural para si – ao contrário do que era para outras pessoas.

Como aquele ritmo era mais vagaroso seu corpo seguia aquilo institivamente. Algumas notas juntas nas outras davam um toque mais sensual a tudo, portanto seu corpo fez o mesmo seguindo com movimentos mais sensuais. Seu quadril e seus braços moviam-se de forma demorada, mas também compassada. Seu olhar desviou-se brevemente para o lado, mas ainda na direção do espelho.

Assim, sem nem ao menos querer, viu o reflexo de Yoongi no espelho. O loiro estava sentado na mesma posição, mas ao reparar melhor em seu rosto viu que o mesmo mordiscava o lábio fitando o moreno. Um arrepio passou pelo corpo todo de HoSeok e fixou-se em seu peito e nuca. Um suspiro breve e forte saiu de seus lábios entre abertos. Parou seus movimentos como um choque e respirou fundo, tentando concentrar-se novamente, mas fora difícil quando seus olhos passearam novamente pelo espelho e pararam em Yoongi.

- Está cansado? – a voz levemente rouca de Yoongi se fez presente. O olhar de HoSeok foi até o mesmo, mas agora diretamente e não sendo através do espelho. Suspirou.

- Por que quis vir ver eu dançar? – perguntou o moreno, ignorando completamente a pergunta lhe feita antes. E por fim, perguntando o que queria há um bom tempo.

- Ué, já te disse. Eu gosto de te ver dançar, você fica gostoso assim. – respondeu simplista, como se aquilo fosse muito normal de um hetero ouvir.

- A-Ah... – murmurou HoSeok sem saber muito bem o que dizer. – Eu achei que você estivesse só bêbado... – falou num tom um pouco baixo, mas Yoongi ainda pode ouvir bem.

- Eu estava, mas não disse nenhuma mentira naquele momento, só acabei me soltando mais do que devia. – respondeu com o olhar fixo no moreno em pé. – Desculpe por aquilo. – soltou uma risadinha breve, aparentando estar constrangido. – Mesmo sendo que eu não ligaria de fazer de novo. – fitou HoSeok novamente ao dizer tais palavras e mordiscou levemente seu lábio inferior novamente.

Não ele não estava constrangido.

- É-E... – HoSeok tentou pronunciar alguma palavra, mas toda a vergonha que estava sentindo era maior. Suas bochechas queimavam e seus olhos não conseguiam encarar o loiro.

Yoongi percebeu como HoSeok havia ficado constrangido então levantou-se rapidamente. Com o mesmo jeito de andar se aproximou do meio irmão e levantou sua mão na direção do mesmo, como se fosse tocar seu peito. O mais novo sobressaltou ao ver a aproximação repentina do meio irmão e se afastou instintivamente. Contudo Yoongi apenas riu da situação já esperada, a verdade era que gostava de ver seu irmão constrangido daquela forma. Ficava fofo em sua opinião.

Melhor ainda para admirar, pensava ele.

HoSeok ainda estava confuso sobre tudo que estava acontecendo, principalmente quanto aos seus sentimentos mais íntimos. Ele não conseguia acreditar ainda que havia beijado um homem por livre e espontânea vontade e muito menos que havia sido provocado de forma luxuriosa pelo mesmo, e não ter feito nada.

Yoongi era muito provocativo, isso confundia HoSeok, contudo era isso mesmo que o loiro queria. Confundi-lo.

- A-Acho que já vou parar. – comentou com os pensamentos ainda aéreos.

- Okay, eu ainda vou ver uns amigos meus aqui no colégio. Nos vemos em casa. – Yoongi respondeu, já indo até sua mochila e a pegando com uma mão e colocando-a em seu ombro esquerdo. HoSeok apenas observou o loiro sorrir de canto e sair da sala.

Sentou-se no chão com um baque, sua respiração estava um pouco ofegante e seu coração batia feito louco. Limpou o suor de sua testa com as costas da mão e olhou para seu reflexo, estava completamente corado.

Estou enlouquecendo.

 

O dia havia finalmente chegado, sexta-feira. O dia em que HoSeok iria ver seu meio irmão cantar em uma casa de show. Suas mãos suavam levemente com a ansiedade, sua mente estava concentrada em suas roupas, por algum motivo que desconhecia – ou não – queria estar bem arrumado naquele dia.

Colocou uma calça jeans preta levemente apertada, uma camisa branca e por cima uma jaqueta de couro sintético. Nos pés colocou um tênis vermelho e preto e suas mãos mexiam habilidosamente seus fios, ajeitando-os da melhor forma possível. Olhava seu reflexo no espelho com um leve sorriso nos lábios e ao terminar de se arrumar por completo sorriu novamente contente com o resultado final.

Ouviu seu celular fazer um barulhinho de mensagem e passou a procura-lo pelo quarto, o quarto estava bem bagunçado comparado do normal que ficava – HoSeok sempre organizava tudo. Na tela do celular era uma mensagem de Jimin falando que já havia chegado com o carro emprestado de seu pai. HoSeok sorriu levemente, mas ao desviar os olhos do celular viu a bagunça que fizera em cima de sua cama, estava um desastre.

Entortou os lábios em uma careta e com a máxima velocidade que pode arrumou tudo, colocando as roupas no armário e os tênis também. Ao olhar para tudo novamente organizado sorriu, mas seu sorriso foi desfeito ao receber uma ligação de Jimin em seu celular. Estavam atrasados. Pegou seu celular e carteira, e desceu pelas escadas rapidamente. Passou em sua cozinha para dizer para sua mãe que já estava saindo – já havia avisado a mais velha bem antes que sairia na sexta à noite – e deixou sua casa para trás, vendo o carro onde Jimin e Taehyung estavam.

- Nossa parece uma noiva, qual o problema? – Jimin resmungou para HoSeok quando o viu entrar nos bancos de trás do carro.

- Idiota, só estava arrumando o quarto. – balbuciou com um olhar de tédio, mas logo depois sorriu para Taehyung que ria baixinho. – Oi Tae, tudo bem?

- Uhum, estou suuuuuper animado! Muito obrigado pelo o que vai fazer. – o garoto de cabelos castanhos e pele levemente amorenada falou, esboçando seu típico sorriso retangular.

Conversaram de forma animada durante o caminho, caminho cujo Jimin conhecia bem já que seu namorado sempre o obrigara a ir até lá. Uma música com batidas fortes tocava no rádio já deixando HoSeok preparado para o que viria a seguir, e para animar cada vez mais Taehyung.

Chegando ao local HoSeok ficara um pouco confuso, não parecia em nada o lugar que tinha ido antes. Era uma rua movimentada e haviam várias luzes brilhando e piscando por todos os lados. Ele olhava levemente confuso para tudo então chegara a conclusão de que era um outro lugar e um outro lugar bem mais luxuoso.

Taehyung era um cliente frequente no local; tão, tão frequente que pularam toda a fila de espera na entrada por conta de ele conhecer todo mundo que ficava na portaria. E ao entrarem no lugar ele conhecia quase todas as garçonetes e quase todos os barmens. HoSeok ficou realmente impressionado e ria da situação já que o alaranjado revirava os olhos nas órbitas por conta de tudo aquilo.

O local era bem cheio, haviam muitas pessoas dançando ao som de batidas altas e também haviam muitas pessoas sentadas em mesas e nos balcões. Contudo, quando HoSeok olhou para o palco o reconheceu, era sim o mesmo palco, mas agora visto de um ângulo diferente. Comentou com Jimin que conhecia aquele palco e o mais baixo disse que provavelmente havia entrado por uma entrada diferente que fosse só para funcionários ou coisas do tipo. Fazia algum sentido.

Os três garotos pegaram algumas bebidas e ficaram conversando a medida que dava – já que a música tocava um pouco alta no ambiente. O moreno não estava tão desconfortável quanto da última vez que fora ali, talvez por estar com seu amigo, ou talvez por não ter mentido para sua mãe naquele dia.

A música do nada parou, todos olharam para o palco – inclusive o moreno, seu amigo e Taehyung. Um homem caminhou pelo palco que não era muito grande e pegou o microfone no centro do mesmo. Todos o olhavam fixamente.

- Boa noite pessoal! – muitas pessoas ali presentes inclusive o acastanhado ao lado de HoSeok responderam um boa noite em troca. – O espetáculo já vai começar então se acomodem que já ja o Suga lhes dara um show! – o homem pronunciou de forma animada e mais pessoas ainda passaram a gritar comemorando – igual Taehyung de novo.

Taehyung segurou a mão de Jimin e HoSeok e começou a andar pelo espaço indo na direção do palco. Jimin começou a rir da animação de seu namorado e HoSeok não ficou muito atrás, o menino parecia ser muito fã de Yoongi. Chegaram na frente do palco um pouco amassados, haviam muitas pessoas ali e muitas delas queriam ficar logo na frente. HoSeok começou a se sentir um pouco mal, ele nunca gostou muito de multidões.

- Oh, é o HoSeok-ssi! – a voz grave de um homem se fez presente, os três olharam na direção da voz, principalmente HoSeok. Ao olhar para o homem o reconhecera rapidamente, era o segurança que conhecera no dia que foi ali com Yoongi.

- Ah, oi... – respondeu-o ainda sem saber como agir. Taehyung e Jimin olharam o moreno curiosos.

- Por que você está ai espremido, vem aqui do lado! – o homem falou com um sorriso. Ele apontou para a lateral do palco, HoSeok olhou para os dois ao seu lado e o homem acenou de forma positiva e então Taehyung abriu um sorriso largo.

Os três passaram pelas pessoas que estavam na grade do palco e andaram até a lateral, onde o homem havia indicado. A havia como um portãozinho, o homem ainda sorridente abriu o mesmo e deixou os três passarem. Ficaram bem em frente ao palco, mas ainda em sua lateral.

- Só que tem que ficar por aqui, não pode ir até o meio do palco, tudo bem?

- Sim, sem problemas. Mas você se lembra de mim? – perguntou curioso, pois havia ido apenas uma vez ali com seu meio irmão então era mesmo um pouco estranho.

- Sim, você tem traços incomuns e Yoongi nunca havia trazido ninguém aqui. – respondeu ainda sorrindo e logo depois dando uma risadinha baixa e anasalada.

HoSeok sorriu de volta, mas ainda um pouco confuso. Se deixou levar pela situação e pela música que começou a tocar. Frente ao palco pessoas começaram a gritar e Taehyung acompanhava as mesmas, ele estava muito contente. O moreno se atentou ao palco, uma voz se fez presente, era Yoongi, a voz era característica ele podia reconhecer. Yoongi fazia rimas bem feitas, com uma letra simples mas carregada. HoSeok fitou o garoto que entrava no palco a passos lentos, com um microfone na mão e uma touca preta cobrindo parte dos fios loiros. Ele estava lindo.

O moreno não conseguia parar de olhar para seu meio irmão ali, rimando e ritmando as palavras de forma inacreditável, de forma única. Com certeza era melhor do que aquele homem que ouvira antes naquele mesmo lugar. Seu olhar estava fixo, observando as feições do outro com atenção.

Yoongi se expressava bem, fazia caras e bocas a cada nova palavra que pronunciava. E quando pronunciou uma palavra específica “deliciosa” cujo não fez tanto sentido para HoSeok – já que o mesmo nem ao menos estava prestando muita atenção na letra – o lábio inferior de Yoongi fora mordiscado e sua expressão foi completamente maliciosa. HoSeok suspirou e passou a observar mais ainda o loiro, seu rosto, seus movimentos, seu corpo. Estava hipnotizado.

Aos poucos a batida ficou mais lenta e após uma última explosão de palavras ela sessou, dando fim a música e a apresentação. O baixinho no palco fez uma leve reverência a todos na plateia e agradeceu. Com passos lentos foi na direção da lateral do palco um pouco distante de onde o moreno e seus amigos estavam. HoSeok automaticamente olhou para o local e viu um rosto conhecido, era o tal do Namjoon. Seu sangue subiu, movimentou-se sem pensar duas vezes lembrando-se bem como Yoongi havia ficado bêbado por conta daquela mesma pessoa.

Chegava perto do homem, seu olhar passava do mesmo para Yoongi e vice versa. Quando o loiro avistou o homem parado lhe esperando revirou os olhos, já sabendo que teria que aturar alguma bajulação – coisa da qual não estava nem um pouco afim. O braço de Namjoon passou pelos ombros de Yoongi e HoSeok acelerou seus passos, sendo ainda seguido por Jimin e Taehyung que não entendia nada da situação.

Finalmente HoSeok chegou perto, instantes depois de ver o ombro de seu meio irmão servir como apoio há um braço indesejado. Estendeu sua mão ignorando completamente a conversa que os dois tinham. Tocou o braço de Namjoon e o empurrou levemente fazendo o outro, num sobressalto, soltar o mais baixo.

- Licença. – a voz de HoSeok estava mais grave e rouca que o normal, talvez por não tê-la usado durante um tempo, mas fora algo bem recebido naquele momento que queria se impor tanto.

- HoSeok? – Yoongi murmurou com os olhos arregalados. Ele havia ficado completamente impressionado com a visão que tivera, nunca jamais havia imaginado que veria o moreno ali.

- Valeu. – pronunciou o moreno logo que Namjoon soltara Yoongi. HoSeok fez o mesmo movimento, envolveu o pescoço de Yoongi com seu braço, apoiando o mesmo no ombro do mais baixo. Yoongi ainda estava sem reação, olhando para HoSeok com os lábios rosados entre abertos.

- O... O que faz aqui? – perguntou com a voz um pouco baixa, mas HoSeok pode ouvir normalmente.

- Já vai entender. – respondeu simples, andando com o irmão mais velho ao seu lado, indo na direção de Taehyung e do alaranjado ao seu lado.

Yoongi ficou quieto, ele havia entendido muito bem a situação. Namjoon havia se aproximado, há um bom tempo estava vindo se aproximando de Yoongi novamente por conta de sua pequena fama no local. Obviamente ele poderia querer outras coisas e o loiro sempre se desvencilhava do mais alto. HoSeok se posicionou protegendo Yoongi de alguma forma, Namjoon havia olhado-o com certa fúria, mas HoSeok não percebeu isso, não percebeu que havia protegido seu irmão de uma forma diferente.

O loiro olhava para frente atento, viu um garoto baixinho de cabelos laranjas e um outro mais alto, com certeza mais alto que si também, seu sorriso era largo e retangular, então já sabia o que poderia ser. Contudo mesmo que tentasse prestar atenção nas duas pessoas a sua frente, estava levemente inebriado pelo perfume que HoSeok possuía, era amadeirado, forte de uma maneira que deixava Yoongi extasiado.

- Esse é meu amigo Jimin que você viu comigo naquele dia na escola, e esse é seu namorado Taehyung. Ele é seu fã. – a voz de HoSeok ainda estava rouca, mas agora menos grave. Um sorriso leve brotava em seus lábios e seu olhar fora até Yoongi como se pedisse para ele ser simpático.

Mas o que ele não sabia era que Yoongi sempre era muito simpático com seus fãs, mesmo sua personalidade não sendo como aquela. O loiro se afastou um pouco de HoSeok e foi até Taehyung, estendendo sua mão.

- É um prazer, sou Yoongi... ou Suga. – falou por fim, agraciando Taehyung com um sorriso simpático. O acastanhado sorriu mais ainda e cumprimentou Yoongi, ele estava muito animado.

HoSeok ficou ao lado de Jimin observando como Taehyung e Yoongi conversarem normalmente, mesmo sem nunca terem se conhecido. A conversa não durou muito, Yoongi disse que precisava ir até o camarim pegar umas coisas. Despediu-se de Jimin e Taehyung e fitou HoSeok com uma feição mais indecifrável.

Ao ver o meio irmão andar até o corredor dos camarins, o moreno pediu licença aos amigos dizendo que havia esquecido de dizer algo. Andou por aquele pequeno corredor, olhando algumas portas no caminho, mas todas sem placas. Na última – como se lembrava – havia uma placa com a palavra camarim. Bateu na mesma com os nós dos dedos.

Alguns instantes depois Yoongi a abriu, já sem sua jaqueta e usando apenas uma camisa e sua calça tipicamente rasgada. Sem dizem nada um para o outro o loiro deu passagem e fechou a porta atrás de HoSeok. O moreno suspirou levemente e caminhou até uma mesa com um espelho na frente.

- Desculpe fazer você conhecer um fã assim do nada. – iniciou, fitando seu meio irmão a frente. Yoongi pegou uma garrafinha de água, a abriu e mencionou beber, mas só o fez quando HoSeok voltou a falar. – É que Jimin precisava acertar umas... – HoSeok ainda fitava o loiro, que bebia a água de forma até mesmo sôfrega – como se tivesse muita sede – o pomo de adão subia e descia e até mesmo uma gota de água escorreu pelo canto da boca do loiro. HoSeok não conseguia se concentrar, aquilo estava sendo erótico demais, o pescoço de Yoongi parecia estranhamente mordível. – Para com isso! – praguejou, já sem conseguir mais controlar-se direito, sentindo aquele desejo estranho lhe corroer.

Yoongi parou de beber no mesmo momento, limpou o canto de sua boca com as costas da mão.  Permaneceu com os lábios entre abertos e molhados. HoSeok observava com atenção e suas bochechas ficavam cada vez mais quentes. Yoongi o olhava com uma expressão confusa, afinal HoSeok havia quase gritado do nada consigo.

- O que eu fiz? – perguntou ainda confuso, com um olhar ainda meio perdido, contudo fixo no mais alto.

- Seu pescoço... – a voz do moreno diminuíra de altura conforme proferia as palavras.

Yoongi arqueou uma de suas sobrancelhas e passou a reparar mais nas feições do outro. Ele estava corado e sua respiração parecia um pouco acelerada. Então percebeu tudo o que estava ocorrendo, ou pelo menos achou que entendera. Um sorriso brotou em seus lábios finos e rosados. Aproximou-se do mais alto com o mesmo sorriso e então o deixou contra a mesa. HoSeok sobressaltou, com os olhos arregalados e as mãos segurando as beiradas da mesa que o impedia de ir para trás.

- O que tem meu pescoço HoSeok? – perguntou de forma sugestiva, expressando a cada segundo mais, uma certa malícia no olhar. Seu canino mordiscou o lábio inferior e logo depois seu rosto se aproximou mais do outro. – Quer marca-lo Seokie? – sussurrou ao pé do ouvido de seu meio irmão, da forma mais manhosa e provocativa que pode. Sabia que o moreno ficava abalado com este apelido.

HoSeok não estava em um estado normal de si. Seus olhos passeavam pela visão do pescoço de Yoongi bem à sua frente. A pele branquinha, os músculos leves, porém marcados; o início dos ombros a mostra. Era apetitoso, mesmo se negando ele queria tocar ali o mais rápido possível. E o local estava completamente exposto e pronto para si.

Levou uma de suas mãos até a região e com a palma alisou levemente, deixando os pelinhos de Yoongi eriçados com o contato repentino da mão levemente fria. Deslizou por ali os dedos longos e parou os mesmos no ombro do mais baixo. Mantendo seus olhos fixos.

- Eu posso? – murmurou de forma soprada, como se tivesse finalmente juntado um pouco de coragem, deixando a sanidade completamente de fora.

Yoongi acenou com a cabeça e esperou que o moreno fizesse algo, mesmo não acreditando muito que o fato ocorreria. Contudo impressionou-se com o que sentiu. HoSeok tocou a pele aveludada primeiramente com a ponta de seu nariz, roçando o mesmo ali por alguns instantes. Logo depois o loiro pode sentir melhor a pele quente do moreno, sentindo sua pele ser tocada pelos lábios do outro, num beijo simples.

Porém o que menos se esperava era de que, a língua molhada e apressada de HoSeok fosse para fora, umedecendo a região. Os dentes vieram da mesma forma, rápidos e certeiros. HoSeok mordeu o pescoço de Yoongi com fervor, arrastou os dentes pela pele fazendo-a ficar ainda mais arrepiada e fazendo Yoongi tremelicar a sua frente. Após a mordida levemente forte HoSeok manteve-se perto e admirou por alguns instantes a pele sendo pintada aos poucos de um tom avermelhado.

Após os dentes do moreno se fecharem já longe da pele de Yoongi o loiro soltou um grunhido. HoSeok sentiu seu corpo vibrar, seus músculos tencionarem e fez automaticamente sua boca voltar a ter contato com a pele avermelhada. Seus lábios capturaram a região e ali o moreno sugou o ar, chupando vagarosamente a pele, sentindo melhor ainda o gosto levemente cítrico do outro.

Ao finalmente soltar a pele do pescoço de seu meio irmão o ouviu suspirar forte, mas seu corpo não deixou de ser pressionado contra a mesa. Yoongi estava arrepiado, seu corpo tremia levemente, seu coração batia forte e sua respiração falhava. Não aguentara sentir tais coisas vindas dos lábios de seu meio irmão, sem fazer nada.

As mãos pequenas de Yoongi foram até as laterais do corpo de HoSeok, uma de cada lado apoiando-se na mesa, fazendo assim HoSeok ficar preso a si. Seu olhar era profundo e seus lábios estavam levemente abertos, como sinal de que sua respiração estava tão ofegante quanto a do outro.

HoSeok não recuou após ver-se preso ao seu meio irmão, o perfume o embragava de certa forma, o deixando inerte a tudo o que estava realmente fazendo. Sua mão foi institivamente até a cintura de Yoongi e constatou que a mesma era mais fina que imaginara. De certa forma e em alguns aspectos Yoongi era como uma garota, mas com uma personalidade muito forte e uma boca um pouco suja. Mas nada fazia ele ser menos bonito ou convidativo aos olhos de quem reparasse em seus traços, em seu corpo e rosto.

A tensão e o desejo corriam pelas veias de HoSeok como fogo, queimando cada parte de seu corpo. O calor emanando por sua pele e a mente se imergindo cada vez mais naquele momento. Estava ao ponto de explodir, naquela altura do campeonato já não ligava para o fato de que ali era seu meio irmão, de que ali era uma das pessoas que mais te irritavam. Só se importava com a pele branca misturada com a sua, com o respirar forte, com os batimentos acelerados e a adrenalina que fazia seu corpo ter impulsos elétricos.

- Seokiie... – Yoongi sussurrou ao pé do ouvido de HoSeok, num tom manhoso e arrastado, deixando o ar que saíra de sua boca tocar a pele do moreno. E ao mesmo tempo juntando mais seu corpo, dando um meio passo à frente, fazendo seu peito tocar no de HoSeok. – Me beija. – ditou, quase como uma ordem.

Ordem que HoSeok atendeu de prontidão, levando sua mão até a nuca de Yoongi no mesmo instante, segurando-a com certa força. Os lábios foram capturados rapidamente, e sem nem ao menos um pedido de passagem o moreno já invadia a cavidade quente e molhada do loiro. O beijo iniciou-se intenso e apressado, com as línguas travando uma pequena batalha naquele ambiente caloroso. Yoongi fazia movimentos precisos e HoSeok os percebia, percebia a cada segundo o quanto seu meio irmão beijava bem e o quanto aquele toque era gostoso.

Nem ao menos se lembrava como era beijar alguém daquela maneira, talvez nunca tivesse beijado com tamanho desejo e intensidade. HoSeok era uma pessoa sorridente, todos falavam com ele apesar de o mesmo sempre andar com poucos amigos o tempo todo. Contudo não era alguém namorador, havia tido apenas duas namoradas em sua vida. Uma muito novo onde beijos mais elaborados nem ao menos eram usados muitas vezes. E numa segunda havia perdido sua virgindade, mas a garota não tinha muito “sal e açúcar” para que o moreno ficasse com tanto tesão.

Sim, ele era inexperiente. Para ele era um tanto quanto vergonhoso, pois talvez nunca tivera mais namoradas por nem gostar muito de garotas. Nunca havia pensado na possibilidade. Para Yoongi isso era bom, pois apesar de normalmente ser um passivo numa relação sexual ele adorava ditar movimentos e ser ativo nas atitudes. Tudo se encaixava, não é mesmo?

O beijo durou um longo tempo, mesmo com algumas faltas de ar os lábios apenas desgrudavam-se por poucos segundos. Eles não queriam parar e nem queriam que aquele momento louco acabasse. Yoongi roçava cada vez mais seu corpo com o de HoSeok, ondulando levemente sob o outro. O moreno apertava cada vez mais a cintura fina, fincando seus dedos ali sendo apenas impedido pelos tecidos da roupa.

HoSeok tinha o corpo todo quente, na verdade parecia que todo o ambiente estava quente demais. Ele queria se livrar daquelas roupas, queria tomar mais ar, mas queria mergulhar mais ainda em Yoongi. Seu corpo movimentou-se de forma rápida, deixando seus maiores instintos lhe conduzirem. Trocou de posições com Yoongi deixando o mais baixo contra a mesa, o apertando ali. Os corpos se juntaram novamente, o beijo estava em um chupar e morder lábios. Contudo ao colar mais seu corpo no de Yoongi ele sentiu alto diferente.

Ao encostar-se suas partes baixas chocaram-se contra a barriga de Yoongi, quase tocando a região intima do outro também. E neste momento percebera que estava mais excitado do que poderia imaginar. Seu volume foi pressionado contra o corpo do outro e um grunhido se desprendeu de sua garganta, de forma involuntária. Yoongi mal ouvira, mas para HoSeok fora como um despertar. Os lábios de Yoongi acabavam de sugar os seus e então afastou-se.

Fitou o garoto a sua frente, com cabelos levemente bagunçados, peito subindo e descendo conforme a respiração acelerada, lábios entre abertos e avermelhados, bochechas coradas, roupas amassadas e desalinhadas. Ele estava lindo isso era obvio. Contudo Hoseok assustou-se com toda a situação, estava beijando seu meio irmão da forma mais desejosa que já havia beijado em toda sua vida.

Yoongi manteve-se apoiado a mesa, seu corpo estava completamente abalado. Seu coração palpitava forte em seu peito e seu corpo desejava por mais, como se gritasse para que nada parasse. Estava tudo tão quente, tão calor que desejou tirar sua camisa naquele momento, mas as expressões de HoSeok eram mais interessantes. O moreno passava a costas da mão pelos lábios e logo depois colocava seus cabelos escuros para trás, num movimento completamente sexy para Yoongi.

O moreno respirou fundo, sentiu seu rosto queimar quando finalmente caiu na real. Seu corpo caiu ao chão, abraçando suas pernas num movimento rápido. Estava completamente confuso, confuso com tudo que acontecera, confuso com as coisas que sentia, confuso com sua confusão. Yoongi se aproximou rapidamente, ajoelhando no chão e colocando suas mãos nos joelhos de HoSeok, que não se mexeu continuou balançando sua cabeça negativamente e murmurando coisas difíceis de entender.

- Que foi HoSeok? – a voz calma de Yoongi ecoou pelos ouvidos de HoSeok, fazendo seu corpo tremer levemente.

- É que... – murmurou o moreno ainda escondendo seu rosto. Após alguns segundos ainda negando com a cabeça a levantou levemente, porém ainda olhando para o lado não encarando o loiro. – Você... é tão... – gaguejou, deixando a frase completamente em aberto, mas sua rosto corado lhe denunciava.

- Ah HoSeok! Você é tão fofo. – Yoongi falou dando uma risada baixinha. – Tão fofo que me dá vontade de fazer coisas pervertidas com você. – riu novamente vendo como o garoto ficara ainda mais corado com o que dissera. – Deixe essa vergonha ai e se levanta, se não, não te deixo sair daqui sem me dar mais do seu corpo. – terminou, levantando-se e vendo o moreno arregalar os olhos.

HoSeok se levantou rápido, passando as mãos pelas suas roupas as ajeitando. Ficou parado perto da mesma mesa que estava antes aos beijos com seu meio irmão. Esperando o mesmo se trocar e recolheu suas próprias coisas para irem embora. Nestes mesmos movimentos pensava nas coisas, pensava que mesmo que sentisse muita vergonha não estava sendo algo ruim beijar seu meio irmão daquela forma. A não ser por estar beijando seu Meio Irmão, o que já não era muito comum. Seu coração batia forte e seu corpo liberava uma adrenalina gostosa, então por que conter-se?

Fitou o loiro através do espelho e suspirou, observando com atenção Yoongi colocar uma camisa por cima de seu peito e abdômen anteriormente expostos. O corpo de Yoongi era tão lindo quanto seu rosto, a pele tão branquinha quanto e aparentemente mais apetitosa ainda. Viu o loiro aproximar-se do espelho e então fitou a marca no pescoço do mesmo. Aquela chupada que dera em seu pescoço já estava quase roxa e não era nada pequena. Seus olhos arregalaram-se.

- Como vai tampar isso? – perguntou ainda olhando fixamente para o reflexo do irmão.

 - A marca? Bem, por enquanto com a blusa. – respondeu o loiro, colocando sua jaqueta e a fechando, fazendo a marca ficar tampada pelo tecido.

- Desculpe.

- ‘Ta tudo bem. – disse com um sorriso nos lábios finos e riu baixinho. – Só deixe uma marca menos evidente da próxima vez. – continuou, esboçando um sorriso perverso nos lábios, fazendo HoSeok quase engasgar-se com a própria saliva.

- Pro-Próxima vez? – pigarreou o moreno, olhando na direção de Yoongi e o vendo dirigir-se rapidamente até a porta, já a abrindo.

Yoongi apenas riu baixinho novamente e saiu, sendo seguido pelo moreno que não disse mais nada. Estava constrangido e sua mente vagava em seus pensamentos e lembranças de momentos atrás.

Eu quero uma próxima vez?


Notas Finais


.... e então ? p-p kkkk
Eu queria muito sabe se estão todos gostando sabe ;-; então gente deixem seus comentários okay? É muito importante u.u
O que vocês acham que vai acontecer? Será que Hoseok vai ceder ? ewe Ou nao u.u kkk
Digam nos comentários ai u.u E não se esqueçam de espalhar a fic pros amiguinhos kkkkkkkkk
Nos vemos no próximo :3

Jya nee o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...