História Meu melhor amigo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inazuma Eleven (Super Onze)
Personagens Kia Hiroto, Midorikawa Ryuuji
Tags Super Onze
Visualizações 10
Palavras 638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, espero que gostem da história e se divirtam com os personagens.

Boa leitura!!!

Capítulo 1 - Capitulo 1


8 anos atrás

-- Calma querida, eles vão gostar de você -- uma mulher alta falava comigo dentro de um carro, indo para um orfanato em algum lugar que eu não quis saber.

Meus pais tinham morrido recentemente e eu acabei sendo mandada para um orfanato, já que não tinha mais ninguém para ficar. 

Eu tenho 8 anos e não quero ir para um orfanato, quero meus pais, quero os abraços da minha mãe e as histórias sem sentido do meu pai, tudo que eu quero é minha família de volta.

No dia do aniversário de casamento dos meus pais,  nós  tinhamos saido para comemorar e acabamos sofrendo um acidente de carro, deu tempo apenas de me salvarem.

Eu não quero mais falar, meus pais diziam que minha voz era o que eles mais amavam ouvir, se eles não podem mais escultar, então ninguém mais vai.

Quando chegamos ao orfanato fui recebida com alegria pela mulher que cuidava de la, as outras crianças ficaram felizes em me conhecer, mas desde que eu cheguei não disse uma única palavra.

-- Essa é a Melinda Rin, espero que se dêem bem -- uma mulher mais velha disse.

Os meses foram passando e muitos desistiram de tentar ser meus amigos, por nunca falar nada, mas tinha um garoto insistente que não me deixava em paz, por mais que eu não abrisse a boca ele continuava tentando, falava de coisas aleatórias e sem sentido, mesmo que eu quisesse ficar sozinha, ele não deixava e ficava ao meu lado.

Mas teve um dia em que ele estava muito triste, ninguém conseguia animar ele, eu não queria demostrar, mas estava preocupada, ele ficou olhando para o jardim o dia todo.

Quando cansei de apenas olhar, fui ate ele, suspirei e fiz algo que não fazia em meses e disse que nunca mais faria, eu falei.

-- Você esta bem? -- disse baixo, ele me olha com olhos arregalados, parecia que tinha visto um fantasma, mas logo depois deu o sorriso mais lindo que eu tinha visto.

-- Você falou comigo! -- ele praticamente gritou e todos viraram para nós tentando entender o que se passava.

Claro que depois eu fiz cara de paisagem e fingi não ter ideia do que ele tava falando.

-- O que aconteceu hiroto? -- o amigo dele perguntou preocupado.

Ele olhou para mim, depois sorriu e disse. 

-- Nada, vem Mel vamos brincar -- ele me puxou para fora da sala até um pequeno parque.

-- Você falou não foi? -- ele me perguntou, esperando ansiosopela minha resposta, que não veio. 

Continuei com cara de desistendida.

-- Não adianta fingir, eu sei o que ouvi -- ele fica emburrado, mas depois desfez para uma risada -- você tava preocupada não é?

Eu me virei para ir embora, mas ele pegou minha mão.

-- Eu estava triste porque achava que você não gostava de mim -- eu o olhei surpresa -- mas agora eu sei que estava enganado, então você quer ser minha amiga Mel?

Era com isso que ele tava triste, eu pensei que ele não queria mais falar comigo, já que eu sempre o ignorava.

-- Sim -- eu falei pela segunda vez e não parecia ser a última.

Meses se passaram e eu não falei tantas vezes, mas já era um progresso, as outras crianças viam que eu falava com o hiroto e tentavam se aproximar, e aos poucos eu ia deixando se aproximasem. 

Ate que um dia o Midorikawa ficou me irritando e eu gritei com ele, então passei o dia com raiva e ignorando a todos os que eu falava, talvez tenham sido eles que o obrigaram a pedir desculpas. 

Depois de dois anos eu já falava normalmente e brigava com vários garotos e o hiroto não me deixa ficar sozinha, ele é meu melhor amigo. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem a opinião de você, até o próximo capítulo queridos aliens.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...