História Meu melhor amigo || Jikook || Bangtan Boys (BTS). - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 380
Palavras 1.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Meu professor...


Eu não conseguia acreditar que já era a hora quando acordei hoje cedo, aliás, quando fui acordado pela minha mãe, já que o despertador cansou de tocar e eu nem escutei.

Pra mim era plena madrugada, eu precisava dormir mais umas duas horas no mínimo! Lembrei-me do tal horário de verão e já me arrependi de ter elogiado tanto.

Depois da saída a jato de domingo a noite, eu fiquei bem quietinho em casa durante o dia inteiro ontem. Vi umas séries, fiz o dever de Física, conversei no celular com o Yoongi, que ficou um tempão me contando sobre a viagem dele pra uma cidade que já esqueci o nome, apesar dele ter falado milhões de vezes, entrei no facebook e fiquei até umas oito horas da noite, mas quando o Hope e o Jaebum (que tinha acabado de chegar de viagem) passaram aqui, perguntando se eu não queria ir ao cinema com eles.

Aceitei o convite dos meninos (assistimos a Quando as luzes se apagam. Tanto eu quanto os dois estavamos morrendo de medo de dormir com a luz desligada depois), já que ficar em casa também cansa. Aí, até eu voltar, arrumar meu material escolar e esperar o sono aparecer, fui dormir quando já eram umas duas da madrugada. Ou seja, fui babando para o colégio hoje.

A primeira aula foi de Educação Religiosa. Eu estava lá, com a cabeça deitada na carteira, torcendo para ninguém reparar em mim, quando alguma coisa bateu no meu cabelo. Eu levantei o olhar um pouquinho e vi que era o Kook que tinha mandado a borracha em mim... Em seguida, me mandou um bilhetinho.

" Oi, Belo Adormecido! Como foi o feriado? Topa lanchar na lanchonete aqui na frente da escola? Você não acha que a Irmã está com cara de quem aprontou alguma no feriado? Você também está com cara de quem não dormiu, Minnie. A gandaia foi boa, né? É só eu viajar que você caí na farra! Arrumou algum namorado para eu encher de porrada?"

Respondi com outro bilhete:

" Kook, se quer saber, realmente eu não dormi. Antes fosse por causa de gandaia... Insônia é o nome da minha namorada, conhece? Mas, realmente, eu queria ver essa história de porrada... você não bate nem em bola de basquete! Quero saber como estava a viagem. Pelo visto não tinha muito sol, né? Ok, vamos a lanchonete depois.

P.S: Acho que a Irmã teve que pagar alguma penitência nessa madrugada".

Os três horários até a hora do recreio se arrastaram. Eu e o Kook fomos os primeiros a sair da sala quando o sinal tocou. Graças ao novo grêmio estudantil, podemos sair do colégio durante o horário do recreio (ops, intervalo... o Kook me enche o saco porque diz que ninguém mais fala "recreio" desde a quarta série) e não precisamos nos submeter àquela coxinha gordurosa da cantina. Aliás, a cantina anda às moscas desde que abriu uma nova lanchonete aqui na frente da escola.

O problema é que a gente perde metade do intervalo na fila e nunca consegue se sentar nas mesas, que estão sempre ocupadas pelos alunos do terceiro ano que matam aula.

Mas hoje, por sorte, o Hope, o Jaebum, o Seokjin e o Namjoon - que também são do segundo ano, só que dá outra sala - já estavam em uma mesa porque um professor faltou e eles tiveram o terceiro horário vago. O Kook, como sempre, pediu um hambúrguer completo e uma Coca grande. Não sei como ele não engorda. Eu fiquei no meu tradicional pãozinho com guaraná diet.

O Hope fez todo mundo rir contando nossa saga "táxi-horário de verão-táxi". O Jaebum jurou que nunca mais ia deixar ninguém arrasta-lo para o interior, porque lá não tem nada pra fazer e ele acaba perdendo uns programas legais como os que eu e o Hoseok fizemos (acho que colocaram alguma coisa no refrigerante do Jaebum... Só pode!). O Seokjin e o Namjoon também não viajaram e concordam que a sessão de DVD na minha casa foi o ponto alto do feriado. O Kook foi o que mais aproveitou, apesar da chuva que estava na cidade que ele estava - que eu esqueci novamente. Ficou contando dos barzinhos, dos filmes que ainda não estrearam aqui... esse tipo de coisa...

A gente estava começando a falar do Yoongi, imaginando o porquê dele não ter aparecido no colégio hoje, quando o sinal bateu. Eu levantei correndo, porque a próxima aula era de biologia! O Seokjin, o Namjoon e o Jaebum nem ligaram, mas vi que o Kook e o Hope se entreolharam, como se não estivessem entendendo o motivo da minha pressa.

Entrei na sala e ele já estava sentado. Quando fui para a minha carteira, que fica na última fileira, dei uma olhadinha e ele estava olhando pra mim. Eu dei um risinho e ele disse: "Oi".

Oi!!! Ele disse oi pra mim!!! Tá, ele poderia ter dito "Oi Jimin", mas um oi sozinho já é bom o suficiente!

Ele esperou o resto dos meus colegas entrarem na sala e começou a fazer a chamada. Quando chegou ao meu nome, me olhou daquele jeito que ele me olha em todas as aulas - tenho certeza de que ele só olha assim pra mim - e eu respondi um "presente" quase inaudível, uma vez que, como ele já havia me visto, eu não precisava gritar que estava lá. Só que o Kook - que hoje estava sentado na minha frente - perguntou se o pão tinha me feito mal ou coisa parecida, porque eu estava com cara de que iria desmaiar a qualquer momento! Chatão! Bem que podia ter falado isso mais baixo. Aquela turma do Bambam ficou toda cheia de cochichinhos olhando pra mim.

A aula do meu professorzinho acabou, o último horário foi de Inglês, e o único inglês que eu estudei foi o da minha música atual preferida, que rabisquei umas vinte vezes na última página do caderno...

(To com preguiça de traduzir, se quiserem procurem no YouTube. "The police. - don't stand so close to me").

Quando eu cheguei em casa, liguei correndo para o Yoongi, pra saber porque ele tinha matado aula, justamente hoje. O Yoongi é o único que sabe da minha paixão pelo Jackson e tinha que me ajudar a analisar o que ele quis dizer com aquele "oi" seguido da olhadinha...

Tem hora que eu acho que o Kook já sacou, eu tenho até vontade de contar pra ele, mas, por algum motivo, sempre perco a coragem na hora de falar. Eu sei que ele não ia atrapalhar nem contar pra ninguém, puxa, o Kook é meu melhor amigo desde que eu mudei de colégio!

Na verdade, foi minha mãe que me mudou. Eu estava bem feliz e satisfeito no meu antigo colégio, e ela veio toda: "Esse seu colégio não passa ninguém no vestibular! Vou te colocar no colégio do Hoseok, porque a mãe dele falou que o índice dele de aprovação é um dos melhores da cidade e que o Hoseok estuda o tempo todo! Como suas notas são boas mesmo sem você legar no livro, com certeza esse seu colégio é uma porcaria!".

Porcaria é a cabeça do Hope que só fica pensando no Mark a aula inteira! Por causa disso ele tem que tirar o atraso em casa. E, por esse motivo, agora eu tenho que estudar em um colégio de freiras.

Não entendo isso do Hoseok gostar do Mark! Ele é tão bobo! Se acha o tal só porque passa cinco horas por dia na academia! Claro, as pessoas não escolhem de quem elas gostam, mas o Hope poderia escolher... ele até que é bonitinho... tanto meninos quanto meninas choviam nele! Já eu, com esse meu biótipo indefinido, passo até despercebido de tão sem-graça. Fico imaginando as pessoas falando de mim: "sabe o Jimin? Aquele meio... é... meio assim... hum... que tem... ah, aquele menino que tingiu o cabelo, sabe?"

O Yoongi - que não foi à aula porque precisava repor as forças gastas no feriado (e inventou pra mãe que estava morrendo de dor de cabeça) - não me animou em nada quando contei aquela cena da aula de hoje.

- Sinceramente, Jimin... - ele falou - será que ele não fala esse 'oi' pra todo mundo? E essa tal olhada que você diz que ele te dá na hora da chamada, eu acho que ele dá pra mim também... é pra verificar se é a gente mesmo que está respondendo e não outra pessoa no lugar, caso a gente esteja matando aula...

Odeio o Yoongi. Tudo bem que foi ele que resolveu ser meu amigo quando - por azar (ou por sorte, não sei) - eu não fiquei na sala do Hoseok nessa mudança de colégio. Se dependesse da minha timidez, eu não ia ter amigo nenhum até hoje. Aí o Yoongi veio e me ofereceu os cadernos dele para eu entender o que estava acontecendo... depois me contou sobre as panelinhas existentes na sala, e até foi ele que me apresentou ao Kook... mas não sei por que ele tem que ser tão realista. Realista, nada! Pessimista, isso sim! Ele nem estava lá pra ver a tal olhadinha!

Tenho certeza de que ele demora o olhar em mim uns dois segundos a mais do que o suficiente para verificar se sou eu que estou respondendo a chamada! E tenho certeza de que também ele só não olha mais pra não dar na cara... E um dia ainda vou provar isso pro Yoongi!


Notas Finais


:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...